Um blog do Ministério Fiel  Um blog do Ministério Fiel

Kevin DeYoung – Coisas que as Pessoas Nunca Deveriam Dizer que Nunca Ouviram em Sua Igreja

deyoung-ouvir

Eu estremeço cada vez que ouço o testemunho de um cristão que cresceu na igreja e só mais tarde veio a entender alguns pontos fundamentais da fé. É claro que algumas coisas são difíceis de entender. Temos que beber leite antes de comermos carne. Não me desaponto com as pessoas que nunca aprenderam a palavra propiciação ou nunca souberam a diferença entre as obediências ativa e passiva de Cristo. Estes são conceitos incrivelmente importantes e devemos ensiná-los a partir das bases. Mas estou falando do básico, das coisas que todo cristão deveria saber de trás para frente, as coisas que deveríamos ouvir na igreja a todo tempo.

Certamente as pessoas não lembram tudo o que elas deveriam lembrar. É possível que a culpa repouse sobre os ouvintes tanto quanto nos oradores. Mas ainda assim, isso é apenas mais incentivo para tornar certas coisas claras como água. Não devemos assumir que nossos membros sabem o que eles precisam saber. Não podemos assumir que eles ouviram o que pensamos que já lhes dissemos.

Como pastor, há certas coisas que espero que os membros de minha igreja nunca dirão que nunca ouviram. Estas não são necessariamente as mais importantes doutrinas da fé (ainda que algumas sejam). Contudo, são coisas que nós facilmente assumimos que nossos membros sabem, mas frequentemente ainda deixam escapar.

E quando eles deixam escapar estas coisas, eles podem acabar perdendo todo o resto.

1. “Ser um cristão é mais do que ir à igreja e ser uma boa pessoa.” Nós temos que tornar essa aqui absolutamente e repetitivamente clara.  Posso lhe assegurar que há pessoas em sua igreja (e na minha) que pensam que o cristianismo consiste em comparecer em cultos religiosos com alguma regularidade e não cometer grandes erros. Certifique-se de que eles conhecem o evangelho, que Jesus Cristo viveu a vida que nós não poderíamos viver e morreu a morte que nós merecíamos para que, pela fé somente, nós pudéssemos ser reconciliados com Deus. Certifique-se de que eles possam articular o evangelho também.

2. “Devemos nascer de novo.” Estou chocado que a história mostra que avivamentos frequentemente seguem quando pregadores retornam a este tema vez após vez. Seus membros sabem que eles estão mortos em pecado e precisam do milagre da regeneração?

3. “Precisamos desenvolver um relacionamento pessoal com Cristo.” Nós podemos nos cansar do termo “relacionamento pessoal”, mas ele tenta chegar a algo crucial para a vida cristã. Devemos realmente conhecer a Cristo, amá-lo, caminhar com ele e ouvi-lo.

4. “Cristãos maduros desenvolvem hábitos para a vida toda de leitura bíblica e oração.” Isso pode ser totalmente minha culpa, mas de alguma maneira eu não sabia disso até conhecer alguns bons amigos batistas fundamentalistas no ensino médio que começavam cada dia com algo chamado “momento de silêncio.”

5. “Cristãos sofrem.” Nosso sofrimento se torna pior neste país porque ninguém nos diz que ele virá.

6. “Deus pode ter prazer em mim.” Os cristãos que entendem os números 1 a 5 frequentemente têm dificuldade de abraçar essa verdade. Diga a seus membros com frequência que Deus se compraz na obediência deles. Diga a eles que Deus é um Pai amoroso que se compraz em seus fieis, embora imperfeitos, filhos.

7. “Cuidado com os falsos mestres.” Nós não treinamos nossos jovens bem se eles deixam nosso ambiente seguro e assumem que todos os que se apresentam pelo nome de “cristão” ou publicam livros cristãos, ou ensinam em colégios cristãos são dignos de confiança.

8. “Há um Deus em três Pessoas.” O que é mais fundamental do que o próprio Deus? E ainda assim, quantas igrejas instruem adequadamente e frequentemente seus membros a respeito da Trindade?

9. “Há muitas pessoas no mundo que não pensam que o cristianismo é verdadeiro e algumas delas são muito legais e inteligentes.” Se temos estado em igrejas a vida inteira, podemos aprender que há outros que discordam de nós, mas suas crenças e argumentos são frequentemente apresentados de maneira fraca. É fácil as pessoas crescerem na igreja imaginando que outras cosmovisões são bem idiotas e/ou aqueles que as defendem são obviamente pessoas más. Prepare seus membros para que eles saibam que vão encontrar pessoas decentes e inteligentes que discordam deles. Prepare-os para pensar além dos estereótipos.

10. “Há uma razão pela qual nós cultuamos da maneira que cultuamos.” É claro que este pode não ser o caso em toda igreja. Alguns cultos são planejados sob o título básico de “o que quer que eu goste e pareça funcionar.” Mas é provável que sua igreja seja melhor que isso. Tome um tempo para explicar porquê vocês ainda cantam hinos antigos, porquê vocês tentam canções novas, porquê vocês têm uma oração de confissão, porquê há uma oração pastoral, porquê o sermão é da maneira que é. O culto fica ridículo quando os membros nunca foram ensinados o motivo de cultuarmos da maneira que cultuamos.

Se você é um pastor, pai ou mãe, líder de estudo bíblico, professor de EBD, ou qualquer um que instrua aos outros na fé, não assuma que seus filhos ou seu grupo conhece estas coisas. Repita-as. Cante-as. Ore-as. Peça às pessoas que digam o que você acabou de dizer. Faça-as levantarem as mãos. Faça-as repetir depois de você. Faça o que for preciso para se certificar que seu grupo nunca diga que nunca ouviram as coisas mais importantes de você.

Por Kevin DeYoung. Copyright © 2013 The Gospel Coalition, Inc. Todos os direitos reservados. Original: Things People Should Never Say They Never Heard at Your Church

Tradução: Alan Cristie. Copyright © 2013 Editora Fiel. Todos os direitos reservados. Original: Coisas que as Pessoas Nunca Deveriam Dizer que Nunca Ouviram em Sua Igreja





  • http://www.facebook.com/pschroer1 Poliana Schroer

    Trabalho com discipulado individual e tenho percebido como as pessoas realmente não sabem coisas básicas como por exemplo a promessa do salvador em Gênesis 3.15. Sabemos que não há mais espaço para escola dominical nesse contexto frenético da atualidade. Tenho descoberto no ensino através do discipulado em como a igreja pode crescer além do púlpito de domingo. Que Deus nos ajude!

  • PAS

    Só esclarecer uns errinhos no final para não dificultar o entendimento: faltaram algumas letras ou palavras no ponto 10; elas seguem em maiúscula:

    “porquê há uma oração pastoraL, porquê o sermão é da maneira que é. O culto fica ridículo QUANDO os membros nunca foram ensinados o motivo de cultuarmos da maneira que cultuamos.”

    • alancristie

      Obrigado, PAS!

  • Gibson Nascimento

    Muito Bom, precisamos rever nossos conceitos e ajudar os nossos irmãos a lembrar.

  • Joel

    As vezes me sinto um estranho no meio Evangélico, na questão de Escolas Bíblicas. Todos os artigos falam de EBD, e eu participo da Escola Sabatina. Graças a Deus por isso! É notável a falta de conhecimento dos cristãos atuais, passei 12 anos longe da igreja e quando voltei percebi isso, com a banalização do Evangelho, onde “tudo pode”. Querem apenas a graça, mas não consideram que a Graça é que nos converte e faz com que guardamos a Lei. A necessidade dos líderes e demais membros das igrejas é grande, pois Deus cobrará de todos o que diz em Mateus 28:20 (“…Ensinai a guardar todas essas coisas.)

  • aleida maria cavalcante lima

    muito, muito bom,mesmo! Exulto ao ver cristãos centralizados na VERDADE COM BASTANTE SERIEDADE. É SAUDÁVEL P O REINO DE DEUS…

  • http://www.facebook.com/GabrielLucasSede Gabriel Luckas

    Uma das raizes mais amargas da Cristandade atual é a diferenciação “Escola Biblica X Pregacao”

    Venho de uma denominacao em que existe isso. Doutrina e Ensino aos domingos pela Manha e Apelo às emocoes e tudo o que ha de podre vindo do Pulpito na hora da pregacao. E Como a Irma falou abaixo, no mundo atual a EBD onde ha ensino tem pouca frequencia, mas o Culto está Lotado. Formam-se Crentes Sentimentais, mas sem Base em Cristo pelo seu Ensino.

    Penso que enquanto for assim nessas denominacoes, a diferenciacao entre EBD e Pregacao e o menosprezo pelo Ensino Serio do Evangelho, as coisas só irao piorar.

    • Deborah

      Para mim Gabriel, tds os cultos deveriam ser de ensino tbm. Por aqui, mtos tem a visão q a pregação (fora a EBD) tem q ser evangelística. Aí, começam os apelos a emoção e coisa e tal.

      • http://www.facebook.com/GabrielLucasSede Gabriel Luckas

        pois é irma. Eh complicado, Acho que mesmo um culto sendo com proposito evangelistico ele deve carregar nao apelos e sentimentalismos mas os fundamentos da nossa Fé em Jesus. Entendo que há sim uma diferença entre Pregacao e Ensino. Isso eh Obvio na Escritura. A Pregação é voltada aos Incrédulos Com foco evangelistico.

        Mas como é Bom ouvir o Basico e Simples da Nossa fé nao é? Sobre O Sangue, o Perdao dos Pecados, a santificação. Mas o que se ouve é o que a irma falou, apelos e sentimentalismos. Lamentavel

        Como um dia comentei em um Video no Youtube sobre uma pregacao, perguntando onde estava o Evangelho naquilo Tudo que o Pregador falava. Entao um Irmao me respondeu que aquilo era um Congresso Missionario, Evangelho era pros Perdidos nao pra Crentes. Triste, muito Triste.

  • Deborah

    Muito bom! Fui criada na igreja, e hoje, mto do que sei, sei porque busquei. A maioria dos cristãos não sabem sobre os fundamentos básicos para nossa fé. A maioria crê, mas não sabe dizer pq crê.

  • Maicon Broisler

    Muito bom artigo. Hoje em dia se vê muito apelo ao emocionalismo, teologia da prosperidade. Avivamento não é apenas pular e bater palmas, em primeiro lugar vem um carater transformado, uma vida de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo.

  • http://www.facebook.com/mpudavid David Manacapuru

    Quem disse que a trindade é um fundamento básico da igreja? Os discípulos nem se quer batizaram em nome da trindade! Examinem atos dos apóstolos.

    • Ruan

      Examine toda a Bíblia!!!

    • Caio

      mano… você já leu a bíblia…?

    • Profeta

      Esse artigo é para você. Humilhe-se e receba em nome de Jesus!

    • ailton

      Oi Davi, nao importa como batizavam mas cmo Jesus ensinou para batizar. Pedro comia com gentios mas tinha vergonha deles bem como houve contenda entre Paulo e Silas mas naobquer dizer que isso era pra ser copiado. Faca o que Jesus mandou fazer. Vc nao erra assim. Obedece tambem seus pais, nao critique seus amigos, pague o mercadinho e Deus te abencoara sempre.

    • Vinícius S. Pimentel

      David,

      Esse entendimento completamente equivocado acerca da Trindade é uma das razões pelas quais o texto do DeYoung é tão valioso.

      É verdade que, em Atos, Lucas descreve a fórmula batismal como “em nome de Jesus”, mas isso não anula de maneira nenhuma a fórmula dada pelo próprio Senhor Jesus de batizar “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”. Aliás, qualquer estudo mais ou menos dedicado de Lucas-Atos faz cair por terra essa tentativa de negar a Trindade, já que os livros escritos pelo “médico amado” são ricos de referências às pessoas divinas (Pai, Filho e Espírito) em suas distinções e em sua unidade essencial.

      Além disso, ainda que não tivéssemos a fórmula trinitária de Mateus 28, teríamos elementos mais do que suficientes para crer e ensinar a doutrina da Trindade. Veja, por exemplo, Efésios 1, 2Coríntios 13, 1Pedro 1 etc. etc. etc.

      Em Cristo,
      Vinícius

  • http://www.facebook.com/jose.mariano.961 José Mariano

    Gostei muito do artigo dos comentários.
    Obrigado a todos, a quem eu saúdo com GRASSA E PAZ.
    Já vi muitas bobagens de pessoas que confia apenas na sua fama uma delas é
    esta.
    Tudo isto me faz lembrar, uma frase destas proferidas em congressos para
    pastores a frase creio que alguns de vocês já ouviram “RESISTIE AO DIACONO
    E ELE FUGIRA DE VÓS” Fiquei muito indignado quando ouvir isto pela
    primeira vez a muitos anos atrás, e pensei o quanto seria danoso para a igreja;
    ate que finalmente vi em uma conferencia do instituto Hogay, o palestrante
    expor em seus islandês e a plateia deram risadas, fora dali chamei-o atenção,
    tendo em vista que ele era um formador de opinião. o resultado disto é que
    pastores influenciado com este jargão tem chutado tantas lideranças da igrejas,
    e depois de expulsar toda liderança finalmente o pastor também sai sem dar
    muita satisfação a igreja.

    Esta maldita frase não é baseada nos ensinamentos do nosso Senhor Jesus
    Cristo, pelo contrário ele disse que aquele que vem a mim de maneira nenhuma
    lançarei fora. e o suposto versículo diz assim “Sujeitai pois a Deus resistir
    ao diabo e ele fugira de vos.” o criador deste jargão infame, não se
    sujeitou a Deus e nem ama a sua igreja compara um ancião que possivelmente é um
    fundador da igreja, ser comparado com diabo.

    Temos que entender que o soberano é o Senhor Jesus Cristo, pastores e
    liderança de igreja tem que ter humildade, e se quer ser senhores, lave os pés
    um dos outros, suportando uns aos outros, deixe a arrogância, e faça o trabalho
    com decência.

    Obrigado a todos.