William-Wilberforce

William Wilberforce e os iniciadores de amor

John Piper: Wilberforce foi cercado por pessoas que eram endurecidas na fé pessoal em Cristo pelas formalidades de suas igrejas e de suas escolas cristãs nominais. Mas seu modo de olhar para o mundo era que eles tinham grande necessidade da fé pessoal em Cristo como seu Salvador.

pelo-que-orar

Pelo que orar

John Piper: O diabo odeia a oração. Nossa carne naturalmente não gosta dela. Portanto, não é algo que flui espontaneamente, completa e apaixonadamente, do fundo do nosso coração. A oração requer uma disciplina sempre renovada.

porque-a-popularidade-dos-filmes-de-terror

Por que a popularidade dos filmes de terror pode encorajar os cristãos

Mike Duran: A popularidade do gênero de terror pode ser uma afirmação subconsciente coletiva de que o mundo não era para ser assim, que as trevas morais invadem tudo ao redor, tanto dentro quanto fora de nós. Sem redenção, nós sabemos que a distopia é inevitável. Só podemos reconhecer que o terror é horrível porque reconhecemos o que é bom e glorioso.

existe-apenas-um-caminho-de-salvacao

Existe apenas um caminho de salvação?

James Anderson: Se a Bíblia está certa sobre a nossa situação, então Jesus deve ser o único caminho de salvação, e nosso dever deve ser o de proclamar Jesus como o único caminho. O amor a Deus, o amor a Cristo, o amor ao próximo e o amor à verdade não nos deixam outra alternativa.

o-peso-da-coroa

O peso da “Coroa”

Betsy Childs Howard: Sacrifício e abnegação não são temas novos, mas não os vemos em uma relação intrínseca com a glória. Enquanto a mensagem mais clara de The Crown é que a glória requer sacrifício, o inverso também brilha sutilmente: o sacrifício leva à glória.

o-campo-de-treinament-da-sa-doutrina

O campo de treinamento na sã doutrina

Tim Challies: Cristão, comece a se exercitar na sã doutrina hoje. Faça investimentos diários de fidelidade em particular, com a sua família e com a sua igreja. Assim, você será ‘capacitado para toda boa obra’, pronto para sustentar a verdade imutável de Deus e rejeitar qualquer doutrina mortal.

13-razoes-why

“13 Reasons Why” é enganoso e destrutivo

Trevin Wax: 13 Reasons Why cria um problema que está tentando consertar, talvez porque não tenha uma solução eterna a oferecer. Para aqueles que têm pensamentos de suicídio ou que têm amigos que conhecem as trevas desse desespero, a esperança permanece. Mas isso não será encontrado na Netflix.

Deus-se-importa

Deus se importa?

John Blanchard: Quando pensamos no modo como às vezes tratamos Deus, o seu cuidado infalível por nós certamente é surpreendente. Não é de admirar que Davi pergunte: “que é o homem, que dele te lembres e o filho do homem, que o visites?” (Sl 8.4).

deixe-que-a-biblia-fale-de-Deus

Deixe que a Bíblia fale de Deus

Jen Wilkin: Somos como Moisés. A Bíblia é a nossa sarça ardente — uma declaração fiel da presença e da santidade de Deus. Nós pedimos que ela fale acerca de nós mesmos, mas em todo o tempo ela nos fala a respeito do “Eu sou”.

carta-de-amor-a-uma-lesbica

Carta de amor a uma lésbica

Jackie Hill-Perry: O conflito com o homossexualismo é uma batalha de fé. A minha alegria está em Deus? Ele é suficiente? Ou eu ainda estou procurando por um poço de água para apagar uma sede que só Ele pode satisfazer? Esta é a batalha. É para mim, e é para você.

a-importancia-da-seguranca-da-fe

A importância da segurança da fé

Joel Beeke: A segurança da fé é a convicção de pertencer a Cristo por meio da fé e desfrutar a salvação eterna. Aquele que tem essa segurança não somente crê na justiça de Cristo para a sua salvação, mas também sabe que crê e que é amado graciosamente por Deus.

cara-onde-esta-sua-noiva

Cara, cadê sua noiva?

Kevin DeYoung: Homens, chegou a hora de tomar uma pequena iniciativa — na igreja, na sua carreira e com as mulheres. Parem de dar voltas e procurem um alvo. Parem de namoricar e — se Deus não o estiver chamando para um serviço celibatário — comecem a procurar uma esposa.

como-devemos-cultuar-a-Deus

Como devemos cultuar a Deus?

John MacArthur: O mundo está cheio de religião falsa e superficial. Nós, que amamos a Cristo e cremos que sua Palavra é verdadeira, não ousemos moldar nossa adoração aos estilos e preferências de um mundo incrédulo.