um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Phil Ryken – Como Pode Jesus Ser Tanto Homem Como Deus?

Mostramos anteriormente que Jesus Cristo possuia plenamente a natureza divina e plenamente a natureza humana em uma só pessoa. No vídeo de hoje, Phil Ryken fala resumidamente sobre esse grande mistério da piedade: Deus se manifestou em carne (1 Tm 3:16)!

Transcrição

Um dos grandes mistérios do universo é a encarnação de Jesus Cristo. Sua completa, plena e verdadeira humanidade, mas também sua genuína e verdadeira deidade. E penso que de fato teríamos de ser Deus para entender como a natureza humana e a natureza divina são unidas na pessoa de Jesus Cristo. Mas é biblicamente claro que ambas as coisas são verdadeiras.

É óbvio a partir dos relatos nos evangelhos que Jesus era um homem de verdade. Ele ficou cansado, Ele precisou de comida, Ele sofreu as limitações físicas do corpo, e particularmente, Ele ofereceu Seu corpo em sacrifício, em uma morte sangrenta na cruz. É nítido que Jesus foi e é um verdadeiro ser humano, mas também é claro a partir do testemunho da Bíblia, e a partir do que Jesus disse a respeito de Si mesmo, que Ele também é verdadeiramente Deus que Ele alegou ser o mesmo Senhor Deus do Antigo Testamento, que Ele exigiu e mereceu ser adorado como Deus. E agora Ele foi exaltado pelo Deus Pai a um lugar de governo e domínio sobre todo o universo.

Crer em Jesus é de fato crer tanto em sua genuína humanidade quanto em sua plena e completa deidade. Ambas estas coisas são necessárias para nossa salvação. Nós precisamos de um Salvador que se tornou carne e osso. A Bíblia diz que para que Jesus pudesse salvar seus irmãos, Ele deveria se tornar como nós. E ainda assim, para que pudesse fornecer uma perfeita expiação por nossos pecados, um sacrifício infinitamente precioso, Ele também ofereceu o próprio sangue de Deus, pode-se dizer. Um sacrifício perfeito baseado em Sua deidade. E ambas estas coisas são necessárias para nossa salvação. Ambas são verdades bíblicas. É um grande mistério. Mas devemos crer no que diz a Bíblia sobre a deidade e a humanidade de Jesus Cristo.

Por: Philip Ryken. Copyright © 2012 T The Gospel Coalition, Inc. All rights reserved. Original: How Can Jesus Be Both Man And God?

Tradução: www.voltemosaoevangelho.com. Original: Phil Ryken – Como Pode Jesus Ser Tanto Homem Como Deus?

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

5 Comentários
  1. David Willyam Diz

    não estou vendo o link do vídeo…

    1. João Victor Diz

      Resolvido.

  2. João Paulo Diz

    Bem mitologico como toda mitologia que cre que um filho de deus pisou na terra!!! kkkkkkkkkkkkk

    1. Ricardo Martins Diz

      mas diferente de qualquer mitologia os relatos bíblicos sobre Jesus Cristo foram escritos e vivenciados por testemunhas oculares, que inclusive deram suas próprias vidas em prol do que viram e tocaram, o Verbo de Deus.

  3. Anderson Felix Loureiro Diz

    Irmãos, acredito que Cristo Jesus é Deus eterno juntamente com o Pai e o Espírito Santo. Entretanto, por ter contato com alguns ensinos do chamado JUDAÍSMO da Unidade através de um judeu chamado Marcos Andrade Abrão (há vários vídeos no youtube) surgiram algumas questões que compartilharei abaixo. Não confundam Judaísmo da Unidade com o movimento dos judeus messiânicos (parece que estes crêem que Jesus é Deus). O Judaísmo da unidade acredita que Jesus (o Yeshua) é de fato o messias, mas não crêem que o testemunho das Escrituras asseveram que o Messias é Deus. Portanto, levantei algumas questões para os apologetas do site responderem daquilo que mais ou menos compreendi do ensino do Judaísmo da Unidade. Seguem abaixo:

    Dizer que as coisas foram criadas por intermédio de Cristo, não significa que foram criadas por Cristo. Deus, o Pai, foi quem criou, e Cristo foi o meio pelo qual as coisas foram criadas. Podemos deduzir disto que Cristo é Deus? Se uma soprano quebra um taça com o som emitido por suas cordas vocais, eu poderia dizer que ela quebrou a taça por INTERMÉDIO do som. Isso não torna o som em si, numa soprano.

    Dizer que Cristo é a expressão exata do ser de Deus, é dizer exatamente isto: o Cristo é uma EXPRESSÃO de Deus. Se Cristo de fato é DEUS eterno como o PAI, porque precisaríamos dizer que Cristo é uma expressão de Deus? Algo que EXPRESSA outro algo é IGUAL a este outro algo?

Comentários estão fechados.