um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

3 premissas da Teologia Sistemática

O texto abaixo foi extraído do livro Somos Todos Teólogos, de R. C. Sproul, da Editora Fiel.

A teologia sistemática está baseada em algumas premissas. A primeira é a de que Deus revelou-se a si mesmo não somente na natureza, mas também por meio dos escritos dos profetas e dos apóstolos e que a Bíblia é a Palavra de Deus. É teologia par excellence. É o completo logos de theos.

A segunda premissa é que, ao revelar-se a si mesmo, Deus o faz de acordo com seu próprio caráter e natureza. A Escritura nos diz que Deus criou um cosmos ordeiro. Ele não é autor de confusão, porque nunca se confunde. Deus pensa claramente e fala de uma maneira inteligível, com o propósito de ser entendido.

Uma terceira premissa é que a revelação de Deus na Escritura manifesta as qualidades de seu caráter. Há uma unidade na Palavra de Deus, apesar da diversidade de seus autores. A Palavra de Deus foi escrita durante muitos séculos, por muitos autores e aborda uma variedade de temas, mas dentro dessa diversidade há unidade. Toda a informação que achamos na Escritura –coisas futuras, a expiação, a encarnação, o julgamento de Deus, a misericórdia de Deus, a ira de Deus –têm sua unidade em Deus mesmo. Por isso, quando Deus fala e se revela, há uma unidade nesse conteúdo, uma coerência.

A revelação de Deus é também consistente. Alguém já disse que consistência é o embaraço de mentes inferiores, mas, se isso fosse verdade, teríamos de dizer que Deus tem uma mente inferior, porque em seu ser e caráter ele é totalmente consistente. Ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre (Hb 13.8).

Estas premissas guiam o teólogo sistemático à medida que ele realiza sua obra de considerar todo o espectro da Escritura e inquire sobre como ela se harmoniza no todo. Em muitos seminários, o departamento de teologia sistemática é separado do departamento de Novo Testamento e do departamento de Antigo Testamento. Isto acontece porque o teólogo sistemático tem um foco diferente do professor de Antigo Testamento e do professor de Novo Testamento. Eruditos bíblicos se focalizam em como Deus se revelou a si mesmo em vários momentos no decorrer do tempo, enquanto o teólogo sistemático toma essa informação, reúne-a toda e mostra como essa informação se ajusta em um todo significativo. Isto é, certamente, uma tarefa intimidante, e estou convencido de que ninguém já a fez perfeitamente.

Visto que estou engajado em teologia sistemática, sempre fico admirado com a coerência específica e intrincada do escopo da revelação divina. Teólogos sistemáticos entendem que cada ponto na teologia aborda cada outro ponto. Quando Deus fala, cada detalhe que ele profere tem um impacto em cada outro detalhe. Essa é a razão por que nossa tarefa constante é ver como todas as peças se ajustam no todo orgânico, significativo e consistente.

Somos todos teólogos

Uma introdução à Teologia Sistemática

Neste livro, o autor argumenta que somos todos teólogos sempre que buscamos respostas sobre os ensinos da Bíblia ou os ignoramos intencionalmente. Ele nos ajuda a estudar e interpretar corretamente as Escrituras para fazermos boa teologia.

Escrito pelo eminente teólogo R. C. Sproul, esta introdução à teologia sistemática nos orienta sobre os principais temas da fé cristã, através de um estudo abrangente das Escrituras e da história da igreja que nos permite formular uma teologia para a vida do dia a dia.

CONFIRA

Por: R. C. Sproul. © Ministério Fiel. Website: ministeriofiel.com.br. Trecho extraído com permissão. Fonte: Extraído do livro: R. C. Sproul, Somos todos teólogos.

Original: 3 premissas da Teologia Sistemática. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados.

Comentários estão fechados.