um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Como manter uma igreja viva?

Uma das passagens mais dramáticas da Bíblia é Isaías 1:10-20, onde o profeta repreende a Igreja do Antigo Testamento, chamando seus líderes de príncipes de Sodoma e Gomorra, cidades famosas pela devassidão e iniquidade. O povo de Deus havia se corrompido ao ponto de Deus não mais ter qualquer prazer em receber o culto e a adoração dele. Infelizmente, esse quadro de decadência e corrupção da Igreja de Deus neste mundo se repetiu por muitas vezes através da história. Nestes períodos o povo de Deus esfria em sua fé, endurece o coração, persevera no pecado e serve de péssimo testemunho ao mundo.

Nosso dever como Igreja e cristãos individuais é evitar que a decadência espiritual entre em nossas vidas. Existem quatro coisas que podemos fazer para evitar o declínio espiritual da Igreja, com a graça de Deus:

(1) Tratar o pecado com seriedade. Nada arruina mais depressa a vida espiritual de uma comunidade do que permitir que os pecados dos seus membros permaneçam sem ser tratados como deveriam. Lemos na Bíblia que quando Acã desobedeceu a Deus, toda a comunidade sofreu as conseqüências. Nossos pecados não são problema: mas os nossos pecados ocultos, escondidos, não confessados, arrependidos, se constituem um tropeço espiritual, que entristece o Espírito de Deus, e acaba se espalhando pela Igreja e envenenando os bons costumes e a fé.

(2) Zelar pela sã doutrina. A verdade salva e edifica a Igreja, mas a mentira é a sua ruína. O erro religioso envenena as almas e desvia o povo dos retos caminhos de Deus. O Senhor Jesus criticou severamente a Igreja de Pérgamo por ser demasiadamente tolerante para com os falsos mestres que infestavam a comunidade com falsos ensinos (Apocalipse 2.14-15). Da mesma forma, repreendeu a Igreja de Tiatira por tolerar uma mulher chamada Jezabel, que se chamava profetiza, e que ensinava os membros da Igreja a praticar a imoralidade (Apocalipse 2:20). Devemos ser pacientes e tolerantes, mas nunca ao preço de comprometermos o ensino claro do Evangelho.

(3) Andar perto do Senhor da Igreja. É Deus quem nos mantém firmes e puros. A Bíblia diz que se nós nos achegarmos a Deus, ele se achegará a nós. A Bíblia também nos ensina que Deus estabeleceu os meios pelos quais podemos estar em contínua comunhão com Ele. Estes meios são: os cultos públicos, as orações e devoções em particular, a leitura e a meditação nas Escrituras, a participação regular na Ceia do Senhor. Cristãos que deixam de usar estes meios acabam por decair espiritualmente, como uma brasa que é afastada da fogueira e logo perde seu calor. A negligência destes meios de graça abre a porta para a acelerada decadência espiritual e moral de uma Igreja.

(4) Estar aberta para reformar-se. O lema das Igrejas que nasceram da Reforma foi “Eclesia Reformata Semper Reformanda”. Ou seja, a Igreja deve sempre estar aberta para ser corrigida por Deus, arrepender-se de seus pecados e reformar-se em conformidade com o ensino das Escrituras. Nas cartas que mandou às igrejas da Ásia Menor através do apóstolo João, o Senhor Jesus determinou às que estavam erradas a que se arrependessem e retornassem aos retos caminhos de Deus (Apocalipse 2.5,16,21; 3.3,19). Elas precisavam ser reformadas e mudar o que estava errado. Existe grande perigo para uma igreja quando ela se fecha em si mesma, e deixa de ouvir a voz do seu Senhor, que deseja corrigi-la e traze-la de volta aos caminhos do Evangelho.

Estas medidas devem também ser aplicadas a nós, individualmente. Deveríamos procurar evitar a decadência espiritual da nossa prática religiosa, mantendo acesa a chama da fé pela freqüência regular aos cultos, pela leitura diária da Bíblia, por uma vida de oração e comunhão com outros irmãos. Infelizmente, por negligenciarem sua vida espiritual, muitos cristãos estão contribuindo para enfraquecer o testemunho das igrejas evangélicas no mundo.

Por: Augustus Nicodemus. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Fonte: Como manter uma igreja viva?

1 comentário
  1. Osmar Ferreira Diz

    Alguns usam o fato de que Miguel usa o termo o “Senhor te repreenda”(Judas 9) na contenda com o diabo, para afirmar que esta declaração o “Senhor te repreenda” se deu pelo fato de inferioridade real, ou seja, a mesma que os anjos tem em relação a Deus. Contudo, esta afirmação não pode ser levada em conta para afirmar que Miguel não é Jesus ou um dos nomes ou títulos que Jesus usa pelo simples fato de que a Palavra de Deus mostra o SENHOR CHAMANDO O SENHOR, DE SENHOR ( “O Senhor te repreende”)Compare as duas passagens, e observe que trata-se de dois servos de Deus. E, a diferença é que um estava vivo e o outro morto (Zacarias 3:2- Judas 9). Observe em um texto diz: “…Satanás esta a mão direita dele para lhe opor”, e o outro:…o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava”. ..

    “Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés.” Salmo 110:1.
    E, ainda devemos lembrar o episodio em que o Senhor fez referancia do Senhor, assim: Senhor disse para Moisés… CONSIDERAI QUE O SENHOR VOS DEU (Exodo 16:28,29). Sendo assim, ninguém poderá alegar que Miguel usou o termo Senhor por não ser igual.

    Lembra-se que o Filho do Homem diversas vezes chamou O Pai de Senhor, de Maior se posicionando como servo ( Isaías 53- Mateus 20: 28-Lucas 22:27- João 13:5- Filipense 2:7

    Veja agora o Senhor Jesus apesar de expulsar demônios e “diversas vezes repreendeu o próprio Diabo” se colocando como servo da humanidade provando como fajuta a declaração de que “Ora, como o arcanjo Miguel poderia invocar a autoridade de pessoa maior se ele fosse realmente Jesus, considerando que ele durante sua vida na terra por diversas vezes repreendeu o próprio Diabo”

    Não será assim entre vocês. “Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo; como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”. Mateus 20.26-28

    “Se alguém quiser ser o primeiro, será o último, e servo de todos” (Mc 9.35).

    “Eis o meu servo, a quem sustento, o meu escolhido, em quem tenho prazer. Porei nele o meu Espírito, e ele trará justiça às nações. Não gritará nem clamará, nem erguerá a voz nas ruas. Não quebrará o caniço rachado, e não apagará o pavio fumegante. Com fidelidade fará justiça; não mostrará fraqueza nem se deixará ferir, até que estabeleça a justiça na terra” (Isaías 42:1-4)

    Mc. 9:35 > E Ele, sentando-se, chamou os doze e lhes disse: Se alguém quiser ser o primeiro, Será o derradeiro de todos e o servo de todos.

    Mc. 10:45 > Porque o Filho do Homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.

    Não podemos ignorar o fato de que é Jesus que é o Príncipe e o Defensor do povo do profeta Daniel.

    A Palavra de Deus declara em Daniel 12:1 que “naquele tempo, se levantará Miguel”. A Palavra de Deus também declara que o “tempo,” é o “tempo de angústia, a qual nunca houve desde que houve nação até aquele tempo”; mas, “naquele tempo”, ou seja, no tempo de angústia, a qual nunca houve, “será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no Livro da Vida”. Há de ser observado mais uma vez, que o texto sagrado declara que é neste tempo que se levantará Miguel(não é pelo fato de Ele não tenha se levantado antes), neste tempo de angústia a qual nunca houve, e será salvo todo aquele que estiver escrito no Livro da Vida. Pois bem, a primeira pergunta a ser respondida é: somente os judeus estão ou estarão com os nomes escritos no Livro da Vida? A resposta é simples: Não. A segunda pergunta é: a que tempo o anjo Gabriel está se referindo nesta conversa com Daniel? A resposta também é simples e estar no próprio capitulo 12:2 a 4, ou seja, no tempo do fim. Cabe agora a Luz da Palavra de Deus estabelecer o tempo do fim, veja:

    Mateus 24:14 “E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.”

    II Pedro 3:3-4 “Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.”

    1 João 2:18 “Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora.”

    II Timóteo 3:1-5 “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses.”

    Jeremias 30.5-7: “Assim diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor e de temor e não de paz. Perguntai, pois, e vede, se acaso, um homem tem dores de parto. Por que vejo, pois, a cada homem com as mãos na cintura, como a que está dando à luz? E por que se tornaram pálidos todos os rostos? Ah! Que é grande aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será livre dela”.

    Agora com uma compreensão de que Miguel se levantará no tempo de angustia ou no tempo do fim, para defender e salvar da angústia naquele tempo que estiverem com o nome no Livro da Vida. Cabe agora ser esclarecido pela Palavra de Deus em outros textos, quem é que livra o povo de Deus(judeus ou gentios) da angústia e no tempo da angústia, para sabermos quem realmente é Miguel. Então vejamos:

    – O profeta Jonas disse: Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz. Jonas 2:2

    – O profeta Naum declarou: O SENHOR é bom, ele serve de fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele. Naum 1:7

    -O profeta Jeremias por duas vezes escreveu:1- “O esperança de Israel, e Redentor seu no tempo da angústia, por que serias como um estrangeiro na terra e como o viandante que se retira a passar a noite?” Jeremias 14:7-8. “2- O SENHOR, fortaleza minha, e força minha, e refúgio meu no dia da angústia; a ti virão os gentios desde os fins da terra, e dirão: Nossos pais herdaram só mentiras, e vaidade, em que não havia proveito” Jeremias 16:19.

    -O salmista e profeta(Atos 2:30) Davi também escreveu: 1-“Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.” Salmos 18:6. 2- “Eu, porém, cantarei a tua força; pela manhã louvarei com alegria a tua misericórdia; porquanto tu foste o meu alto refúgio, e proteção no dia da minha angústia.” Salmos 59:16. 3- “Dá ouvidos, SENHOR, à minha oração e atende à voz das minhas súp licas.” “No dia da minha angústia clamo a ti, porquanto me respondes.” Salmos 86:6-7

    – Asafe também declarou por três vezes: 1-Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos. E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás Salmos 50:14-15. 2- No dia da minha angústia busquei ao SENHOR; a minha mão se estendeu de noite, e não cessava; a minha alma recusava ser consolada
    Salmos 77:2. 3- Clamaste na angústia, e te livrei; respondi-te no lugar oculto dos trovões; provei-te nas águas de Meribá. Salmos 81:7.

    -E o profeta Isaías também garante que é o Senhor que livra e livrará seu povo da angústia no tempo do fim: “O SENHOR, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas; os teus conselhos antigos são verdade e firmeza.
    Porque da cidade fizeste um montão de pedras, e da cidade forte uma ruína, e do paço dos estranhos, que não seja mais cidade, e jamais se torne a edificar. Por isso te glorificará um povo poderoso, e a cidade das nações formidáveis te temerá. Porque foste a fortaleza do pobre, e a fortaleza do necessitado, na sua angústia; refúgio contra a tempestade, e sombra contra o calor; porque o sopro dos opressores é como a tempestade contra o muro.” Isaías 25:1-4

    SENHOR, tem misericórdia de nós, por ti temos esperado; sê tu o nosso braço cada manhã, como também a nossa salvação no tempo da tribulação. Isaías 33:2.

    Como pode ser observado, é o Senhor que dá livramento na angústia e no tempo da angústia, ficando assim incontroverso que Miguel é um dos nomes ou títulos usados por Jesus, já que a Palavra de Deus declara que Miguel é o defensor dos filhos do povo de Daniel.

    Disse o SENHOR: De certo que o teu remanescente será para o bem; de certo, no tempo da calamidade, e no tempo da angústia, farei que o inimigo te dirija súplicas.
    Jeremias 15:11
    Disse o SENHOR: De certo que o teu remanescente será para o bem; de certo, no tempo da calamidade, e no tempo da angústia, farei que o inimigo te dirija súplicas. Jeremias 15:11

    Veja ainda abaixo

    A palavra de Deus diz que anjos de Deus são: “Todos eles espíritos ministradores. Enviados para servir a favor dos que hão de herdar a salvação”(Hebreus 1:13,14-Salmos 34:7 e 91:11).

    Os anjos estão a serviços de Jesus (Mateus 24:30 e 31- 25:31-26:53-ll Tessalonicenses 1:7 Apocalipse 1:1).

    Os anjos foram criados por Deus como ministros e mensageiros… (Genesis 28:12- 32:1,2-Salmos 103:20,21-104:4 Daniel 6:22).

    A palavra de Deus quando fala de anjos menciona no singular e no plural, anjos de Deus e anjos de Satanás.

    Anjos de Deus:

    Singular->Daniel 6:22-Atos 12:7

    Plural->Genesis 19:15 ,Salmos 91:11

    Anjos de Satanás: São os anjos que foram expulsos do céu juntos com satanás. Apocalipse 12: 7,8,9- ll Coríntios 11:14,15 Mateus 25:41(anjos maus,demônios).

    Deus é Ordeiro, logo os anjos tem uma hierarquia:Querubins,Serafins e anjos.O antes Lúcifer e agora Satanás era um Querubim.(Isaias 14:12,13,14,15-Ezequiel 28:12,13,14,15)

    Querubim->Êxodo 25:19-Ezequiel 9:3-28:14)

    Querubins->Ezequiel 10:3-Genesis 3:24-Êxodo 25:20

    Serafim->Isaias 6:6”então,’um’ dos Serafins…”

    Serafins->Isaias 6:2-“Serafins estavam por cima Dele;cada um…”

    Gabriel na hierarquia vem abaixo de MIGUEL (Daniel 10:21 ”MIGUEL vosso Príncipe”).Gabriel recebeu ajuda de Miguel(Daniel 10:13).

    Então quem é MIGUEL? Um ser criado? Um anjo? Um Querubim? Um Serafim? (Daniel 10:21-12:1).

    Gabriel é mencionado na Palavra de Deus em Daniel 8:16-9:21- Lucas 1:19,26. Podemos afirmar sem medo de errar que Gabriel é o anjo Querubim que esta diretamente envolvido no ministério de Jesus antes e depois de Sua encarnação. Mas para termos certeza, precisamos saber quem realmente é MIGUEL procurando a resposta na Palavra de Deus da seguinte pergunta:

    Quem é o Príncipe do povo de Deus?

    MIGUEL é um Arcanjo e na bíblia só existe a referencia de um Arcanjo não de Arcanjos (Judas: 9).

    A palavra Arcanjo é mencionada na bíblia apenas duas vezes(l Tessalonicenses 4:16-Judas:9).

    Miguel é mencionado na bíblia cinco vezes (Daniel 10:13,21 -12:1-Judas:9-Apocalipse 12:7)

    Em Daniel 10:13 Ele vem para ajudar a Gabriel e no verso 21 declara que Miguel é o Príncipe do povo de Daniel.O povo de Daniel é o povo de Deus.

    A Palavra de Deus diz que Jesus é o Príncipe da paz (Isaias 9:6).Que Cristo esta acima de todo principado (Efésios 1:20,21-Colossenses 2:10).Que Deus o elevou a Príncipe e Salvador(Atos 5:33 e Apocalipse 1:35).

    Ele se apresentou a Josué como Príncipe do Exercito do Senhor (Josué 5:14,15),e disse a Josué o mesmo que Deus disse a Moisés:”descalça as sandálias dos pés porque o lugar que esta é santo” (Josué 5:15-Êxodo 3:4-6),mostrando quem é que estava ali realmente. “Então Josué se prostou sobre seu rosto em terra e O adorou,” e O chamou de Senhor(14). Com esta atitude de Josué, ficou demonstrado quem é que realmente estava ali. Devemos lembrar que anjos de Deus, não aceita adoração, e que nenhum filho ou filha de Deus, deve adorar anjos, pois somente Deus é digno de adoração, honra e louvor.

    Em Daniel 10:13,Gabriel fala que Miguel é uns dos primeiros Príncipes o que pode levar a crer que pode não ser o segundo ou o terceiro nem o primeiro. Mas em Daniel 12:1,4,que é a continuação da conversa entre Gabriel e Daniel (ver 11:1,2),nos é revelado Miguel como “O Grande Príncipe”,o “defensor” de dos filhos do teu povo (povo de Daniel,ou seja,povo de Deus). Quem é que defende e peleja pelo povo de Deus? (Josué 10:14-23:13-Salmos 89;18-59;9-Provérbios 22;23-I Samuel 14;23-II Samuel22;2-23;10)

    Em Judas 9, nos é revelado que foi Miguel que contendeu com o diabo e disputou o corpo de Moisés. Observe que Gabriel pediu ajuda a Miguel(Daniel 10:13),mas em Judas 9 o Arcanjo Miguel estava só, ou seja, não é mencionada a presença de nenhum anjo de Deus.

    Em Apocalipse 12:7 refere a uma batalha entre Miguel e seus anjos e o dragão e seus anjos. A peleja aqui referida foi no céu, Miguel saiu vencedor e expulsou o dragão e seus anjos do céu para a terra. O fato aqui narrado se deu antes de Adão e Eva pecarem. É uma referencia a uma época que não havia pecado no universo de Deus, ou seja, começou no céu.

    A Palavra de Deus ainda nos revela que O Filho do Homem mandará os “seus” anjos…Mat. 13:41 e O Filho do Homem enviará os “seus” anjos para reunir os escolhidos… Mat. 24:30,31. Se for feito um paralelo com Miguel e “seus” anjos (Apoc. 12:7), não restará dúvida quanto quem realmente é Miguel.

    Quem é Miguel?

    Gabriel foi enviado por Deus, para confortar, fortalecer, explicar e revelar ao profeta as visões, “Gabriel da a entender a este a visão”(8;16),”eis que te farei saber o que há de acontecer no ultimo tempo da ira”(8;19),”esta visão se refere ao tempo do fim”(8;17). No capitulo 9, Daniel ora a Deus. E, no verso 21 e 22, Gabriel veio para instruir o que faltava. Em Daniel 10, Gabriel aparece para consolar, fortalecer, dar continuidade das explicações e falar sobre Miguel o “Vosso Príncipe”.

    Em Daniel 12, Gabriel revela ao profeta a identidade de Miguel: “ O Grande Príncipe e o Defensor dos filhos de Deus”(povo de Daniel), e encerrar a explicação do que era necessário de tudo o que Daniel tinha visto e ouvido.

    E, nos evangelhos Gabriel aparece para falar do nascimento de João Batista que ia preparar o caminho do Senhor (Lucas 1:11-19).”Para falar-te e trazem estas boas novas”, disse Gabriel(Mateus 3:1,3-Lucas 3:3,4)

    E, apareceu também a Maria e a José para trazer-lhes boas novas (Lucas 1:26 a 38 Mateus 1:18 a 25), a cerca do nascimento do Príncipe da paz,cujo nome é Jesus que “Salvará o seu povo dos pecados deles”

    Quem é Príncipe do povo de Deus? Quem é o Defensor do povo de Deus? Quem é Este Grande Príncipe? Quem é que vai dar a Palavra de ordem para os mortos ressuscitar? De Quem será Esta Voz? ( I Tessalonicenses 4;16- -João 5;25,28-6;39.40).

    “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” (1 Tessa. 4:16)
    “Em verdade, em verdade vos digo que vem a ho ra, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão.” (João 5:25)

    “Não vos admireis disso, porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão.” (João 5:28)

    “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” (1 Tessa. 4:16)

    O Senhor(que Senhor) descerá do céu com: alarido
    O Senhor(que Senhor) descerá do céu com : voz de Arcanjo

    O Senhor(que Senhor) descerá do céu com : com a trombeta de Deus

    O objetivo da voz:

    1-“os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus”(João 5:25)

    2-” todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão”(João 5:28)

    3:”e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro”(1 Tessa. 4:16)

    Observa que usei o texto Sagrado no contexto da Voz que ressuscitará os mortos, identificando o Dono da Voz, usando outros textos Sagrados e não fazendo um ajuntamento para dizer aquilo que quero.

    Portanto, temos que saber quem na verdade é o Principe e o Defendor do povo do profeta Daniel. Veja:sAlegrem-se, porém, todos os que se refugiam em ti; cantem sempre de alegria! Estende sobre eles a tua proteção. Em ti exultem os que amam o teu nome.
    Pois tu, Senhor, abençoas o justo; o teu favor o protege como um escudo. (Salmos 5:11-12)

    Livra-me, meu Deus, dos meus inimigos, defende-me daqueles que se levantam contra mim.
    Não os mates, para que o meu povo não se esqueça; espalha-os pelo teu poder, e abate-os, ó Senhor, nosso escudo. (Salmos 59:1,11)
    Porque o SENHOR é a nossa defesa, e o Santo de Israel o nosso Rei (Salmos 89:18)

    O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refúgio. ( Salmos 18:2 ).

    Surpreenderam-me eles no dia da minha calamidade, mas o Senhor foi o meu amparo. (Salmos 18:18)

    Eu estou aflito e necessitado. Corre em meu auxílio, ó Deus. Só tu podes ajudar-me e libertar-me. Senhor, não me faças esperar. (Salmos 70:5)

    Disse pois: O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador. (2 Samuel 22:2)

    Porque o SENHOR defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam ele lhes tirará a vida. (Provérbios 22:23 )

    Porque o seu redentor é poderoso; e pleiteará a causa deles contra ti. (Provérbios 23:11)

    Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.
    Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.
    E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém. (2 Timóteo 4:16-18)

    Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno 2 Tessalonicenses 3:3

    Tenho visto atentamente a aflição do meu povo que está no Egito, e ouvi os seus gemidos, e desci a livrá-los. Agora, pois, vem, e enviar-te-ei ao Egito Atos 7:34

    E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades
    Romanos 11:26.

    Como se vê, Miguel é um dos nomes ou títulos usado por Deus O Filho.

Comentários estão fechados.