a-lei-do-amor-e-o-amor-a-lei

A Lei do Amor e o Amor à Lei

Kevin DeYoung: Jesus coloca a comunhão com Deus junto com a guarda dos mandamentos. Quando guardamos os mandamentos de Cristo, nós o amamos. E quando amamos Cristo, o Pai nos ama. E todo aquele que o Pai ama, Cristo ama e se lhe revela.

a-cruz-e-o-ego

A cruz e o ego

A. W. Pink: A “vida” que é vivida para a gratificação do ego neste mundo, está “perdida” para eternidade; a vida que é sacrificada para os interesses próprios e rendida a Cristo, será “achada” novamente, e preservada durante toda a eternidade.

por-que-amenizar-o-evangelho-prejudica-os-pobres

Por que amenizar o evangelho prejudica os pobres

Mez McConnell: Um evangelho centrado no homem (Deus o amou tanto, então, por favor, o escolha) glorifica pecadores. Sem uma mensagem de juízo, Deus parece injusto e permissivo, não glorioso. Sem um chamado ao arrependimento e à santidade, Jesus é proclamado como um salvador impotente para derrotar o pecado na vida de seu povo.

adao-quebrou-os-dez-mandamentos-no-edem

Adão quebrou os Dez Mandamentos no Éden

Mark Jones: Quais mandamentos Adão quebrou no Jardim quando ele e sua esposa comeram da árvore que Deus ordenou não comessem (Gn 2.16-17; 3.6)? Creio que ele quebrou cada um dos dez mandamentos, e não apenas um ou dois mandamentos específicos (cf. Tiago 2.10).

como-ajudar-cristaos-de-sua-igreja-com-depressao

Como ajudar cristãos de sua igreja com depressão?

Mez McConnell: Muitos cristãos vivem com o que é conhecido como lacuna no evangelho. Isto é, eles conhecem as verdades da fé, admitem crer nas verdades da nossa esperança futura do que está por vir, mas estão perdendo a experiência pessoal de conectar essas verdades, a fim de que possam viver uma vida de esperança no presente.

como-corrigir-um-filho-adulto-que-ainda-mora-com-os-pais

Como corrigir um filho adulto que ainda mora com os pais?

Tedd Tripp: Eu creio que é extremamente arrogante quando um jovem diz: “Eu sou um adulto. Você não pode mandar em mim. Eu sou um adulto, então eu posso tomar minhas próprias decisões”. Enquanto isso, eles moram na minha casa, na casa que eu comprei, comem na nossa casa, mas ainda querem dizer: “Sou um adulto. Você não pode mandar em mim”. “Se você é um adulto, consiga um apartamento e viva como um adulto.

a-igreja-versus-o-mundo

A igreja versus o mundo

John MacArthur: Sempre existiu e existirá uma incompatibilidade fundamental entre a igreja e o mundo. A fé genuína em Cristo envolve uma negação de todos os valores mundanos. A verdade bíblica contradiz todas as religiões do mundo.

criados-para-a-dignidade

Criados para a dignidade

Jerry Bridges: Interagimos todos os dias com pessoas, direta ou indiretamente. Em qualquer que seja a circunstância e a natureza dessa interação, procuremos tratar todas as pessoas com dignidade e respeito, reconhecendo que todo ser humano foi criado à imagem de Deus.

maes-aceitem-a-bagunca

Mães, aceitem a bagunça

Caroline Albanese: Deus está ensinando-me a olhar além da bagunça, a olhar na direção da abundância. A olhar para a riqueza e beleza de crianças aproveitando a vida, de momentos felizes com os pais e filhos, de amor e risadas ecoando além das paredes.

a-soberania-de-Deus

A soberania de Deus

John Piper: Deus, por sua soberania, supremacia e misericórdia, nos concede o coração que precisamos e nos dá a fé e o temor de Deus, que nos levará ao céu. Isto é graça soberana e sustentadora.

o-verdadeiro-amor

O verdadeiro amor

John MacArthur: Longe de perdoar os nossos pecados com uma tolerância benigna, Deus deu o seu Filho como uma oferta pelo pecado para satisfazer a sua própria ira e justiça na salvação dos pecadores. Este é o coração do Evangelho.

transformando-o-amor-lg

Transformando o amor

Jerry Bridges: Nunca poderemos amar um ao outro exatamente da mesma maneira, ou com a mesma intensidade, que Deus nos ama. Podemos perdoar, mas nunca podemos reparar o pecado do outro.

nossa-fe-não-e-uma-trapaca

Nossa fé não é uma trapaça

Michael Horton: A boa nova que proclamamos é verdade, não porque ela dá certo para as pessoas na visão pragmática e utilitarista, mas porque a quase dois mil anos, na periferia da cidade de Jerusalém, o Filho de Deus foi crucificado por nossos pecados e ressurgiu para nossa justificação.