“Por fora bela viola, por dentro pão bolorento”?

Quem já não ouviu esse famoso ditado? Pois eu estava refletindo acerca dele e da obra gloriosa de Deus. O mais incrível, e sobrenatural, diga-se de passagem, é que no verdadeiro cristão (ressalta-se o “verdadeiro”), graças ao milagre da regeneração, o problema é justamente o inverso…

Deixe-me explicar: Deus nos fez nova criatura[1], nos deu um novo coração e um novo espírito[2], contudo, o pecado ainda habita[3] (habitar é diferente de ter domínio[]) em nossa carne. Nas Palavras de nosso Mestre:

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.” [Marcos 14: 38; ACF].

Então somos “Por dentro bela viola, por fora pão bolorento”?

Glória seja ao nosso Deus porque naquele dia, “num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”[5], e “quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade”[6], então, “seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos”. [7]. Enquanto isso o que faremos?

Fazemos guerra contra as paixões da carne. “Fazemos morrer a nossa natureza terrena”[8] “trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos” [9] “para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em nós glorificado, e nós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo”[10].. Amém!

[dt_call_to_action content_size=”normal” text_align=”left” background=”fancy” line=”false” style=”0″ animation=”none”]

Fica aí a reflexão de hoje.

[1] – 2 Coríntios 5: 17; Gálatas 6: 15
[2] – Ezequiel 11: 19; 26: 36; Jeremias 32: 39
[3] – Romanos 6: 6-14
[4] – Romanos 8: 5; 2 Coríntios 10: 13; Romanos 6: 6-14
[5] – 1 Coríntios 15: 52
[6] – 1 Coríntios 15: 53
[7] – 1 João 3: 2
[8] – Colossenses 3: 5
[9] – 2 Coríntios 4: 10
[10] – 2 Tessalonicenses 1:12

[/dt_call_to_action]

Comentários estão fechados.