Hermisten Maia

Hermisten Maia é ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil, integrando a Equipe de Pastores da Primeira IP de São Benardo do Campo, SP. É formado em Teologia, Filosofia e Pedagogia. É Mestre e Doutor em Ciências da Religião. Tem experiência na área de Teologia Sistemática, lecionando há 35 anos, e História da Reforma Protestante, atuando principalmente nos seguintes temas: João Calvino e Teologia Reformada e Cosmovisão Reformada. Faz parte de diversos Conselhos Editorias de Revistas de Teologia e de Ciências da Religião. Tem 37 livros escritos e mais de 1.100 artigos publicados. Leciona em diversas Instituições de Ensino Superior no Brasil.

     REFLEXÕES COMPROMETIDAS

Últimas postagens de Hermisten:

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 28)

Deus nos concede sabedoria por meio da Palavra

A sabedoria propiciada por Deus dá-nos discernimento para que possamos nos valer do que for útil em todos os conhecimentos sem nos perder em meio às suas contradições, tendo como elemento avaliador a…

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 23)

A compatibilidade da revelação com a razão humana

A razão, como parte da criação divina, é o instrumento de que dispomos, pela graça de Deus, para descobrir a sabedoria divina no mundo que nos rodeia e, portanto, é o principium cognoscendi internum…

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 22)

O Deus que se revela fidedigna e adequadamente

Guiar-se por especulações significa desejar ir além do que Deus revelou e, ao mesmo tempo, perder-se em hipóteses e teorias frívolas já que pretendem “decifrar” o que Deus sábia e soberanamente não…

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 19)

Fundamentos da epistemologia cristã: anotações preliminares

Um ponto estranho ao pensamento grego que, no entanto, é um dos fundamentos da fé cristã, é a convicção de que Deus é um ser pessoal, e se relaciona conosco, propiciando meios para que também falemos…

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 9)

A antiga crítica grega à religiosidade predominante

Calvino (1509-1564), diz que o homem pretende usurpar o lugar de Deus: “Cada um faz de si mesmo um deus e virtualmente se adora, quando atribui a seu próprio poder o que Deus declara pertencer-lhe…

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 7)

A religião como fenômeno universal: teísmo e ateísmo

A religião além de inescapável, é modeladora da cultura, sendo, portanto, uma questão de fé e vida. O sentimento religioso está presente em nossas percepções e construções, seja em que nível for.

O pensamento grego e a igreja cristã (Parte 1)

A dinâmica da graça em pensamento operante (Alguns apontamentos)

Uma das tarefas da Filosofia é indagar sobre o que se mostra como óbvio. Isso pode ser cansativo e, se não for uma atitude comedida em sua palavra e juízos, pode ser geradora de uma certa aversão.