um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

[Cante as Escrituras] Bob Kauflin – Por que Deus quer que cantemos?

participe do sorteio de 4 cópias do lançamento Escândalo, de D. A. Carson.

“Nossa alma deve ser cheia da palavra de Deus Esta é uma das razões pela qual Deus intentou que cantássemos” – Bob Kauflin

Transcrição

Eu acho fascinante que as Escrituras não nos ordenam que louvemos a Deus, simplesmente, mas que devemos louvá-lO com canções. Salmo 47 diz: “Cantai louvores a Deus, cantai louvores, cantai louvores para o nosso Rei, cantai louvores”. É bem claro, Deus não está interessado somente em um modo simples de dizer sua retidão, bondade e verdades a Seu respeito, Ele quer que nós também cantemos tais atributos.

Portanto, eu tenho estudado durante estes anos, tentando descobrir a razão pela qual Deus quer que cantemos. Eu creio que uma das razões mais importantes é que cantar possui esta qualidade que nos capacita a lembramos das palavras. Nos é dito em Colossenses 3:16:

“A palavra de Deus habite em vós abundantemente… cantando entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais”.

Tem outra passagem em Deuteronômio 31 onde Israel está para entrar na terra prometida e Deus diz a Moisés para ensinar a eles uma canção “para que eles não esquecessem das minhas palavras, quando eles me desobedecerem esta canção será lembrada pelos seus filhos”. Isto é uma qualidade quando percebemos que não podemos esquecer os “jingles”, por que ficam voltando para sua mente, não importa onde você esteja por que está fixado na musica, e você tenta parar mas não consegue e ela continua voltando. Isto é, então, uma qualidade que é redimida em nossas canções, como cristãos. Então nossa alma deve ser cheia da palavra de Deus, preenchida abundantemente com teologia e doutrina. Esta é uma das razões pela qual Deus intentou que cantássemos.

Outra razão é que cantar nos capacita a combinar doutrina e devoção, mente e coração. O canto é feito para aguçar nossas emoções. Jonathan Edwards disse que esta é uma das razões pela qual Deus nos deu a musica, para aguçar nossas afeições, não existe nenhuma outra razão pela qual devemos cantar a não ser para esta tendência de mover nossas emoções e afeições. Portanto, quando cantamos “Uma poderosa fortaleza é nosso Senhor” é diferente de somente declararmos “Uma poderosa fortaleza é nosso Senhor”. Nós somos capacitados a declarar isso em unicidade, juntos. Nós estávamos numa conferência Togheter for the Gospel, mais de 5 mil pessoas, a maioria homens, cantavam estes grandes hinos de nossa fé, e ao ouvir estas palavras cantadas foi muito transformador. Você está cantando realidades bíblicas que são eternas, verdades bíblicas, mas é combinada com este cenário musical e você é afetado.

Deixe-me dar uma terceira razão, existem inúmeras outras, mas estas três me vieram a mente. Nossos louvores na terra antecipam os nossos louvores no Céu. Nós temos esta idéia no livro do Apocalipse de inúmeras multidões proclamando “Digno é o Cordeiro que foi morto”, levantando suas vozes em canções e em proclamações. Então, quando nos reunimos juntos para cantar nosso louvor a Deus… Não que isto será a única coisa que faremos na eternidade, mas eu creio que será uma parte significante do que faremos. Então, quando fazemos isso recebemos um pouco de como será, regozijando com pessoas de todas as tribos línguas e nações, cantando na presença do Cordeiro que foi morto.

Por Bob Kauflin. © Worship Matters. Website: worshipmatters.com

Tradução e Legenda: voltemosaoevangelho.com

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

A Primeira Conferência Cante as Escrituras ocorrerá dia 21 de maio (sábado) das 19:00h às 21:00h na Igreja Batista Central de Fortaleza (de Pedras), no Ceará. Se você não puder comparecer, a mesma será transmitida ao vivo por twitcam. Siga o Twitter do Cante as Escrituras e esteja online dia 21, às 17:00 horas para conferir.

Comentários estão fechados.