E aí cristão, o que você sabe sobre a cosmovisão bíblica da política?

Espero que vocês estejam cientes dos protestos que aconteceram ontem. Tendo em vista os protestos, postamos ontem no Facebook uma frase um tanto quanto provocativa (no bom sentido):

cosmovisão-politica

E, então, fica a pergunta: você, cristão, o que você sabe sobre a cosmovisão bíblica da política?

Para ajudá-lo iremos reunir artigos, vídeos e recomendações durante a semana. Por enquanto, sugerimos a leitura de:

Igreja e Estado – Franklin Ferreira

Deus estabelece na criação várias instituições para a ordem social, cada qual com sua própria esfera de atividade e missão, e responsável por algo diante dele. Mas, antes de considerarmos a posição reformada sobre a relação da igreja com o estado, será útil compará-la com outros modelos políticos e teológicos rivais.

Leia mais

Apontamentos sobre os tumultos e manifestações recentes – Augustus Nicodemus

Algumas pessoas têm me perguntado o que acho das manifestações e protestos que estão ocorrendo em todo o país. Não me sinto em condição de oferecer uma análise político-social de tudo isto, mas posso ao menos tentar entender o assunto em geral do ponto de vista cristão-reformado.

Leia mais

Medidas práticas para lidar com os conflitos em São Paulo – Allen Porto

Você deve estar acompanhando o clima de conflitos em São Paulo nos últimos dias. Não entrarei no mérito da questão, se o motivo são 20 centavos ou direitos inalienáveis da humanidade. Estou preocupado em ver opiniões apressadas serem lançadas no facebook com uma atitude problemática. Por isso gostaria de dar umas dicas aos meus amigos, cristãos ou não, que desejam lidar com o ponto.

Leia mais

A primeira recomendação de Porto merece destaque:

Informe-se sobre o assunto

Adquirir informação é o passo mais básico e mais essencial para formular uma opinião e uma atitude. Obviamente você tem os seus meios de informação preferidos. E espero que você seja honesto o suficiente para saber que os seus meios preferidos contam as histórias a partir de um ponto de vista. Por isso, em vez de ficar choramingando como muitos na internet sobre como “falta imparcialidade neste mundo”, simplesmente aja de maneira inteligente: leia conteúdos de fontes distintas, que apresentam a história de pontos de vista diferentes.

Aqui é bom ler o direitista/reacionário Reinaldo Azevedo, e o esquerdista/comunista Paulo Henrique Amorim. É bom ler o conservador Mídia Sem Máscara, e o progressista Carta Capital.

Leia de tudo. Mesmo alguns textos chatos e cheios de clichês. Pode ser que encontre ali algum elemento importante de compreensão. E isso te dará melhores argumentos quando, e se for necessário apresentar a sua opinião. O que nos leva ao segundo ponto.

Movimento País Livre (Parte 1) – Lucas G. Freire

Apesar da diversidade de opiniões e posicionamentos, a reflexão moral tem ficado para trás. Isso é importante, pois nem todo debate de dois lados envolve duas opiniões opostas. De um lado, manifestantes pedem um governo ainda mais agigantado. De outro, o governo se agiganta na perseguição e no uso da força. O princípio básico é o mesmo: o governo centralizado, ganancioso e usurpador, como Provedor e Mantenedor de todas as coisas. Como, então, sair desse monólogo confuso e entender o assunto com uma verdadeira distinção entre esse princípio da idolatria estatista e o princípio do “país livre”? Consideremos (1) o objeto do protesto; (2) a motivação do protesto; (3) o método do protesto; (4) a resposta ao protesto e (5) uma alternativa ao protesto.

Leia mais

O Cristão e os Protestos: Um Outro Ponto de Vista – Wilson Porte

Minha tristeza é que nunca vi tanta empolgação entre os cristãos por uma causa muito mais sensata e correta – como um Dia Nacional de Arrependimento.

Leia mais

A Obediência e a Desobediência Civil no Pensamento de João Calvino – Paulo Ribeiro Fontes

As idéias de Calvino, acerca do Estado, têm sido analisadas e discutidas por diferentes intérpretes de origens diferentes e até divergentes. Por isto a sua filosofia política tem sido exaltada, atacada, mal interpretada e ridicularizada, a tal ponto que às vezes caberia a pergunta se o próprio Calvino estava seguro do que, de fato, queria dizer. E um dos problemas de interpretar o pensamento de Calvino em questões políticas, surge ao se relacionar as diversas afirmações que em seus escritos exigem obediência ao Estado e as que insistem não apenas no direito, mas no dever de resistir. Fica então a pergunta: Calvino ensinou a obediência ou a desobediência civil? E quais são as bases nas quais o ensino de Calvino sobre a questão, se sustenta? O presente artigo tem o propósito de entender a relação entre obediência e desobediência civil no pensamento de João Calvino.

Leia mais

A baderna de Deus e a baderna dos homens – Guilherme de Carvalho

Pergunta crucial, pois nem toda baderna é a baderna de Deus. A baderna de Deus caminha o caminho da cruz. De vez em quando ela nos fará derrubar as mesas de alguns cambistas. Mas os protestos de Jesus estão no final de uma longa jornada de cura, de serviço, de oposição sólida e racional ao sistema político saduceu, vendido e mancomunado com os romanos, à falsa religião dos sepulcros caiados fariseus, e aos zelotes anarcopunks. Jesus não estava do lado de ninguém, exceto de Deus e dos pecadores. Jesus não é revolucionário, nem conservador, nem anarquista. Jesus é o salvador e o juiz das ideologias dos homens, e não veio chamar justos, mas pecadores ao arrependimento.

Leia mais

12 Comentários
  1. Joabe Vieira Diz

    Ler o livro de Amós também ajuda muito (:

  2. Paula Lima Diz

    Mto obrigada, Voltemos. Vocês sempre trazem publicações excepcionais e necessárias que têm me edificado!

  3. Pedro Mülbersted Pereira Diz

    Gostei da publicação e dos textos reunidos. Mesmo que não concorde com todas as opiniões polícias (por exemplo: Franklin Ferreira poderia ter consultado outras fontes para classificar o que é comunismo, socialismo, nazismo, fascismo), concordo que os cristãos precisamos nos informar do que está acontecendo, afinal, somos "cidadãos do Céu" mas também somos cidadãos deste país.
    Algo importante que notei em todos os textos é a necessidade de procurar a compreensão bíblica sobre o assunto sem transformar isso em fundamentalismo, em fanatismo ao querer impor esta visão; esta postura nos diferencia de grupos que duvido podermos chamar de "evangélicos" (embora usem esta alcunha), aonde o oportunismo e a heresia reinam.

    Deus abençoe a todos!

  4. Raimundo Vinicius Diz

    Muito bom essa iniciativa do Voltemos ao Evangelho! Gostaria que alguém me explicasse melhor sobre esta questão de esquerdista e direitista. No texto de Franklin Ferreira cita mas não entendi muito bem…

  5. Débora Dias Diz

    Rúbia Martins, achei essa reportagem a sua cara!

  6. Sadi Buzanelo Diz

    Rui Barbosa disse: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.

    “a justiça e posta de lado e o direito é afastado. A verdade anda tropeçando no tribunal e a honestidade não consegue chegar até lá. A verdade desapareceu, e os que procuram ser honestos são perseguidos” (Isaias 59:14-15)

  7. kauam Diz

    vcs poderiam postar algumas indicações de livros sobre essa questão de igreja/Estado e Igreja/política

  8. Tânia Sobreira Diz

    Considerei como uma boa introdução que nos desperta o povo de Deus a tomar sua posição nessa geração!

  9. Jessica Freitas Diz

    MUITO INTERESSANTE …..

  10. Wellington Brito Diz

    Se as autoridades são constituídas por Deus então o povo estaria fazendo protestos contra a vontade de Deus??

  11. Daniel Solano Diz

    Tem um fato que considero essencial para formar opinião sobre o assunto. A esquerda possui uma ideologia que defende valores completamente opostos ao cristianismo: aborto, homossexualismo, eutanásia, prostituição como profississão, liberação das drogas, "liberdade sexual" etc. Além disso é declaradamente contrária a religião, por enxergá-la como um meio de manipulação das elites sobre as massas e a "idéia de Deus" como um mito. Os países socialistas foram mais hostis ao cristianismo que o império romano, massacraram milhares de cristãos (vejam as histórias dos mártires cristãos no comunismo como Richard Wurmbrand, Watchman Nee, Ivan na Rússia etc.). A religião só é permitida se subordinada aos interesses do Estado (veja como funciona a religião na Rússia, China, Cuba etc.). A direita por sua vez é conservadora, fundamentando sua ética nos valores morais judaico-cristãos, além de verem no cristianismo o responsável pela desenvolvimento e fortalecimento da sociedade ocidental. Visitem os sites para saber mais à respeito: http://comunismoassassino.webs.com/religio.htm, http://cavaleirodotemplo.blogspot.com.br/2008/10/realismo-socialista-realidade.html, http://juliosevero.blogspot.com.br e vejam essa explicação do pr. Malafaia: http://www.youtube.com/watch?v=4PfwZerFRfI. Ou então pesquisem na internet a perseguição que o socialismo empreendeu contra o cristianismo.

  12. Daniel Solano Diz

    Ou então, vejam o que a esquerda está fazendo no Congresso brasileiro (através dessa denúncia da dra. Damares Alves) e reflitam se há algo mais oposto ao cristianismo do que isso: http://www.youtube.com/watch?v=BKWc0sUOvVM

Comentários estão fechados.