Um evangelho aguado

Ouça a apresentação típica do evangelho nos dias de hoje. Você vai ouvir os pecadores serem persuadidos com palavras como:

“aceite Jesus Cristo como seu Salvador pessoal”;

“convide Jesus para entrar em seu coração”;

“convide a Cristo para entrar em sua vida”,

ou “decida por Cristo”.

Você pode estar tão habituado a ouvir essas frases que irá se surpreender em saber que nenhuma delas se baseia em terminologia Bíblica. Elas são produtos de um evangelho diluído.

– John MacArthur

7 Comentários
  1. danieldliver Diz

    Já leu A Conspiração Divina, de Dallas Willard?

    E alguma coisa de Frank Viola?

  2. Felipe Fanuel Diz

    Concordo em gênero, número e grau.

    Um abraço.

  3. Lucas Louback Diz

    massa tamben tenho crido que algo vai rolar…
    estou indo em alguns lugares tamben tenho visto as pessoas se voltarem para a história observando lendo e se despertando mas e mas para a letura bíblica meditação e oração
    minha oração e esperança é que role algo genuino mesmo…

    cara que Deus te use nessa mano

    paz

  4. Clóvis Diz

    Vinícius,

    Além desses jargões e frases feitas, sem conteúdo bíblico, presenciamos o problema de corrupção de termos bíblicos. Por exemplo, profetizar. Hoje é comum a expressão “eu profetizo sobre sua vida”. Mas nem o profetizador foi enviado, nem suas palavras vieram de Deus.

    Outro ponto que considero grave. É que frases como “aceite a Jesus” pressupõe a capacidade do homem de aceitá-lo, ou seja, o nefasto livre-arbítrio que espezinha a graça divina na regeneração.

  5. Cal Diz

    a Paz irmão!

    Realmente.
    Me lembro de um congresso que fui, sobre evangelismo e missões,e o preletor disse contra essa frase “Aceite Jesus Cristo como Salvador”, como se tudo dependesse só de nós.
    E também disse o parecer teológico e tal… concordo.
    Mas essa frase foi baseada na Biblia, vendo pelo lado de quem a disse primeiro.
    “Mas a todos quantos o receberam […]”
    Isso, em primeira pessoa, é “Receba Jesus, e seja filho de Deus” (como se tudo, sim, dependesse só de nós).

    É complicado, porque não podemos evangelizar uma pessoa que não conhece a Deus indo por bases teológicas (como, por exemplo, a doutrina da predestinação). concorda?

    Abraços, fique na paz!
    valww pela visita! ;]

  6. (-V-) Diz

    Paz, Cal.

    Entendo teu ponto e concordo. Realmente não devemos evangelizar uma pessoa com alimento sólido. Contudo, devemos ponderar bem nas palavras que usamos.
    No Artigo Evangelismo Bíblico (http://7vini.blogspot.com/2008/07/evangelimo-biblico.html) eu falo algo a respeito.

    Quanto ao aceitar Jesus etc… isso dá uma postagem nova ^^

    Voltemos Juntos ao Evangelho,
    Vini

  7. Anderson Stael Diz

    Diante da afirmação de John MacArthur citada acima, me sinto confrontado com a mesma. Este confronto está relacionado quando vejo pregadores como Mark Driscoll em pregações afirmar as citações em que John MacArthur afirma não ter baseamento bíblico.Vou focar ao vídeo em que o VE postou, onde o pregador Mark Driscoll (focarei nele) coloca estas frases como por exemplo: “aceite Jesus Cristo como seu Salvador pessoal”; “convide Jesus para entrar em seu coração”. citação do vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=1QcoZKpAick&feature=player_embedded

    Então, deixo uma pergunta ao VE. O que fazer? (não quero deixar polêmica, apenas quero entendimento sobre o assunto.)

Comentários estão fechados.