[Doutrinas da Graça] Introdução: Para a Glória de sua Graça

clique na imagem para ver todas as postagens desta série

Para a Glória de sua Graça

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência; descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, de tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo; em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. o qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória. (Efésios 1:3-14)

John Piper – O que é um entendimento “Reformado” do Evangelho?

O que faz um entendimento reformado do evangelho é o desejo e a paixão de que Deus Pai, Deus Espírito Santo, e Deus Filho recebam a mais plena medida da glória que deveriam receber em me salvar.

Deus não irá ter a glória completa que deveria ter como Pai a menos que concordemos com o fato de que Ele me escolheu independente de qualquer coisa em mim. A glória da graça do Pai em me escolher não irá brilhar como deveria até que compreendamos que eu fui escolhido antes de ter nascido, ou antes que eu tenha feito qualquer bem ou mal, de acordo com Romanos 9:11.

O Espírito Santo não terá a plenitude de sua glória se não dissermos para Ele: “Nós sabemos que somente pelo Seu poder eu fui tão conquistado em meu coração rebelde e morto, que Cristo começou a parecer irresistivelmente lindo. Foi pelo Seu trabalho somente e por nada em mim!”.

Nada em mim contribuiu para o fato de que Jesus tornou-se irresistivelmente lindo para mim. Isto tudo é trabalho do Espírito Santo iluminando a minha mente, dissipando a cegueira, e me dando olhos para ver. Então deixe o Espírito Santo ter a plenitude de Sua glória por meu ver a Cristo como constrangedor, para que eu voe livremente a Ele para o perdão.

E Jesus Cristo não terá a plenitude de Sua glória se não entendermos que na cruz Ele tomou meu pecado de tal forma que Ele assegura o privilégio de que o Espírito Santo trabalhou em meu coração.

Portanto, o ponto a enfatizar ao compartilhar o Evangelho é: “Eu quero que você ouça as melhores notícias em todo o mundo, ou seja, que Cristo morreu pelos nossos pecados de tal forma que se você crer n’Ele, será salvo. E que o jeito de Deus receber toda a glória nisso é em você compreender que Ele te escolheu, o Espírito Santo decisivamente vence a sua morte, e Cristo realmente cobriu todos os seus pecados de tal forma que Ele assegura até mesmo a fé que você está prestes a exercer.” Você não creria neste Cristo glorioso?

DOWNLOAD:
AVI

Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org
Original:
What is a “reformed” understanding of the gospel?
Tradução e Legenda:
voltemosaoevangelho.com
Permissões:
Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.


C. H Spurgeon – “Senhor, salve-me grátis”

Lembre-se das palavras DEI GRATIA, e nunca esqueça que pela graça nós somos salvos. Graça pressupõe indignidade na sua finalidade. A província da graça termina onde o mérito começa: que palavra alegre é esta para aqueles de vocês que não tem valor, nenhum merito, nenhuma bondade! Crimes são perdoados, e loucuras são curadas por nosso Redentor, por mera liberalidade e favor . A palavra graça tem o mesmo significado do nosso termo comum grátis: A oração de Wickliffe foi, “Senhor, salve-me grátis” Nenhum trabalho pode comprar ou adquirir salvação, mas o Pai celestial dá livremente, e sem censura.A graça vem para nós através da fé em Jesus.Quem quer que confie nEle não é condenado. Oh, pecador, que Deus te dê a graça de olhar para Jesus e viver. Olhe agora, porque hoje é tempo de aceitação!

Por C. H. Spurgeon
Trecho do artigo “Senhor, salve-me grátis”, disponibilizado pelo Projeto Spurgeon. Leia na integra aqui.
Tradução: Roque Marcelo Santana dos Santos.

Doutrinas da Graça
Especial Doutrinas da Graça


A graça de Deus não encontra homens aptos para a salvação,
mas torna-os aptos a recebê-la. (Agostinho)

3 Comentários
  1. Douglas Diz

    Olá Vivi,

    Existe algum projeto de traduções das mensagens de Leonard Ravenhill? Sei que o ingles britanico dele dificulta. Estou com um projeto de traduçoes de algumas mensagens dele, com a ajuda de um colega que é note-americano, e uma irmã em Cristo que morou alguns anos na Inglaterra. Ótima a edição do video acima.

    Abraço.

  2. (-V-) Diz

    Paz Douglas,

    Não temos muitas pregações para traduzir dele não. A única acho que é "Um homem de Deus" (algo assim). Sintam-se a vontade e incentivados a traduzir. Precisar de alguns toques só avisar

    Em Cristo,
    Vini

  3. Mαrcεlo Sαntαnα Diz

    Olá!

    Douglas, eu posso ajudar, traduzo alguns textos do Ravenhill.
    veja em meu blog: http://renove-sua-mente.blogspot.com

    e Vini…
    ótimo post, como é otimo todo o Blog!
    eu traduzi esste texto pro Projeto Spurgeon, o "Senhor, salve-me grátis", de Spurgeon hehe me sinto feliz de ter meu nome citado nesse blog que glorifica o nome do Senhor tanto.

    Graça e Paz!

Comentários estão fechados.