um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Eduardo Mano – Refúgio Inabalável

Trecho do momento de louvor na Conferência Regional do Cante as Escrituras no Rio de Janeiro

Eduardo Mano – Refúgio Inabalável (Letra)

Vaguei por tempos sem rumo algum;
busquei descanso, refúgio e paz.
Por toda parte eu procurei:
no mais alto dos montes,
no fundo dos mares, não achei.

Um grande vazio havia em meu ser.
Tão poucas certezas, e tantas ilusões.
Apenas em Cristo o rumo encontrei.
O caminho verdadeiro,
a vida que eu sempre quis viver.

Suas mãos nunca me deixaram, não;
e em todo momento Seu amor
se mostrou refúgio inabalável.
Ele é a paz que eu buscava.

A cada momento neste caminhar,
entendo que Cristo sempre me amou;
e com alegria, posso afirmar
que eu nem O conhecia
e minha vida já estava em Suas mãos.

Suas mãos nunca me deixaram, não;
e em todo momento Seu amor
se mostrou refúgio inabalável.
Ele é a paz que eu buscava.

Por Eduardo Mano. Website: eduardomano.net

Momento de louvor na Conferência Regional do Cante as Escrituras no Rio de Janeiro

© Cante as Escrituras | canteasescrituras.com

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

3 Comentários
  1. anderson Diz

    Há tempos que eu não escuto uma música que faz adoração genuína ao Senhor! Muito linda esta canção. Sem rimas, sem força e, sem gritos, pois Deus não é assim! Deus é tão Lindo que Ele não precisa gritar para que devemos obedecê-lo. Louvores sejam dados ao Senhor Jesus Cristo!

    1. Diego Monteiro Diz

      Amém irmão Anderson, louvores sejam dados ao SENHOR Jesus!

      Mas não sendo tomado isto, como base e como doutrina para nossas canções de adoração, eu não vejo nada de errado em se utilizar de rimas, força ( entendi que você usou força para descrever a intensidade com que é tocada ou cantada a música de adoração, se você quis dizer “forçar” então desconsidere pois também não gosto de forçar as pessoas a algum emocionalismo) e até mesmo gritos desde que isto seja sempre, para a glória única e incompartilhavel ( esta palavra existe? rsrs) do nosso SENHOR.

      Temos que observar que o método não deve ser visualizado como base, mas sim o conteúdo. Se gritamos, que gritemos para o SENHOR, se sussurramos, que sussurremos para o SENHOR.

      Concordo! Muito bela a canção!

      Deus seja louvado!

  2. José Eduardo Diz

    Valeu Mano, suas canções mostram que rios sem aprência de imponentes mares são tão profundos quanto.

Comentários estão fechados.