O Cristão e a Política – Franklin Ferreira

O que o cristão deve pensar sobre política? Na última Conferência de Jovens perguntamos a Franklin Ferreira sobre o assunto e ele deu algumas diretrizes no vídeo abaixo. Lembrando que a gravação se deuantes dos protestos, então, não haverá nenhuma referência sobre elas.

Entrevista com Franklin Ferreira. Gravadona Conferência Fiel para Jovens 2013, no dia 01/06/2013. © 2013 Ministério Fiel. Website: www.ministeriofiel.com.br. Original: O Cristão e a Política – Franklin Ferreira

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

9 Comentários
  1. Nilton Martins Moura Diz

    Os cristão deve obedecerem os governantes seja na igreja ou na politica " Estado" enquanto os mesmo estiverem cumprindo com seus deveres e obrigações. o maior pecado é o pecado da omissão. Paz.

  2. Filipe Diz

    Tenho uma dúvida, Franklin, qual é sua opinião sobre um Pastor bivocacionado? Cujo sua segunda função é algum cargo Político?! .. Por exemplo, eu faço direito atualmente, logo estarei formado, e pretendo fazer seminário também e me interesso muito por política, e então? ;..

    1. Gilberto Rodrigues Bernardo Diz

      Graça e Paz Filipe… Eu creio que vocação é uma só… ainda mais para o pastoreio que requer dedicação integral as ovelhas… Oque você vai ter é uma profissão, no caso advogado e um ministério, no caso o pastoreio. Para ser Advogado não precisa ter chamado basta ter o curso e a habilitação pela OAB, agora para o pastoreio não há curso que o vocacione… Saiba fazer uma boa escolha mediante uma consulta sincera ao Senhor em oração !

    2. Pr. Narcio Cavalieri Diz

      Olá Filipe….. Sou pastor e sou vereador, exerço as duas funções como sendo uma só, pois para mim ambas são um só chamado….Fui chamado para o ministério pastoral e o exerço em todos os locais onde atuo, quer seja como corretor de imóveis, na Câmara de Vereadores, ou no púlpito……..Quem tem um chamado pastoral o exerce através de sua vida!!!…Mas é evidente que tem que ter um chamado específico, muita convicção na fé e ter o caráter genuinamente transformado pelo Espírito Santo para exercer um ministério político….Paz seja convosco !

  3. Anônimo Diz

    Existe uma grande diferença entre a participação do cristão direta ou indireta na política.A participação indireta seria através dos votos e nas manifestações públicas, quer seja em um programa de tv, rádio ou passeatas pacíficas, manifestando as opiniões e influenciando positivamente a opinião pública e também na votação dos candidatos ao governo. A participação direta na política, seria ser candidato a um cargo político, esse exige muita convicção e firmeza nos princípios que levam a um propósito de deixar um legado que possam ser seguido, assim modificando o quadro mais perverso da política brasileira, que é a corrupção. Que o político cristão, consiga conciliar sua posição de político cristão e siga o princípio de firmeza que Daniel demonstrou na Babilônia.

  4. Rafael Porto Diz

    Ficou vazio porque não cita este texto: http://www.bibliaonline.com.br/aa+vc/rm/13/1-7

    A questão é: orar pelo meus país e pelos meus líderes é o "básico" que o cristão deveria fazer. Quero saber se vocês concordam que o crente deve ir às ruas protestas, se "rebelar" contra as autoridades que, do ponto de vista bíblico, são instituídas por Deus.

  5. Luiz Moretti Diz

    Romanos cap 13 v. 1-7 e Efésios cap 6 v. 12

  6. Edu Nazareth Diz

    Do ponto de vista histórico, muito interessante de se assistir.

  7. Mário Guarani Kaiowá Diz

    Cara, muito enriquecedor esse embate teologico e politico, belas palavras!

Comentários estão fechados.