Reprise / Resumo – Conferência Fiel para Pastores e Líderes – O Novo Nascimento – D. A. Carson

Acompanhe conosco a Conferência Fiel para Pastores e Líderes de 2013! Assista às reprises e leia os resumos das mensagens aqui no blog. Nesse post, veja a mensagem “O Novo Nascimento”, por D. A. Carson:

Reprise

Resumo

 

O Novo Nascimento

Texto: João 3:1-21

Cerca de 30 anos atrás, a fábrica de automóveis Daxon teve uma mudança de nome. A fábrica maior que era proprietária dela resolveu que seus carros seriam chamados Nissam. No meu país, esta mudança de nome foi acompanhada por comerciais dizendo “Daxon nascido de novo”. Ao mesmo tempo, três políticos famosos dos EUA mudaram de partido. Eles foram então chamados pela empresa de “republicanos nascidos de novo” ou “democratas nascido de novo”. Ao mesmo tempo, a impressa começou a falar de cristãos nascidos de novo. Na visão secular, eles eram cristãos, gentes de gente fraca, mas amigáveis: traiçoeiros idiotas de direita. O que significa nascer novamente? Mudar de nome, mudar o partido ou ser algum tipo de religioso idiota?

A primeira pessoa a usar essa expressão foi o próprio Jesus. Quando Jesus a usou, Nicodemus não fazia ideia do que isso significava. Se nós queremos entender o quão importante esta linguagem é nos evangelhos, nós não temos um lugar melhor para estudar do que nesta passagem.

1. O que Jesus disse sobre Novo Nascimento (v. 1-10)

Nicodemus era um fariseu membro da elite judaica. Membro de um partido religioso conservador muito sério a respeito da pureza religiosa. O texto diz que ele foi ver Cristo pela noite. Alguns acham que é por ele estar envergonhado a respeito de ir questionar a Cristo, mas no capítulo 7 ele argumenta diante do sinédrio e mais tarde vai à Pilatos pedir o corpo de Jesus. Ele não parece preocupado com o que pensam dele. Se você quer saber o que João quer dizer quando diz que Nicodemus foi ver Jesus pela noite, você tem que saber que João sempre trabalha com o simbolismo a respeito de dia e noite. No capítulo 13, quando Judas é dispensado na ultima ceia, João comenta: “ele saiu, e era noite”. Ele menciona isso porque, sim, era noite, mas também porque Judas estava adentrando na mais profunda escuridão. Embora Nicodemus tenha várias vantagens, ele aparentemente chega a Jesus no meio de trevas espirituais. Sim, era noite, mas João associa um simbolismo espiritual a este momento de noite. O verso 19 também traz esta ideia: “a luz veio ao mundo e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque suas obras eram más”.

Ele chama Jesus de “Rabi”. No primeiro século, este não era um termo técnico para ordenação, mas uma grande honraria.

Em toda geração, em toda religião, em toda cultura você vai encontrar falsos curandeiros: há no islamismo, no budismo, no século XVI, no segundo século, no cristianismo…  Mas o que Jesus estava fazendo tinha uma qualidade diferente. O evangelho de João apresenta alguns casos em que essa questão da qualidade é totalmente diferente. Jesus realizou milagres de natureza bem diferente das de outros curandeiros que ali andavam. “Nós sabemos que você é um mestre vindo de Deus se faz este tipo de coisa”.

Quando Nicodemus diz e infere que Jesus vem de Deus porque ele está realizando coisas muito poderosas, o que ele quer dizer é que está vendo o Reino operando. Ele está vendo o Reino de Deus nas ações de Jesus. O que Jesus diz de fato é: “Nicodemus, você não está vendo nada do Reino, pois você não vai ver até que nasça novamente. Você pode ver o milagre, mas não pode ver o genuíno Reino até que você nasça novamente”. Jesus está cutucando a pretensa visão de Nicodemus.

Nicodemus responde a metáfora sobre nascer novamente com outra metáfora. Ele questiona se um homem pode vir a ser outra pessoa além da que já é. “O que somos, somos”. Ninguém pode entrar no ventre da mãe e nascer novamente. Certo poeta disse: “Há que surgisse em mim um homem, para que o homem que sou não mais seja”. Outro poeta disse: “Se a vida tivesse uma segunda edição, como é que eu corrigiria os originais”. Quer saber de uma coisa: você não pode voltar atrás. Você não pode refazer. Foi feito. Está no registro.

No verso 5 Jesus continua. Quem não nascer da Água de do Espírito não pode ver o Reino de Deus. Esta expressão não fala de dois nascimentos, mas um só: o nascer novamente. Jesus critica Nicodemus por não entender aquelas coisas mesmo sendo mestre em Israel. Isso significa que ele deveria saber destas coisas. Então, algo a respeito disso deveria estar no Antigo Testamento. Água e Espírito estão ligados em várias passagens no Antigo Testamento. Ezequiel 36:25-27 é o exemplo mais claro disto.

Ímpios dão à luz a ímpios assim como macacos dão à luz a macacos, galinhas à galinhas, porcos à porcos. Outro nascimento é necessário para que eles se tornem outra coisa, vindo de Deus.

Se você nasceu de Deus, você e outros vão ver os efeitos disto na sua vida, tão certo como você vê os efeitos do vento. Mesmo que você não consiga explicar a mecânica de como isso aconteceu, você não pode negar os efeitos. Você não pode dizer que conhece a Jesus e continuar a viver como o mundo, a carne e o diabo. As evidências da salvação são públicas. Você pode argumentar sobre a mecânica de como isso acontece, mas você certamente vai poder contemplar o resultado.

2. Por que Jesus poderia falar com tamanha autoridade sobre o Novo Nascimento (v. 11-13)

O que impressiona no verso 11 é perceber que o próprio Senhor Jesus usa a primeira pessoa do plural. Jesus está respondendo o “nós” de Nicodemus, no verso 2. Jesus fala com tal autoridade porque ele veio do céu, como diz o verso 13. Ele não é mais um Rabi que está argumentando com um bando de outros Rabis, ele é o eterno Filho de Deus, ele fala daquilo que Ele sabe porque Ele vem de Deus. “Se eu falo sobre isso de forma terrena, como você acreditaria se eu te mostrasse o trono de Deus?”.

3. Como Ele efetua o Novo Nascimento (v. 14-15)

Jesus leva Nicodemus a Números 21:4-9. As pessoas estavam reclamando do que estava acontecendo no Deserto. Deus manda, então, serpentes que mordem o povo, fazendo com que milharem morram com aquelas picadas. Moisés ora para que Deus os livre daquilo, e o Senhor ordena que eles colocassem um escultura de uma serpente, a fim de que, todos os que olhassem para ela, fosse curado. Jesus coloca a si mesmo como aquele que seria levantado, de modo que todos os que olhassem para ele seriam curados.

4. Porque Ele foi enviado para pregar este Novo Nascimento (v. 16-21)

Por que o amor de Deus aqui é tão espetacular? O amor de Deus é grande porque o mundo é grandão? “O amor deve ser um grande amor porque ele ama tanta gente”. Outros vão para uma conclusão psicológica: “Se Deus me ama, talvez eu não seja tão ruim assim”. Porém, a palavra mundo no evangelho de João está profundamente ligada à ordem da criação. No evangelho de João, o amor de Deus é tão grande porque o mundo é tão mau. Ele ama o mundo, judeus e gentios, e os ama mesmo eles sendo tão pecadores e imundos.