#VidasEmJogo: do Rio para o mundo

Em 6 de agosto minha esposa e eu tivemos o privilégio de participar das cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos de 2016 aqui no Rio de Janeiro. Como alguém que tem passado os últimos sete anos da minha vida ministrando na cidade de Rio, fiquei emocionado enquanto nos sentávamos e assistíamos os atletas olímpicos de 207 países ao redor do mundo entrarem no estádio do Maracanã. Eu sabia que neste momento minha cidade estava se tornando o centro das atenções do mundo. Estaríamos prontos?

 

A verdade é que o Rio teve um período difícil na preparação para os Jogos. A maior parte da preparação para os Jogos estava atrasada. A nova ciclovia próxima ao mar, preparada para os visitantes das Olimpíadas, desabou. O vírus Zika fez com que muitas pessoas permanecessem em casa. As praias não foram limpas como prometido. E isso além de uma situação delicada no que diz respeito à violência no Rio, conhecida como uma das cidades menos seguras do mundo. Ainda assim, o Rio sabe acolher grandes eventos (como a Copa do Mundo e os Jogos Pan-Americanos), e nós parecemos ter sido bem-sucedidos na corrida final para colocar tudo no lugar, então talvez nós estivéssemos prontos.

E assim nós fomos para as Cerimônias de Abertura. Ao chegarmos perto dos portões, tivemos o prazer de ver muitos ministérios fazendo trabalho evangelístico. Havia um grande contingente de ministérios, de igrejas locais a Ligonier’s Olympics Outreach [Evangelização Olímpica da Ligonier] a ministérios paraeclesiásticos que estavam ativamente compartilhando o evangelho. Um grupo muito grande de cristãos brasileiros estava cantando “Because He Lives” (Porque Ele Vive) continuamente enquanto nós caminhávamos através dos portões de entrada. Isso foi revigorante.

Uma vez dentro dos portões, a cerimônia começou. Tudo nas Cerimônias de Abertura, como de costume, é projetado para encantar os sentidos e criar uma experiência única para os participantes de todo o mundo. Foi uma grande noite, uma grande experiência, certamente. Foi um estudo da cultura, da diversidade, da história brasileira, deslumbrante com luzes e fogos de artifício, culturalmente expressas através de samba e dança tradicional brasileira. No entanto, em um momento, olhei para todas as luzes e pensei comigo mesmo que este tipo de evento é suposto ser o auge do entretenimento para o mundo. A transcendência era o objetivo. É interessante como alguns tentam criar uma experiência global, uma reunião mundial de entretenimento, enquanto ignoram o Criador do mundo.

Ao longo de toda a noite apenas um homem no pódio deu graças a Deus. E ele estava fora do roteiro oficial, com certeza. Esse foi o único momento transcendental para mim. Eventos como este tentam desesperadamente criar uma sensação de transcendência, mas como fiéis seguidores de Cristo, sabemos que não há nada verdadeiramente transcendente separado de um relacionamento com nosso Pai Celestial.

No entanto, eu considerei o evento pelo que ele era. Uma abertura para uma experiência de 21 dias verdadeiramente únicos para a nossa cidade e para o mundo. Nestes Jogos estão participando muitos atletas cristãos, muitos homens e mulheres que compartilham a boa nova. Muitas coisas boas estão acontecendo em meio aos grandes feitos atléticos que todos apreciam. O exercício físico, é claro, é de algum valor. Mas exercitar-se na piedade é algo completamente diferente. Muitos atletas estão testemunhando isso. Ainda assim, o exercício da piedade não terá os aplausos do mundo. Este é o único tipo de treinamento que importa.

Havia milhares de voluntários nos Jogos Olímpicos que não estavam preocupados sobre como eles eram recebidos, mas apenas preocupados em serem fiéis. Afinal, o aplauso do mundo é, talvez, a medida mais imprecisa do cristianismo fiel. Jesus disse em João 15.19: “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”.

Enquanto os Jogos Olímpicos se encaminham para a sua semana final, eu quero nos encorajar a orar pelo fruto evangélico dos ministérios que têm feito a obra do evangelho aqui no Rio. Eu também quero encorajar-nos a orar pelos atletas, treinadores e voluntários de todo o mundo que estão voltando para suas casas em países onde enfrentam perseguição por causa de sua fé. Ore para que eles tenham se tornado mais corajosos para compartilhar Jesus. Pois, no final das contas, esta é a corrida que importa. Para isso é que estamos treinando. E o nosso objetivo? Fixar os nossos olhos no prêmio: Jesus. Correr a nossa carreira de tal maneira que nós o conheçamos e o façamos conhecido.

Graças ao seu apoio generoso, nós já distribuímos centenas de milhares de cópias do novo livro do Dr. R.C. Sproul, A Corrida da Fé. Baixe a sua cópia aqui.

Por: Jay Bauman. © 2016 Ligonier Ministries. Original: #TruthAtTheGames: From Rio to the World.

Tradução: Camila Rebeca Almeida. Revisão: William Teixeira. © 2016 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: MinisterioFiel.com.br. Original: #VidasEmJogo: do Rio para o mundo.

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

2 Comentários
  1. Daniel de Souza da Silva Diz

    Que texto maravilhoso! como baixar esse livro.

Comentários estão fechados.