um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

A mulher cristã bem-sucedida e os desafios do namoro online

Quando os seus avós namoravam, as coisas eram bem mais simples. O rapaz pedia a moça em namoro. Eles saíam para comer ou para ver um filme ou (imagine isso) apenas passeavam juntos. Eles conversavam um com o outro pessoalmente ou se telefonavam. Eles conheciam as famílias uns dos outros e (esperançosamente) edificavam um relacionamento de confiança. Os tempos eram mais simples.

Desafios modernos tornam o namoro muito mais complicado. O que você enfrenta é muito diferente do que seus avós enfrentaram. Considere alguns desafios típicos de mulheres quanto ao namoro no século XXI.

O bem e o mal do namoro online

Já faz muito tempo desde que uma mulher está restrita a namorar homens dentro de sua igreja local. A tecnologia permite que ela tenha um relacionamento com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo. Existem mais opções. Mais homens. Melhores possibilidades. Então, por que não?

Adore o “deus das opções” e você será tomada por uma mentalidade de consumidora. Se uma mulher tem cinquenta opções de cereais, vinte tipos de sorvete, dez sabores de sucos de frutas e tudo disponível com ou sem glúten, então por que ela não pode ter mais de uma escolha em relação aos homens? Como já ouvi uma jovem mulher orar: “Dê-me o que eu quero, ou eu te odiarei, Deus”.

Eu conheci muitos casais felizes que se conheceram online. Como tudo mais na vida, se você for sábia e cuidadosa em sua aproximação, o namoro online pode ser bom. Mas tenha cuidado com os perigos que se escondem no mundo virtual. Uma personalidade virtual é uma porção muito pequena da vida real de uma pessoa. Remova o contexto. Obtenha uma visão unilateral da pessoa. Fotos felizes. Bom currículo. Brincadeiras graciosas. Uma mulher é atraída rapidamente. A esperança aumenta. Talvez ele seja “a pessoa”?

A falta de engajamento da comunidade remove as observações que uma mulher pode fazer quando vê um homem em seu contexto de igreja. Ele é um paquerador ou servo sincero? Ele ama a Palavra ou é ele é egocêntrico? Ele é ambicioso por coisas mundanas, ou zeloso por Cristo e seu reino? É difícil conhecer verdadeiramente um homem porque a mulher só o vê em um contexto único, onde ele pode mostrar o seu melhor e esconder todo o restante.

A tecnologia muda a forma como nos relacionamos

Atualmente, os homens prestam atenção às mulheres (e vice-versa) no Facebook, Instagram, Twitter, Snapchat e toda uma série de redes de mídia social. Um homem e uma mulher não precisam conversar pessoalmente para ter um relacionamento quase emocional. Eles podem conversar via mídia social ou aplicativos de comunicação e não gastar nenhum tempo tangível face a face.

Existem novas regras e modos de “jogar na selva”. Mensagens de textos é o novo padrão. Karen me escreveu:

“Um rapaz pode mandar uma mensagem semelhante a esta para uma garota: ‘Você quer tomar um café?’, e a moça fica com a dúvida: ‘Espere, ele me convidou para sair ou isso é apenas super impessoal e casual?’. Isso suscita perguntas como: ‘Ele só curtiu a minha foto no Facebook e não curte outras fotos de outras garotas isso significa que ele está atento a mim e está interessado?’ ou ‘Esse rapaz fica compartilhando os meus tweets e curtindo as minhas fotos Instagram, será que ele está interessado?’”.

É muito fácil esconder-se atrás de uma tela quando se tem uma “conversa”. Um homem faz com que uma mulher fique vulnerável com longos textos de perguntas profundamente pessoais, e a mulher pode arriscar-se ou perder o interesse do rapaz. Esse é o sonho de um homem preguiçoso: nenhuma intencionalidade, compromisso e risco. Ele pode enviar mensagens de texto, twittar ou curtir as suas fotos o quanto quiser e nunca enfrentar qualquer responsabilidade por suas ações. Ninguém está supervisionando seu comportamento online, então ele pode percorrer o ciberespaço sempre que perder o interesse, e a moça é deixada confusa. Ela pergunta: “O que eu fiz de errado?” e ele nem precisa responder!

Mulheres mais instruídas, realizadas e confiantes

A realidade é que hoje há mulheres mais instruídas, realizadas e talentosas no mercado de trabalho. Muito mais mulheres terminam a faculdade e se dedicam a uma carreira em relação às gerações anteriores. Um homem conhece uma mulher de sucesso e pode ser intimidante para ele convidá-la para sair. As mulheres podem perceber isso.

Isso leva a questões difíceis, enquanto uma mulher avalia suas escolhas de educação e carreira: como eu pago minhas contas e exerço o meu trabalho com excelência sem prejudicar minhas chances de me casar? Uma determinada carreira limitará minhas chances de namorar? Existem certos empregos que são menos ameaçadores para os homens? Eu preciso ser uma professora de ensino fundamental para atrair um homem cristão? Os homens estão com medo da minha inteligência, carreira ou nível salarial?

O mundo secular muitas vezes faz um trabalho melhor de avaliar e reforçar positivamente as mulheres por sua inteligência, capacidade e potencial. As mulheres cristãs são recompensadas e afirmadas em seus empregos, mas podem se sentir como cidadãs de segunda classe na igreja.

O namoro não é algo fácil. Namorar como uma mulher cristã conservadora é difícil. Namorar como uma mulher cristã inteligente, talentosa e autoconfiante parece impossível.

E muitos outros desafios

Eu poderia adicionar mais dificuldades à nossa lista: o sexo está em toda parte e nossa cultura diz a homens e mulheres que podem viver de modo promíscuo; as igrejas muitas vezes estão cheias de mulheres piedosas com apenas poucos homens piedosos; há muito mais solteiros hoje do que nas gerações anteriores; dentre outros.

Nada disso é fácil; muito disso é penoso. Mas Deus não a deixou sozinha. Se Jesus morreu na cruz por nós, então como podemos pensar que ele nos abandonará? Ele não nos deixou. Ele não nos deixará. Se Jesus deu a sua vida por nós, como podemos acreditar que ele nos abandonará para que lidemos com isso por nós mesmos? Ele não nos deixou. Ele não nos deixará. Nada poderá nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus (Rm 8.39).

Ao enfrentar esses desafios, Deus requer que você deposite a sua fé em Cristo para que ele a conduza. Ao buscar a Cristo em sua Palavra e oração, e ao cercar-se da comunidade cristã, Jesus andará ao seu lado. Você confia que o Senhor está presente nisso para o seu bem, mesmo nos dias difíceis e solitários?

Perguntas para reflexão

Que outros desafios em relação ao namoro as mulheres enfrentam na cultura atual?

Como você pode encorajar as mulheres solteiras em sua igreja?

Mulher, Cristã e Bem-sucedida

Redefinindo Biblicamente o Trabalho Dentro e Fora do Lar

Ter uma profissão reconhecida? Cuidar do lar e da família? O trabalho é apenas para mulheres que precisam de renda? A mulher pode ser feminina, piedosa e, ao mesmo tempo, ter aspirações profissionais? Na visão de Deus, o que difere a mãe que fica em casa da mulher que trabalha fora? Neste

livro, Carolyn e Nora respondem a essas e muitas outras perguntas que pairam na cabeça de mulheres de diversos contextos e idades. Longe dos argumentos acusadores, que mais dividem do que colaboram para uma discussão saudável e edificante, Carolyn e Nora mostram como a mensagem redentora do evangelho permite que os ensinamentos bíblicos sobre o papel da mulher coexistam com o engajamento profissional, encorajando a contribuição feminina no lar, na sociedade e na igreja. Se você já se perguntou se está vivendo a vida que mais glorifica a Deus, este livro irá ajudá-la a refletir biblicamente sobre a relação entre a mulher e o trabalho.

CONFIRA

Por: Deepak Reju. © Biblical Counseling Coalition. Website: biblicalcounselingcoalition.org. Traduzido com permissão. Fonte: Contemporary Challenges to Dating for Single Women.

Original: A mulher cristã bem-sucedida e os desafios do namoro online. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Tradução: Camila Rebeca Teixeira. Revisão: Renata Machado Gandolfo.

4 Comentários
  1. Jaqueline Diz

    Amigos, vocês foram extremamente infelizes no uso da analogia com a profissão de professora do ensino fundamental ao indicar uma carreira que não ameaçasse os homens. O professor do ensino fundamental é desvalorizado no nosso contexto, mas não deveria ser assim. E tampouco o autor/revisor/tradutor do artigo deveria usar um exemplo como esse.

  2. Lídia Laís Diz

    ótima reflexão. Na maioria das vezes sinto vergonha de dizer a alguem na igreja que aos 23 anos sou formada e estou fazendo mestrado na minha área… isso impressiona as pessoas, como se fosse algo muito superior aos outros… tenho medo que isso afaste as pessoas e pretendentes…

  3. Adriano Diz

    Eu sou um homem cristão e particularmente adoraria namorar um mulher inteligente e bem sucedida, mas namoro online é muito complicado, não acho uma boa ideia.

    1. Raquel Diz

      Prazer, Raquel… kkkkkkkkkkkk! 😄

Comentários estão fechados.