[Finalmente Vivos] Parte II: Por que devemos nascer de novo? (2)

Veja todas as postagens e o sorteio deste especial.

John Piper – Para que você precisa nascer de novo?

1. Sem o novo nascimento, não teremos a fé salvífica, mas apenas incredulidade (Jo 1.11-13; 1 Jo 5.1; Ef 2.8-9; Fp 1.29; 1 Tm 1.14; 2 Tm 1.3).

Quando Deus nos faz nascer de novo, a fé salvífica é despertada, e somos unidos a Cristo. “Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus” (1 Jo 5.1). O versículo não diz: será nascido de Deus. Antes, diz: é nascido de Deus. Nossa primeira fé é a centelha de vida que vem por meio do novo nascimento.

2. Sem o novo nascimento, não seremos justificados, e sim condenados (Rm 8.1; 2 Co 5.21; Gl 2.17; Fp 3.9).

Quando o novo nascimento desperta a fé e nos une a Cristo, somos justificados – ou seja, somos tornados justos – por meio da fé. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Rm 5.1). O novo nascimento desperta a fé, que olha para Cristo a fim de obter justiça, e Deus nos imputa a justiça fundamentado apenas em Cristo, tão-somente por meio da fé.

3. Sem o novo nascimento, não seremos filhos de Deus, e sim filhos do diabo (1 Jo 3.9-10).

Quando o novo nascimento desperta a fé e nos une a Cristo, todos os obstáculos legais que nos impediam de ser aceitos por Deus são removidos por meio da justificação. Assim, Deus nos adota em sua família e nos conforma à imagem de seu Filho. “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” (Jo 1.12-13). Nascemos de novo, da parte de Deus, não da vontade do homem. Cremos em Cristo, e O recebemos, e Deus nos torna seus herdeiros legais e seus filhos espirituais.

4. Sem o novo nascimento, não produziremos frutos de amor por meio do Espírito Santo, produziremos frutos de morte (Rm 6.20–21; 7.4–6; 15.16; 1 Co 1.2; 2 Co 5.17; Ef 2.10; Gl 5.6; 2 Ts 2.13; 1 Pe 1.2; 1 Jo 3.14).

Quando o novo nascimento desperta a fé e somos unidos a Cristo, e toda a condenação é substituída pela justificação, e o Espírito de adoção entra em nossa vida, Ele produz o fruto do amor. Considere Gálatas5.6: “Em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor”; e 1 João 3.14: “Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos”. Onde existe novo nascimento, existe amor.

5. Sem o novo nascimento, não teremos a alegria eterna na comunhão com Deus; pelo contrário, teremos miséria eterna, juntamente com o diabo e seus anjos (Mt 25.41; Jo 3.3; Rm 6.23; Ap 2.11; 20.15).

Finalmente, quando o novo nascimento desperta a fé, nos une a Cristo (que é a nossa justiça) e outorga o poder santificador do Espírito Santo, estamos no caminho estreito que conduz ao céu. E o auge das alegrias celestes será a eterna comunhão com Deus. “E a  vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo 17.3). O clímax da alegria de nossa nova vida é o próprio Deus.

Tudo isso é o que perderemos se não nascermos de novo. A razão por que temos de nascer de novo não é somente que sem o novo nascimento estamos mortos, mas também que sem ele perdemos para sempre tudo que é bom. Foi por isso que Jesus disse: “Importa-vos nascer de novo” (Jo 3.3, 7).

Por John Piper © Desiring God. Website: desiringGod.org

Resumo extraído da Parte 2 (capítulos 3 e 4) do livro Finalmente Vivos, com trechos do mesmo.

Disponibilizado por: Editora Fiel

Obs.: no capítulo 5, John Piper correlaciona maravilhosamente o Novo Nascimento e as bênçãos que fluem deste com a Encarnação. É um capítulo maravilhoso, que infelizmente não está disponível online. É por isso que recomendo comprar. É um ótimo livro (com linguagem fácil e enfoque pastoral) para edificação pessoal ou para ser estudado em pequenos grupos.

John Piper – Das trevas para a luz

Por John Piper. © Desiring God. Website: desiringgod.org

Tradução e Edição: JvDaP

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

7 Comentários
  1. Rose Diz

    Bom dia. Vivemos em Portugal e gostariamos de poder comprar o livro «Finalmente Vivos», peço que nos oriente onde poderemos encontrar.
    Um abraço e que Deus vos abençoe.

    1. Vini Diz

      A Fiel tem uma loja online em Portugal: http://is.gd/g9Ini4
      Acho que como é lançamento não está disponível ainda.

      Encaminhei sua mensagem para um responsável da Fiel, Rose.

      Abraço.

      Obs.: É um livro maravilhoso =)

  2. Wesley Diz

    Porque não estão respondendo as perguntas do pergunte ao VE?
    Obrigado.
    Paz e Graça

    1. Vini Diz

      Wesley,

      De forma curta (e espero que não grossa):

      As pessoas responsáveis pelo PVE tem estado muito ocupadas. Alguns trabalhando cerca de 10h por dia, outros com trabalho e faculdade. Eu estou em frente a uma nova cirurgia.

      Peço perdão pela demora e desorganização.

      Paz

  3. Alexandre Diz

    Um excelente livro para se usar em grupos de estudo para novos convertidos.

  4. Ede Flausino Diz

    Nascer de novo é vivenciar cotidianamente o evangelho de Jesus, tentando ser como ele é e sempre será, é reconhecer que ele realmente está no Pai e que o Pai está nele e que os dois são um só, pois vibram na mesma faixa de amor!
    Nascer de novo é reconhecer através da essência do nosso sentimento que Jesus é verdadeiramente o Caminho a Verdade e a Vida,e que ninguém vai a Deus sem antes passar por ele, se o fizermos seremos como os judeus que não o aceitaram por ele ser humilde e manso de coração, não basta ter fé sem praticarmos os ensinos do Mestre que se resume no amor e perdão. Quando amamos, compreendemos melhor a fraqueza do próximo e aceitamos que somos imperfeitos e sempre propício a cair em tentações mundanas, especialmente as egoísticas materiais, devemos entender que levaremos somente nossas boas e más ações e que tudo que plantarmos colheremos.
    Nascer de novo é deixar os nossos maus hábitos para tráz compreendendo que cada vez que caímos levantamos e nos tornamos mais fortes e que realmente são necessários os tropeços.
    Nacer de novo é compreender que o evangelho de Jesus são as palavras de Deus e através delas já não somos mais cativos das leis profeticas do Velho Testamento… “Mateus 10.32-33: “Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.”

    Em Mateus 10.22 que os cristãos serão odiados de todos, e aquele que perseverar até o fim será salvo, ou seja, aquele que negar a Jesus para se livrar das perseguições não perseverou, então não será salvo.

    A salvação espiritual acontece em nossas vidas quando em vida nascemos de novo em Jesus e para Jesus, e isto é bem claro nas palavras de Jesus e especialmete no sermão da montanha..
    “Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte, e como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los, dizendo: Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque herdarão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos insultarem e vos perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim.Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que existiram antes de vós” (Mateus 5:1-12).

    Nascer de novo é nascer agora!

    1. Vini Diz

      Irmão,

      Tome cuidado para não confundir regeneração (novo nascimento) com santificação. Nascer de novo é uma obra realizada pelo Espírito Santo, pela qual nascemos para e de Deus e passamos a viver uma vida que busca santificação. No novo nascimento nosso coração é mudado e passamos a amar a Deus e odiar o pecado (mesmo que em um grau pequeno).

      O perigo de confundir novo nascimento com santificação é afirmar que um cristão não é nascido de novo quando peca. E isso é problemático e triste.

      Espero que o conselho lhe seja útil em Cristo,
      Paz

Comentários estão fechados.