#ConferênciaFiel 2011 – John Piper: A paixão de Deus por sua glória global

Objetivos por que estou aqui:

1)      Vermos quão apaixonado Deus é por Sua própria glória;

2)      Compartilharmos o zelo de Deus por sua glória, através do Espírito Santo;

3)      Descobrirmos que a paixão pela glória de Deus produz um amor sacrificial;

4)      Sermos levados por esse amor a fazermos missões mundiais.

Diferenças desta pregação com relação à última vez que ele veio:

1)      A descoberta do crescimento do Evangelho no hemisfério sul (África, Ásia e América do Sul) e o decaimento dos cristãos na Europa e, um pouco, nos EUA. Mais trabalhadores cristãos do Brasil vão para missões transculturais que da Grã-Bretanha ou do Canadá. Não pensem de si mesmos como uma nação que só deve receber. Você, Brasil, deve enviar;

2)      Clareza em como pregar alguns pontos;

3)      Crescimento do evangelho da prosperidade;

4)      Crescimento do Islã.

Deus não pede passivamente para você glorificar seu nome. Ele já está fazendo isso e o chamo a participar. Contudo, nas condições globais de hoje, isso exigirá mártires. O evangelho da prosperidade não terá a coragem sacrificial (mártir) de fazer o trabalho de missões globais.

Texto base: Mateus 6:9-13

Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

Estou assumindo que quando Jesus diz que devemos pedir algo, devemos desejar isso. Se devemos orar para que santificado seja o nome de Deus, devemos desejar isso, sermos apaixonado por isso. A primeira petição que devemos querer, desejar e orar é que o nome de Deus seja santificado. Isto é orar “Pai, cause em mim o que fo preciso para que eu santifique o Teu nome e não só em mim, mas também em minha família e denominação”.

Eu enxergava essa primeira sentença mais como uma declaração de adoração (Pai, Teu nome é Santo), do que uma petição. O verbo nela contida está no grego na “terceira pessoa do imperativo” (não temos isso na língua portuguesa), então a primeira petição, em grego, seria algo como louvar a Deus por ser santo, mas também um pedido para que Deus faça isso acontecer.

Eu também enxergava dois blocos de petições – uma em relação a Deus e uma em relação ao próximo e a nós mesmos. Apesar disto ser verdade, hoje enxergo que todos os outros pedidos (v. 10-13) servem o primeiro pedido.

A primeira evidência é que ela pede que algo aconteça em nosso coração com relação ao nome de Deus, enquanto as demais petições não nomeiam explicitamente uma resposta do coração, por exemplo: “venha teu reino”. Santificar o nome de Deus significa separar Seu nome como Santo, colocar Seu nome em uma classe única. Não há ninguém como Deus – infinito em valor. A sua santidade é a sua transcendência divina, única e gloriosa. A santidade de Deus é tão infinitamente valiosa que todo o resto é como nada. Então na primeira petição oramos: “Pai faça-se tão glorioso, importante, lindo e valioso para mim, pois ao longo do dia outras coisas tentaram tomar este lugar”. Só a primeira petição trata dessa forma do coração.

Outras duas constatações são que me parece óbvio que Jesus colocaria o grande alvo em primeiro lugar e que o Nome de Deus é algo mais pessoal que Seu Reino ou Sua Vontade.

Então todas as outras petições estão ligadas a isso. Deus quer ver Seu Reino vir para que Seu nome seja santificado. O propósito do universo é a santificação do nome de Deus. Seu Reino vem para isso. Sua Vontade é feita para isso. Humanos são sustentados, perdoados e protegidos para isso. E por principal objetivo eu me refiro a algo que não é um meio para nenhum outro fim. É o último propósito. Você precisa decidir o que é o principal objetivo de todas as coisas e trazer sua vida em conformidade com isso.

A santificação do nome de Deus é o último fim! Não é um meio para nenhum outro objetivo. Devemos valorizar a Deus sobre tudo. Todas nossas atividades devem ser meios ou expressões disto. Minha oração para vocês é que vocês façam a santificação do nome de Deus o principal objetivo da sua vida.

Deus está dizendo para orarmos desta maneira. Está dizendo: “Peça para Eu ajuda-los para valorizar a mim”. Deus está totalmente comprometido em santificar Seu nome. E isso está conectado com missões, pois da mesma forma devemos orar para o Senhor da seara mande mais trabalhadores, mesmo Ele sabendo que precisamos de trabalhadores.

Portanto, minha oração é que Deus produza um comprometimento em Seu coração com a santificação do nome dele entre as nações. Não escolha entre vizinhança e nações. Ame ambos.

E farei conhecido o meu santo nome no meio do meu povo Israel, e nunca mais deixarei profanar o meu santo nome; e os gentios saberão que eu sou o SENHOR, o Santo em Israel. (Ezequiel 39:7) 

Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org / satisfacaoemdeus.org

Resumo por voltemosaoevangelho.com

Comentários estão fechados.