um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

4 razões para buscar a Deus apaixonadamente

Por que eu insisto que você deve seguir a Deus firmemente, ou, o que é a mesma coisa, por que nós devemos seguir a Cristo firmemente? Aqui estão quatro razões:

1. Para conhecê-Lo

Primeiro, nós devemos seguir a Cristo firmemente para conhecê-Lo. Filipenses 3.7-8: “Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor“. Paulo seguia a Cristo firmemente, renunciando todas as coisas das quais as pessoas normalmente se gloriam; e ele fazia isso para que pudesse conhecê-Lo.

Por quê? Porque conhecer a Cristo é uma riqueza que ultrapassa tudo o mais. A evidência da conversão é se você de fato se tornou um hedonista cristão. Hedonistas cristãos sempre seguem firmemente em busca da riqueza suprema. Eles alegremente vendem tudo em troca do tesouro escondido e da pérola de grande valor (Mateus 13.44-45). Nós devemos seguir a Cristo firmemente, porque não fazê-lo significa que nós não desejamos conhecê-lo. E não desejar conhecer a Cristo é um insulto ao Seu valor e um sinal de letargia ou morte espiritual em nós. Mas quando você segue a Cristo firmemente, para conhecê-Lo, a recompensa é a sua alegria e a glória Dele.

2. Para confirmar a nossa justificação

Segundo, nós devemos seguir a Cristo firmemente para confirmar a nossa justificação. A justificação se refere ao maravilhoso ato de Deus no qual Ele perdoa todos os nossos pecados e imputa a nós a Sua própria justiça, através da nossa fé em Cristo. Filipenses 3.8-9: “por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé”.

Filipenses 3.9 é claro: a justiça que Paulo busca é baseada na fé. Mas ele a está buscando! Como um cristão, ele considera todas as coisas como perda para ter a sua justificação. A fé que justifica é uma fé que renuncia os valores terrenos e busca a Cristo. Se a justificação depende da fé, e se renunciar ao mundo por considerá-lo como lixo é necessário para ter os benefícios da justificação, então está claro: a fé salvadora não é meramente uma única decisão por Cristo, mas é uma preferência contínua por Cristo sobre todos os outros valores. A busca de Cristo é a evidência da fé genuína em Cristo como o nosso tesouro. Portanto, nós devemos seguir a Cristo firmemente para confirmar a nossa justificação.

3. Porque nós somos tão imperfeitos

Nós devemos seguir a Cristo firmemente porque nós somos tão imperfeitos. Filipenses 3.12: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo”. Nós devemos seguir a Cristo firmemente porque nós somos tão deficientes. Um estudante fraco deveria buscar um professor particular. Pessoas míopes deveriam buscar um oftalmologista. Pessoas com a garganta inflamada deveriam tomar antibióticos. Alcoólicos deveriam buscar um grupo de apoio. Jovens aprendizes deveriam seguir o seu mestre em seu trabalho.

Não seguir a Cristo firmemente significa ou que você não confia em Seu poder e disposição para mudar as suas imperfeições, ou que você deseja se apegar às suas imperfeições. Em ambos os casos, Cristo está sendo desprezado e nós estamos perdidos.

4. Porque Ele nos conquistou para Si

A última razão pela qual nós devemos seguir a Cristo firmemente é que Ele nos seguiu firmemente e, de fato, nos conquistou para Si pela fé. Filipenses 3.12 novamente: “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus.” Essa sentença destrói a falsa lógica a qual afirma que, se Cristo nos encontrou, nós não mais precisamos buscá-Lo. Se Ele nos agarrou, nós não precisamos nos esforçar para agarrá-Lo.

Paulo argumenta exatamente o contrário: eu me esforço para ganhar a Cristo, porque Cristo já me ganhou. A conversão de Paulo não era como uma gaiola que o prendia, mas como uma catapulta que o lançava na busca da santidade. A graça irresistível de Cristo triunfando sobre a rebelião de Paulo e salvando-o do pecado não tornou Paulo passivo; ela o tornou poderoso!

Por: John Piper. © Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org. Traduzido com permissão.

Original: 4 razões para buscar a Deus apaixonadamente. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Tradução: Equipe VE.

52 Comentários
  1. Valdemar Campielo Diz

    Graça e paz, gostei muito do texto, como sempre de todos os textos do VE (site benção pura), mas gostaria de um pouco mais de explicação em relação ao termo “APAIXONADAMENTE” tenho um pouco de aversão a esse nome no meio cristão, pois na minha visão acredito que só o termo AMOR  já seja suficiente para me aproximar de Deus e de desejar busca-Lo a cada dia, sem precisar estar apaixonado. Alguém pode me ajudar?!

    1. Filipe Diz

      O termo Paixão: paixão (do verbo latino, patior, que significa sofrer ou suportar uma situação dificil…Um sentimento doloroso, perde-se parcialmente a sua individualidade, a sua identidade e o seu poder de raciocícnio…Tenho pra mim que a palavra foi muito bem encaixada nesse texto já que devemos negar a si mesmo para buscar a Cristo…A Paixão se esvai com o tempo…concordo contigo nesse aspecto, mas é pura e simplesmente uma analogia a um sentimento que sentimos quando largamos tudo para fazer algo por quem estamos apaixonados…o Amor creio que não seja um sentimento mas sim uma decisão…porquê Deus amou o mundo (Ele decidiu enviar seu filho)…e por ai vai…espero ter ajudado

    2. Filipe Diz

      Retificando meu português…”Porque Deus amou o mundo”

    3. Lucas Coelho Diz

      Boa tarde Filipe, que a Graça e a Paz sejam contigo.
      Concordo com sua afirmação de que somente o amor seria suficiente para nos aproximar de Deus. Todavia um único tipo de amor é necessário para nos agregar, nos unir perfeitamente à Deus e é o amor puro que há em Cristo Jesus. Somente esse amor nos faria unir à Deus tão perfeitamente que não se pudesse observar emendas ou junções artificiais nessa união. Isso é o que acontece com Jesus, o Pai e o Espírito Santo, são perfeitamente unidos não dando margens à mostra da junção, pois de fato são a mesma natureza, isto é, o mesmo Deus.
      Mas Jesus disse que precisamos estar com ele e assim com Deus. Nessa nossa natureza nunca seremos unidos à Deus tão perfeitamente. Contudo podemos nos aproximar ao máximo disso, sabendo que há um limite inalcançável por nós nessa nossa condição humana atual.
      Portanto, tendo em mente que também nunca teremos um amor puro como esse de Cristo, alguma coisa precisamos fazer pra nos aproximarmos desse limite que existe.
      Com todo respeito, somente um “amor louco” e não “fanático”, logicamente, que nos condiciona a uma busca efetiva pela Glória de Deus. Como nos abandonaremos por inteiro se não estivermos também por inteiro com os olhos em Deus, voltados para cumprir com sua vontade?
      Não consigo acreditar que somente o amor nos leve a isso, mas é necessário que algo impulsione ou dê o combustível necessário ao nosso amor por Deus para nos conduzir à cumprir com suas vontades mais complicadas ao nosso ver.
      Amar Deus é indispensável, mas para nos abandonarmos ao ponto de cumprir com suas vontades é necessário um AMOR APAIXONANTE.
      Que Deus o abençoe.

    4. Filipe Diz

      Boa tarde Lucas, Graça e Paz!
      Concordo contigo em genêro numero e grau.
      Embora paixão e amor sejam sentimentos diferentes…o ato de estar apaixonado é o que talvez possa expressar algo que sintamos em nos aproximar de Deus…Como nos faltam palavras para expressarmos a santidade e a grandeza dEle!

    5. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Amor e paixão podem ter vários significados dependendo do contexto. Acho que a melhor interpretação para “apaixonadamente” aqui é: “de forma intensa e amorosa”. E não coisas como “forte, mas momentâneo” ou com conotações sexuais.

      Paz

  2. Matheus ;) Diz

    tem um erro de portugues na segunda linha do segundo tópico: “pecados”

    1. Vinícius Pimentel Diz

      Obrigado, Matheus. Corrigido.

  3. Jader Alexandre Diz

    Paz irmãos, pergunto no original john piper fala de amorosamente ou apaixonadamente, este termo é um sentimento negativo e lamentavelmente no meio evangelico usa-se o termo sem se preocupar-se com o texto biblico ,pois não existe a palavra e sim caridade.Fico triste quando alguns crentes insistem em cantar apaixonado pelo meu Senhor, quando Ele me amou(agapai) e não se apaixonou por mim,lamento!!

    1. Lucas Coelho Diz

      Boa tarde amado irmão. Perdoe-me a intrusão. Acredito que o termo utilizado é mais abrangente do que o entendido por senso comum.
      A paixão relativa ao senso comum nos leva a acreditar que é um sentimento temporário, um êxtase por um do sexo oposto que logo passa e não deixa uma consequência muito boa e nem mesmo se transforma em amor.
      Mais do que isso, acredito que o termo AMAR APAIXONADAMENTE nos leva a pensar no que uma paixão nos leva a cometer. Nós, quando apaixonados, nos entregamos e nos deixamos para vivenciar aquele ardente sentimento intensamente e, muitas vezes, sem nos preocupar com aonde isso nos levará, isto é, se trará uma consequência positiva ou negativa.
      Amar apaixonadamente diz sobre todos os sentimentos relativos ao amor de fato, somados aos impulsos que a paixão nos motiva. Isto resulta em uma busca intensa por Deus, e consequentemente quem busca a Deus intensamente deixa-se por ele e faz sua vontade. Entrega-se aos desejos do Senhor.
      Por favor, não me leve a mal pela resposta, mas acredito que deve entender corretamente e não se preocupar com o título.
      Abraços.

  4. Vinicius Diz

    “Então arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração.”
    Gênesis 6.6
    Devíamos dizer a Moisés que ele escreveu errado, porque Deus não se arrepende. ¬¬!

    1. Andre Sanches Diz

      O termo “arrependeu-se”, referindo-se à Deus, significa “entristeceu-se”. Corrijam-me se estiver errado. 

    2. João E Dayse Almeida Diz

      Correto.

    3. Cleiton Diz

      Exato irmão, temos que observar bem o que a bíblia diz sobre arrependeu-se e lembrou-se e entre outros…

    4. Vinicius Diz

      Irmão, como eu disse ao Lucas, eu apenas respondi ironicamente aos que estão reclamando por ter John Piper usado o termo “apaixonadamente”. O que eu quis dizer é que palavras são palavras, o que importa é o significado por trás delas. A letra mata, mas o Espírito vivifica. É o espírito por trás das palavras que importa. E acredito que todos os que leram o texto entenderam perfeitamente o que Piper quis dizer.
      Eu sei que não se arrepende, e que esta palavra tem outro significado. Repito: Estava apenas sendo irônico. Perdão por isso. Achei que o “¬¬” no fim da frase seria suficiente para explicar que eu estava sendo irônico.

      Graça e Paz!

    5. Cleiton Diz

      Irmão, me desculpe, mais você ainda tem que estudar um pouco A Bíblia, no sentido em que DEUS se arrepende não  quer dizer que  DEUS violou os seus atributos, Mais sim que quando ele viu a maldade do homem a perversidade do homem, DEUS ficou extremamente triste com os homens, (o ” arrependeu-se” aqui significa ” que por causa do tágico pecado da raça humana, DEUS mudou sua “disposição” para com as pessoas; suas atitudes de misericórdia e longanimidade passou a atitude de juízo. DEUS Não muda seus atributos Como Ele diz em Malaquias 3:6 ” Por que “Eu” o SENHOR não mudo. 

      Cuidado quando voce for falar que algo nas Escrituras esta errado, não é ela que esta errada é voce que não soube interpretar a palavra de DEUS 

      “Toda Escritura inspirada…” (2 Timóteo 3:16)

      A palavra de DEUS é inspirada pelo Espirito Santo. 

      Se voce disser algo errado sobre a palavra de DEUS  isso não irá atingir a mim nem a o Proprio DEUS mais a Voce. 

      To sendo seu amigo, meu irmão. 

      Fique com o SENHOR…   

    6. Vinicius Diz

      Irmão, como eu disse ao Lucas, eu apenas respondi ironicamente aos que estão reclamando por ter John Piper usado o termo “apaixonadamente”. O que eu quis dizer é que palavras são palavras, o que importa é o significado por trás delas. A letra mata, mas o Espírito vivifica. É o espírito por trás das palavras que importa. E acredito que todos os que leram o texto entenderam perfeitamente o que Piper quis dizer.
      Eu sei que não se arrepende, e que esta palavra tem outro significado. Repito: Estava apenas sendo irônico. Perdão por isso. Achei que o “¬¬” no fim da frase seria suficiente para explicar que eu estava sendo irônico.

      Graça e Paz!

    7. Lucas Diz

      Deveríamos dar uma versão da bíblia infantil a você ou lhe ensinarmos a estudar a palavra coerentemente, é mais fácil não?

    8. Cleiton Diz

      Irmão deveríamos ter calma, eu também não sabia oque significava e tenho certeza que você tbm não sabia… 

    9. Vinicius Diz

      Se você não entendeu, eu explico: Respondi com ironia aos que estão reclamando por ter John Piper usado o termo “apaixonadamente”. O que eu quis dizer é que palavras são palavras, o que importa é o significado por trás delas. A letra mata, mas o Espírito vivifica. É o espírito por trás das palavras que importa.

      Eu preciso de uma versão infantil da bíblia e você precisa de aulas de interpretação de texto.

  5. Marco Túlio Diz

    Uma benção, o Vini você não pregaria no congresso da igreja onde congrego??? 

  6. Jonatas Diz

    Só um pequeno erro…no 2º parágrafo do item 2 falta um “é”:
    “a fé salvadora não ‘É’ meramente uma única decisão…”

    Como sempre, ótimo texto 

    Abraços :)

    1. Vinícius Pimentel Diz

      Obrigado, Jonatas. Erro corrigido!

  7. Marco Túlio Diz

     Afinal, D-us arrepende-se como o homem? D-us não tem necessidade de arrependimento pelas suas ações porque D-us não é homem para que minta; nem filho do homem para que se arrependa. Por ventura, tendo ele dito, não o fará? Ou, havendo falado, não o cumprirá? ( Nm 23:19). O contexto anterior está nos versículos um até ao sete. D-us criou o homem livre, fê-lo com a possibilidade de decisão e escolha responsáveis. Mas, quando verificou que o homem tinha falhado no seu propósito, e a sua maldade era imensa, entristeceu-se grandemente, O vocábulo que no hebraico é ‘nacham’, usado no trecho de Berishit, significa ” ficar triste, com dó, mesmo com dor”. A versão grega traduz o hebraico pondo um vocábulo derivado de ‘thyma’ sacrifício. O Senhor ficou cheio de pena e sofrimento devido ao estado pecaminoso e maldoso da humanidade. Essa mesma dor contribuiu a decisão de criar uma nova sociedade a parti do justo Noé.

    1. Vinicius Diz

      Irmão, como eu disse ao Lucas, eu apenas respondi ironicamente aos que estão reclamando por ter John Piper usado o termo “apaixonadamente”. O que eu quis dizer é que palavras são palavras, o que importa é o significado por trás delas. A letra mata, mas o Espírito vivifica. É o espírito por trás das palavras que importa. E acredito que todos os que leram o texto entenderam perfeitamente o que Piper quis dizer.
      Eu sei que Deus não se arrepende, e que esta palavra tem outro significado. Repito: Estava apenas sendo irônico. Perdão por isso. Achei que o “¬¬” no fim da frase seria suficiente para explicar que eu estava sendo irônico.

      Graça e Paz!

    2. Marco Túlio Diz

      Eu entendi irmão, isso foi uma resposta para o Lucas.

  8. Flep_souza Diz

    os poderiam me dizer o q acham desse COMENTÁRIO BÍBLICO EXPOSITIVO

    Warren W. Wiersbe

    1. João E Dayse Almeida Diz

      Olha é muito bom, pode investir.

  9. Flep_souza Diz

    ops:os irmãos

  10. Matheus Santana Dos Santos Diz

    @0385ef9bf51d3011ee40399df1bfa6fc:disqus  Bom a minha ministra de missões comprou e os achou muito bom! (Eu perguntei pq queria comprar hehehe) mas ela disse que se aproveita uns 90% do que se fala… Esses 10% ele meio que tende à interpretação da denominação dele… Mas quando tiver uma folga eu compro. ^^

  11. Matheus Santana Dos Santos Diz

    Nossa! Muito bom esse texto! O John Piper escreve muito bem!

  12. The King of Nowhere. Diz

    Fantástico! O foco é Cristo! Sempre!

  13. Hugofelix33 Diz

    Glória a DEUS.

  14. Hugo Felix Diz

    CRISTO é tudo o que nós temos

  15. Humberto Diz

    centralidade na pessoa de Jesus. Isso sim é Evangelho. 

  16. Renato Rocha Diz

    Devemos buscar sempre a Deus para que ela faça resplandecer a Sua Glória em nós!!!
    Que Deus continue nos abençoando a cada dia!!!

  17. Vinícius Pimentel Diz

    A todos os irmãos que têm questionado o uso de “apaixonadamente” (“passionately”, no original) feito pelo John Piper no título, dou minha opinião pessoal (que não representa necessariamente a posição do VE):

    Existe uma diferença radical entre a maneira como John Piper, Paul Washer e outros pregadores cristãos usam os termos paixão/apaixonado/apaixonadamente e o modo como essas palavras são usadas em certas músicas “gospel” modernas. A “paixão” da maioria das músicas contemporâneas é um sentimento feminilizado, romantizado, sendo que de fato não encontramos base bíblica para expressar esse tipo de emoção em relação a Deus.

    Porém, é fácil perceber que a “paixão” mencionada por Piper no texto não é uma espécie de sentimento adolescente que nós devemos devotar a Deus. Ao contrário, é um tipo de amor ardente, firme e resoluto que reflete a nossa união inquebrantável com Cristo. É aquela força espiritual que move o ser do verdadeiro crente a seguir o Senhor, aonde quer que Ele for, custe o que custar. Tanto é assim que, depois do título, Piper passa a usar uma outra expressão (“go hard after”) que traduzimos como “seguir firmemente”.

    Aliás, quanto a esse interminável debate sobre o uso da palavra “paixão”, é bom dizer que a sua correspondente no grego (“epithumia”) pode ter significado tanto negativo como positivo. Por exemplo, em Fp 1.23, ela se refere ao desejo firme e ardente (paixão) que Paulo tinha de partir e estar com Cristo. E, em Lc 22.15, ela se refere ao desejo firme e ardente (paixão) de Jesus para partilhar a Ceia com os discípulos antes de sua crucificação.

    Espero ter ajudado!

    Em Cristo,
    Vinícius

    1. Osvaldo E.Wate Diz

      amen.

  18. Thiagoanunes7 Diz

    Excelente mensagem, que Deus continue a iluminar a mentes de nosso progadores.

  19. Osvaldo E.Wate Diz

    Yes, Jesus não é somente o centro do Evangelho mas ele é o proprio evangelho, a Propria Boa nova de Deus que se manifetou para regatar o Homem d aperdição…..

  20. Icaro Diz

    veio como um soco no meu olho! Ótima mensagem e que Deus nos perdoe de todas as nossas transgressões e pecados. Amém!!!

  21. ronyere Diz

    maravilhosa palavra.

  22. Robson Diz

    É possível avaliarmos a FÉ em níveis? Por exemplo, fulano tem pouca fé, sicrano tem média fé e beltrano tem grande fé. É possível analisarmos desta forma?

  23. hualefi Diz

    muito bom o artigo,,que DEU o abençoe

  24. Gabriela Diz

    Uaaal. claro e objetivo. Esse é o verdadeiro evangélho de Cristo!

  25. Anônimo Diz

    A Graça e Paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo
    Uma ótima meditação a todos !

  26. Anderson Diz

    A Graça e Paz de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo

    Uma ótima meditação há todos …

  27. A MELHOR COISA QUE PODEMOS FAZER ENQUANTO ESTAMOS VIVOS AQUI NESTA TERRA

  28. Teofilo Tembo Diz

    DEUS SEJA LOUVADO.

  29. Juliana Ramos Azevedo Diz

    Amém! Tudo que eu preciso Buscar a Cristo!!! Não me agarrar nas minhas imperfeições, mas buscar mudá-las!!! Aleluia!!!

  30. Claudecir da Silva Diz

    Eu preciso mais de Cristo!!!

  31. Bloco Olaria Diz

    AMo Deus sobre todas as coisas

Comentários estão fechados.