Um Evangelho para Conhecer e Tornar Conhecido (Paul Washer) [1/26]

Um escritor ou pregador teria dificuldade para fazer uma introdução melhor ao evangelho de Jesus Cristo que a do apóstolo Paulo à igreja de Corinto.[1] Nessas poucas linhas, ele fornece verdade suficiente para vivermos toda nossa vida e para nos levar ao lar, na glória. Somente o Espírito Santo poderia capacitar um homem para falar tanto, tão claramente e em tão poucas palavras.

Conhecendo o Evangelho

Nessa pequena porção da Escritura, encontramos a verdade que todos precisamos redescobrir. O evangelho não é apenas uma mensagem introdutória ao Cristianismo – ele é a mensagem do Cristianismo, e o crente faria bem em dar a sua vida na busca de conhecer a sua glória e torná-lo conhecido. Há muitas coisas a serem conhecidas neste mundo, e incontáveis verdades a serem investigadas dentro da esfera do próprio Cristianismo; no entanto, o glorioso evangelho de nosso bendito Deus e Seu Filho Jesus Cristo está bem acima de todas elas.[2] Ele é a mensagem de nossa salvação, o meio do nosso progresso rumo à santificação e a pura fonte de onde flui toda pura e correta motivação para a vida cristã. O crente que compreendeu algo do seu conteúdo e caráter jamais terá falta de zelo ou estará de tal forma empobrecido que busque suas forças em cisternas rotas, sem água e lavradas pela mão do homem.[3]

1 Coríntios 15:1 explica que o apóstolo já havia pregado o evangelho para a igreja de Corinto. Na verdade, ele era o pai na fé deles![4] Mesmo assim, ele vê a máxima necessidade de continuar a lhes ensinar o evangelho – não apenas para relembrá-los de seus ingredientes essenciais, mas também para expandir o conhecimento deles sobre o evangelho. Em suas conversões, eles apenas começaram uma jornada de descoberta que abrangeria suas vidas inteiras e continuará por eras intermináveis na eternidade, descobrindo as glórias de Deus reveladas no evangelho de Jesus Cristo.

Como pregadores e fiéis, seríamos sábios em vermos o evangelho com um novo frescor, através dos olhos deste antigo apóstolo e estimá-lo digno de uma vida de cuidadosa investigação. Porque, mesmo que já tenhamos vivido muitos anos na fé, mesmo que tenhamos memorizado cada texto bíblico com respeito ao evangelho, e mesmo que tenhamos digerido toda publicação dos pais da igreja, dos Reformadores, dos Puritanos, até os estudiosos desta presente era, podemos estar certos que não alcançamos nem o sopé deste Everest que chamamos de evangelho. Mesmo após eternidade de eternidades o mesmo poderá ser dito sobre nós!

Vivemos em um mundo que nos oferece quase um número infinito de possibilidades e incontáveis opções que disputam a nossa atenção. O mesmo pode ser dito do Cristianismo e a ampla gama de temas teológicos que um homem pode gastar uma vida inteira examinando. Contudo, um tema se eleva acima de todos e é fundamental para o entendimento de toda outra verdade bíblica: o evangelho de Jesus Cristo. Através desta mensagem singular, o poder de Deus se manifesta mais expressivamente na igreja e na vida individual do crente.

Ao olharmos através dos anais da história cristã, vemos homens e mulheres de paixão incomum para com Deus e Seu reino. Ansiamos ser como eles, e nos perguntamos como conseguiram ter um fogo tão durador. Depois de uma cuidadosa consideração de suas vidas, doutrinas e ministérios, encontramos que eles diferem em muitas coisas, mas há um denominador comum entre eles: eles capturaram um vislumbre da glória do evangelho, e a beleza deste acendeu suas paixões e os guiou. A vida e o legado deles provam que uma paixão genuína e duradoura vem de uma compreensão cada vez maior e mais profunda daquilo que Deus fez pelo Seu povo através da pessoa e obra de Jesus Cristo. Não há substitutos para tal conhecimento!

Em tempos idos, o evangelho cristão era frequentemente referido como evangel, da palavra latina evangelium, que significa evangelho ou boas novas. É por essa razão que os crentes são frequentemente referidos como evangélicos. Somos cristãos porque encontramos nossa identidade, vida e propósito em Cristo. Somos evangélicos porque cremos no evangelho e o estimamos como a verdade central da revelação de Deus ao homem. Ele não é apenas um prefácio, uma nota de rodapé, um adendo; ele não é uma mera classe introdutória ao Cristianismo; ele é um curso inteiro de estudo. É a história de nossas vidas, as riquezas insondáveis que buscamos explorar, e a mensagem que vivemos para proclamar. Por essa razão, somos mais cristãos e evangélicos quando o evangelho de Jesus Cristo é a nossa única esperança, nossa única glória e nossa única magnífica obsessão.

Hoje, evangélicos projetam tantas conferências, especialmente para nossos jovens, com a intenção de instigar a paixão do crente através de comunhão, música, oradores eloquentes, histórias emotivas e apelos comoventes. No entanto, qualquer que seja a empolgação que eles criam, ela, muitas vezes, desaparece rapidamente. No fim das contas, essas experiências constroem pequenos fogos em pequenos corações que se extinguem em poucos dias.

Nós nos esquecemos de que uma paixão genuína e duradoura nasce do conhecimento da verdade, e especificamente da verdade do evangelho. Quanto mais você conhecer ou compreender a beleza dele, mais será tomado pelo seu poder. Um vislumbre do evangelho moverá o coração verdadeiramente regenerado a seguir. Cada maior vislumbre acelerará o ritmo até que a pessoa esteja correndo incansavelmente em direção ao prêmio.[5] O coração verdadeiramente cristão não pode resistir a tal beleza. Essa é a grande necessidade do dia! É o que perdemos e o que precisamos recuperar – uma paixão para conhecer o evangelho e igual paixão para torná-lo conhecido.

 


[1] 1 Coríntios 15:1–4

[2] 1 Timóteo 1:11

[3] Jeremias 2:13; 4:3

[4] 1 Coríntios 4:15

[5] Filipenses 3:13-14

 

Veja os outros artigos da série

O Poder e a Mensagem do Evangelho (Paul Washer)Extraído do livro 1º capítulo do livro “O Poder e a Mensagem do Evangelho” de Paul Washer, a ser lançado pela Editora Fiel. Tivemos a oportunidade de traduzi-lo e o privilégio de poder compartilhar pequenos trechos de cada capítulo com vocês.

Tradução: Vinícius Musselman Pimentel. Versão não revisada ou editada. Postado com permissão.

© Editora Fiel. Todos os direitos reservados. Original: Um Evangelho para Conhecer e Tornar Conhecido (Paul Washer) [1/26]

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

17 Comentários
  1. Heitor Prudente Correa Diz

    LEIAM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Rafael de Souza Diz

    Edificante ! Eu tenho vontade de estudar teologia para conhecer mais a Deus e o Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mas estou tão ocupado com as coisas de trabalho e estudo que me vejo sem tempo para orar a sós com o Senhor isso me deixou meio Frio na questão do prazer na palavra , antes tinha tardes que meditava e orava ao Senhor e tinha prazer em viver e meditar sobre a escritura agora ainda tenho mas em relação ao prazer na palavra estou me sentindo frio,espero que os irmãos possam me dar conselhos , fico pensando se estou me preocupando muito com a minha vida profissional… a Paz seja com todos… amém

    1. Tarcio Diz

      Querido Irmão Rafael, creio que muitos de nós passamos por isso. O que eu acho que você precisa é entender que trabalhar de uma maneira digna e estudar também é servi a Deus. Ou seja quer comais ou quer bebais ou façais qualquer outra coisa faça tudo pra gloria de Deus. Não coloque duas vidas distintas trabalho uma coisa e vida com Deus outra. Ao fato da paixão pela palavra um conselho é discipline o seu corpo, com um devocional! Abraço, que o Senhor te abençoe..!

  3. Rita Leite Diz

    Muito Bom!! Grande Verdade.

  4. Lútero Luango Diz

    muito bem dito

  5. Enivan Henrique Diz

    MAXIMO

    1. Leyz Oliveira Diz

      tenho esse livro, é FANTÁSTICO!

    2. Enivan Henrique Diz

      Quanto foi grande?

  6. Tarcio Santos Diz

    Como dito no texto esse grande Everest que chamamos de evangelho, cada dia mais enche meu coração de Paz, confiança em Cristo e amor pelos perdidos..

  7. Tereza Brito Diz

    Evangelho, poder, graça, verdade!!

  8. Sergio Amorim Diz

    mto bom! me fez refletir um pouco mais a diferença entre ser cristão e ser evangelico. curti mto.

  9. Heloíse Rosa Diz

    Boa tarde! Como faço para comprar este livro? Procurei no site da Fiel e não encontrei.

    Obrigada!

    Graça e paz do Salvador!

    1. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Heloísa,

      “a ser lançado pela Editora Fiel.”

      Não foi lançado ainda.

  10. Lucilene Miranda Diz

    Muito bom! Deus continue abençoando os irmão e inspirando a escreverem verdades que nos incendeiam com amor pelo evangelho do Senhor!

  11. Filipe Luiz Xavier Diz

    eu quero esse livro!! *-*

  12. Anderson Clayton Diz

    O Evangelho de Cristo não é bem estar.
    O Evangelho de Cristo não é riqueza.
    O Evangelho de Cristo não é saúde.
    O Evangelho de Cristo não é felicidade pelo que esta vida está proporcionando, mesmo que seja Deus à abençoar!
    Em resumo não é prosperidade ou qualquer outro benefício.
    O Evangelho de Cristo é o poder de Deus para a SALVAÇÃO de todo aquele que crê. A salvação aponta para o próprio Deus e seu Cristo como benefícios garantidos e verdadeiramente satisfatórios. Que ruas de ouro que nada! Nem o céu esperado é alguma coisa.

  13. Loide Moura Diz

    quando o livro vai ser lançado?

Comentários estão fechados.