um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Um Evangelho pelo qual somos Salvos (Paul Washer) [3/26]

por ele também sois salvos, se retiverdes a palavra tal como vo-la preguei, a menos que tenhais crido em vão. ( 1 Coríntios 15:2)

Cada doutrina dentro da fé cristã deve ser sustentada com equilíbrio. Toda vez que enfatizamos demais a importância de uma verdade ao ponto de obscurecer ou negligenciar as outras estamos nos colocando em uma situação perigosa. Contudo, é impossível exagerar ou enfatizar demais a preeminência do evangelho. Não há como ser muito extremado com o evangelho. Pode-se ver essa verdade no fato de que o evangelho é a maior revelação de Deus para a humanidade, e é a única mensagem pela qual alguém pode ser salvo. Consequentemente, o evangelho é a única mensagem que devemos nos apegar tenazmente. Embora qualquer pequeno desvio da verdade bíblica seja perigoso, podemos nos equivocar de várias coisas sem colocar o nosso destino eterno em perigo. No entanto, estar errado quanto ao evangelho é estar errado em tudo. Não dar preeminência ao evangelho é não compreendê-lo por completo!

Um evangelho que salva

Em nosso texto, a frase, “sois salvos” é traduzida de um verbo no tempo presente que descreve tanto “um processo como uma realidade futura”[1]. Pode ser traduzido como: “por ele vocês estão sendo salvos”. É importante ter em mente que as Escrituras descrevem a salvação em três tempos – passado, presente e futuro. Ignorar qualquer um desses tempos ou aspectos da salvação nos levará a ter uma visão distorcida ou enferma da salvação como um todo. No passado, Deus salvou o crente da condenação do pecado. Isso ocorreu no momento da conversão, quando o cristão creu no testemunho de Deus a respeito do evangelho e foi considerado como justo.[2] A Escritura normalmente se refere a isso como justificação.[3]

No presente, o crente está sendo salvo do poder do pecado. Esse é um processo gradual conhecido no Novo Testamento como santificação progressiva. O crente é feitura de Deus, e Deus está trabalhando nele tanto o querer como o realizar, segundo a divina boa vontade. [4] Através da Palavra e do Espírito, de provações e tribulações, de bênçãos e disciplina, Deus está transformando o crente e conformando sua vida à imagem de Jesus Cristo.[5]

No futuro, o crente será salvo completa e eternamente do poder e da presença do pecado. Esse estágio final é conhecido normalmente como glorificação e é tão certo como os outros porque aquele que começou a boa obra há de completa-la.[6] Como o apóstolo Paulo declara, e que ficou conhecido como a correte de ouro da salvação: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” [7]

Vivemos em dias onde o temporal e o trivial são exaltados a tal proeminência que não deveria ser dada entre o povo de Deus. Desejamos esses prazeres momentâneos como se eles realmente merecessem tais afeições. Entretanto, devemos nos agarrar a uma única verdade: a grande promessa do evangelho é a salvação. Todas as outras promessas e todos os outros benefícios empalidecem em comparação com esta única coisa: o evangelho é o poder de Deus para a salvação, e todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.[8]

De acordo com o apóstolo Pedro, a salvação é o próprio fim ou alvo da fé do crente.[9] É o propósito por detrás de tudo o que Cristo fez por seu povo, e deve ser o grande anseio e o grande alvo rumo a qual o crente se esforça. Deus não pode dar nenhuma outra dádiva maior e o crente não pode ter nenhuma outra esperança ou motivação maior que a salvação final através do evangelho de Jesus Cristo.



[1] David E. Garland, 1 Corinthians, Baker Exegetical Commentary on the New Testament (Grand Rapids: Baker Academic, 2003), 682.

[2] Romanos 4.20–22

[3] Romanos 5.1

[4] Efésios 2.10; Filipenses 2.13

[5] Romanos 8.29

[6] Filipenses 1.6

[7] Romanos 8.28-30

[8] Romanos 1.16; 10.13

[9] 1 Pedro 1.9

 

Veja os outros artigos da série

 

O Poder e a Mensagem do Evangelho (Paul Washer)Extraído do livro 3º capítulo do livro “O Poder e a Mensagem do Evangelho” de Paul Washer, a ser lançado pela Editora Fiel. Tivemos a oportunidade de traduzi-lo e o privilégio de poder compartilhar pequenos trechos de cada capítulo com vocês.

Tradução: Vinícius Musselman Pimentel. Versão não revisada ou editada. Postado com permissão.

© Editora Fiel. Todos os direitos reservados. Original: Um Evangelho pelo qual somos Salvos (Paul Washer) [3/26]

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

8 Comentários
  1. Jean Basilio Basilio Diz

    ÓTIMA PUBLICAÇÃO. " ERRAIS, NÃO COMPREENDENDO AS ESCRITURAS NEM O PODER DE DEUS".(Mateus 22: 29) " E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ".(João 8: 32)

  2. Josenaldo Junior Carvalho Diz

    Texto muito esclarecedor…

  3. Josenaldo Junior Carvalho Diz

    Texto muito esclarecedor…

  4. Samuel Dos Anjos Diz

    maravilhoso realmente esse é o poder da palavra de Deus quando a enfase é as boas novas do reino

  5. Lucas Castelo Branco Diz

    Já perceberam que a página inicial do site (home) está desconfigurada para o navegador CHROME ?

    1. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Estou no Chrome e está normal =/

    2. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Estou no Chrome e está normal =/

  6. Ubiraci Albuquerque Diz

    disponibilizam para pdf!!

  7. Tiago Dias Diz

    O logo da Fiel na capa está errado!!!

Comentários estão fechados.