Enfatizando o Pecado (Paul Washer) [10/26]

Pois todos pecaram (Romanos 3.23)

O centro do evangelho é a morte de Cristo, e Cristo morreu pelo pecado. Portanto, não pode haver uma proclamação do evangelho sem um tratamento bíblico do pecado. Isso inclui explicar a natureza hedionda do pecado e expor os homens como pecadores. Embora o tema do pecado esteja, de certa forma, fora de moda, mesmo em alguns círculos evangélicos, qualquer consideração honesta da Escritura no que se refere à cultura contemporânea demonstrará que ainda há uma necessidade de enfatizar o pecado.

A necessidade de uma clara comunicação sobre o pecado é crucial já que vivemos em uma geração nascida e cultivada pelo pecado.[1] Somos pessoas que bebem iniquidade como a água e não pode discernir nossa condição caída, como um peixe que não sabe que está molhado.[2] Por essa causa, devemos nos empenhar em redescobrir a visão bíblica do pecado e da pecaminosidade do homem. Nosso entendimento de Deus e do evangelho depende disso.

Como despenseiros do evangelho de Jesus Cristo, fazemos um desserviço aos homens quando tratamos levianamente sobre o pecado, contornando ou evitando completamente o problema. Os homens possuem só um problema: eles estão sob a ira de Deus por causa de seus pecados.[3] Negar isso é negar uma das doutrinas mais fundamentais do cristianismo. Não é falta de amor dizer aos homens que eles são pecadores, mas é a forma mais grosseira de imoralidade não lhes contar. Na verdade, Deus declara que o sangue deles estará em nossas mão se não o alertarmos de seus pecados e do juízo vindouro.[4] Tentar pregar o evangelho sem fazer do pecado um problema é como tentar curar superficialmente a ferida do povo, dizendo: “Paz, paz”, quando não há paz.[5]

O livro de Romanos é o mais próximo de uma teologia sistemática que temos nas Escrituras. Nessa carta, o apóstolo Paulo demonstra sua teologia à igreja de Roma. Ele procurou prepará-los para sua vinda e esperava que eles se juntassem a ele em sua expedição missionária para Espanha.[6] É extremamente importante notar que os primeiro três capítulos dessa carta, com a exceção de uma breve introdução, são dedicados a hamartiologia, ou a doutrina do pecado.[7] Por três capítulos, o apóstolo labuta com todo seu intelecto e sob inspiração do Espírito para alcançar um único e sublime propósito: provar a pecaminosidade do homem e condenar o mundo inteiro!

É comum que cristãos insistam que Deus não nos deu um ministério de condenação e morte, mas de justiça, reconciliação e vida.[8] Isso é muito verdadeiro, mas não significa que não devamos falar bastante sobre o pecado ou usar as Escrituras para trazer os homens sob a convicção do Espírito com respeito de seu pecado. É verdade que não há condenação “em Cristo Jesus”, mas também não há nada a não ser condenação fora dele.[9]

 


[1] Salmo 51.5; 58.3

[2] Jó 15.16

[3] João 3.36

[4] Ezequiel 33.8

[5] Jeremias 6.14

[6] Romanos 15.23-24

[7] Hamartiologia deriva do palavra grega hamartía, que significa pecado e logos, que significa “palavra” ou “discurso”. Hamartiologia é literalmente um discurso sobre o pecado.

[8] Romanos 8.1; 5.18

[9] Esta afirmação está baseada em 2 Coríntios 3.7-9 e 2 Coríntios 5.17-18

Veja os outros artigos da série

 

O Poder e a Mensagem do Evangelho (Paul Washer)Extraído do livro 10º capítulo do livro “O Poder e a Mensagem do Evangelho” de Paul Washer, a ser lançado pela Editora Fiel. Tivemos a oportunidade de traduzi-lo e o privilégio de poder compartilhar pequenos trechos de cada capítulo com vocês.

Tradução: Vinícius Musselman Pimentel. Versão não revisada ou editada. Postado com permissão.

© Editora Fiel. Todos os direitos reservados. Original: Enfatizando o Pecado (Paul Washer) [10/26]

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

16 Comentários
  1. Victor Diz

    Doutrina esquecida nas igrejas. Eu mal vejo falarem de pecado. Algo que deve ser lembrado. Essencial!

    1. WALMYR HONORATO DE PAULA Diz

      O convertido pelo Espirito Santo de Deus, não pode viver na prática do pecado, o profete Isaías diz que os nossos pecados nos separa de Deus.

  2. Adilson Jesuino de Santana. Diz

    Hoje a Igreja está passando infelizmente por uma terrível sonolência, é preciso despertar. Pois o SENHOR está as portas. A PALAVRA diz:”O mundo jaz no maligno”, eu digo: “A Igreja jaz no mundo”.

  3. Vanderlei Souza Diz

    É bem relevante abordar a questão do pecado, sendo que uma das primeira ação do Espirito Santo é convencer o homem do pecado (Jo 16.8).

  4. Quadrangular Angola Diz

    Se o homem no for alertado claramente da sua real condição sem Cristo, como ele poderá ser levado ao arrependimento verdadeiro? Uma condição para o arrependimento é saber que sou pecador e que necessito do Salvador.

  5. Ellem Gonçalves Diz

    Igreja!!! Pregue doutrina Bíblica. Santidade, é o padrão de vida da Igreja de Cristo. Deus abençoe Paul Washer.

  6. Washington Fernando Diz

    Joao 12:47 … Nós somos pecadores de natureza, Como Jesus disse em joao 12:47 ele nao veio pra julgar o mundo e sim para Salvar o mundo ! Jesus ele sempre usava de parabolas e estratégias para falar com o povo, ele nunca apontou pecado como uma forma de julgamento, O problema de muitas pessoas é que não sabem abordar o pecado de uma forma que não seja julgamento, Porque todos pecamos SIM e temos erros SIM. Mas Jesus sempre , sempre e digo de novo sempre abordou com AMOR as pessoas. Primeiro ele falou com A PESSOA/Ser humano e depois tratou do pecado. Outro problema é que muito cristões querem primeiro falar do pecado e depois do amor de jesus não é assim. A melhor forma de tratamento de pecado é trazer a pessoa para perto mostrando o amor que Jesus tem e mostrar pra ela na palavra o que Deus fala do pecado.

  7. Washington Fernando Diz

    Joao 12:47 … Nós somos pecadores de natureza, Como Jesus disse em joao 12:47 ele nao veio pra julgar o mundo e sim para Salvar o mundo ! Jesus ele sempre usava de parabolas e estratégias para falar com o povo, ele nunca apontou pecado em uma forma de julgamento, O problema de muitas pessoas é que não sabem abordar o pecado de uma forma que não seja julgamento, Porque todos pecamos SIM e temos erros SIM. Mas Jesus sempre , sempre e digo de novo sempre abordou com AMOR as pessoas. Primeiro ele falou com A PESSOA/Ser humano e depois tratou do pecado. Outro problema é que muito cristões querem primeiro falar do pecado e depois do amor de jesus não é assim. A melhor forma de tratamento de pecado é trazer a pessoa para perto mostrando o amor que Jesus tem e mostrar pra ela na palavra o que Deus fala do pecado.

  8. washington Rezende Diz

    Joao 12:47 … Nós somos pecadores de natureza, Como Jesus disse em joao
    12:47 ele nao veio pra julgar o mundo e sim para Salvar o mundo ! Jesus
    ele sempre usava de parabolas e estratégias para falar com o povo, ele
    nunca apontou pecado como uma forma de julgamento, O problema de muitas
    pessoas é que não sabem abordar o pecado de uma forma que não seja
    julgamento, Porque todos pecamos SIM e temos erros SIM. Mas Jesus sempre
    , sempre e digo de novo sempre abordou com AMOR as pessoas. Primeiro
    ele falou com A PESSOA/Ser humano e depois tratou do pecado. Outro
    problema é que muito cristões querem primeiro falar do pecado e depois
    do amor de jesus não é assim. A melhor forma de tratamento de pecado é
    trazer a pessoa para perto mostrando o amor que Jesus tem e mostrar pra
    ela na palavra o que Deus fala do pecado. E de qualquer forma a pessoa tem que se arrepender não adianta falar e falar sem arrependimento

    1. Victor Diz

      Acho que é um prosseguimento natural, mas inverso. Primeiro você fala que o ser humano está no fundo do poço, e não pode se salvar. Ele tem que saber que está doente para procurar o médico. Aí sim, você fala do tamanho do amor de Deus, em nos resgatar, mesmo nós estando em pecado. Não se fala primeiro da cura, pra depois falar que está doente! Como a pessoa vai ter noção do amor de Jesus, se ela não sabe quão perdida está sem Ele? Aí ocorre o que eu vejo em algumas igrejas que passei: “Ah, Jesus me ama mesmo, morreu por mim na cruz, legal.”, mas sem ter noção do que realmente é. Só lembrar da primeira coisa que Jesus falou no início do seu ministério: “Arrependam-se, porque está chegando o reino dos céus.” (Mateus 4.17; Marcos 1.15)

    2. Nina Diz

      Tenho um relato qto a esta questao!!
      Tenho um primo homossexual, este estava internado na UTI com eminencia de morte, entao chamaram um “pastor” para conforta-lo, enfim, ele Gracas a Deus nao morreu, porem qdo fui visita-lo, ele me contou que o “pastor” havia ido la, porem fiquei chocada com o que me contou, pois o “pastor” em nenhum momento falou pra ele que ele deveria se arrepender. E isto deixou meu primo mais forte em suas conviccoes de homossexualismo, dizendo que “Deus” o aceita como ele eh. O Correto nao seria ter falado o qto ele era amado, mais que deveria buscar o arrependimento para alcancar a salvacao? Fiquei sem chao qdo ele me contou.

    3. Victor Diz

      Mas concordo com você no sentido de que as pessoas não sabem falar com as outras sobre isso. NOssas palavras devem ser temperadas com sal, cada um, se fala de um jeito diferente. Mas dizer que as pessoas DEVEM se arrepender não é julgá-las.

  9. Rose Miranda Diz

    Muito bom o artigo. Sem o conhecimento do pecado, como haverá arrependimento?
    Hoje você vê uma mensagem tão artificial, onde o objetivo é agradar as pessoas,
    parece não haver espaço nos púlpitos da maioria das igrejas pra falar sobre a pecaminosidade do homem, que ele é por natureza "morto em delitos e pecados".
    Que somente através de Cristo.
    A pregação necessita que haja mais ênfase neste assunto, e claro, através da oração e pregação bíblica vidas são salvas! Glória a Deus. Texto edificante.

  10. Rose Bicudo Diz

    Gostaria de saber sobre estes olhos, reais e virtuais por todos os lado? Nova era?

  11. Zilma Costa Diz

    Enquanto o consideremos como "coisa normal", o pecado vai aumentando e nos matando devagar. Um dos grandes problemas do pecado é quando caímos na mentira do " eu não estou escravizado por isso, eu paro quanto eu quiser"…Isso não é verdade, se fosse, você já tinha parado. Jesus disse em: Jo.8:34- ….aquele que comete pecado é escravo do pecado…mas como então devemos enfrentar o pecado?

  12. Isaque Alcantara Diz

    O motivo de Jesus sofrer na cruz foi por causa do pecado, o pecado é gravissimo .. Jesus sempre falava arrependa-se para que a pessoa vivesse uma vida de santidade e assim abandonasse o pecado.. O PECADO É GRAVISSIMO !!

Comentários estão fechados.