Deus nunca disse: “Que pena! Hoje é segunda” [Semana dos Pais]

Você já ficou decepcionado por “já ser segunda” ou feliz porque “hoje é sexta”? No fundo desses sentimentos pode estar um entendimento incorreto sobre a natureza do trabalho. No livro “Homens Sábios”, John Crotts fala sobre “a ética de trabalho de Deus”.

Um dia cruzei o caminho de um homem cristão que possuía uma empresa de pintura. Em nossa conversa, ele me desafiou a amar o trabalho árduo. Ele disse que uma pessoa que ama o trabalho árduo amaria tudo na vida. Como essa atitude é diferente da forma que alguns típicos rapazes pensam hoje. Alguns homens giram toda a sua vida em torno da proximidade do fim de semana. Se você lhes perguntar como eles estão, eles resmungam: “É segunda-feira”. Mais tarde na semana, eles começam a se animar. “Como vai?”, você pergunta. “Ótimo”, eles respondem, “amanhã é sexta-feira”. A conclusão é que a semana de trabalho é ruim, enquanto que os fins de semana são bons.

Essa atitude contra o trabalho é completamente antibíblica. Embora fins de semana sejam ótimos, mantenha-se distante de orientar-se pelo fim de semana. Evite esses tipos de expressões e não pense dessa forma. As atitudes antitrabalho poluem o seu coração e afetam negativamente aqueles ao seu redor. Ao invés de conduzir pessoas a um modo sábio de vida, você poderia estar afundando outros com você. Tornar-se um homem de habilidade significa ter a sua mentalidade sobre a vida moldada por Deus através da Bíblia. Como um homem temente a Deus pensa sobre a segunda-feira? O que a sabedoria nos ensina sobre a nossa atitude em relação ao trabalho? Antes de procurarmos os provérbios, é importante estabelecer alguns fundamentos bíblicos.

Deus criou o trabalho

Descobrir a fonte original do trabalho surpreende algumas pessoas. Contrariamente à opinião popular, o trabalho em si não foi uma punição cósmica imposta sobre a humanidade. Deus criou o trabalho antes da queda da humanidade no pecado. Tudo antes da queda era bom.

Deus projetou até mesmo o trabalho árduo para o bem da humanidade. As dificuldades de trabalho hoje não vêm de uma falha no projeto, mas da injeção do pecado. Após Adão e Eva pecarem no jardim, a tarefa de Adão se tornou dolorosa. Deus, em resposta à desobediência de Adão, adicionou especificamente os fatores suor e fadiga ao trabalho, os quais ainda experimentamos hoje.

A ética de trabalho de Deus

O que algumas vezes é chamado de Ética Protestante do Trabalho derivou-se dos diligentes hábitos de trabalho dos puritanos ingleses. Embora os puritanos não buscassem riqueza nem luxo, eles frequentemente usufruíam prosperidade devido ao seu trabalho árduo. Contudo, você poderia facilmente modificar o rótulo para Ética Trabalhista de Deus, porque hábitos fiéis de trabalho são ordenados nas Escrituras. O apóstolo Paulo tinha uma forte exortação para alguns dentro da igreja tessalônica por seus hábitos medíocres de trabalho. Alguns deles haviam parado de trabalhar devido à sua expectativa do breve retorno do Senhor. “Se Jesus está voltando, por que se preocupar em trabalhar!”, eles pensavam. Embora eles aguardassem, aparentemente, dependiam da generosidade de outros na igreja que ainda estavam trabalhando. Paulo condenou esse tipo de pensamento.

Pelo exemplo e ordem clara de Paulo, ele chama os cristãos a serem trabalhadores fiéis.

Os homens são motivados a trabalhar arduamente por uma variedade de razões. Alguns querem ter mais coisas. Outros anseiam em tirar férias exóticas. Almejar reconhecimento seduz alguns rapazes a passarem horas extras no local de trabalho. Um homem de sabedoria, no entanto, trabalha cuidadosamente por uma razão diferente. Embora prover para a família e, até mesmo sair de férias sejam razões importantes para trabalhar (cf. 1Timóteo 5.8), existe um incentivo mais belo por trás do trabalho árduo. O temor do Senhor inspira uma ética de trabalho disciplinada, mesmo quando não há ninguém ao redor. Saber que o Senhor Jesus está observando desafia o sábio a trabalhar fielmente. Colossenses 3.23-24 trouxe essa mentalidade até mesmo àqueles que trabalhavam como escravos: “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo”.

Essa atitude não nos leva a negligenciar outras responsabilidades (como família ou igreja) em busca de trabalho, trabalho, trabalho. No entanto, ela afeta radicalmente o que e como você cumpre as suas responsabilidades no local de trabalho (quer seja num emprego ou numa escola). Ao longo do Livro de Provérbios, o trabalho diligente é uma característica de alguém que vive habilmente. Provérbios 6.6-11 apresenta duas percepções quanto à sabedoria de ser um trabalhador diligente.

Acompanhe nossa série especial “Semana dos Pais”

Homens Sabios Capa low

Baixe o e-book e leia sobre as duas percepções “seja um trabalhador incansável e automotivado” e “planeje cuidadosamente para o futuro”:

Baixe gratuitamente o e-book “Homens Sábios”

Por John Crotts, extraído de Homens Sábios (São José dos Campos/SP: Editora Fiel, 2013), p. 55-59. © 2014 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: www.MinisterioFiel.com.br.  Original: Deus nunca disse: “Que pena! Hoje é segunda” [Semana dos Pais]

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Comentários estão fechados.