um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Orientações para jovens pastores que estão começando

O que você gostaria que alguém lhe dissesse quando estava começando seu ministério?

“Eu gostaria de ter sabido quão facilmente os ataques de Satanás poderiam me desencorajar” disse Andy Davis, pastor da Primeira Igreja Batista em Durham, North Carolina, em uma mesa redonda gravada com David Helm e J. D. Greear. “Eu aprendi que ele usará meu pecado, os pecados de outras pessoas ou expectativas não atendidas para me desanimar e me tirar do jogo”.

“A longevidade do serviço fiel é a maneira pela qual Deus nos prepara para a obra,” observou Helm, pastor titular da congregação da Holy Trinity Church, em Chicago. “Não existem atalhos. Entregue seu coração ao povo de Cristo. Pastorear é trabalhar com pessoas.” Além disso, acrescenta Greear, pastor da The Summit Church, de North Carolina, “eu queria ter entendido como o ministério do púlpito exacerba os ídolos da aprovação do homem.”

Assista a este vídeo (7 minutos) para ouvir esses pastores experientes falando sobre as batalhas que enfrentaram em seus ministérios:

Transcrição

J. D. Greear: Uma das perguntas que as pessoas que estão entrando no ministério mais me fazem é: se eu pudesse voltar 10 ou 15 anos no tempo, quando comecei no ministério, qual é uma coisa que eu gostaria de ter sabido, ou que gostaria que alguém tivesse me dito. Eu consigo pensar em algumas dúzias, mas sei que provavelmente temos duas ou três que se destacam.

Andy Davis: Para mim, quando entrei no ministério, foi perceber o quão importante é para Satanás me atacar e me levar a um estado de desencorajamento. Ele usará meu pecado, os pecados de outras pessoas ou expectativas não satisfeitas para me desencorajar, e isso é incrivelmente debilitante. Porém, saber de onde isso vem, ajuda-me a proteger-me. “Eu sei que você está tentando me desanimar, me tirar do jogo”. Porque nós temos uma armadura impenetrável em Efésios 6, temos em 2 Coríntios 10 armas de ataque irresistíveis, a única coisa que Satanás pode fazer é nos manter fora do jogo, e ele faz isso através do desencorajamento. Então, cuidado com o desencorajamento no ministério.

David Helm: Quando eu tinha 25 anos… hoje tenho 52; sou o mais velho aqui, certo? Quantos anos você tem?

Continua após anúncio:

Davis: 50.

Helm: Então, eu sou o mais velho aqui. Eu fico pensando que não sou, mas eu sou. Quando eu tinha 25 anos, eu escrevi para Joe Bailey – nenhum dos mais jovens se lembrarão dele – mas eu disse na carta: “Vou entrar no ministério. O que preciso saber?” Essa mesma pergunta. Uma das coisas que ele me disse que eu guardo até hoje, é a seguinte: “Não me agrada quando as pessoas entram no ministério e recebem todo esse sucesso antecipado”. E ele disse: “Eu penso que Deus tende a treinar as pessoas como ele sempre fez: Ele coloca você em um lugar obscuro e remoto, assim como fez com Moisés, e você fica lá por 40 anos, e então essa pessoa está pronta para ir”.

Sabe de uma coisa? Se eu fosse dizer a um rapaz com 21 anos de idade… Eu lembro de estar nessa situação, de querer mudar o mundo, e isso era tudo para mim… O mundo mudaria como resultado do meu compromisso com o evangelho… E o que Deus faz, de fato, é plantar você em um lugarzinho e manter você isolado e ele quer que você trabalhe lá por um longo período. Isso é o que eu queria ter sabido: a longevidade do serviço fiel é a maneira pela qual Deus nos prepara para a obra. E não existem atalhos. Eu nunca esqueci isso, e tem sido de grande ajuda para mim ao longo dos anos.

Greear: Sim, isso é ótimo. Para pegar carona nisso, eu queria ter entendido – talvez tentaram me explicar, mas eu não entendi – como o ministério do púlpito exacerba os ídolos da aprovação do homem e da carne. Porque quando eu me “rendi” ao ministério, que é como chamamos na minha tradição, eu pensei: tenho a cruz à minha frente, o mundo às minhas costas, mesmo na pobreza… Quando você chega lá, as pessoas começam a elogiá-lo, e eu percebi que o ministério é um ótimo lugar para homens que idolatram o sucesso, que o escondem e o alimentam em nome da carne.

Eu tive com Deus algumas batalhas devastadoras… Deus teve que me devastar de tal maneira e dizer: “Preciso colocá-lo nos bastidores por um tempo.”

Helm: Há um grande valor quando você pensa que está conscientemente confiante, e de repente tem aqueles momentos de clareza e entende que não está. Então, começa a construir a partir disso novamente. Do contrário, você está em apuros.

Davis: Recentemente preguei em Isaías, e observamos Ezequias. Ele se tornou arrogante após ter Deus livrado Jerusalém através do Anjo do Senhor. Em Crônicas diz que Deus o abandonou para testá-lo, para saber o que estava em seu coração. Nestes três passos: Deus o abandonou e se afastou um pouco para testá-lo e saber o que há no coração e ele sabe que não é bom. Não é para mostrar que pessoa maravilhosa você é, mas o que apareceu foi o orgulho.

Greear: Acho que foi para Manassés que ele disse: “Quando você foi pequeno aos seus próprios olhos essas coisas aconteceram, mas agora você é grande”.

Helm: Eu penso em quando Jesus pergunta a Pedro três vezes: “Você me ama? Você me ama? Você me ama?” Nosso amor por Cristo, de acordo com a palavra de Cristo, será evidenciada ao nos dedicarmos aos nossos membros. Apascenta as minhas ovelhas, alimenta os meus cordeiros. Então, você é jovem, você quer amar Cristo, você quer mudar o mundo? Dê o seu coração ao povo dele. Eu preciso me lembrar disso todos os dias. Senhor, conecta meu coração a essas pessoas. É isso que você deve fazer. É um trabalho com pessoas, não um trabalho de mudar o mundo.

Greear: Isso me lembra também de… Eu acho… isso é atribuído a Lutero. Não estou certo de se foi ele quem disse isso, mas falando a um grupo de seus alunos candidatos ao pastorado, ele disse: “nunca aspire ensinar à igreja em geral. Pastoreie a sua congregação. E se houver algo que a igreja em geral precise ouvir, eles virão a você.” Tantas vezes eu me peguei pensando: fale aqui, faça isso. E Deus me diz: “Esta é a congregação”. Eu preciso mergulhar de cabeça nisso.

Davis: No final de sua vida, se morrermos em nossos leitos, afinal não sabemos como morreremos, se você sabe que o seu fim está próximo, a sua família está ao seu redor e você está dando seu último suspiro, você pensará em só uma coisa: justificação através da fé somente, independente das obras. Tudo vai se resumir nisso. Seu tempo de serviço terminou, e haverá Cristo. É isso.

Helm: Posso dizer uma última coisa?

Greear: Claro.

Helm: As pessoas nem sempre são o que parecem ser. Eu gostaria de saber isso na época. Tanto para o lado positivo quanto para o negativo. Ao longo de décadas de ministério, pessoas que você não acha que Deus usará muito na sua congregação se tornam os pilares que seguram a igreja. Há um elemento no qual você pensa: “Uau, é assim que toda a mudança vai acontecer”. E ela não acontece. Você só tem que ficar se lembrando disto: ame as pessoas, se dê às pessoas, elas nem sempre são o que você pensa que elas são.

Bom, há muitas coisas que você gostaria de saber no início.

Davis: Isso mesmo. O Senhor vai ensiná-lo.

Greear: Sim, há muita sabedoria nisso.

Por: Andy Davis, David Helm e J. D. Greear. © The Gospel Coalition. Website: thegospelcoalition.org. Traduzido com permissão. Fonte: Young Pastor, Here’s What I Wish I’d Known.

Original: Orientações para jovens pastores que estão começando. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Tradução e legenda: Alan Cristie. Revisão: Vinícius Musselman Pimentel.

19 Comentários
  1. Duda Chavinhas Diz

    MUITO BOM!!!! AMÉMMM…

  2. Enrick Diz

    Gente, cadê a transcrição??? kk =p É muito legal quando vocês colocam o texto do vídeo também. ;)

    1. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Falha nossa, acrescentado.

  3. Albino Dimas Carrara Diz

    Que bom foi ouvir estes testemunhos hoje…

  4. Duda Chavinhas Diz

    MUITO BOM!!!! AMÉMMM…

  5. Roberto Louzada Dias Diz

    Mesmo cada afirmativa dos pastores participantes serem bem claras e bíblicas, creio que a principal dificuldade dos pastores, sejam iniciantes ou não, é que não entendem o significado de “ir e fazer discípulos”. Pastorear membros de igreja é diminuir muito (mesmo sendo muito importante) o investimento de fazer discípulos, conhecedores das Escrituras e entendedores do significado de sermos sal e luz neste mundo tenebroso. O Senhor Jesus, ao chamar seus discípulos, não chamou ignorantes da Palavra; revelou-se como o cumprimento dela aos que já a conheciam e os enviou. O que temos realizado é transferir ao pastor, missionário, etc, a incumbência dada à igreja: SER e FAZER DISCÍPULOS.

  6. Roberto Louzada Dias Diz

    Mesmo cada afirmativa dos pastores participantes serem bem claras e bíblicas, creio que a principal dificuldade dos pastores, sejam iniciantes ou não, é que não entendem o significado de “ir e fazer discípulos”. Pastorear membros de igreja é diminuir muito (mesmo sendo muito importante) o investimento de fazer discípulos, conhecedores das Escrituras e entendedores do significado de sermos sal e luz neste mundo tenebroso. O Senhor Jesus, ao chamar seus discípulos, não chamou ignorantes da Palavra; revelou-se como o cumprimento dela aos que já a conheciam e os enviou. O que temos realizado é transferir ao pastor, missionário, etc, a incumbência dada à igreja: SER e FAZER DISCÍPULOS.

  7. Renato Reis Dos Santos Diz

    Muito bom Talita!!! Amém

  8. Roberto Louzada Dias Diz

    Mesmo cada afirmativa dos pastores participantes serem bem claras e bíblicas, creio que a principal dificuldade dos pastores, sejam iniciantes ou não, é que não entendem o significado de "ir e fazer discípulos". Pastorear membros de igreja é diminuir muito (mesmo sendo muito importante) o investimento de fazer discípulos, conhecedores das Escrituras e entendedores do significado de sermos sal e luz neste mundo tenebroso. O Senhor Jesus, ao chamar seus discípulos, não chamou ignorantes da Palavra; revelou-se como o cumprimento dela aos que já a conheciam e os enviou. O que temos realizado é transferir ao pastor, missionário, etc, a incumbência dada à igreja: SER e FAZER DISCÍPULOS.

  9. Alsilene Gonçalves Diz

    Muito bom, estava precisando ouvir estas trocas de experiências de pastores que já têem uma grande caminhada no ministério pastoral. Obrigado meu Deus. Pr. Aerton

  10. junior Diz

    o chortinho do david helm que ficou tudo a ver com o ambiente e tema da entrevista né kkkkk

  11. Junior Silva Diz

    e o chortinho do david helm? kkkk tudo a ver…

  12. Junior Silva Diz

    e o chortinho do david helm? kkkk tudo a ver…

  13. WT Saint Diz

    Valter Gonçalves

  14. Pablo Ricardo Santana Ferreira Diz

    Dou Graças a Deus por experiências compartilhadas, por homens que vivenciaram e ainda vivenciam direções fantásticas que o Eterno concede aqueles que são chamados e vocacionados.

Comentários estão fechados.