um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

9 orientações para reformar uma igreja

No artigo “Um Roteiro para Reformar uma Igreja“, Greg Gilbert nos traz um pequeno roteiro com 9 orientações para nos ajudar. Confira:

1. Pregue a Palavra.

Primeiro, pregue a Palavra. Isso não é apenas o primeiro passo, é o ar que você respira. Em todo tempo, e enquanto o Senhor lhe der fôlego, pregue a Palavra. É a Palavra de Deus que dá vida e é a Palavra de Deus que o Espírito Santo usa para moldar uma igreja à imagem de Jesus. Se você não fizer isso – fielmente, acuradamente e bem –, reformar a igreja não valerá de nada.
Ao mesmo tempo, uma parte importante de reformar uma igreja é constantemente ensinar a sua congregação acerca dos fundamentos bíblicos daquilo que você está fazendo. A cada passo ao longo do caminho, você precisará ensiná-los – sobre membresia, sobre presbíteros, sobre diáconos, sobre congregacionalismo e até mesmo sobre o significado da própria igreja. O elemento do ensino, na reforma, nunca está acabado. De fato, ele limpa o caminho para tudo o mais.

2. Aprenda sobre o governo da igreja.

Segundo, aprenda sobre o governo da sua igreja. Se você vai reformar uma igreja, em vez de começá-la do zero, você precisa conhecer o seu governo. Você precisa saber como mudar as coisas. O que você precisa saber para mudar as regras? Para eleger líderes? Para receber ou excluir membros? Como tudo isso funciona? Você, como o pastor reformador, precisa conhecer as regras existentes melhor do que qualquer outro na igreja. Se não fizer isso – se você simplesmente tentar passar por cima das coisas –, você criará grandes problemas para si mesmo, porque as pessoas se sentirão traídas. Geralmente é mais fácil engolir a derrota quando se sente que ela aconteceu de maneira honesta. Quer criar uma rebelião contra si mesmo? Ignore as regras.

3. Conheça os vigias.

Terceiro, conheça os vigias. Toda igreja tem “pontos de pressão” de autoridade, pessoas que estão em posições chaves de liderança, sejam formais ou informais. Em uma situação que precisa de reforma, um bom número desses vigias – por definição – será problemático. De outra sorte a igreja teria reformado a si mesma antes de você chegar lá.
Para reformar uma igreja, então, conheça essas pessoas. Dedique tempo a elas, antes de ofendê-las, e descubra o valor delas, como elas se comunicam e como elas podem ser persuadidas. É útil saber quais dessas pessoas podem influenciar outras dentre elas e onde essas pessoas serão úteis a você em diferentes pontos da reforma. Se o principal dos diáconos gosta da idéia de presbíteros, mas odeia a idéia de membresia significativa, confie nele ao estabelecer presbíteros, mas não conte com ele quando estiver lidando com membresia.

[dt_call_to_action content_size=”normal” text_align=”left” background=”fancy” line=”true” style=”2″ animation=”right”]

Artigo Completo

Veja os outros 6 pontos lendo o artigo completo:

Clique aqui para ver o artigo completo[/dt_call_to_action]

Por: Greg Gilbert. © 2014 9Marks. Original: A Roadmap for Church Reform.

Este artigo faz parte da edição do 9Marks Journal.

Tradução: Vinícius Silva Pimentel. © 2014 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: MinisterioFiel.com.br. Original: Um Roteiro para Reformar uma Igreja.

Veja mais artigos desta revista

6 Comentários
  1. Rod's Diz

    Eu tenho 9 orientações para fazermos uma sociedade melhor e mais inteligente:

    1- Um mundo sem religião
    2- Um mundo sem religião
    3- Um mundo sem religião
    4- Um mundo sem religião
    5- Um mundo sem religião
    6- Um mundo sem religião
    7- Um mundo sem religião
    8- Um mundo sem religião
    9- Um mundo sem religião

    1. Rod's Diz

      Espero ter ajudado :)

    2. Diogo Diz

      Qual a utilidade de você vir a uma comunidade da qual você não compartilha das convicções e ideias dos membros e ofendê-la gratuitamente? O que você ganha com isso? Realmente gostaria de entender o porquê de alguém tomar uma atitude como essa.

    3. Elton Diz

      E aí Marilin Manson. Ele é rico por criar um personagem.
      Nao fale do que não conhece colega, isso chama-se amadurecimento.
      abraços

  2. Luiz Miguel Diz

    Muito bom. Direto, bíblico e prático.

  3. Marisia Freitas Diz

    Muito pertinente este artigo sobre reformar uma igreja, foi direto ao ponto!

Comentários estão fechados.