Ministrando em Sabedoria: Visando à Maturidade – Gilson Santos (Reprise: Conferência Fiel Pastores e Líderes 2016)

Colossenses 1.24-29 – 24 Agora, me regozijo nos meus sofrimentos por vós; e preencho o que resta das aflições de Cristo, na minha carne, a favor do seu corpo, que é a igreja; 25 da qual me tornei ministro de acordo com a dispensação da parte de Deus, que me foi confiada a vosso favor, para dar pleno cumprimento à palavra de Deus: 26 o mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; 27 aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória; 28 o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo; 29 para isso é que eu também me afadigo, esforçando-me o mais possível, segundo a sua eficácia que opera eficientemente em mim.

Resumo

Neste texto podemos ver a ênfase do apóstolo na totalidade. Paulo informa que, à medida em que anunciava Cristo, ele servia à igreja advertindo a TODO HOMEM e ensinando a TODO HOMEM em TODA A SABEDORIA, a fim de apresentar TODO HOMEM perfeito em Cristo. Em seu ministério do evangelho, junto à igreja gentílica, Paulo buscava tratar de algo estava faltante, que estava incompleta, e levando-a a um ponto de completude, de totalidade, de maturidade. E para isso ele se afadigava e esforçava, pelo poder de Deus.

Conteúdo e forma: Cristo, em toda a sabedoria

O conteúdo e a forma que Paulo busca passar é Cristo, em toda a sua sabedoria.

Sabedoria: “A ‘sabedoria’ bíblica pode, então, ser definida como a habilidade na arte do viver piedoso, ou de forma mais completa, a orientação pela qual alguém vive de forma harmoniosa com a forma como Deus ordenou o mundo.” (Bíblia de Estudo: English Study Version, ESV)

Lemos na Escritura, que a pessoa sábia tem discernimento: “Mas o alimento sólido é para os adultos (teleios – amadurecidos), para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal” (Hb 5.14)

Lemos também que o sábio tem critério. O discernimento faz distinções, mas o critério estabelece méritos, valores e hierarquia. Critério é o que permite julgar; faculdade de julgar; a regra para distinguir o verdadeiro do falso. O critério é a chave para decidir e escolher.

Ademais, o sábio tem senso e padrão de medida. Medir é calcular e aplicar um padrão, e estabelecer os limites ou termos. A falta de discernimento e critério resulta em falta de medida, de dimensão ou de proporção.

Alvo: apresentar todo homem perfeito em Cristo

“Perfeito” (teleios) pode ser traduzido por “maduro”, “adulto”, “amadurecido”, “aquele que atingiu o estado de homem feito”. E Cristo é o modelo ou padrão de uma pessoa madura.

A pessoa madura no NT é manifesta uma forma amadurecida de pensar, pois foi instruída pela sabedoria para reconhecer a verdade. Manifesta também uma forma amadurecida de se relacionar, pois foi aperfeiçoada pela sabedoria no amor de Deus

reprise-ve-conf-2016Assista às outras mensagens!

Assista às outras mensagens da Conferência Fiel Pastores e Líderes 2016!

Clique aqui e acesse a página de reprise da conferência.

Comentários estão fechados.