18 Orações para orar por incrédulos

Um amigo fez a pergunta: Como eu oro por incrédulos? Como eu oro efetivamente? Eu creio que todo cristão regularmente ora pela família ou amigos ou colegas ou vizinhos que ainda não conhecem ao Senhor. E enquanto podemos e devemos orar por questões relativas às suas vidas e circunstâncias, a ênfase das nossas orações deve sempre ser a salvação deles. Aqui estão algumas maneiras pelas quais a Bíblia pode guiar nossas orações.

Orações por salvação

Nós começamos com orações por salvação. Cada uma dessas orações busca a mesma coisa, porém de uma forma ou de um ângulo diferente, ou usando uma linguagem diferente. Cada uma delas é fundamentada em um texto específico da Escritura.

Ore para que Deus circuncide os seus corações. A circuncisão era o sinal do Antigo Testamento da entrada na aliança de Deus, de ser do povo de Deus. Ter um coração circuncidado simboliza ter um coração que é totalmente unido a Deus, completamente submisso a ele. “O SENHOR, teu Deus, circuncidará o teu coração e o coração de tua descendência, para amares o SENHOR, teu Deus, de todo o coração e de toda a tua alma, para que vivas” (Deuteronômio 30.6).

Ore para que Deus lhes dê um coração de carne. A Bíblia contrasta um coração de carne, um coração que está vivo e que responde a Deus, com um coração de pedra, um coração que é insensível e obstinado. Ore para que Deus opere no interior desses incrédulos de forma a mudar os seus corações. “Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne…” (Ezequiel 11.19).

Ore para que Deus coloque o seu Espírito dentro deles. A grande alegria da salvação é ser habitado pelo próprio Deus. Ore para que Deus conceda essa honra a esses incrédulos, que ele se agrade em morar dentro deles. “Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis” (Ezequiel 36.27).

Ore para que eles venham a Cristo. Se os incrédulos devem ser salvos, há apenas um caminho. Eles devem vir somente por meio de Cristo e de Cristo somente. “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14.6). Lembre-se, também, de que ele é o único que os chama para virem e serem aliviados do fardo do seu pecado (veja Mateus 11.28-30).

Ore para que Deus abra os seus corações para crerem no evangelho. Novamente, Deus deve iniciar e as pessoas devem responder. Então, ore para que Deus abra os corações desses incrédulos para que eles possam, em resposta, crer, assim como Lídia. “O Senhor lhe abriu o coração para atender às coisas que Paulo dizia” (Atos 16.14).

Ore para que Deus os liberte da escravidão do pecado. Os incrédulos podem acreditar que são livres, mas na verdade são escravizados. Eles são escravos do pecado, acorrentados pelo seu pecado e pecaminosidade. Ore para que Deus os liberte por meio do seu evangelho. “Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues” (Romanos 6.17).

Ore para que Deus remova a cegante influência de Satanás. Os incrédulos foram cegados por Satanás e só serão capazes de ver e apreciar o evangelho se Deus trabalhar dentro deles. Então ore para que Deus lhes dê visão — visão espiritual. “Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus” (2Coríntios 4.4).

Ore para que Deus lhes conceda o arrependimento. Os incrédulos não conseguem se arrepender sem a capacitadora graça de Deus. Portanto, ore para que Deus lhes conceda arrependimento, para que esse arrependimento os leve a um conhecimento da verdade. Ore também para que eles possam retornar à sensatez e serem livres dos laços do diabo. “Que Deus lhes conceda não só o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade, mas também o retorno à sensatez, livrando-se eles dos laços do diabo, tendo sido feitos cativos por ele para cumprirem a sua vontade” (2Timóteo 2.25-26).

Orações por você

Você orou pelos incrédulos usando palavras diferentes e abordando diversos ângulos. Mas, você também deve orar por si mesmo.

Ore para que você desenvolva relacionamento com eles. Para que as pessoas sejam salvas, devem primeiro ouvir as boas novas do evangelho. Para que possam ouvir as boas novas do evangelho, devem primeiro encontrar cristãos — cristãos como você. Ore para que você desenvolva uma relação mais profunda e significativa com eles para que possa, por sua vez, falar a verdade. “Como, porém, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?” (Romanos 10.14).

Ore por oportunidades para ministrar a eles. Muitas pessoas vêm à fé depois de verem o amor de Cristo demonstrado através do ministério de cristãos. Ore por oportunidades para ministrar aos incrédulos, de modo que o seu ministério tenha um efeito evangelístico. “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5.16).

Ore por eles com fé e persistência. Nossa tentação é desanimar na oração, orar por um tempo e desistir quando não vemos resultados visíveis. Porém, Deus nos convoca a perseverarmos na oração. “Perseverai na oração, vigiando com ações de graças” (Colossenses 4.2). (Veja também a parábola da viúva insistente em Lucas 18.1-8.)

Ore pela obrigação de suplicar por suas almas. Paulo estava desejoso de dizer à igreja em Roma sobre o seu grande desejo de ver a salvação dos perdidos. Você compartilha desse profundo desejo? Ore para que Deus lhe dê uma grande preocupação pelas almas. “Irmãos, a boa vontade do meu coração e a minha súplica a Deus a favor deles são para que sejam salvos” (Romanos 10.1).

Ore por ousadia em criar e aproveitar oportunidades para falar o evangelho. Até mesmo Paulo ansiava por essa coragem e confiança de que ele estava falando as palavras melhores e corretas. Ore para que Deus lhe dê a intrepidez e que, quando você aproveitar as oportunidades, ele guie suas palavras. “[Orai] também por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra, para, com intrepidez, fazer conhecido o mistério do evangelho” (Efésios 6.19).

Ore para que outros crentes os encontrem. Deus quase sempre usa uma sucessão de pessoas para compartilhar o evangelho com as pessoas antes que elas sejam salvas. Ore, então, para que Deus conduza outros cristãos à vida dos incrédulos que você ama, para que eles também evidenciem um exemplo de vida cristã e que eles também falem do evangelho. “Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus” (1Coríntios 3.6).

Outras orações

Aqui estão mais algumas ênfases bíblicas para guiar suas orações.

Ore para que Deus use qualquer circunstância para realizar a sua obra neles. Oramos a um Deus que é soberano e opera soberanamente a sua boa vontade. Muitas vezes ele salva as pessoas através de circunstâncias difíceis, conduzindo-as ao próprio extremo delas mesmas. Ore, então, para que Deus providencie as circunstâncias, sejam fáceis ou difíceis, para levá-las à salvação. “Antes de ser afligido, andava errado, mas agora guardo a tua palavra” (Salmo 119.67). Ao orar pelos incrédulos que ama, ore sempre a Deus: “Faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mateus 6.10).

Ore para que Deus lhes estenda a misericórdia. Deus nos assegura querer que todos se voltem para ele em arrependimento e fé. Ele não se alegra ao ver pessoas perecerem. Ore, então, para que Deus seja glorificado na salvação dessas pessoas. “Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2Pedro 3.9).

Ore com confiança. Finalmente, ore com confiança. Deus espera que oremos, Deus nos convoca a orar, Deus nos ordena a orar. Por quê? Porque Deus ama ouvir-nos orar e Deus se agrada em responder às nossas orações. Assim, enquanto ora pelos incrédulos, ore com confiança de que Deus ouve as suas orações. “Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo” (Tiago 5.16).

Por: Tim Chalies. © 2016 Tim Challies. Original: 18 Prayers to Pray for Unbelievers

Tradução: Camila Rebeca Teixeira. Revisão: William Teixeira. © 2016 Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: MinisterioFiel.com.br. Original: 18 Orações para orar por incrédulos

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.