um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Reações à evangelização – Aprenda a evangelizar com Paulo (12/13)

Damos continuidade a série de postagem “Aprenda a evangelizar com o apóstolo Paulo”. Ela foi adaptada do eBook “Transtornando o Mundo” de John Crotts, disponível para download gratuito. Nesta postagem, Crotts explica os três tipos básicos de reação à evangelização com base em Paulo em Atenas.

O que acontece quando transtornamos nosso mundo?

O historiador relata três reações ao apelo da mensagem de Paulo – escárnio, procrastinação e fé.

Quando ouviram falar de ressurreição de mortos, uns escarneceram, e outros disseram: A respeito disso te ouviremos noutra ocasião. A essa altura, Paulo se retirou do meio deles. Houve, porém, alguns homens que se agregaram a ele e creram; entre eles estava Dionísio, o areopagita, uma mulher chamada Dâmaris e, com eles, outros mais. (Atos 17:32-34)

Escárnio

A primeira edição do relato da ressurreição atiçou o desejo dos filósofos por mais (v. 19). A sequência, no entanto, encontrou parte do público exigindo seu dinheiro de volta. Ouvir a afirmação audaciosa da própria ressurreição, somado ao fato de que a ressurreição assegura um futuro julgamento, levou os portões previamente abertos do interesse do Areópago a se fecharem.

A erupção da hostilidade em seus corações endurecidos não ardeu silenciosamente. O escárnio explodiu da boca de alguns desses camaradas “mente aberta”. Lembre-se de que, para a mente grega, nossos corpos humanos e outras coisas físicas eram considerados maus. Apenas as coisas espirituais eram boas. A ideia de um corpo mau levantando-se da morte, que trazia a liberdade final, era bizarra e ofensiva. Mas Paulo não parou por aí, ele também usou a ressurreição como evidência de que os pecados deles seriam trazidos a julgamento por aquela mesma pessoa que ressuscitou! Isso era algum tipo de piada filosófica de mau gosto?

É significativo que o poeta grego Ésquilo tenha representado o deus Apolo, negando a possibilidade da ressurreição na ocasião da inauguração do próprio Areópago! “Uma vez que o homem tenha morrido e a terra tomado seu sangue, não há ressurreição”.54 Esta premissa pode ter alimentado a vileza do escárnio contra Paulo.

Procrastinação

O fato de que outros ouvintes comentaram, “A respeito disso te ouviremos noutra ocasião”, pode ser tomado como uma rejeição educada. Mas, vindo na esteira da reação anterior, estas palavras parecem mais uma consideração positiva do evangelho.55 Você não se sente grato, quando não é escorraçado com hostil rejeição ao compartilhar Cristo com outras pessoas? Deus está sempre trabalhando soberanamente por meio de sua palavra para realizar toda sorte de resultados. Mas, como alguém que anseia por uma resposta positiva para as boas novas, eu me alegro quando um ouvinte parece escutar a verdade, considerando-a honestamente.

Com o término desse maravilhoso combate, Paulo simplesmente vai embora – a reunião acabou. Podemos ser tentados a pensar neste evento como um fracasso, mas não foi. Mais uma vez, Deus está sempre trabalhando por meio de nossas interações com o evangelho, de formas mais abrangentes do que jamais poderemos imaginar nesta vida. Paulo fez seu trabalho. Ele se colocou no meio de um ambiente hostil, diante de uma multidão da elite intelectual, e falou a verdade. Ele não deu um “sermãozinho pré-evangelho de autoajuda”, esperando ser convidado para falar novamente na próxima semana. Ele não se perdeu numa tentativa de sobrepor a filosofia dos filósofos. Ele não deixou de fora as partes ofensivas das boas novas, como pecado, julgamento e, naquela cultura, a própria ressurreição. Ele falou tudo.

Com um público desprovido das fundações do Antigo Testamento, Paulo contou-lhes que Deus é criador e sustentador de toda a vida. Ele buscou ressoar com o conhecimento deles da revelação geral. Paulo os alertou sobre sua responsabilidade diante do Juiz ressurreto, Jesus. Ele removeu todas as potenciais desculpas da idolatria ignorante. E os atenienses ouviram o chamado ao arrependimento, antes que fosse tarde demais. A mensagem pode ter incluído outras coisas, além das que temos no resumo inspirado de Lucas, e certamente foi encurtada pelo público. Mas não é maravilhoso o que Paulo tinha a dizer? E não é igualmente maravilhoso que ele tenha tido a coragem para dizê-lo? Ele provavelmente ainda estava se recuperando das memórias dolorosas das últimas vezes em que foi espancado, apenas alguns meses antes.

Com seu trabalho concluído, Paulo vai embora. Mas perceba que ele não vai embora sozinho. Alguns homens se juntaram a ele e creram. Um desses homens e uma mulher proeminente são mencionados pelo nome. Você é capaz de imaginar o escárnio e os abusos que Dionísio, o areopagita, deve ter enfrentado? Há um custo em seguir a Cristo, e, indubitavelmente, Dionísio teve que fazer um pagamento substancial imediatamente! A tradição diz que ele se tornou o primeiro bispo de Atenas.56

O nome da mulher era Dâmaris. Nada mais é dito sobre ela. Esta, no entanto, é a terceira cidade mencionada em nossa jornada em Atos 17, e a terceira indicação de uma mulher proeminente convertida (vs. 4, 12, 34)! Além desses dois, Lucas nos conta que “com eles, outros mais” se converteram.

Os atenienses dos dias de hoje tentaram compensar a falta de resposta de seus ancestrais do primeiro século, gravando o discurso de Paulo em uma placa de bronze, aos pés da rampa de subida para o Areópago. Eles também nomearam uma rua próxima ao local em honra ao apóstolo.57

  1. Bruce, 343.
  2. Marshall, 291.
  3. ibid.
  4. Bruce, 344.

Por: John Crotts. © Ministério Fiel. Website: ministeriofiel.com.br. Traduzido com permissão. Fonte: Trecho do eBook “Transtornando o mundo – aprendendo a evangelizar com o apóstolo Paulo”.

Original: Reações à evangelização – Aprenda com o apóstolo Paulo a evangelizar (12/13). © Ministério Fiel. Website: MinisterioFiel.com.br. Todos os direitos reservados.

Comentários estão fechados.