4 verdades que todo universitário cristão precisa saber

Eu trabalho como professora universitária já há algum tempo. Na verdade, há 14 anos. Comecei aos 22, dando aulas para um curso noturno, majoritariamente formado por alunos que já eram técnicos de Enfermagem, e TODOS eram mais velhos do que eu. Olhavam para mim com uma cara de “Sério? É essa a professora? Não é a estagiária?”, e foi assim por um bom tempo. Hoje, já não me olham com essa cara, ninguém dos meus alunos me pergunta há quanto tempo sou formada, e para mim isso é um sinal claro de que estou ficando, digamos, mais madura.

Ao longo desses anos, tenho acompanhado mudanças interessantes no perfil das turmas, também em função de já ter lecionado em diferentes Estados, além de ter tido a experiência de lecionar tanto em faculdades particulares como também em duas Universidades Estaduais. São mudanças interessantes, se assim posso dizer.

Entretanto, ao longo do tempo, algo parece não mudar: os alunos saem diferentes do que entraram. Costumo brincar com meus alunos do terceiro e quatro anos que eu tenho saudade de quando eles eram do primeiro semestre, com aquela cara do gato de botas, levantando a mão pedindo permissão para ir ao banheiro, e justificando em pânico quando precisam sair mais cedo da aula. No terceiro ano, já são todos “folgados”. Entram e saem, pedem nota, chamam a gente de “Pró”, “Prof”, vendem trufa-natura-avon-jequiti-brigadeiro-palha-italiana em sala de aula, dormem na primeira fileira e, quase sempre, já mudaram radicalmente o cabelo pelo menos uma vez. Continuam adoráveis, claaaro, mas a mudança é nítida!

A verdade é que a época da faculdade é uma época intensa, cheia de mudanças, cheia de transformações, e também cheia de questionamentos, principalmente quando você vem de origem cristã. Pensando um pouco em tudo que já vi, e também no que vivi (afinal, todo professor já foi um universitário perdido que pedia licença para ir ao banheiro), pensei em escrever um post direcionado a você, jovem universitário cristão, no auge da sua alegria, cabeça raspada e cara pintada, com quatro coisas que você precisa saber ao ingressar na faculdade, e que não pode esquecer:

A época da Universidade tem potencial para ser uma das melhores da sua vida ou não.

Sim, a faculdade pode ser uma época inesquecível. Aliás, muito provavelmente ela será; a pergunta que fica é: que tipo de lembranças você formará?

Estar num ambiente universitário proporciona inúmeras oportunidades de crescimento pessoal: oferece diversos cursos em muitas e muitas áreas, dá para se aventurar por outros institutos que não o seu e cursar disciplinas optativas muito interessantes, dá para se envolver em mil chances de trabalhos extracurriculares com ou sem bolsa, dá para fazer iniciação em pesquisa, dá para fazer estágio voluntário, estágio remunerado, dá para fazer amigos que tem muitas chances de continuarem seus amigos até o fim da sua vida, dá para fazer intercâmbio dentro e fora do país!

E também dá para não fazer nada disso e se formar do mesmo jeito.

Ou seja: na Universidade, de certa forma, é você quem trilha o seu caminho. No final do curso, pode até ser que toda a turma tenha o mesmo diploma, mas a grande realidade é que a trajetória que levará até ele pode ser tão única e tão exclusiva, que você deve saber disso desde já, e ser sábio para aproveitar o máximo daquilo que ela tem de bom para te oferecer, e fazer dela uma época muito bem aproveitada, que trará benefícios para toda a sua vida.  Peça a Deus sabedoria para aproveitar o incrível privilégio que ele te deu de cursar o ensino superior!

“Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida” (Tiago 1:5)

Você será provado. Você será tentado.

Nas primeiras semanas de Universidade, tudo é uma alegria. Os veteranos são legais, os professores parecem todos muito competentes e alegres, as matérias têm nomes complicados, códigos e siglas que você vai aprendendo a usar, e a comida do “bandejão” parece incrível e muito variada. Tudo é novidade e um desdobramento incrível daquela conquista tão sonhada e esperada.

Mas, vai por mim, de repente, elas começam. Prova escrita. Prova oral. Prova prática. Prova em grupo (desconfie!). Resenhas. Ensaios críticos. Projetos. Estágios. Trabalhos. Trabalhos em grupo!!!! Seminários. Bolsas. Relatório de prestação de contas das bolsas. TCC. Greves. Colegiados. Quinta semana consecutiva de frango assado três vezes na semana no “bandejão”. E corre solto o boato de que acharam uma unha no arroz semana passada.

Brincadeiras à parte: SIM! Na Universidade, as lutas são reais. Elas existem, e não deixarão de existir. Podem deixá-lo desanimado, desencorajado, às vezes até meio isolado, questionando sua opção.

E não para por aí para você, universitário cristão. Tão logo o semestre começa, disparam as mais variadas ofertas e convites. Open bar daqui, cervejada dali. Experimenta! Fuma aqui! Toma mais uma! Me passa a quatro! Assina pra mim?? Põe meu nome nesse trabalho? No próximo eu livro a sua cara. Conseguiram a prova do ano passado, e garantiram que o professor nunca muda as questões. Quer que eu te mande?

SIM! Na Universidade, as tentações são reais. Como em qualquer lugar, eu diria. Mas, infelizmente, me parece que na Universidade, pequenas concessões parecem inofensivas, quase como um “gesto nobre” ou “necessário” para garantir a boa convivência entre os demais colegas de classe, e não virar o bocó da sala. Esse é um engano grave, que já arrastou milhares de universitários para muito longe daquilo que um dia professaram crer de todo o coração. Claro, tenha sempre a certeza do perdão de Deus para pecados cometidos e confessados em arrependimento genuíno. Só não use a misericórdia e graça de Deus como desculpa para seguir nas suas “concessões”. Pequenas concessões podem sim te levar a pecados que, se não confessados, levam a grandes desvios. Não se deixe iludir.

“Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma”. (Tiago 1:2-4)

“Assim, aquele que julga estar firme, cuide para que não caia! Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, Ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”. (1 Coríntios 10:12-13)

Existirão provações e tentações. Enfrente com determinação as primeiras. Resista corajosamente às segundas. Mas, aconteça o que acontecer, aprenda a não depender de você mesmo para fazer nem uma coisa, nem outra. Ao invés disso:

Não olhe para o lado, olhe para cima!

Se você desanimar no meio do caminho, por achar que está difícil demais, ou até questionar sua fé por ver outras pessoas na mesma fase que você abandonando a fé e desviando-se completamente, é porque está mirando o lugar errado.

Não olhe para os lados, olhe para cima! Olhe para Deus. Mantenha seus padrões elevados: Deus é fiel! Ele está com você. Ele não abandona.  Ora, não foi Ele que te colocou ali, afinal? Ele há de ajudá-lo a enfrentar com determinação suas provações e vencer todas elas!

Olhe para Ele, e não para qualquer outra pessoa que você tenha como modelo. Pessoas são falíveis, todas elas. Deus não falha. E Deus não abandona. Prossiga para o alvo! Dependa dele, que não irá desampará-lo.

“Esquecendo-me das coisas que ficaram para trás, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus”. (Filipenses 3:13b-14)

“Livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem” (Hebreus 12:2-3)

Resista corajosamente às tentações, dependendo e clamando pela graça de Deus para conseguir fazer isso.  Lembre-se sempre de José, que saiu correndo quando foi tentado pela esposa de Potifar. Sim, sair correndo é um dos mais puros sinais de coragem que podemos ter quando o assunto é tentação. Seja forte e saia correndo!

“Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor” (2 Timóteo 2:22)

Mantenha seus padrões e os olhos fixos em Deus. Ele é fiel, e não irá desampará-lo. Lembre-se disso. Pregue na porta, se precisar. Ou na capa do caderno.

Você não está sozinho!

Se lendo os outros três pontos você já percebeu que não está sozinho porque foi Deus quem o colocou na Universidade e porque Ele não irá te desamparar, ótimo!! Considero minha missão 75% concluída. Mas agora, quero acrescentar algo: você também não está sozinho, porque existem muitos outros iniciantes e veteranos cristãos na Universidade que estão dispostos a viver para Cristo também! E tantos outros já formados que passaram exatamente pelo mesmo que você.

“Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. Resistam-lhe, permanecendo firmes na fé, sabendo que irmãos que vocês têm em todo o mundo estão passando pelos mesmos sofrimentos” (1 Pedro 5:8-9)

O que você precisa então, universitário cristão, é encontrá-los. Tem sido cada vez mais comum a criação de grupos de estudo bíblico dentro das universidades. Talvez não seja exatamente na sua faculdade e/ou instituto, mas soube de um? Vá visitar! Aproxime-se daqueles que, de coração puro, invocam o Senhor. Anime-se com essa convivência, faça amigos cristãos que também sejam universitários e que tenham o mesmo desejo de viver piedosamente.

Não tem na sua faculdade, nem em nenhuma outra dos arredores? Procure um grupo de jovens em sua igreja. Mudou de cidade por causa da faculdade? Procure IMEDIATAMENTE uma igreja na cidade nova. Conheça os jovens. Envolva-se. Você não está sozinho, só estará se quiser. Não espere cair no seu colo: PROCURE!

Tenha certeza disso: na Universidade, existem pessoas que, assim como você, creem em um Deus Criador e Soberano, que enviou Jesus como Salvador para resgatar a humanidade que sequer percebe o quanto precisa de resgate. Que lindo seria se todos se juntassem e fossem luz e sal enquanto desfrutam da bênção que é ter acesso a uma formação profissional?

Universitário: Parabéns pelo seu ingresso na Universidade! Comemore mesmo, alegre-se e celebre diante dessa benção. Não se esqueça de que foi DEUS quem o colocou na Universidade, e use essa dádiva para honra e glória dele. Minha sincera oração é que Deus o abençoe ricamente nessa nova jornada, dando-lhe sabedoria para fazer escolhas prudentes, persistência para enfrentar as dificuldades, coragem para resistir às tentações, certeza de que ele está no controle, e coloque em sua vida amigos e pessoas que serão capazes de fortalecê-lo, enquanto você se transforma em um jovem profissional pronto para brilhar para Cristo na carreira que escolheu. Nós precisamos de profissionais reluzindo por e para Cristo em TODAS as áreas de atuação!

Por: Ana Márcia Castillo. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Fonte: 4 verdades que todo universitário cristão precisa saber.

8 Comentários
  1. Kleber José Diz

    Excelente conselho!

  2. Pr Maxwell Diz

    Muito bom, pura realidade, Deus te ilumine mais e mais;

  3. Gabriel Diz

    Deus te abençoe por esse artigo, vou para Unicamp esse ano e sou de outro estado, e isso era tudo que eu precisava ler.

    1. Ana Márcia Diz

      Oi Gabriel! Que Deus o abençoe e parabéns pelo ingresso na Unicamp! Se quiser informações sobre os grupos de jovens na Unicamp ou sobre uma ótima igreja para frequentar, fico à disposição! Só me chamar no e-mail que aparece na página do meu blog! Um abraço

  4. Italo Campos Diz

    Gente, que texto incrível! Parabéns, Ana. Que esse artigo alcance muitos universitários pelo Brasil. <3

  5. Rute Diz

    Muito bom! Sempre converso com os adolescentes na EBD sobre o assunto. Vou levar o texto , agora é uma professora universitária falando. Obrigada!

  6. Cláudia Diz

    Ótimo artigo! Vou apresentá-lo para minha filha, ela iniciou neste ano a sua vida universitária.

  7. Rogério Batistta Diz

    A paz do Senhor, que texto maravilhoso!
    Uma mensagem edificante que todo jovem cristão dever ler. Que nós jovens dessa geração venhamos volta e a examina as escrituras, voltemos ao evangelho! Fazemos igual a Davi “(…)escondi a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti”.
    Que a Honra, a Gloria, o Louvor e Adoração sejam para o Senhor…

Comentários estão fechados.