um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

9 coisas que você deveria saber sobre a Catedral de Notre-Dame

Na segunda-feira, mais de 400 bombeiros franceses tentaram salvar a Catedral de Notre-Dame de um incêndio devastador. Aqui estão nove coisas que você deveria saber sobre um dos marcos históricos e religiosos mais emblemáticos da Europa:

1. Notre-Dame de Paris (em francês “Nossa Senhora de Paris”) é uma catedral católica em Paris que levou séculos para ser concluída. A pedra angular foi colocada em 1163, na presença do papa Alexandre III, e a construção inicial foi concluída em 1260, quase cem anos depois. A catedral não foi oficialmente consagrada até 1345. Mesmo após a conclusão, a construção e a restauração continuaram. Meia dúzia de outras grandes campanhas de construção foram realizadas entre os séculos XII e XIV, e mudanças e restaurações ocorreram do século XVII ao século XXI.

2. Durante o fervor anticristão da Revolução Francesa, Notre-Dame foi transformada em um Templo da Razão e “re-dedicada” ao Culto da Razão ateísta. Mais tarde, quando o “Comitê de Salvação Pública”, que controlava a França, decretou a adoração de um Ser Supremo, foi “re-dedicada” ao Culto deísta do “Ser Supremo”. Quando o interesse pelas novas religiões diminuiu, a catedral foi convertida em um depósito de alimentos.

3. Napoleão Bonaparte assinou um acordo em 1801 para restaurar a catedral à Igreja Católica. Três anos depois, ele decidiu realizar sua cerimônia de coroação na catedral, tornando-se o primeiro francês a ter o título de imperador em mil anos. O papa Pio VII entregou a Napoleão a coroa – que o jovem conquistador da Europa colocou em sua própria cabeça.

4. Em 1831, o romancista Victor Hugo escreveu Notre-Dame de Paris, publicado em inglês como “The Hunchback of Notre-Dame” (“O corcunda de Notre-Dame”). Hugo começou a escrever o romance em parte para chamar a atenção para o valor da arquitetura gótica. Alguns anos antes, Hugo publicou um artigo intitulado Guerre aux Démolisseurs (“Guerra aos Demolidores”), com o objetivo de salvar a arquitetura medieval de Paris. Baseado em parte no esforço de Hugo para chamar a atenção para a catedral, o rei Louis Philippe ordenou em 1844 que fosse restaurada.

5. De 1856 a 2012, os quatro principais sinos no topo das torres do norte da catedral foram tocados a cada 15 minutos. Eles também badalaram em eventos significativos, como o fim da Primeira Guerra Mundial em 1918, a libertação de Paris em 1944 e em homenagem às vítimas do 11/9 em 2001. Os quatro sinos – que se chamavam Angélique-Françoise, Antoinette -Charlotte, Hyacinthe-Jeanne e Denise-David, em referência a santas católicas francesas – foram derretidos e substituídos por 8 novos em 2012. A razão para a mudança foi recriar o som dos sinos originais de Notre-Dame do século XVII.

6. O órgão de tubos da catedral remonta ao século XVIII e é o maior da França. O instrumento possui cinco teclados, 109 registros e aproximadamente 7.374 tubos. Na década de 1990, o órgão foi restaurado ao custo de US $ 2 milhões e levou 40 mil horas para ser concluído. A atualização incluiu uma interface digital de instrumento musical (MIDI) que grava e permite replay instantâneo, um sintetizador de voz, uma impressora e uma linha telefônica para um escritório perto de Versailles.

7. Em 2013, uma colmeia de abelhas produtoras de mel foi colocada no teto da sacristia (ou seja, a sala onde o padre se prepara para o serviço). Essa espécie de abelhas – as abelhas Buckfast – foi criada a partir de uma variedade especial em um mosteiro beneditino e conhecidos por sua docilidade. A colmeia está hospedada na catedral para “recordar a beleza da Criação e a responsabilidade do homem em relação a ela”.

8. A madeira usada para a estrutura da catedral consistia em 1.300 carvalhos representando mais de 21 hectares (2.5 acres) de floresta.

9. O incêndio atual faz parte de uma longa história de danos à catedral. No século XVI, tanto os huguenotes quanto o rei francês vandalizaram e alteraram a estrutura do edifício. Durante a Revolução Francesa, 28 estátuas de reis bíblicos localizados na fachada oeste foram decapitadas por serem confundidas com estátuas de reis franceses. Pequenos danos ao vitral medieval também foram causados ​​por balas perdidas durante a liberação de Paris em 1944. Até mesmo a natureza cobrou seu preço, já que cinco séculos de danos causados ​​pelo vento forçaram a remoção da espiral original em 1786.

Por: Joe Carter. © The Gospel Coalition. Website: thegospelcoalition.org. Traduzido com permissão. Fonte: 9 Things You Should Know About Notre Dame Cathedral.

Original: 9 coisas que você deveria saber sobre a Catedral de Notre-Dame. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Tradução: Paulo Reiss Junior. Revisão: Filipe Castelo Branco.

Comentários estão fechados.