um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

4 coisas que Deus diz para os solteiros

Cerca de 35% dos membros adultos da igreja na Grã-Bretanha são solteiros, portanto, claramente, o tema do “estado de solteiro” tem considerável interesse pessoal para muitas pessoas em nossas igrejas. Cada pessoa solteira terá uma experiência diferente. Existem diferenças de idade. Ser solteiro aos 20 anos é muito diferente de ser solteiro aos 30, 40 ou 70 anos. Há diferenças circunstanciais: alguns nunca se casaram, enquanto outros são divorciados, viúvas ou viúvos. E há diferenças experienciais: alguns optaram por ser solteiros e são basicamente felizes; outros desejam ser casados e se sentem frustrados.

O que a Bíblia tem a dizer a todas essas pessoas?

1. Ser solteiro é um presente de Deus.

Muito da nossa sociedade é estruturada em torno de casais. Com frequência, presume-se que os adultos terão um parceiro e que há algo de estranho em relação a eles se não os tiverem em algum tempo. Oscar Wilde resumiu a opinião de muitos: “O celibato é a única perversão sexual conhecida”.

Não há nada novo nessa visão negativa do celibato. No primeiro século, o rabino Eleazar disse: “Qualquer homem que não tem esposa não é um homem adequado”. O Talmude foi ainda mais longe: “O homem que não esteja casado aos vinte anos está vivendo em pecado”. Dado esse pano de fundo, é surpreendente o quão positivo o Novo Testamento é sobre a solteirice. Paulo fala disso como um “dom” (1Co 7.7), e Jesus diz que é bom “para aqueles a quem foi dado” (Mt 19.11).

Um amigo meu pertenceu a um grupo de jovens adultos da igreja chamado “Pares e Sobressalentes”. Pessoas solteiras podem se sentir como peças de reposição em suas famílias, grupos sociais e igrejas. Um homem estava tão farto de ser perguntado “Você ainda está solteiro?” que ele começou a responder: “Você ainda é casado?” Devemos resistir à implicação de que estar solteiro é a melhor segunda opção. A Bíblia não diz isso. O casamento é bom, mas estar solteiro também é: é o “dom” dado a alguns.

Mas e se eu não achar que tenho o “dom” de permanecer solteiro? Não acho fácil ficar sozinho e desejo me casar; isso significa que eu estou experimentando a segunda melhor opção? Não. Quando Paulo fala de estar solteiro como um dom, ele não está falando de uma habilidade específica que alguma pessoa tem de estar satisfeita em estar solteira. Pelo contrário, ele está falando do estado de estar solteiro. Contanto que você o tenha, é um presente de Deus, assim como o casamento será um presente de Deus se você o receber. Devemos receber nossa situação na vida, seja estar solteiro ou casado, como um dom da graça de Deus para nós.

2. Ser solteiro tem vantagens.

Paulo menciona duas vantagens, em se estar solteiro, em 1Coríntios 7:

  • Pessoas solteiras são poupadas dos “problemas” do casamento. Há muitas grandes bênçãos no casamento, mas também há dificuldades. Compreensivelmente, os casais cristãos não costumam falar abertamente sobre as coisas difíceis que enfrentam, o que pode dar aos solteiros uma visão cor-de-rosa do casamento. Mas há um lado negativo mesmo quando o relacionamento de um casal é bom: a vida é mais complicada. Há mais de uma pessoa a considerar nas decisões sobre o uso do tempo, acomodação, feriados e até mesmo o menu diário. E há mais de uma pessoa para se preocupar. As crianças trazem grande prazer, mas muita ansiedade também. O casamento traz “angústia na carne” e, diz Paulo, “e eu quisera poupar-vos” (1Co 7.28). Ele menciona esses problemas aqui principalmente por causa do impacto que eles têm no próximo ponto.
  • Pessoas solteiras podem dedicar-se mais plenamente ao trabalho de Deus: “Quem não é casado cuida das coisas do Senhor, de como agradar ao Senhor; mas o que se casou cuida das coisas do mundo, de como agradar à esposa, e assim está dividido”. (1Co 7.32-34). Uma parte vital da responsabilidade cristã das pessoas casadas é cuidar de seus cônjuges e filhos. Isso deve levar tempo, tempo que não pode, portanto, ser gasto em testemunhar para as pessoas, ajudando em um acampamento, fazendo as finanças da igreja, ou conduzindo um estudo bíblico. Pessoas solteiras têm mais tempo para dar a essas coisas. Não é coincidência que muitas atividades na vida da igreja dependam em grande parte daqueles que não são casados. Alguns conscientemente escolhem ficar solteiros para se dedicar ao trabalho cristão. A maioria das pessoas solteiras não escolheu o estar solteiro dessa forma e, no entanto, elas têm as mesmas vantagens das que escolheram. Em vez de nos concentrarmos nas dificuldades de sermos solteiros, como alguns o fazem, todos nós devemos aproveitar ao máximo as vantagens do dom de estar solteiros enquanto o temos.

3. A vida de solteiro é difícil.

Quando Deus viu Adão sozinho no Jardim do Éden, ele disse: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea”. (Gn 2.18). Assim, Eva foi criada para atender à necessidade de companhia de Adão, e os dois se uniram no relacionamento sexual duradouro do casamento. Embora o Novo Testamento seja positivo sobre a condição de se estar solteiro, não há dúvida de que o casamento é considerado a norma. É um presente amoroso de Deus para a humanidade e o principal contexto no qual nosso desejo de intimidade é atendido. Pessoas solteiras são, portanto, propensas a lutar contra a solidão e a tentação sexual. Essas lutas certamente não são exclusivas do solteiro, mas fazem parte de sua condição. Alguns procurarão diminuí-las casando-se. Outros escolherão não se casar ou se sentirão incapazes por causa de suas circunstâncias, personalidade ou atração sexual. Eles provavelmente enfrentarão uma batalha vitalícia com a solidão e a tentação sexual.

Essas duas batalhas estão intimamente relacionadas. Quanto mais solitários estivermos, maior a probabilidade de lutarmos contra a fantasia sexual e cairmos em pecado. Precisamos ser proativos na busca de ajuda nessas áreas. Não somos feitos para ficar sozinhos e, se não formos casados, seja a curto ou longo prazo, devemos procurar satisfazer nossa necessidade de intimidade em outros relacionamentos. Isso significa tomar a iniciativa de manter contato com amigos e familiares. E devemos ser autodisciplinados em “fugir da imoralidade sexual” (1Co 6.18). Muitas vezes ajuda ter um ou dois amigos íntimos a quem devemos “prestar contas” ​​nesta área.

4. A condição de solteiro não é permanente.

Muitos que são atualmente solteiros, um dia se casarão. Outros permanecerão solteiros por toda a vida. Mas nenhum cristão é solteiro para sempre. O casamento humano reflete o casamento que Deus quer desfrutar com seu povo para a eternamente. A Bíblia fala de Jesus como o noivo que um dia retornará para levar sua noiva, a igreja, para estar com ele na perfeita nova criação. Nesse dia, toda a dor desaparecerá, inclusive a dor de um casamento ou uma condição de solteiro difícil. Deus enxugará toda lágrima de nossos olhos e um grande grito será ouvido: “Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória! Porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou”. (Ap 7.17; 19.7).

Depois de termos falado sobre o céu, uma senhora solteira me disse: “Eu mal posso esperar pelo dia do meu casamento”! Todos nós devemos ter a mesma esperança. E já podemos experimentar algo desse casamento íntimo com Cristo aqui na terra pela obra do Espírito em nossas vidas. Relacionamentos humanos são importantes, mas nenhum é tão importante quanto nosso eterno relacionamento com Jesus.

Uma palavra final para aqueles que são solteiros:

  • Agradeça a Deus pelo dom de estar solteiro. Qualquer que seja a sua experiência como solteiro, reconheça-a como um presente de Deus e aproveite-a ao máximo durante o tempo que você a tiver.
  • Faça tudo o que puder para ser piedoso. É fácil para aqueles que são solteiros entrarem em um estilo de vida egoísta e egocêntrico e em pecado sexual, seja em pensamento ou ação. Seja autodisciplinado e responsável perante os outros.
  • Mantenha seus olhos fixos no céu. É o nosso relacionamento eterno com Cristo que, em última análise, importa.

Uma palavra final para aqueles que são casados:

  • Não pense no solteiro como o segundo melhor. O pregador cristão e autor John Chapman falou de amigos levando-o para longas caminhadas e dizendo que ele deveria se casar. Ele comentou: “Teria sido de grande ajuda se eles tivessem lido a Bíblia, não seria”?
  • Lembre-se de que sua família é toda a igreja. Não deve haver pessoas solitárias em nossa igreja. Precisamos estar abrindo nossas casas uns para os outros e nos relacionando uns com os outros não apenas no núcleo familiar, mas também na família da igreja.
  • Mantenha seus olhos fixos no céu. O casamento humano é importante, mas não durará para sempre (Mc 12.25). Nosso relacionamento com Cristo deve vir em primeiro lugar.

Por: Vaughan Roberts. © The Gospel Coalition. Website: thegospelcoalition.org. Traduzido com permissão. Fonte: 4 Things God Says to Singles.

Original: 4 coisas que Deus diz para os solteiros. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Tradução: Paulo Reiss Junior. Revisão: Filipe Castelo Branco.

Comentários estão fechados.