[PVE] O Dízimo é válido nos dias de hoje?

O dízimo nos moldes que nós temos no Antigo Testamento não é mais aplicável nos nossos dias. No Novo Testamento nós temos as ofertas voluntárias para sustentar a obra de Deus.

A Epístola aos Hebreus, principalmente os capítulos 9 e 10, deixa bastante claro que todas as cerimônias do Antigo Testamento foram abolidas com a vinda de Cristo, pois elas apenas tipificavam Aquele que viria, eram sombras da realidade que é Cristo. Além dessa epístola, Paulo fala constantemente sobre a abolição das cerimônias do Antigo Testamento no Novo Testamento, como em Gl.4.8-11, Cl.2.8-23, etc. Assim, a questão é determinar se o dízimo fazia parte da lei cerimonial ou da lei moral. A lei moral é permanente (Mt.5.17-18) e a cerimonial, como eu disse acima, é transitória. Assim, dependendo de onde o dízimo se encaixa, ele é válido ou não para os dias de hoje. Quando analisamos o Antigo Testamento percebemos que o dízimo estava totalmente amarrado ao sistema sacrificial daquele tempo, e havia vários tipos de dízimo (Lv 27.32; Nm 18.21-28; Dt 12.6-17; 14.22-28; 26.12). Estando dessa forma ligado aos sacrifícios e ao sacerdócio veterotestamentário, o dízimo como era praticado no Antigo Testamento é impraticável nos dias de hoje. Assim, ele está incluso dentro da lei cerimonial e, dessa forma, não é mais aplicável no Novo Testamento.

Alguns usam a passagem de Mateus 23.23 para defender que o dízimo é válido atualmente. Mas é importante observar que, apesar do Novo Testamento começar sua narrativa com o nascimento de João Batista e de Jesus, a Nova Aliança só começou, de fato, quando Jesus morreu (Mt 26.28; 27.51; Cl 2.14; Hb 9.11-17). Assim, quando Jesus disse o que está escrito em Mt 23.23, eles ainda estavam no Antigo Testamento. Portanto, essa passagem não pode provar a validade do dízimo para o Novo Testamento.

Outros tentam defender a validade do dízimo com a passagem de Hebreus, capítulo 7. Porém, nessa passagem o autor da carta apenas mostra a superioridade de Cristo em relação ao sacerdócio do Antigo Testamento usando Melquisedeque como um tipo de Cristo, pois Arão (representando o sacerdócio veterotestamentário) pagou dízimos a Melquisedeque na pessoa de Abraão, mostrando sua inferioridade em relação à Melquisedeque. O objetivo da passagem não é falar sobre a validade ou não do dízimo para os dias de hoje, mas mostrar a superioridade do sacerdócio de Cristo.

Dito isso, é importante mencionar que, atualmente, muitos “cristãos” estão prontos para negar a validade do dízimo para os nossos dias, não porque querem dar mais, mas porque querem dar menos, ou até mesmo nada. Para esses eu digo que quem supostamente se converteu ao Senhor, mas não converteu o seu bolso, deve reavaliar sua conversão. O cristão reconhece que não apenas 10% do seu salário pertence ao Senhor, mas todos os seus bens. Assim, o verdadeiro cristão faz planejamentos financeiros para não gastar em coisas supérfluas, a fim de poder contribuir com o máximo possível para o Reino de Deus, voluntariamente. O verdadeiro cristão não busca viver uma vida de luxo, pois seu deus não é o dinheiro, e sim o Senhor, a quem Ele coloca em primeiro lugar.

Tomemos como exemplo a contribuição da igreja primitiva. A viúva no templo deu tudo o que tinha (Lc.21.1-4). Os primeiros cristãos vendiam propriedades e depositavam todo o valor aos pés dos apóstolos (At.4.34-37). Os pobres da Macedônia contribuíram acima de suas posses (II Co.8.1-3). Esse é o padrão que o cristão deve seguir.

Devemos também lembrar que os pastores que Deus designou para pastorearam o rebanho precisam de sustento, sendo responsabilidade da igreja provê-lo (1Co 9.3-14; ). Portanto, as ofertas voluntárias também são usadas para compor o salário do pastor, provendo os recursos materiais necessários para que ele continue anunciando o Evangelho.

Para aqueles irmãos que congregam em igrejas onde o dízimo é praticado (como também é o meu caso), tenho recomendado que continuem contribuindo com o dízimo, mas considerando-o em seus corações como uma oferta voluntária, e não se satisfazendo em contribuir apenas com a décima parte, mas com o máximo possível, como acontecia na igreja primitiva.

Por André Aloísio, colaborador do VoltemosAoEvangelho.com e autor do Teologia e Vida
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Não deixe de participar do sorteio de 23 livros que o VE está fazendo em parceria com a Editora Fiel. O sorteio será realizado no dia 21/06/10.
121 Comentários
  1. thiago macedo Diz

    dizimo é somente uma palavra para se referir à decima parte de algo!
    nos dias de hoje, no tempo da graça, seja qual for a palavra que for usada para designar uma oferta ou doaçao voluntaria para a obra de Deus, eu acredito que tem que ser a depender das posses das pessoas mais do que 10%,hoje temos muito mais motivos para ser gratos a Deus e a sua obra em nossas vidas.
    muito bom o texto e é assim que eu creio, e que a santa palavra ensina!
    e lembrando, Deus em nenhum momento dividiu a biblia, a biblia seja em capitulos ou versiculos, foi separada dessa maneira para melhor entendimento das passagens, e para que nao haja erros de interpretaçao9 se bem que ainda assim há mts hereges se aproveitando de textos isolados) a bilia ela é um todo, seja antiga aliança, ou nova aliança, ela é palavra de Deus!

    1. Walter Fernandes Diz

      Se a Bíblia nos ensina sob um novo concerto, e diz q o pactp antigo era um símbolo transitório, porque Cristo é mediador de um pacto melhor e eterno, ñ entendo porque tanta gente continua aplicando o que enteressa e ñ a verdeira palavra de Deus, fazendo dela comércio. Sabemos que mudando o Sacerdócio, necessáriamente se faz também mudança da lei.O sacerdócio levitico era imperfeito e exercido por homens pecadores e foi substituido pelo o sacerdate perfeito J. Cristo. Quando Paulo fala no contexto do liv. de Hb.7. e vvv seguintes 8, dirigindo aos hebreus, Paulo fala de uma nova aliança, e um Novo Pacto, perfeito e eterno, desvinculado da lei, pela qual, se vc estiver sob ela, com certza está em maldição Gl.3.10. Caros irmãos, este tema é muito extenso e ñ quero ser sacrificado como expiação, q me perdoe os vendilhões do templo. Espero em Deus que esta casta de pregadores ñ transforme o evangelho maravilhoso ensinado pelo o Mestre na mesma situação q vive o cristianismo nos USA, Europa, etx., com as igrejas vazias e sendo alugadas para depósitos.

  2. Rupert Diz

    muito bom o seu texto André!
    Na verdade o melhor que encontrei sobre o assunto.
    Conciso todavia sem deixar nada de fora – recomendarei!

    abraços

  3. Ray Henrique da Silva Diz

    Desejo à todos a Santa e Gloriosa Paz do Senhor!

    Glória a Deus por este texto. Estava orando a Deus sobre este assunto, desde a semana passada. E aparece esta mensagem vinda do céu (com certeza). Temos que ofertar à igreja! Mas com AMOR, não por "legalismo" imposta por algumas igrejas. A igreja que congrego também enfatiza sobre o ensinamento dos dízimos. Mas que os irmãos continuem dando os dízimos e muito mais…

    Graça e Paz!

  4. matheus Diz

    De vez em quando, ouvimos que aqueles que não defendem o dízimo são "pão-duros". Na verdade, quem defende o dízimo é que está na condição de pão-duro! Porque, se antes o Senhor exigia 10%, o exemplo bíblico que temos para a igreja é nada menos do que 100%! Se o Senhor é nosso Senhor absoluto mesmo, então nada é nosso mais: nem nosso dinheiro, nem nosso tempo, nem nosso vigor – enfim, nem a nossa vida.

    A igreja tem vários privilégios que os santos do passado não tinham: é templo do Espirito, Noiva de Cristo, tem um assento nos lugares celestiais, tem uma ova natureza, etc. Em outra palavras: hoje o Senhor nos deu todas as máximas condições para serví-lo; e ao passo que Ele nos deu tudo, exige tudo de nós também; e isso também se encaixa no assunto das finanças!!

  5. Caio Diz

    Essa postagem veio em boa hora :)
    É isso ai Matheus, não 10%, 100%.

    Paz do Senhor!

  6. Anonymous Diz

    Dou dízimo a vida toda e conheço pessoas que tem testemunhos inquestináveis com relação ao dízimo. Do cuidao Deus com tais pessoas. Dou por amor e por entender que é um princípio de Deus e não uma coisas legalista ou uma barganha, de forma alguma.
    Porque pessoas que acham que o dízimo é lei, dão o dízimo? Mesmo dizendo que ná GRAÇA, temos mais motivos para dar; que devemos dar muito mais que 10% e coisas do tipo? POrque discutimos tanto isso?
    Em uma coisas concardamos: Ninguém está satisfeito com o comércio do evengelho e a teologia da prosperidade. Estamos inojados com isso tudo. Mas não podemos por isso, excluir aquilo que é verdadeiro, puro e que nos faz lembrar e agradecer todos os meses que, que nos sustenta é o SENHOR. E que todos os meses damos um tapa profético na cara de MAMOM.
    Precisamos amadurecer muito, cada um tem uma verdade, mas só existe uma.
    E a verdade é ue precisamos andar de mãos dadas. É bem verdade que por essas e outras discursções muitos não tem dado é nada.
    PAZ DE CRISTO.

  7. Yago Martins Diz

    Anônimo de cima (das 14:08);

    Medite nessa palavras:
    "Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias" (Martinho Lutero).

    Que Deus te abençoe.

  8. Marcus Vinicius Diz

    Quero dizer que me maravilhei com o texto. Mas acho que realmente podemos ousar um pouco mais e dizer como um dos comentaristas: a oferta voluntária tem que ser proporcional ao ganho (1Co 16,2), onde o inventivo é que quem tem mais, doe mais.

    Também concordo que devemos agir com a oferta com a convicção de que estamos destronando Mamom. Mas não concordo em continuar a defender o dízimo (10%), mesmo como sistema da igreja a que pertencemos, com a desculpa de que não estamos sendo legalistas.

    Valeu Yago pela citação do Lutero.

    Marcus Vinicius
    http://marcusviniciuscomenta.blogspot.com/
    Graça e paz.

    1. Alan Diz

      A dois tipos de escolas no Novo testamento: Escola Apostolica na qual encontravan-se os judeus-cristão e a Escola Paulina na qual se encontravam os pagãos-cristão. Jesus deu uma nova visão de integração social entre a religião judaica e o povo(melhor dizando: as nações), com isso ele não aboliu em momento algum sacrificios ou leis, mas sim quis integrar a todos na participação dos valores de Israel pois ele veio para dar da vida ao relacionamentos com Deus isso sempre foi o valor da escola apostolica. Já a escola paulina (lembrando-se que Paulo era um ex-fariseu) viu no cristianismo um rompimento com o sistema religioso e criou-se o que até então não havia sido criado que era o proprio cristianismo. Dentro desse contexto podemos então dizer que tanto faz vc dar ou não dizimo, ou seja que pagar o dizimo ou o cobrar é tão certo-errado como quem defende que não deve ser dado ou cobrado. Judeus cristão cobravam o dizimo e davam o dizimo já pagãos-cristão faziam coleta. O proprio Jesus deve ter pago o dizimo como bom judeu que era que pagou até imposto a cersar como também mantinha em seu grupo alguem responsavel pelo dinheiro da esmola (Judas Iscariotes Jo 13:29), sendo que a pratica de dar esmola fazia parte da lei moral-religiosa. Outra observação importante é que não existe uma separação no antigo israel da moral e a religião pois ambas estão interligados.

    2. Vini Diz

      Amigo, espero ter entendido errado que você quis dizer que Cristo não veio abolir o sacrifício contínuo como ofertas pelo pecado.

    3. Alan Diz

      Caro Amigo Vini, não queria comentar sobre sacrificio mas já que não tenho escolha rsrsrsrsr.

      O que quero dizer é Jesus não está preocupado com sacrificio ou não sacrificio, com circuncisão ou incircucisão mas, sim com o o homem por trás do rito. Monte ou Jerusalém tanto faz, Jesus está preocupado com Adoradores em espírito (consciencia, razão ) e em verdade(vida,atitudes). Já a teologia Paulina? Só queria tbm fazer uma pergunta nas palavras de Jesus e na profecias mêssianicas, quando ele aboliu essas coisas? Pelo pouco que conheço da historia de Jesus percebo apenas que ele tornou absoletas essas praticas mais as desqualificou-o.
      Voltando a falar do dizimos quanto quem dar ou pede,como que não dar e não pede são iguais diante de Deus, que não esta nem ai pra isso.

  9. Vinícius Pimentel Diz

    Graça e Paz!

    O blog Bereianos tem um ótimo estudo sobre esse assunto:
    http://bereianos.blogspot.com/2005/08/dzimo-obrigatrio-ou-no.html

    Congrego em uma igreja onde um dos pastores defende a validade do dízimo na Nova Aliança e o outro crê conforme o ensinado acima. Pela graça de Deus, conseguimos manter comunhão com pessoas que pensam diferente umas das outras, pois todos nós, que antes estávamos longe, fomos aproximados pelo sangue de Jesus.

    Apesar de concordar com o Aloísio em sua explicação, também tenho seguido o conselho que ele dá no final do texto: dou o dízimo e procuro utilizar os outros 90% de uma forma que glorifique a Deus – em missões, em ajuda aos irmãos, juntando dinheiro para o meu casamento (rsrsrs)…

    Vini (Xará)

    1. ANDRE DE MORAES Diz

      A paz do Senhor Jesus, Vinicios Pimentel!
      Segundo tenho visto, lido e estudado nas escrituras sagradas posso lhe afirmar (com bases nela) de que quem dá o dízimo pratica a lei de moisés e acaba caindo da graça, sendo maldito e perdendo a salvação!
      Pareço extremista, eu sei, mas vemos pela seguinte lógica bíblica:
      Segundo a visão dizimista só posso ser abençoado na vida material e financeira se der dízimo, pois só ele abre as janaelas do céu e derrama bênçãos sem medida e só ele repreende um suposto espírito devorador. Aí eu lhe pergunto, Vinicios: onde fica o Senhorio de Jesus Cristo? Onde fica o Poderio do Senhor Jesus? Como fica a obra redentora que, também, sobrepojou e triunfou sobre todas as castas de demônios?
      Pois se, “só o dízimo tem poder pra abrir as janelas dos céus e repreender um suposto espírito devorador”, Jesus logo não tem todo o poder, sua obra foi inconpleta e seu nome não tem todo o poder! E isso é uma mentira! Jesus resolve tudo em nossas vidas, ele é quem nos dá tudo o que precisamos (E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o pai seja glorificado no filho. Se pedirdes alguma cosia em meu nome eu o farei. João 14:13,14). e mais: “Se estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito”, João 15:7.

      E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
      Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.

      João 14:13-14
      E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
      Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.

      João 14:13-14Só ele repreende qualquer demônio e se havesse um demônio devorador ele também repreenderia, não acha?
      Essa é um das lógicas bíblicas irrefutáveis que comprovam que o dízimo na época da graça é uma mentira deslavada!
      E provando que quem dá o dízimo cai da graça, entra na lei e perde a salvação eu repito o que foi escrito por Paulo disse: “estais, pois, firmes na liberdade cocm que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos no jugo de escravidão. Eis que eu, Paulo, vos diqgo que, se vos deixar-des circuncindar, Cristo de nada vos aproveitará! E de novo protesto a todo homeme, que se deixar circuncindar (ou praticar o dízimo que é da lei) que está obrigado a guardar toda a lei! Separados estais de Cristo, vós que justificais pela lei; da graça tendes caído! Gálatas 5:1-4.
      Prova que dízimo é da le´: “Ainda no mesmo dia, se nomearam homens para as câmaras dos tesouros, das ofertas, das primícias, DOS DÍZIMOS, para ajuntarem nelas, das cidades, AS PORÇÕES DESIGNADAS PELA LEI para os sacerdotes e para os levitas…” Neemias 12:44.
      Aqui mostra que a porção do dízimo era designada pela lei.
      E mais: “Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio tem mandamento de recolher, DE ACORDO COM A LEI, OS DÍZIMOS DO POVO…” Hebreus 7:5. Os dízimos era de acordo com o que? Com a lei!
      Se Paulo disse que “se alguém praticar um só preceito da lei deve praticar todos e que se fizer isso Jesus não será de proveito algum para ele e que esta pessoa cai da graça”, como pdoerá se salvar tal pessoa que pratica o dízimo da lei? Sabendo que pela lei ninguém é justificado (gálatas 3:10)!

  10. Gaby Branda Diz

    Esse texto me trouxe paz e também me confrontou. Porque cumprir regras e dar 10% todo mês não é tão difícil. Confrontante mesmo é saber que não há normas, que sou eu que de coração devo ofertar o meu melhor.

  11. Nilton Ribeiro Diz

    O Apostolo Paulo, não usava desse direito (salário) I Cor 9.15. Pergunto, qual seria o salário justo para um Pastor, considerando que obreiro são todos aqueles que fazem a obra de Deus? Na Igreja primitiva, quando vendiam tudo e colocavam aos pés do Apóstolos, também há necessidade de se dizer a verdade sobre o contexto, ou seja, faziam isso pois acreditavam na volta de Jesus, já naqueles dias, ai os Srs diriam e nós não cremos também que Jesus pode voltar a qualquer momento, sim, mas os texto de Atos diz que tinham TUDO EM COMUM e nada lhes faltava. Sendo assim eu pergunto, o que os irmãos probres de uma congregação atual tem em comum com os ricos e com os pastores ricos. Tive o desprazer de conhecer alguns desses pastores que se orgulhavam em dizer que possuiam mansão, barco e etc, então será que ele empresta para os irmãos pobres usarem sempre que quiserem, pois se adquiriu esses bens com os dízimos e ofertas não é para serem usados em comum? Creio que não fazem isso, alguns só aplicam a Palavra até a parte “depositar tudo aos seus pés”, ou seja, somente os que lhes convém e assim continuam por ai, “lobos em pele de cordeiro”. As pessoas que se dizem Cristãs tem que entender que não adiante ficar investindo em prédio (construções faraônicas, cadeiras estofadas, ar condicionado etc) devem investir no ser humano, seguindo os princípios ensinados por Jesus em Mt 25.34-36.

  12. Fernanda Diz

    Gostaria muito que vc postasse um estudo de como era o dízimo no AT e como era usado e por quem.
    Abraços

    1. tiago hirayama Diz

      irmã…tenho um bom estudo sobre o dizimo no antigo testamento no meu blog

      traduzi de um professor de teologia da inglaterra, bacharelado e professor do velho testamento…conheci-o pessoalmente aqui no japão…

      talvez possa te ajudar

      http://averdadenasescrituras.com/category/portugues/dizimos/

  13. João Luiz da Silva Santos Diz

    1° que dízimo não é dinheiro.
    Quando se dá dinheiro, esta pratica alimenta o comércio da palavra de Deus.
    No final do Texto é citado 1Co 9.3-14, mas não foi citado o 15,16… facam a leitura inteira e entendam o contexto. Não temos a obrigação de sustentar ninguém, essa função quem faz é Deus. Não é pq a pessoa fala da palavra de Deus que ela deva ser recompensada com ajudas financeiras, o que o Salvador disse aos seus dicípulos em Mt 10.8-10. De graça recebeste, de graça dai… Eu nunca paguei para aprender a palavra de Deus, e agora que conheço, pq vou cobrar para ensinar? Anunciar a palavra é a minha obrigação, e é de todos que entendem o propósito de salvação de Deus.

  14. George Silva Diz

    Se realmente a prática do dízimo estava dentro da lei cerimonial, então não se precisa mais discutir se devemos ou não entregar dízimo nos dias de hoje; porque o texto de Hebreus é muito claro ao afirmar que tais ritos foram abolidos em Cristo Jesus. André Aloísio colocou muito bem que a prática do dízimo estava totalmente amarrado com o sistema sacrificial daquela época. Se isso estiver correto, vamos ter que concordar que a lei do dízimo é cerimonial. No entanto sabemos que possui implicações morais e sociais. Isso é muito sério e é digno de maiores investigações. Proponho ao Aloísio (ou a quem se interessar) que nos ajude a entender com maior clareza se a lei dos dízimos é moral ou cerimonial. Tenho a convicção, porém não plena, de que se trata de lei cerimonial.

    1. Sanlopes Diz

      SE NÃO DAR O DIZIMO SIGNIFICAVA ROUBAR A DEUS,VEJO NISSO O SUFICIENTE PARA MOSTRAR QUE FAZ PARTE DA LEI MORAL?SE NÃO FAZIA POR QUE DEUS CHAMARIA O NÃO DIZIMISTA DE LADRÃO?

  15. sandro Diz

    conheço a segunda maior igreja do brasil não tem dizimo , vcs se reunem , ssou de fortaleza, gostaria de um contato

    1. Vini Diz

      Sandro,

      O VE possui colaboradores do Brasil inteiro. Contudo, o Yago mora em Fortaleza. Irei encaminhar seu email para ele.

      Paz

  16. juliana Diz

    Boa Tarde!
    Ja havia feito alguns estudos sobre dizimos, e tinha algum entendimento sobre isto, penso da mesma maneira, embora meu coração queima por sustento da obra social e missionária, ja que a igreja se tornou negligente nisto, tambem entendo que tudo é do Senhor, 10% realmente é pouco.
    Devido a este sentimento, na igreja a qual congrego, e tenho certeza que o meu pastor é um homem de Deus, tenho apenas ofertado, ja que quero investir no reino em outras areas, ja que as minhas condiçoes atuais não me permitem dar 10% e mais outras assistencias ao reino, então me foco no que considero mais importante.
    No entando, nas ultimas semanas ele tem falado muito sobre ofertas de sacrificios, dar aquilo que não tem, embora, entenda que isto é honroso, quando se feito de coração movido pela necessidade do evangelo e não por manipulaçao? é correto pastores pregarem sobre ofertas de sacrificio, algando que Deus lhes mandou que pedissem isto a igreja, ultilizando de versiculos isolados?
    Tambem gostaria de saber se é correto, tirar pessoas de seus ministerios, se elas não forem dizimistas, alegando que não quer pessoas que não confiem em Deus, cuidando das coisas do Senhor.
    Como ja disse antes, sei que ele é um homem de Deus, no entando, tambem seí que homens de Deus falham.
    Por favor, peço a sua opinião.
    Deus te abençoe.

    1. Vini Diz

      Juliana,

      Ofertas sacrificiais
      A oferta sacrificial da viúva ainda é um testemunho para nós. E Paulo também fala de outros que ofertaram da mesma forma. Mas, em ambos os casos, a oferta foi algo que procedeu do coração que entende o quanto Deus ofereceu por nós (Cristo).

      Pode-se retirar alguém do ministério por não dizimar?
      Vou substituir a palavra dizimar por ofertar, já que não cremos ser válido o dízimo para nosso tempo.
      Creio que sim, pois o coração que não oferta demonstra amor ao dinheiro e falta de amor para com a obra e o povo de Deus. E se não houver arrependimento, esta pessoa não só se demonstra inapta para o ministério, mas testifica que talvez não seja cristã.
      Certamente, existe casos onde é difícil ofertar. Mas Paulo testemunha que a igreja de Macedônia (2 Coríntios 8) ofertou mesmo em sua pobreza.
      O coração do cristão é um coração generoso.

      Atenção! Com isso não quero dar margem aos charlatões que buscam construir templos suntuosos, tirando de irmãos necessitados.

  17. claudio pimenta Diz

    bem explanado sem duvidas mas por que entao as igrejas recebem dizimos como na lei ? e nao ajudam as viuvas, orfaos e estrangeiros como na lei ?

    sem falar que o testemunho historico fala claramente que os dizimos so foram cobrados por volta do 5º e 6º seculo ja com a igreja quase paganizada!

    com relaçao aos crentes venderem tudo em atos / eles nao vendiam herdades / ou heranças ? eles nao vendiam suas proprias casas ! e outra coisa o que era arrecadado era distribuido pelos diaconos para as viuvas!

  18. claudio pimenta Diz

    so um detalhe dizimo era dado em dinheiro tambem no antigo testamento ha varios tipos de dizimos primicias etc

  19. claudio pimenta Diz

    tudo quanto outrora foi escrito para nosso ensino que foi escrito

    creio que o cprincipio minimo do crente seja 10 %

    o que me deixa completamente triste e quando as contibuiçoes sao ensinadas de modo equivocado!

    vemos varios versiculos serem citados de forma manipulavel

    2co 9 mesmo esta bem claro nao fala em dizimos e sim coleta em favor dos pobres!

    nao sou contra o sustento do ministerio digno e o obreiro do seu salario

    m,as salario nao 50 salarios, 1000 salarios etc

  20. Marcia Rodrigues Diz

    Não consigo concordar com seu entendimento.

    A aliança começa realmente quando Jesus nasce, quando Deus O envia, e não quando Ele morre. Quando Jesus morre e depois ressuscita, a aliança se completa.

    O fato de Jesus não ter dito exatamente: “Pagueis o dízimo à casa do Senhor” não revoga este, que é um mandamento de Deus. Pois Jesus mesmo disse: “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir.” (Mateus 5:17)

    Graça e Paz!

    1. Vini Diz

      Você come carne de porco?

    2. Marcia Rodrigues Diz

      Claro que como carne de porco! Pois Jesus também disse: O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. (Mateus 15:11)

      E dou o dízimo e as ofertas com alegria, e se mais puder fazer farei.

      A Paz!

    3. Vini Diz

      Sim, e o VT diz que você não pode comer carne de porco. Então, concorda em dizer que Jesus cumpriu a lei cerimonial? Que ela não é mais válida?

      O Dízimo como Lei faz parte da Lei cerimonial do sustento da tribo de Levi. Logo, junto com comer porco, esta lei não mais vigora.

  21. SANLOPES Diz

    A BIBLIA MOSTRA QUE JESUS E SEGUNDO A ORDEM DE MELQUISEDEQUE QUE RECEBIA DIZIMOS. SEGUNDO O LIVRO DE HEBREUS.POR ISSO JESUS RECEBE DIZIMOS.

    1. Vini Diz

      Sim, Jesus recebe dízimos. Recebe 20%, 30%. Recebe os 100% da oferta da viúva. Recebe as propriedades vendidas em Atos. Recebe o que é proposto no coração e dado com alegria.

      Agora, lhe pergunto. Quando Abraão deu o dízimo, ele deu porque era parte da Lei ou o deu sem a Lei? Se o deu sem a Lei, que ninguém tente impor Lei sobre isso ou trazer a abolida lei cerimonial do VT sobre nós.

      Paz =)

    2. sanlopes Diz

      quando abraao deu o dizimo ele nao estava sob a lei,isto ate mostra que o dizimo e antes da lei.
      lembremos que jesus tambem disse aos fariseus que se fosses filhos de abraao faries as obras de abraao.
      abraao nao deu o dizimo?
      abraao nao foi justificado pela fe?
      abraao obedeceu a DEUS.
      entao vejo o dizimo como obra da fe,pois a abraao nao justificado pela lei pois esta nem existia.
      sendo assim vejo pela biblia que o dizimo tambem fas parte das obras da fe. da fe viva a qual falou o apostolo tiago.

      nao estou postando esse comentario para conteder com o irmao.

      MAS VEJA BEM SE ESTE ENTENDIMENTO DO IRMAO ESTIVER ERRADO MUITOS PODEM PERDE A SUA SALVACAO POIS SABEMOS QUE NEM UM LADRAO HERDARA O REINO DE DEUS.

      A PAZ DO SENHOR JESUS

    3. Vini Diz

      Amigo, onde fala da obrigatoriedade de dizimar fora da lei? Abraão dizimou por fé? Sim! Você pode dizimar por fé? Sim! Mas o que vc está fazendo é impondo lei sobre algo que foi dado sem lei e ainda vinculando a salvação a uma obra. O que é BEM preocupante.

      Eu poderia chamar todo dizimista de ladrão, pois querem dar a Deus somente 10% quando Deus pede tudo. Mas esta condenação seria antibiblica. Assim o é, a sua.

    4. Priscilamaffei Diz

      Muito boa explicação, Vinicius. O povo de Deus precisa parar de ser encabrestado e saber por si próprio a buscar a entender o que a santa vontade de Deus e vc esta biblicamente correto em dizer que o cristão precisam dedicar nao só 10% de si e seus bens, mas 100%. Como apoiar lideranças que trazem vergonha para o evangelho. Tratam o evangelho como meio para se enriquecer, esquecendo da graça a eles dada.

    5. sanlopes Diz

      QUERIA DIZER AO IRMAO QUE REALMENTE A ORACAO ESCLARECE ESTAS COISAS ACERCA DO DIZIMO.ORE A DEUS MEU IRMAO POIS COMO LHE DISSE, A MINHA MAIOR PREOCUPACAO E ESTA: ESTA ROUBANDO A DEUS. POIS FOI ESSA A DEFINICAO E O NOME QUE O SENHOR DEU AQUELES QUE NAO DEVOLVIAM O DIZIMO EM SUA CASA NO LIVRO DE MALAQUIAS.
      SABE IRMAO EU TENHO PELA MISERICORDIA DE DEUS LUTADO PARA SER FIEL DIZIMISTA E OFERTANTE E TENHO VISTO AS MARAVILHAS DE DEUS NA MINHA VIDA.E PROCURO DIZIMAR E OFERTA COM ALEGRIA

      BEM E ISSO, A PAZ DO SENHOR JESUS
      QUE DEUS LHE ABENCOE.AMEM

  22. Luiz Augusto Diz

    É importante lembrar que o Dizimo foi instituido ainda com Abraao e, portanto, antes de Moisés e da lei cerimonial, indicando, portanto, que faz parte da lei moral. Tem que ver também essa questão de o dizimo estar amarrado ao sistema sacrificial… qual era a razão de dar-se o dizimo? Manter a casa de Deus é uma das resposta… o que isso tem a ver com expiação, ou sacrificio? Por acaso esse principio moral não permanece nos dias de hoje? Também é bom lembrar que a lei cerimonial foi abolida porque ela era uma sombra de bens vindouros que se cumpriram no NT. Tais sacrificios, portanto, “permanecem” só que agora em Cristo que fez a expiação perfeita, que é o sumo sacerdote e por ai vai… portanto, se há alguma razão para abolir algo no AT é porque vemos no NT uma nova interpretação, não porque eles deixaram de existir, porque Deus não muda em seus designios. Nesse sentido, qual é a nova interpretação para o dízimo? E por fim, o fato de não vermos o Dizimo no NT não significa muita coisa. Por que deveria ter? A gente que tem mania de só querer acreditar e seguir o que está no NT. mas o AT é totalmente válido, apenas com reinterpretações do NT.

    Reitero que essas são só questões levantadas por mim, sei que á controvérsias quanto a tudo isso então precisamos estudar e conversar. Mas o fato é que há variáveis e variáveis…

    1. Vini Diz

      Luiz,

      O fato de Abraão ter dado o dízimo não significa automaticamente que isso faz parte da Lei Moral. Você precisaria provar pelas Escrituras isso. E não creio ter nenhum versículo que torne o dízimo parte da Lei Moral.

      Contudo, o princípio moral atrás da lei cerimonial do dízimo é encontrada grandemente no NT: dar com alegria o que cada um propôs proporcionalmente no coração.

      Paz

    2. Sanlopes Diz

      SE NÃO DAR O DIZIMO SIGNIFICAVA ROUBAR A DEUS,VEJO NISSO O SUFICIENTE PARA MOSTRAR QUE FAZ PARTE DA LEI MORAL?SE NÃO FAZIA POR QUE DEUS CHAMARIA O NÃO DIZIMISTA DE LADRÃO?

    3. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Sanlopes,

      Todo nosso dinheiro pertence a Deus e usá-lo de forma incorreta ainda é imoral. Como isso se aplica na Antiga e Nova Aliança é diferente. Eles possuíam o dízimo (mas eles davam muito mais que isso), nós somos encorajados a sermos generosos no NT,

    4. José Ricardo Diz

      O dízimo só é citado 2 vezes antes da instituição da Lei, mas nas duas vezes não é Deus quem cobra, mas a atitude é voluntária por parte de Abraão e Jacó. Sendo que Jacó condicionou a entrega do dízimo ao recebimento de certas bençãos. Uma delas (volta para casa em segurança) só se cumpriu 20 anos depois. Não há nada que indique que eles, Abraão e Jacó, deram dízimos outras vezes. Jacó fez foi uma barganha! E Abraão dizimou aquilo que sequer pertencia a ele, pois eram despojos de guerra. E dar o dízimo, na época de Abraão era um ato praticado no meio secular. Os guerreiros davam o dízimo dos despojos de guerra aos reis. Se fôssemos nos guiar pelas atitudes de Abraão e Jacó, deveríamos:

      1) Dizimar somente uma vez na vida.
      2) Cobrar de Deus bênçãos para poder darmos o dízimo.
      3) Darmos o dízimo voluntariamente e não por obrigação.
      4) Dizimar somente mediante o recebimento de bênçãos em troca.

  23. Fabrício Luz Diz

    Senhores. Achei muito pertinente o artigo, pois há tempos venho questionando qual a validade de se invocar com tanta ênfase Malaquias 13. Vejo que, por um lado, há o receio de que uma vez retirada a aura de “obrigação-que-rende-bênçãos” do dízimo, as igrejas passem dificuldades. Sejamos realistas, quantos ofertariam com amor sem a “ameaça” bíblica do “devorador” ? por outro, vejo pessoas que pensam como o autor do artigo, no sentido de que não se pode “forçar” a contribuição invocando um dispositivo descontextualizado. Devemos SIM contribuir com a obra, mas não porque há uma espada de maldição sobre nossa cabeça.

    Devemos encarar essa questão sem nos deixar contaminar pelo medo de que as igrejas irão fechar se o “dízimo” como é pregado hoje acabe.

    Há igrejas cheias, mas esse “sucesso” é legitimado pelo Espírito Santo ?
    E se fossemos hoje uma igreja de catacumbas ?

    1. SSAPIRES Diz

       SOU SERGIO PIRES CRENTE EM JESUS CRISTO ECREIO QUE O DIZIMO DEVE SER DEVOLVIDO, POIS APESAR DE ESTAR NA GRAÇA DEUS DEBAIXO DA LEI DE CRISTO, CONTINUO OBEDECENDO COISAS QUE ESTÃO NA LEI EMBORA NÃO ESTEJA DEBAIXO DALEI EX. MATAR  ADULTERAR ROUBAR… APENAS PRECISAMOS ENTENDER QUE A FÉ A GRAÇA EXIGE MUITO MAIS QUE A LEI ANTIGA, POIS SE A NOSSA JUSTIÇA NÃO EXCEDER A DOS ESCRIBAS E FARISEUS DE MANEIRA NENHUMA ENTRAREMOS NO REINO DE  DEUS. TODA LEI DEVE SER USADA LEGITIMAMENTE ISTO É PARA O BEM, NÃO PARA NOS DESVIARMOS PARA NOSSA PRÓPRIA VONTADE OU DESEJO DE FAZER ISTO OU AQUILO. DIZIMO NÃO É LEI É AMOR E QUEM AMA É NASCIDO DE DEUS, MAS QUEM NÃO AMA NÃO CONHECE  A  DEUS. OBRIGADO

  24. Bp.Renato Suhett Diz

    Desculpe,mas é muita ignorância(é essa a palavra,não conheço outra),alguém nao entender que DÍZIMO É UM PRINCÍPIO DE DEUS!!!Maior ignorância é dizer que ,se Abraao devolveu-(A EXPRESSÃO CORRETA É DEVOLVER,NÃO É SEU,NÃO DEVERIA NEM SEQUER ESTAR EM DISCUSSÃO-O REINO DE DEUS NÃO É DEMOCRÁTICO: REINO-TEOCRÁTICO.UM SÓ SENHOR,UM SÓ REI ),Abraao,devolveu o dízimo e circuncidou….e daí????ACASO NÃO SABEIS QUE TAMBÉM SOMOS CIRCUNCIDADOS!!????”NELE TAMBÉM FOSTES CIRCUNCIDADOS,NÃO POR INTERMÉDIO DE MÃOS,MAS NO DESPOJAMENTO DO CORPO DE CARNE,QUE É A C-I-R-C-U-N–C-I-S-A-O- DE CRISTO”COL.2:!!
    A falta de entendimento e desconhecimento de um Reino Soberano ,de um Deus soberano,leva a tais “discussões e asseverações inúteis que ,antes ,promovem discussões do que o serviço de Deus,na fé………desviando-se algumas pessoas destas coisas ,perderam-se em loquacidade FRÍVOLA”1 Tim.3-6 ***grifo meu.
    Dízimo,não se discute,se OBEDECE,ou não se está no Reino.Aí sim,é que se tem que ter cuidado….aí está a chave…..

    1. Vini Diz

      Bom, você está aqui discutindo. Aliás, sem mostrar nenhum argumento sólido. Se devemos dizimar porque Abraão dizimou, então devemos omitir fatos para enganar as pessoas. E ademais, não negamos o princípio por trás do dízimo: oferta proporcionalmente conforme cada um colocou em seu coração e com alegria.

    2. Bp.Renato Suhett Diz

      NAO,NAO,IRMÃO…AQUI NÃO HÁ ARGUMENTAÇÃO…VC CONHECE O QUE É UM REINO? O REINO É DE DEUS.VOCÊ SEQUER PODE ESPERAR “DIZIMAR COM ALEGRIA”…OFERTAR COM ALEGRIA,É OUTRA COISA,POIS PARTE DO QUE É SEU…BEM,NESTE REINO HÁ UM SENHOR,HÁ UM DECRETO.O DÍZIMO É UM DELES..OU VOCÊ OBEDECE E ESTÁ NO REINO OU PODE DISCUTIR ,TEORIZAR ATÉ FICAR AZUL,OU VERDE…O DECRETO DO REI DO REINO,PERMANECERÁ…ASSIM É O REINO.SEI QUE É DIFÍCIL PQ VIVEMOS E SOMOS ACOSTUMADOS A DEMOCRACIA,QUE É PROPÍCIA (E MUITO),AOS REINOS E GOVERNOS HUMANOS….MAS ,COMO DISSE O SENHOR JESUS. “O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO”…NÃO HÁ VOTOS,PARECERES,HÁ DECRETO,E A GRAÇA E AMOR DO SENHOR NÃO ANULAM AOS SEU PRÓPRIOS DECRETOS…DEUS O ABENÇOE!

    3. Vini Diz

      E você acha que o Rei deste Reino pede somente seu dízimo? Meu amigo, te digo que Ele diz: aquele que não deixar tudo por mim, não é digno de mim.

    4. Bp.Renato Suhett Diz

      NÃO ESTÁS TÃO LONGE DO REINO DE DEUS…SÓ FALTA APRENDER A OBEDIENCIA E DISCIPLINA NO REINO…ACONSELHO O LIVRO. “COMPREENDENDO O REINO”Dr.MYLES MONROE,PRECÍPUO E “AUTORIDADE ESPIRITUAL”-WATCHMAN NEE…LHE AMO EM CRISTO,VOLTEMOS AO EVANGELHO,MAS VIVAMOS E SAIBAMOS PROCEDER NO REINO….OUÇA A NOSSA MENSAGEM HJ AS 21:00
      http://www.avozdafe.com.br

    5. Vini Diz

      Amigo, desculpe-me mas não lerei o livro do herético Myles Monroe, o mesmo que afirmou (e eu estava presente) que Deus não pode agir na Terra sem a permissão humana.

    6. Idemir Diz

      Além de ler o livro do Dr.MYLES MONROE, você pode também ouvir a música “Dízimo e Oferta” do Adriano Gospel Funk. Ela deve tocar em todos os cultos do Bp.Renato Suhett. hahaha

    7. José Ricardo Diz

      1) O dízimo de Abraão foi voluntário.
      2) O dízimo de Abraão foi de despojos de guerra. Não de algo que pertencia a ele!
      3) Tudo indica que Abraão só entregou o dízimo aquela vez, e nunca mais!

  25. Pr João Silva Diz

    Na verdade, não devemos dizimar e sim ofertar de acordo com o nosso coração, com alegria e não com tristeza(II Co 8 e 9), sermos abençoadores da obra. Outro grande erro é quando se ensina a barganhar com Deus, aquela velha frase: “Para sermos abençoados devemos ser dizimistas e ofertantes”, isso não é verdade, pelo contrário devemos abençoar sempre a obra de Deus sem barganha, na verdade se dermos ou não, Deus continuará nos abençoando, porque Ele é eterno abençoador. Outro grande problema é que a grande maioria dos crentes não pegam na bíblia para estuda-la, um dia fui dizimista fiel, já não sou mais, porem sou um abençoador da obra de Deus, tenho certeza que as ofertas que tenho dado é porque a obra precisa, me libertei dessa neura de devorador( Malaquias 3.10). Que Deus abençoe a todos, e vamos a cada dia estudar a palavra de Deus.
    Graça e paz!

    1. Sanlopes Diz

      ALGUNS PONTOS IMPORTANTES PARA O CORRETO ENTENDIMENTO SOBRE O DIZIMO NA NOVA ALIANÇA.
      1. O APOSTOLO PAULO PELO ESPIRITO SANTO ESCREVEU QUE OS MINISTROS DO EVANGELHO TEM O MESMO DIREITO DE SUSTENTO QUE OS MINISTROS DA LEI TIVERAM, E ESSE SUSTENTO ACONTECIA PELOS DÍZIMOS E OFERTAS CONFORME 1 CORINTIOS 9;1-14.
      2. JESUS EM VIDA ABOLIU VÁRIOS PRECEITOS DA LEI, PORÉM OUTROS ELE CONFIRMOU. A EXEMPLO DISSO TEMOS O DIZIMO CONFORME MATEUS 23;23 E LUCAS 11;42.
      E VEMOS QUE ESSE ENSINAMENTO FOI PARA SEUS DISCÍPULOS E A MULTIDÃO QUE O SEGUIA CONFORME MATEUS 23;01.
      3. APESAR DE JESUS TER NASCIDO SOB A LEI, ELE JÁ PREGAVA O EVANGELHO DO REINO E A SUA MORTE SÓ CONFIRMOU OS SEUS ENSINAMENTOS E VALIDOU O SEU TESTAMENTO ESCRITO EM VIDA QUE ERA A SUA DOUTRINA.
      4. ESSES ENSINAMENTOS FORAM PARA A IGREJA POIS O PRÓPRIO JESUS ORIENTOU OS DISCÍPULOS A ENSINA-LOS A TODAS AS NAÇÕES CONFORME MATEUS 28;2O
      5. OUTRO PONTO INTERESSANTE E QUE O LIVRO DE MATEUS,LUCAS E OS DEMAIS LIVROS FORAM ESCRITOS NA NOVA ALIANÇA PARA ENSINAMENTO DA IGREJA.
      6.O DIZIMO DA LEI ERA DO SACERDÓCIO DE ARÃO E O DIZIMO DA GRAÇA É DA ORDEM DE MELQUISEDEQUE.

      CRISTO É O FIM DA LEI

      É verdade que Cristo é “o fim da lei para a justificação de todo aquele que crê” (Rm.10:4). Isso poucos discutem, pois a Escritura é nítida em afirmar que “não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14), que “se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei” (Gl.5:18), porque Cristo “envelheceu a primeira aliança” (Hb.8:8), e “o que foi tornado velho está perto de se acabar” (Hb.8:8). Jesus Cristo, ao morrer na cruz, “aboliu em sua carne a lei dos mandamentos expressa na forma de ordenanças” (Ef.2:14,15), para que sejamos “ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; porque a letra mata, mas o Espírito vivifica” (2Co.3:6).

      Porém, se de um lado a lei foi cumprida em Cristo, por outro lado é evidente que existem coisas da antiga aliança que passaram também para a nova aliança, sem serem abolidas. Se não fosse assim, jamais poderíamos ter um só Deus, amá-lo acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, não cobiçarmos a mulher do próximo, não adulterarmos, não roubarmos, não fazermos imagens de escultura, sermos santos como Ele é santo… pois todas essas coisas estavam na lei, e nem por isso deixamos de considerar princípios verdadeiros e legítimos, vigentes até os nossos dias.

      Então, a questão que fica é: O dízimo “morreu” na antiga aliança, ou passou também para a nova? Sabemos que alguns “princípios fracos e elementares” (Gl.4:9) morreram, tais como as regras relativas a “comer e beber, ou os dias de festa, ou lua nova, ou sábados, que eram sombras de coisas futuras, mas a realidade é Cristo” (Cl.2:16,17). Mas certos princípios permaneceram também para a nova aliança. O Senhor Jesus descreveu alguns destes princípios em Mateus 23:23, que analisaremos a seguir.

      PRINCÍPIOS QUE PERMANECEM NA NOVA ALIANÇA

      “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas” (Mateus 23:23)

      Note que Jesus aqui lista para os fariseus alguns destes princípios que permanecem com Cristo na nova aliança. Ele cita a justiça, a misericórdia e a fé como três destes princípios. Porém, note uma coisa muito importante que ele afirma na sequencia: “…estas coisas devíeis fazer, sem omitir aquelas” (v.23). Sem omitir aquelas! Qual era essas coisas que eles não deveriam omitir? O começo do verso afirma claramente sobre isso: o dízimo.

      Em outras palavras, Jesus estava dizendo que os fariseus deveriam praticar os maiores princípios que permaneceriam na nova aliança (como a justiça, a misericórdia e a fé), mas não omitir os outros princípios menores (como o dízimo). É evidente que Jesus está colocando a justiça, misericórdia e fé acima do dízimo, mas ele também diz que não podemos omitir o dízimo, assim como não devemos omitir aqueles outros três preceitos.

      Você poderia argumentar: “Mas eu pratico os preceitos maiores – a justiça, a misericórdia e a fé – e deixo de praticar os menores – como o dízimo. Já que eu pratico os maiores e deixo os menores de lado, então eu acho que estou bem assim”! Não, infelizmente não está. Isso porque o Nosso Senhor Jesus Cristo afirmou que não devemos apenas ser fieis no muito, mas também no pouco:

      “Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito” (Lucas 16:10)

      Isso significa que se você é infiel no princípio menor que Cristo abordou em Mateus23:23 (o dízimo), você não vai conseguir ser fiel nos princípios maiores (a justiça, a misericórdia e o amor). Afinal, se nem sequer no pouco (princípios menores na nova aliança) você é fiel, como irá ser no muito (i.e, nos preceitos mais importantes)? Não tem jeito. Jesus diz que se você é infiel ou desonesto no pouco, será infiel e desonesto no muito também.

      Ele prova a nossa fé com uma quantia tão pequena como é o dízimo (10%), pois se não formos capaz nem sequer de darmos 10% de nossas finanças para Deus, como seremos capaz de rendermos 100% em nossa justiça, misericórdia e fé nEle?

      Alguém poderia argumentar também: “Calma aí, Lucas. Você está vendo que Jesus estava falando com os fariseus neste versículo. Então essa passagem não se aplica a mim e a você”! Infelizmente existem pessoas que chegam ao cúmulo de argumentarem desta maneira! O problema em tal raciocínio é simplesmente que, se fosse assim, deveríamos corrigir (mutilar) a Bíblia inteira, pois este jamais foi um critério de exegese aplicável.

      Por exemplo, os maiores ensinamentos registrados na Bíblia se encontram no Sermão do Monte que Cristo pregou, em Mateus 5-7. Porém, se analisarmos cuidadosamente, veremos que ele estava dizendo a uma multidão de judeus. Quer dizer, então, que o Sermão do Monte só valia para os judeus do século I, mas não vale para gentios (como eu e você) do século atual? É claro que não. A verdade é que o princípio que se aplicava a eles é aplicável a nós também. Jesus não estava pregando uma pegadinha nos fariseus, mas ensinamendo algo válido também a todos nós.

      Pense no que essa intepretação acarretaria de “bom” para a doutrina cristã. Usando a mesma lógica de que Jesus falou aos fariseus então só eles devem dar o dízimo, nós deveríamos presumir também que o que Paulo escreveu aos Coríntios só vale para os coríntios, que o que Paulo escreveu aos Gálatas só vale aos Gálatas, que o que Paulo escreveu aos Romanos só vale aos romanos, que o autor de Hebreus não tinha nenhum apreço por aqueles que não eram hebreus e que pelo fato de Pedro ter escrito “aos eleitos de Deus, peregrinos dispersos no Ponto, na Galácia, na Capadócia, na província da Ásia e na Bitínia” (1Pe.1:1), significa então que se eu não sou destas províncias da Ásia, a mensagem não se aplica para mim!

      Perceberam no que essa interpretação nos levaria a crer? Isso mesmo, que nada (absolutamente nada mesmo) valeria para os dias de hoje! É óbvio que isso não é um exemplo e exegese, mas sim de uma interpretação completamente tendenciosa, a tal ponto que eles não aplicam este mesmo critério nas outras ocasiões, mas apenas naquela específica do dízimo, só porque eles não querem dar o dízimo!

      Aqueles que insistem que o dízimo “ficou no passado” à luz de Mt.23:23, terão por uma questão de coerência que dizer que a justiça, a misericórdia e a fé também “ficaram no passado”, já que elas são mencionadas exatamente no mesmo contexto para também não serem omitidas! À luz de tudo isso, fica claro que Jesus não estava querendo dizer que não é necessário, mas sim que ele “não deve ser omitido” (Mt.23:23; Lc.11:42).

      A TIPOLOGIA ENTRE JESUS E MELQUISEDEQUE

      Vale ressaltar que esta não foi a única situação em que vemos o dízimo presente no contexto da nova aliança. O autor de Hebreus traçou uma clara analogia entre o dízimo na antiga aliança e o dízimo na nova aliança, mostrando que o que os israelitas antes davam aos levitas, nós devemos dar a Cristo:

      Hebreus 7
      1 Esse Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, encontrou-se com Abraão quando este voltava, depois de derrotar os reis, e o abençoou;
      2 e Abraão lhe deu o dízimo de tudo. Em primeiro lugar, seu nome significa “rei de justiça”; depois, “rei de Salém” quer dizer “rei de paz”.
      3 Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem princípio de dias nem fim de vida, feito semelhante ao Filho de Deus, ele permanece sacerdote para sempre.
      4 Considerem a grandeza desse homem: até mesmo o patriarca Abraão lhe deu o dízimo dos despojos!
      5 A lei requer dos sacerdotes dentre os descendentes de Levi que recebam o dízimo do povo, isto é, dos seus irmãos, embora estes sejam descendentes de Abraão.
      6 Este homem, porém, que não pertencia à linhagem de Levi, recebeu os dízimos de Abraão e abençoou aquele que tinha as promessas.
      7 Sem dúvida alguma, o inferior é abençoado pelo superior.
      8 No primeiro caso, quem recebe o dízimo são homens mortais; no outro caso é aquele de quem se declara que vive.
      9 Pode-se até dizer que Levi, que recebe os dízimos, entregou-os por meio de Abraão,
      10 pois, quando Melquisedeque se encontrou com Abraão, Levi ainda estava no corpo do seu antepassado.
      11 Se fosse possível alcançar a perfeição por meio do sacerdócio levítico (pois em sua vigência o povo recebeu a lei), por que haveria ainda necessidade de se levantar outro sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque e não de Arão?
      12 Pois quando há mudança de sacerdócio, é necessário que haja mudança de lei.

      Vamos analisar o contexto desta passagem mais cuidadosamente. Em primeiro lugar, o escritor de Hebreus faz uma analogia (uma tipologia) entre Cristo e Melquisedeque, que era “semelhante ao Filho de Deus… permanece sacerdote para sempre” (v.3). Então, ele afirma que Abraão lhe deu o dízimo (v.4), antes mesmo que os levitas recebessem o dízimo de acordo com a lei (vs.5,6). Então, ele afirma:

      “No primeiro caso, quem recebe o dízimo são homens mortais; no outro caso é aquele de quem se declara que vive” (v.8)

      Em outras palavras, no primeiro caso [na antiga aliança] quem recebia o dízimo eram homens mortais [os levitas], e hoje quem recebe os dízimos é aquele de quem se declara que vive [Jesus Cristo]. Jesus não recebe os dízimos através do sacerdócio levítico, mas através do sacerdócio de Melquisedeque. O autor explica que houve uma “mudança de sacerdócio” (v.12). O dízimo que antes era dado aos levitas, hoje damos a Cristo (v.8). Como é que isso acontece? Como é que Cristo pode receber hoje os nossos dízimos?

      Ora, através de seu Corpo, que é a Igreja. A Igreja é o “Corpo de Cristo” (1Co.12:27) na terra. Nós herdamos o nosso nome – “cristãos” – de Cristo. Somos os “embaixadores de Cristo” (2Co.5:20) na terra e, assim como o antigo templo de Jerusalém precisava de mantimento, os templos atuais também necessitam dos dízimos, “para que haja mantimento na minha casa, diz o Senhor dos exércitos” (Ml.3:10).

      Cristo recebe os dízimos através da Sua Igreja, que é o Seu Corpo. Da mesma forma que os israelitas contribuíam com pelo menos 10% de sua renda para o mantimento da casa de Deus, devemos contribuir com pelo menos 10% de nossa renda para que a Igreja avance, cresça, multiplique-se e se estabeleça sobre a terra.
      À luz do que vimos acima (lembre-se de que eu fiz questão de abordar apenas passagens do NT, para não deixar margens àqueles que dizem que o NT não apoia o dízimo) fica muito claro que Jesus, cujo sacerdócio é permanente, deve receber os dízimos através da Sua Igreja. Ele afirmou aos fariseus (e o ensino vale também a nós) que o dízimo não pode ser omitido.

    2. ANDRE DE MORAES Diz

      LAMENTO SANLOPES, MAS AS PASSAGENS QUE VC POSTOU ESTÃO TOTALMENTE FORA DE NEXO. POIS ELAS NÃO FALAM DE DÍZIMO E SIM DE OFERTAS ESPONTANEAS E SEM ESTIPULAÇÃO DE VALORES NEM PORCENTAGEM! E A PASSAGEM DE MATEUS 23:23 ESTÁ NA E´POCA DA LEI DE MOISES, PORTANTO ERA LÍCITO QUE JESUS APOIASSE O DÍZIMO, POREM ELE MESMO NÃO O DEU NA PASSAGEM ONDE PAGA O IMPOSTO POR ELE E POR PEDRO, COM A MOEDA TIRADA DA BOCA DO PEIXE. TERIA JESUS ROUBADO A DEUS NO DÍZIMO?

    3. Bruno Diz

      Muito bem respondido André! Tem gente que se tornou fanático ao dizimo!

    4. ANDRE DE MORAES Diz

      Está é a era dos “devoradorfóbicos”! E o remédio para eles é o santo dízimo!

    5. Sanlopes Diz

      Se você estivese correto,Jesus teria apoiado todos os outros preceitos da lei na nova aliança,e não e isso que vemos nas escrituras.
      Pois alguns preceitos da lei Jesus mudou em vida e outros ele o confirmou como no caso do dizimo.
      A maioria dos preceitos que foram abolidos são aqueles que eram sombras e figuras que se cumpriram em Cristo,porem o dizimo não era figura de nada porém cumpria o papel de servi de sustento para os ministros De Deus.
      Jesus tem a mesma ordem sacerdotal que Melquisedeque teve, por isso Jesus também recebe dizimos atraves de seu corpo na terra que é a igreja.
      Se você duvida,desafio você a orar e pergunta de Jesus, pois ele responde aqueles que querem andar na verdade.

    6. ANDRE DE MORAES Diz

      SANLOPES, GOSTARIA QUE VC ME DESSE REFERÊNCIAS NO NOVO TESTAMENTO (DE ATOS PRA FRENTE) DE PAULO, JOÃOA, TIAGO OU QUALQUER DISCÍPULO OU APÓSTOLO DANDO, PEDINDO OU ENSINANDO SOBRE DÍZIMO. SE O DÍZIMO É TÃO IMPORTANTE COMO VCS E A MAIORIA DOS PASTORES DIZEM, PORQUE É QUE ESSES HOMENS NÃO ESCREVERAM NADA SOBRE ELE EM SUAS CARTAS? O QUE VEMOS SÃO APENAS OFERTAS VOLUNTÁRIAS, SEM ESTIPULAÇÃO DE VALORES, PRINCIPALMENTE PARA AJUDAREM OS POBRES.
      E MAIS AMIGO, A FORMA COMO OS JUDEUS DAVAM OS DÍZIMOS NA LEI, NÃO É, NEM DE LONGE, A MESMA FORMA COMO SE DÁ E SE USA O DINHEIRO DOS DÍZIMOS HOJE NAS DENOMINAÇÕES EVANGÉLICAS.
      QUANDO FOI QUE O DÍZIMO MUDOU SUA FORMA DE SER OFERECIDO E USADO NA BÍBLIA QUE EU NÃO ENCONTRO? DÍZIMO PARA PAGAR PROGRAMA DE TV? DÍZIMO PRA PAGAR CARRO IMPORTADO PRA PASTOR SAFADO? DÍZIMO PRA COMPRAR MANSÃO E FAZENDO PRA BISPO E APÓSTOLOS? DÍZIMO PRA FAZER MANSÃO ONDE SÓ OS BISPOS E PASTORES USAM?
      E OS NECESSITADOS E OS ÓRFÃOS QUE DEUS MENCIONA PRA AJUDAR COM OS DÍZIMOS EM DEUTERONÔMIO 14:22 AO 29?

    7. Sanlopes Diz

      Simples por que o ensinamento de Jesus e sua recomendação sobre o dizimo e o suficiente para que o cristão o pratique por obediência a o que, o filho de Deus falou.
      Veja que a formula do batismo foi escrito antes de atos,assim como a santa ceia e a igreja praticava esses ensinamentos de Jesus.
      Escandalos não tem o poder de invalidar um ensinamento das escrituras,pois cada um prestara conta de si mesmo a Deus.
      Vemos em atos os cristãos contribuindo e as unicas formas de contribuições que Deus ensinou nas escrituras foram os dizimos e ofertas.
      Lhe digo mais uma vez ore acerca deste assunto,pergunte do Senhor Jesus.
      E aproveite é tambem peça pro Senhor lhe mostrar com clareza uma igreja que pregue a verdade e que faça bom uso das contribuições.

      Você tem combatido um ensinamento que Jesus deixou,e Jesus foi claro quando disse:
      Ide e ensinai a todas as nações a guarda o que tenho vos ensinado.Mateus 28:19,20.

      Cuidado com a internet pois ela e um oceano de Heresias.
      Leia a biblia com oração e Jejum e peça para o Senhor lhe mostrar a sua vontade atraves do Espirito Santo,pois ele é quem nos guia em toda a verdade disse Jesus.

  26. Pr João Silva Diz

    Tem crente que fica lendo livros de homens, não que isso seja errado, mas sempre que ao lermos livro de escritores evangélicos, devemos ter a palavra de Deus do lado para ver se está dentro da mesma, se não estiver cuidado para não ser enganado por falsos mestres. Oriento sempre aos irmão para ter muito cuidado. Tem muitos por aí dizendo que são pregadores , mas só falam coisas sem fundamento na palavra de Deus.Para se voltar ao verdadeiro evangelho é necessário estudarmos muito a palavra de Deus com o coração quebrantado pelo o Espírito Santo.

    Graça e paz!

    1. ANDRE DE MORAES Diz

      Pelo que tenho lido em seus comentários aqui posso lhe chamar de “pastor”! E olha que está dificil de chamar algum homem de pastor hoje em dia!
      Pastor João Slva, parabéns por suas postagens pautadas nas escrituras e sem desejo lucrativo! São palavras assim que devemos ouvir e pregar ao povo.
      Sou um ardente desejoso da verdade das escrituras e as prego por onde quer que eu vá. Tenho, há muito tempo, pregado sobre a mentira do dízimo em nosso tempo.
      Tenho um projeto de levar essa (e outras verdades) ao povo de forma simples e muito efetiva e gostaria de lhe passar. Será que pdoemos conversar inbox?
      Fique na paz do Senhor Jesus!

  27. Antony Carlos Kadlubowski Diz

    Congrego em uma igreja como a maioria tem o momento de ofertas e dizimos.meu pastor que tbm é meu cunhado,nos ensina primeiramente que Dizimo não faz parte da lei pois Abraão era antes da lei e dizimava,segundo qie Dizímo não é obrigação e nem é devolução mas sim uma maneira de honrrar a Deus,pois a biblia diz que Abrãao Horrava Deus com seus Dizìmos, è assim que aprendi e é assim que dou meu dizímo, e sinto paz nisso! oq n~qo concordo é esses pastores ensinarem que quem não dá dizimo vai p/oinferno pois estão roubando a Deus,se baseando-se no livro de Malaquias: Abraço a todos e fikem na paz!

    1. Vini Diz

      Antony,

      Se você honra a Deus desta forma, creio que caí em Romanos 14.

      Paz

  28. Wagner Silva Diz

    Como disse o João Silva, sugiro que os interessados no assunto “dízimo” se coloquem no estudo da Palavra de Deus e orem por entendimento dado pelo Espírito Santo.

    Ore e peça pra Deus entendimento.

    Bem, tem um texto de John Piper à respeito: http://www.desiringgod.org/resource-library/sermons/toward-the-tithe-and-beyond

    Bem, de qualquer forma sei que tudo é de Deus. E se Deus te chama para realizar a obra dEle usando as coisas que você tem controle, faça com alegria. Satisfação há em servir ao Senhor de todas as coisas.

    Deus dê entendimento, verdade e libertação! Amém!

  29. @efata67 Diz

    Louvo a Deus, irmão Aloisio, pois o Santo Espírito tem me levado à mesma conclusão: ao invés de contender com lideranças na tentativa de extirpar o dízimo da igreja, causando assim confusão, contendas e divisão, optemos em transformar o dízimo em uma “oferta de 10%” e, além disso, estar sempre disposto a DAR, imitando e cultivando em nós a natureza do nosso Pai celestial, que é galardoador.

    Incluamos nisso o socorro aos necessitados e as esmolas, práticas da virtude que devem ser exercitadas pelos santos.

    Tenho feito isso, e testifico que me tem sido benção.

    Graça e paz.

  30. ronaldo ferreira filho Diz

    A viúva é um exemplo clássico e como vc disse estava ainda no antigo testamento quando deu as duas moedas no gazofilácio, que não tenho dúvida que ela deu para que com junto com outras ofertas pudesse ajudar alguém e não a lideres religiosos como hoje é feito

    e quem vendia suas propriedades era porque aprenderam a se desprender dos bens materias que possuiam em quantidade ficando com apenas o que lhe era necessário para ajudar os que não tinham quase nada e não a lideres religiosos

    não foi imposto aos da macedonia darem nada a ninguém eles rogaram para que pudessem ajudar sendo eles pobres (exemplo da viúva)

    e se esses que pregam o evangelho imitassem a paulo pois ele disse: que mesmo que autorizado pelo evangelho a viver dele não usou de nenhuma dessas coisas pois se assim ele fazia receberia galardão, agora se constrangido ou seja recebendo sustento ele estava sendo pago para isso e não queria que isso acontecesse com ele para que ele fosse um cooperador e não um sócio como muitos hoje em dia

    não vamos tapar o sol com a peneira se existe um lugar onde deveria ter igualdade deveria ser com os que se dizem do Criador

    mas o sistema religioso que não se importa com isso segue o mesmos sistemas do mundo que jaz no maligno

    1. Priscilamaffei Diz

      Ronaldo, voce colocou muito bem! Quantas vezes vejo como os pastores que mais pregam sobre dizimo são os que mais tem materialmente falando. Como diz meu pai, a igreja primitiva vendia os seus bens e esses bens eram divididos entre os pobres para que nao houvesse entre eles necessitados. Hoje vemos lideres vivendo vidas luxuosas enquanto os contribuintes passam aperto. Hebreus 10:31
      ‘Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

  31. JORGE VIDAL Diz

    Quando se tem neste importante veículo várias idéias e posicionamentos sobre esse e aquele Tema. Me vem a mente que, maravilhoso é o direito constitucional de emitir opinião sem anonimato (art. 5º incisos IV e IX do Titulo II). Daí, lhes convido ─ ao dono do Blog e leitores do mesmo ─, a ler o meu Blog: O DÍZIMO, A BÍBLIA E A ERA DA GRAÇA, endereço ─ http://www.odizimoabibliaegraca.blogspot.com sobre o assunto.
    Atenciosamente JORGE VIDAL

  32. Pedro Henrique de Oliveira Diz

    Prezado Vini, gostaria que me explicasse mais em que se baseia esse divisão entre a lei moral e a lei cerimonial. Foi o ponto de fragilidade que encontrei nas argumentações, pois em mateus 5: 18 verificamos que Jesus afirma que: “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” Ainda é ponto que me deixa em dúvida.

    1. Vini Diz

      Pedro,

      Não é um ponto facilmente explicável pois não temos um versículo explícito (assim como inúmeras outras doutrinas). Mas assim como há versículos dizendo que que a lei permanecerá, há texto como este:

      Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Hebreus 7:12

      Então, fica a pergunta: a lei mudou totalmente? a lei ainda permanece totalmente? Ora todos em alguma medida não cumprimos integralmente a Lei, afinal ninguém oferece sacrifícios animais, pois tais eram sombras de Cristo.

      Então, o argumento é que os dízimos estavam dentro da lei que falava sobre o sacerdócio levítico, que foi substituído pelo sacerdócio mais excelente de Cristo (segundo Melquisedeque – vide Hebreus também) e portanto foram abolidos.

    2. Pedro Henrique de Oliveira Diz

      Vini,
      Percebi que Paulo foi quem alterou a “ritualísitica” quando escreveu estas cartas. Mas ele não disse isso aos outros povos, disse apenas aos Hebreus. Os outros então continuaram em erro?
      Jesus não falou disso. Com base em que será que Paulo fez essa alteração?
      Agradeço a Deus pela sua vida e a você por se disponibilizar a nos ajudar a tirar nossas dúvidas.

    3. Vini Diz

      Pedro,

      Primeiramente, não se sabe se Hebreus foi escrito por Paulo. Então não é possível afirmar categoricamente.

      Segundo, nós vemos no primeiro concílio da Igreja em Atos justamente essa questão: da não aplicação da lei aos gentios. Então, não foi algo isolado. Foi algo que todos apóstolos (pelo menos os presentes) decidiram inspirados pelo Espírito em conjunto.

      Paz

    4. Pedro Henrique de Oliveira Diz

      Entendi Vini. Muito obrigado pelos esclarecimentos.

    5. fejao Diz

       gostaria de mais opinioes sobre o dizimo. email [email protected]

  33. Gilson Donato Diz

    texto maravilhoso

  34. paulo henrique silva Diz

    é muito bom ver este maravilhoso ensinamento,pois eu pesquisei por meses e estudei a palavra,todas as referencias,tudo q foi citado pelo irmao aki acima.depois de alguns dias estava orando e com a ajuda de Deus cheguei ao mesmo entendimento,igual.valeu pela sua seriedade para esclarecer os dois extremos deste polemico assunto,fui.

  35. Vinicius Diz

    Pessoal, é importante entender que o cristão deve ofertar, e não dizimar. Se a sua oferta corresponder aos 10% do dízimo, tudo bem. Mas ela pode ser menor ou maior. Paulo diz que devemos contribuir com aquilo que tivermos proposto no coração.

    Neste site, tem um estudo completo e honesto a respeito do dízimo.

    http://www.militarcristao.com.br/estudos.php?acao=texto&id=7&pagina=0

  36. Reforma Já Diz

    Olá, a paz!

    Convido o amigo a ler um TCC acadêmico sobre o “dízimo” que está postado no site [ http://www.reformaja.org ] no link “arquivos”: A sombra do Templo no Dízimo e na Igreja.

    Creio que será uma ferramenta muito util para o vosso estudo/análise.

    Procure ler a pesquisa até o fim se for possível, pois o conteúdo produzido é realmente impactante…

    Um abraço!!!

  37. Hélio Rodrigues Góes Diz

    A antiga aliança com suas cerimonias e rituais que eram apenas sombras ou figuras dos bens futuros e não a imagem exata das coisas em hebreus cap 7 no verso 12 diz que houve uma mudança de sacerdócio e por fim uma mudança de lei unindo isto ao que diz heb cap8;13 aki diz que houve um novo concerto e que envelheceu o primeiro fica claro que foi instituida por Deus uma nova alinaça que tambem como a primeira foi firmada com derramamento de sangue porém não há como comparar o sacrificio de Cristo com o de animais o de Cristo é incomparavelmente MAIOR
    O interessante é que o Espírito Santo deixou registrado no novo testamento um livro que só o seu nome já é algo profético para a igreja de hoje lembro-me quando me converti e abrindo a biblia no novo testamento me deparei com o titulo deste livro e aquilo me impactou me refiro ao livro de ATOS DOS APOSTOLOS “ele foi escrito por que eles agiram” ATOS indica ações ou seja as atitudes daquela primeira igreja crista como eles oravam como adoravam a Deus o que eles pregavam e como contribuíam e ali nunca é mencionado a palavra DIZIMO com relação a contribuição eles vendiam suas propriedades e depositavam o valor total aos pés dos apostolos e não apenas 10% Atos 4:34-37 e esta meneira de contribuição era uma obra do Espírito Santo e não de homens isto fica claro em Atos cap 5:1-4 no episódio do casal ananias e safira era uma igreja totalmente dirigida pelo Espírito de Deus
    Por que as igrejas de hoje não tomam como exemplo o livro de atos e as cartas de paulo onde ele fala claramente sobre OFERTAS e não Dízimo, vamos ao texto IICor 9:7 cada um contribua segundo propos no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; por que Deus ama ao que da com alegria.
    Veja o dízimo é um valor estipulado 10% em nenhum momento paulo menciona a palavra dizimo ele diz contribua segundo voce propoe no seu coração
    veja isto a luz de ICOR16:2 DIZ: “no primeiro dia da semana cada um de vóz ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade para que se nao façam as coletas quando eu chegar. então se eu ou voce fossemos a igreja de Paulo no primeiro dia da semana ou seja no domingo devería-mos conforme a nossa prospreridade colocar a parte aquilo que pudéssemos ajuntar isto vai além de 10% ele não menciona a palavra dizimo aki nas cartas dos apostolos todas as vezes que eles falavam sobre contribuição eles nunca falavam sobre o dizimo e somente sobra coletas ou ofertas
    Devemos nos basear no livro de ATOS E NAS CARTAS DOS DEMAIS APOSTOLOS NO QUE SE REFERE A CONTRIBUIÇÃO.Pois ali Deus ja esta mostrando a forma de contribuição da IGREJA DO NOVO TESTAMENTO

    1. Sanlopes Diz

      MATEUS FOI APOSTOLO E DEIXOU EM SUA CARTA A RECOMENDAÇÃO DE JESUS ACERCA DO DIZIMO.

  38. Eduardo Diz

    Os pregadores de hoje , estão interessados em fortificarem uma ” igreja” rica ( aspecto financeiro) porém, pobre espiritualmente quanto ao conhecimento da palavra de Deus, assim fica mais facil ilidibriar o povo e ,conseguirem uma vida cheias de luxos e ostentações ,enquanto orfãos e viuvas e os pobres do nosso meio,continuam sem assistencia, sob a desculpa de precisarem de mais dinheiro para construirem novos templos faraonicos para poderem “pregar” o evangelho…  

  39. Pablo Silva Diz

    Cara, eu não li os comentários que já foram feitos, então, talvez alguém já tenha dito o mesmo. Jesus fala sobre

  40. Adriana Diz

    Gostei do comentário, porém, devemos lembrar q inclusive o templo foi abolido. As denominações precisam de dinheiro p sobreviverem, pagar salários, se manterem… Mas, se observarmos, em Atos, os irmãos se reuniam nas casas como uma grande família e o dinheiro usavam p suprir as necessidades dos irmãos mais simples. Creio que esta é uma prática pouco usada nas denominações.

    1. Benedito Henrique Diz

      Perfeita observação. Hoje, nas “denominações” estão mais preocupados em trocar o piso da “igreja” do que com os irmãozinhos que passam extrema dificuldade. A verdade está na palavra de Deus, quem tem olhos veja e quem tem ouvidos ouça. Cristo nunca ficou “preso a templo nenhum, Ele seguia pregando pelo caminho, e observem que Ele não ficava insistindo com ninguém, apenas lançava sua semente e prosseguia, pois a seara é grande. Temos que segui-lo sempre. Leiam Malaquias 4:4 – “Lembrem-se da Lei do meu servo Moisés, dos decretos e das ordenanças que lhe dei em Horebe para todo o povo de Israel.” Perceberam que a Lei, os decretos e as ordenanças eram tão somente para o povo de Israel? Esta dica é para os legalistas…. e para aqueles que ainda tem alguma dúvida. O DÍZIMO ERA PARA OS JUDEUS. Cristo na cruz anulou a Lei. Fiquem na paz de Deus…

    2. Sanlopes Diz

      ABRAAO NÃO ERA JUDEU E DEVOLVEU O DIZIMO,E JESUS RECOMENDOU SUA PRATICA.

  41. Adriana Diz

    Só lembrando: Dízimo é bíblico, mas não é Cristão!

  42. Fernanda Lopes Diz

    Já li vários artigos sobre dízimos sendo a favor e contra, e cheguei a seguinte conclusão: Não importa se devo ou não devo devolver o dízimo (pelo menos para mim, não importa), porque o que me deixa mais indignada não é dar, seja qual nome for, oferta ou dízimo, seja qual valor for, 10% ou o que tiver no coração. O que mais me deixa indignada é o fim que destinarão aquilo que doei. Deus conhece o meu coração e sabe que não tenho dificuldades em separar qualquer quantia para qualquer coisa que eu predispuser a fazer. Já participei de várias Igrejas e nenhuma delas usaram o dinheiro arrecadado da melhor forma possível. Umas, enviam todo o dinheiro para a Sede, deixando em dificuldades a igreja local quanto à manutenção do prédio entre outros; outras Igrejas que ficam com o dinheiro, usam para dar luxo ao templo. Em nenhuma delas, utilizou o dinheiro para ajudar uma família carente, a um doente, etc. Quando havia alguém que necessitava de ajuda, a igreja tinha que dá mais dinheiro, ou contribuir com alimentos, mas o dinheiro do dízimo era sagrado – não pode tocar para esse fim. É um absurdo!!! Se eu visse a Igreja cumprindo seu papel, de ajudar aos necessitados, com certeza eu daria até ‘trízimo’ com alegria. Mas hoje eu não dou com alegria não. Eu dou com tristeza e estou quase a chegar no ponto de não dá mais. E não me venham com a ladainha de: ‘faça a sua parte que Deus está vendo a sua fidelidade e providenciará o castigo daquele que usa mal o dinheiro’. Eu dou o dízimo não é para ser abençoada não!! Eu dou é para abençoar!! Como posso ficar feliz quando vejo que meu intuito está sendo violado por terceiros??!! Às vezes dá vontade de pegar o dinheiro do dízimo e destiná-lo a um ou mais necessitados ao invés de entregá-lo a quem não fará nada por estes.  

  43. Edenilson_fagundes Diz

    É importante obiservar o capitulo 7 de 1 aos corintios que nos dar a entender que é o menbro que tem dever de dar suporte finanseiro a obra de Deus, com suas ofertas.E tambem observar o c 9 de 2 aos corintios para darmos a nossa  oferta não com avareza ou por nessecidade como encinam por ai.OBS se eu estiver errado por favor alguem pode ter a total liberdade de me corrigir, pois estou aqui para aprender.Meu imailé [email protected]

  44. SSAPIRES Diz

    VENDO MATÉRIA SOBRE O DIZIMO É A PRIMEIRA QUE EU CONCORDO, SOU SÉRGIO PIRES CRENTE EM CRISTO JESUS E ACREDITO QUE A GRAÇA É MUITO MAIS EXIGENTE QUE A LEI, POIS JESUS DISSE SE AVOSSA JUSTIÇA NÃO EXCEDER A DOS ESCRIBAS E FARISEUS DE MANEIRA NENHUMA ENTRAREIS NO REINO DE DEUS.

  45. ellen geane Diz

    Quando em alguns casos contribuiram com quantias alem de suas posses foi por alguma necessidade especifica…nunca facam isso, contribuam conforme resolvidos nos seus coracoes… conforme a Biblia diz…nao adianta se esquivar do dizimo… e cair nas maos de charlatoes que querem viver do suor dos pobres coitados com coracoes sinceros cheios de fe…

  46. ellen Diz

    “Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias” (Martinho Lutero).

  47. gilmar Diz

    muito lindo a historia do dizimo, mas infelizmente isso não é para nossa época.
    Exemplo : se nós , pelo menus eu fossemos dar o dizimo na época ate mesmo quando jesus estava debaixo da lei , eles simplesmente não aceitariam nossos dízimos, pois eramos na epoca da lei isso é , antes da morte de jesus nosso salvador , prostituto, impuro , etc… eramos sujos perante as leis que recebiam dízimos, ate jesus disse a mulher que tambem era como nos ( nao judeu) que o nosso salvador nao veio para os gentios e sim para os judeus , e ainda disse: nao pode tirar o pao pra quem realmente era pra comer e dar aos caes, de um modo carinhoso claro, intao… quanto mais dizimar. Como pode dizimar agora se estamos debaixo da graça e cristo nos resgatou dos pecados, a lei é da carne e Paulo pede para jogarmos tudo que é da lei fora e mesmo assim lideres religiosos podem dizimos, contribuiçao sim como diz em 2cor 9. A coluna da igreja do nosso salvador é a verdade , pois ela nos liberta , e a coluna de templo feito por maos de homens é o dinheiro, ate muito dificil as igrejas pregarem o verdadeiro significado do porque que Estevão foi apedrejado.

  48. Denise Diz

    HOJE A OFERTA É O FRUTO DA GRAÇA,NÃO SERIA MAIS IMPORTANTE QUE O DIZIMO É SÓ ESTUDAR CAP 7 DE HEBREUS, PODEMOS DAR UMA OFERTA MUITO MAIOR QUE 10 PORCENTO.SE VAMOS CUMPRIR A LEI DO DIZIMO ENTÃO VAMOS APEDREJAR A PROSTITUTA ?NÃO FOI ISTO QUE JESUS FEZ!!!!

  49. beto Diz

    Delvolver o dízimo é uma questão de fé e consideração a Deus reconhecendo que ele é o dono de tudo; não foi instituído pela lei Mosaica. Abrão, que é o nosso pai na fé, o fez com o maior prazer. Quem nasceu primeiro? Medite nessa passagem do NOVO TESTAMENTO e tirem suas conclusões, pois ninguém pode contestar as Sagradas Escrituras:

    HEBREUS 7. 1-10

    Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou;

    A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz;

    Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.

    Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos.

    E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.

    Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas.

    Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior.

    E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive.

    E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos.

    Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro.

    1. Jucielde Diz

      leia o capitulo 7 verso 18 e tire suas conclusões do que foi ab-rogado

    2. Sanlopes Diz

      O QUE FOI AB-ROGADO FOI A LEI DO MANDAMENTO QUE DIZIA QUE TODO SACERDOTE SO DEVERIA VIR DA TRIBO DE LEVI

    3. Sanlopes Diz

      Isso tenho entendido pelo Senhor eu creio.
      Que o Dízimo primeiramente apareceu na ordem sacerdotal de Melquisedeque, e não na ordem sacerdotal de Arão como alguns erroneamente tem afirmado, na lei foi revelado o propósito é as bênçãos que Deus promete aos dízimista.
      E na nova aliança o direito do dízimo passou aos ministros que Deus tem dado a igreja.
      Isto é, Cristo dando continuidade a ordem sacerdotal de Melquisedeque.

  50. Andre de Moraes Diz

    A PAZ DO SENHOR JESUS CRISTO, IRMÃO ANDRÉ! SOU SEU “CHARÁ”, MEU NOME É ANDRÉ DE MORAES, DE SÃO PAULO CAPITAL. GOSTEI MUITO DO QUE ESCREVEU PROVANDO QUE O DÍZIMO NÃO É MAIS VÁLIDO PARA OS DIAS DE HOJE.

    FOI INTERESSANTE LER O QUE ESCREVEU POIS EU DEFENDIA, E AINDA DEFENDO, O MESMO PONTO DE VISTA E COM AS MESMAS PASSAGENS QUE VOCÊ USOU AQUI.

    ESTOU ME ESFORÇANDO PARA MOSTRAR ESSA VERDADE PARA O MÁXIMO DE PESSOAS QUE POSSO, POIS SABEMOS QUE DEVEMOS SEGUIR A VERDADE E ACIMA DE TUDO O NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.

    DEVEMOS NOS LEMBRAR TAMBÉM QUE NÃO DEVEMOS MAIS PRATICAR O DÍZIMO POIS EM GÁLATAS QUE “DE CRISTO VOS DESLIGASTES, VÓS QUE PROCURAIS JUSTIFICAR-VOS NA LEI; DA GRAÇA DECAÍSTES”. GL 5:4.

    DEVEMOS LEVAR ESSA VERDADE E DESFAZER O ENGANO PARA QUE AS PESSOAS QUE ESTÃO SERVINDO A CRISTO HOJE NÃO SE DESLIGUE DA GRAÇA DE JESUS. E TBM DEVEMOS ALERTAR QUE OS PASTORES QUE PREGAM SOBRE O DÍZIMO ASSIM O FAZEM PORQUE LHE DÁ MUITOS LUCROS, E ISSO ELES FAZEM POR MALÍCIA E INTERESSE FINANCEIRO. OU SEJA, PREGAM O DÍZIMO SABENDO QUE ESTÁ ERRDO MAS O FAZEM PORQUE DÁ MUITA GRANA!

    LI ESSE ARTIGO SEU PRA PODER ME AJUDAR SOBRE O ESTUDO QUE ESTOU ELABORANDO SOBRE O DÍZIMO E QUE POSTAREI EM BREVE EM MEU BLOG: QUESTIONABRASILSP.BLOGSPOTA.COM.BR
    FIQUE NA PAZ DO SENHOR JESUS E CONTINUE A SEGUIR A VERDADE DE CRISTO!

  51. Denilson Noronha Grilo Diz

    SOMENTE OS LEVITAS TINHAM A AUTORIDADE DE RECEBER OS DÍZIMOS QUE NUNCA FOI DINHEIRO. E SOMENTE O POVO DE ISRAEL TINHAM ESSA OBRIGAÇÃO DA LEI DE MOISÉIS, POIS DÍZIMO É SACRIFÍCIO , LOGO COMO DISSE CRISTO NA CRUZ O PREÇO JÁ FOI PAGO , ESTÁ CONSUMADO….

  52. Jack Silva Diz

    Compor salário do pastor ou enriquecer pastor. Pena que não deixou isso mais esclarecido. Porque o que temos visto por aí é isso. Pastor ganhando salário de fiscal da receita federal. Enquanto suas ovelhas passando por inúmeras necessidades.

  53. Aldair Teles Diz

    Bom é bem verdade que temos visto isso!!!
    Mais de maneira nenhuma podemos generalizar, pois ainda existem homens de DEUS que pregam a verdade e não se vendem por dinheiro algum, capazes até mesmo de passar necessidade pra ajudar suas ovelhas.

  54. Luis Carvalho Diz

    Aldair Teles Amém, ainda existem homens e mulheres de DEUS, que corromperam e seguem o crivô da Palavra de DEUS, sem se desviar para a esquerda ou direita, firme neste caminho estreito que conduz a salvação.

  55. Marlene Seabra Diz

    muito esclarecedor!

  56. Malaquias 3:10, o Dízimo e o Novo Testamento - Alto do Rodrigues Blog - Noticias Alto do Rodrigues, Pendências, Guamaré, Macau, Carnaubais e todo RN

    […] a não continuidade do dízimo no Novo Testamento, sendo suplantado pelas ofertas voluntárias (postagem 1, postagem 2). No vídeo abaixo, Augustus Nicodemus expondo o livro de Malaquias fala sobre a […]

  57. Sanlopes Diz

    ACHO INTERESSANTE QUE O DIZIMO NUNCA FOI ALEGORIA DE NADA,MAS PARA MANUTENÇÃO DA CASA DE DEUS.

    1. Joao Diz

      San Lopes…..o grande problema e q o dizimo hj n esta servindo pata manutenção da casa de Deus e sim para uma vida de ostentacao e luxo para os pastores, dai entendo q Deus n poderá estar feliz com tantos membros da igreja q n sabem o q e comer uma pizza de 19,90 enquanto os pastores batem de rodízios em churrascarias de luxo, carros de luxo, roupas e faculdades particulares para os filhos, etc.

  58. Célula Sobreviventes Diz

    Estou aprendendo bastante!

  59. José Alves Antônio Antônio Diz

    José Alves Antonio
    À Paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!
    Agradeço a Deus, pois vinha orando sobre essa questão do dizimo porque hoje em dia são pouco os pastores que realmente tem a coragem de ensinar corretamente sobre o dizimo, sendo assim sou grato a Deus, por ter ouvido essa mensagem, pois o que muitas pessoas precisam é ter uma verdadeira experiência com Deus e contribuir com o seu melhor, não somente com o dinheiro mais com seu testemunho no mundo fazendo o que Deus quer de cada um como filho do reino para o crescimento da igreja no mundo.
    Deus abençoe!

  60. Andre de Moraes Diz

    O DÍZIMO COMO É PRATICADO EM 100% DAS DENOMINAÇÕES EVANGÉLICAS É ESSE: DAR 10% DE TUDO O QUE PASSAR EM SUAS MÃOS, SE FOR UM BEM MATERIAL GANHO DEVE AVALIAR O SEU VALOR E DEVOLVER OS 10% DO VALOR EM DINHEIRO PRA UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA. OU SEJA, NUNCA EXISTIU NENHUMA FORMA DE DAR O DÍZIMO ASSIM EM TODA A BÍBLIA! DEUS NUNCA PEDIU PARA AS PESSOAS DAREM 10% DO SEU DINHEIRO LUCRADO COM A VENDA DE SEUS PRODUTOS, AO CONTRÁRIO, EM DEUTERONOMIO 14:25 E 26 DEUS FALA QUE ERA PRA VENDER O DÍZIMO E COMPRAR O QUE QUISESSE E DESFRUTAR CONSIGO MESMO E COM A FAMILIA, MAS NÃO ERA PRA ESQUECER DOS LEVITAS (QUE NÃO TINHA DE ONDE TIRAR O SEU SUSTENTO) E COM OS NECESSITADOS. COISA QUE NENHUMA DENOMINAÇÃO EVANGÉLICA FAZ HOJE EM DIA. SE CONHECER UMA AÍ ME APRESENTE QUE EU QUERO APLAUDI-LA!

    SEM DIZER DO LENDÁRIO "ESPÍRITO DEVORADOR" QUE OS PASTORES USAM E ABUSAM PARA AMEAÇAR E COAGIR O POVO A SER FIEL NESSE FILÃO BILIONÁRIO. ODE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE DEVORADOR É UM ESPÍRITO?
    JUANRIBE PAGLIARIM FOI AO CÚMULO DE DIZER QUE "DEVORADOR NÃO É UM DEMONIO NEM ANJO, E SIM UMA ENTIDADE ESPIRITUAL ENTRE ANJOS E DEMONIOS QUE DEUS USA PARA ATACAR OS CRENTES INFIEIS NOS DIZIMOS E NAS OFERTAS ALÇADAS. E QUE AS OFERTAS ALÇADAS DEVEM SER IGUAL OU SUPERIOR AOS DÍZIMO"! PELO AMOR DE DEUS, QUE DROGA ESSE CARA USOU PRA DIZER TAMANHA BESTEIRA?

    PORQUE NENHUM APÓSTOLO PEDIU, DEU, RECEBEU OU ENSINOU SOBRE O DÍZIMO DEPOIS DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS?

    O PIOR DE TUDO NÃO É ISSO, AMADOS, O PIOR É QUE OS CRENTES USAM O DÍZIMO PARA RECEBER BÊNÇÃOS FINANCEIRAS DE DEUS! MEU DEUS DO CÉU! COMO CHEGAR ATÉ O SENHOR SE NÃO FOR POR JESUS CRISTO? O DÍZIMO AGORA FAZ ESSE TRABALHO? ABSURDO?

    NÃO HA ESPAÇO PARA ESSE DÍZIMO MALDITO E HERÉTICO NO MEIO DA GRAÇA DE JESUS, DA ALIANÇA PERFEITA E ETERNA DE CRISTO! É CRISTO QUE FAZ TODA E QUALQUER LIGAÇÃO A DEUS, NÃO UM ATO DE DAR DINHEIRO A DEUS, TRANSFORMANDO-O EM UM NEGOCIADOR!

    VEJAM QUE ABSURDO AS PESSOAS ESTÃO COMETENDO: DIZEM QUE SÓ O DÍZIMO NOS ABENÇOA NA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL. IMPOSSÍVEL ISSO, TUDO QUEM NOS FAZ É JESUS CRISTO! ALEM DO MAIS JESUS DISSE O SEGUINTE EM MATEUS 6:33: "BUSCAI, POIS, EM PRIMEIRO LUGAR, O SEU REINO E A SUA JUSTIÇA, E TODAS ESSAS COISAS (AS COSIAS CONCERNENTES A VIDA MATERIAL E FINANCEIRA) VOS SERÃO ACRESCENTADAS", CLARO, SERÃO ACRESCENTADAS DE ACORDO COM SUA VONTADE, EM CONFORMIDADE COM A ORAÇÃO BASE PARA TODAS AS ORAÇÕES, A ORAÇÃO DO PAI NOSSO: "SEJA FEITA A VOSSA VONTADE".

    SÓ O DÍZIMO PODE NOS ABENÇOAR FINANCEIRA E MATERIALMENTE? ENTÃO PORQUE JESUS CRISTO NOS DISSE EM JOÃO 14:13,14 QUE: "E TUDO O QUE PEDIRDES EM MEU NOME, ISSO FAREI, A FIM DE QUE O PAI SEJA GLORIFICADO NO FILHO. SE PEDIRDES ALGUMA COISA EM MEU NOME, EU O FAREI".
    SE JESUS CRISTO NÃO PEDIU ALGUM RITUAL, CERIMÔNIA OU DÍZIMO PRA NOS DAR TUDO O QUE PEDIRMOS, PORQUE DIZER QUE SÓ POSSO CONQUISTAR AS COISAS POR MEIO DE UM ENVELOPE COM 10% DOS MEUS GANHOS?

    OLHA SÓ ESSA: "SE PERMANECERDES EM MIM, E AS MINHAS PALAVRAS PERMANECERDES EM VÓS, PEDIREIS O QUE QUISERDES, E VOS SERÁ FEITO"! JOÃO 15:7. DESSE PEDIDO ESTÃO EXCLUÍDOS OS PEDIDOS PELA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL, POR SER ESSAS JURISDIÇÕES DO DÍZIMO?

    MAIS: SE SÓ O ATO DE DAR O DÍZIMO PODE TIRAR, IMPEDIR E DERROTAR O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR, PRA QUE SERVIU O SACRIFICIO DE JESUS CRISTO NA CRUZ? PARA NADA? NÃO ESTÁ ESCRITO EM COLOSENSSES 2:15 QUE: "DESPOJADO OS PRINCIPADOS (PRINCIPAIS) E AS POTESTADES (PODEROSOS), PUBLICAMENTE OS EXPÔS AO DESPREZO, TRIUNFANDO DELES NA CRUZ". JESUS NÃO VENCEU O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR? ENTÃO JESUS NÃO É TODO PODEROSO, O SEU SACRIFICIO NÃO FOI PERFEITO, ENTÃO EXISTE ALGUEM MAIS PODEROSO E CHEIO DE AUTORIDADE QUE JESUS CRISTO!

    PRA VCS VEREM, O ATO DE DAR O DÍZIMO É TOTALMENTE ILEGAL DIANTE DA GRAÇA DE JESUS, ONDE TUDO É POR ELE E COM ELE E SEM ELE NADA DO QUE É SERIA E SERÁ!

    SE EU NÃO FOR ABENÇOADO POR DEUS POR MEDIAÇÃO DE JESUS CRISTO, ENTÃO NÃO QUERO SER ABENÇOADO, PREFIRO MORRER NA MISÉRIA E FAMINTO!

    MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE A ABOLIÇÃO COMPLETA DO DÍZIMO ESTÁ EM MEU BLOG:

    http://questionabrasilsp.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo.html

  61. Andre de Moraes Diz

    O DÍZIMO COMO É PRATICADO EM 100% DAS DENOMINAÇÕES EVANGÉLICAS É ESSE: DAR 10% DE TUDO O QUE PASSAR EM SUAS MÃOS, SE FOR UM BEM MATERIAL GANHO DEVE AVALIAR O SEU VALOR E DEVOLVER OS 10% DO VALOR EM DINHEIRO PRA UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA. OU SEJA, NUNCA EXISTIU NENHUMA FORMA DE DAR O DÍZIMO ASSIM EM TODA A BÍBLIA! DEUS NUNCA PEDIU PARA AS PESSOAS DAREM 10% DO SEU DINHEIRO LUCRADO COM A VENDA DE SEUS PRODUTOS, AO CONTRÁRIO, EM DEUTERONOMIO 14:25 E 26 DEUS FALA QUE ERA PRA VENDER O DÍZIMO E COMPRAR O QUE QUISESSE E DESFRUTAR CONSIGO MESMO E COM A FAMILIA, MAS NÃO ERA PRA ESQUECER DOS LEVITAS (QUE NÃO TINHA DE ONDE TIRAR O SEU SUSTENTO) E COM OS NECESSITADOS. COISA QUE NENHUMA DENOMINAÇÃO EVANGÉLICA FAZ HOJE EM DIA. SE CONHECER UMA AÍ ME APRESENTE QUE EU QUERO APLAUDI-LA!

    SEM DIZER DO LENDÁRIO "ESPÍRITO DEVORADOR" QUE OS PASTORES USAM E ABUSAM PARA AMEAÇAR E COAGIR O POVO A SER FIEL NESSE FILÃO BILIONÁRIO. ODE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE DEVORADOR É UM ESPÍRITO?
    JUANRIBE PAGLIARIM FOI AO CÚMULO DE DIZER QUE "DEVORADOR NÃO É UM DEMONIO NEM ANJO, E SIM UMA ENTIDADE ESPIRITUAL ENTRE ANJOS E DEMONIOS QUE DEUS USA PARA ATACAR OS CRENTES INFIEIS NOS DIZIMOS E NAS OFERTAS ALÇADAS. E QUE AS OFERTAS ALÇADAS DEVEM SER IGUAL OU SUPERIOR AOS DÍZIMO"! PELO AMOR DE DEUS, QUE DROGA ESSE CARA USOU PRA DIZER TAMANHA BESTEIRA?

    PORQUE NENHUM APÓSTOLO PEDIU, DEU, RECEBEU OU ENSINOU SOBRE O DÍZIMO DEPOIS DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS?

    O PIOR DE TUDO NÃO É ISSO, AMADOS, O PIOR É QUE OS CRENTES USAM O DÍZIMO PARA RECEBER BÊNÇÃOS FINANCEIRAS DE DEUS! MEU DEUS DO CÉU! COMO CHEGAR ATÉ O SENHOR SE NÃO FOR POR JESUS CRISTO? O DÍZIMO AGORA FAZ ESSE TRABALHO? ABSURDO?

    NÃO HA ESPAÇO PARA ESSE DÍZIMO MALDITO E HERÉTICO NO MEIO DA GRAÇA DE JESUS, DA ALIANÇA PERFEITA E ETERNA DE CRISTO! É CRISTO QUE FAZ TODA E QUALQUER LIGAÇÃO A DEUS, NÃO UM ATO DE DAR DINHEIRO A DEUS, TRANSFORMANDO-O EM UM NEGOCIADOR!

    VEJAM QUE ABSURDO AS PESSOAS ESTÃO COMETENDO: DIZEM QUE SÓ O DÍZIMO NOS ABENÇOA NA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL. IMPOSSÍVEL ISSO, TUDO QUEM NOS FAZ É JESUS CRISTO! ALEM DO MAIS JESUS DISSE O SEGUINTE EM MATEUS 6:33: "BUSCAI, POIS, EM PRIMEIRO LUGAR, O SEU REINO E A SUA JUSTIÇA, E TODAS ESSAS COISAS (AS COSIAS CONCERNENTES A VIDA MATERIAL E FINANCEIRA) VOS SERÃO ACRESCENTADAS", CLARO, SERÃO ACRESCENTADAS DE ACORDO COM SUA VONTADE, EM CONFORMIDADE COM A ORAÇÃO BASE PARA TODAS AS ORAÇÕES, A ORAÇÃO DO PAI NOSSO: "SEJA FEITA A VOSSA VONTADE".

    SÓ O DÍZIMO PODE NOS ABENÇOAR FINANCEIRA E MATERIALMENTE? ENTÃO PORQUE JESUS CRISTO NOS DISSE EM JOÃO 14:13,14 QUE: "E TUDO O QUE PEDIRDES EM MEU NOME, ISSO FAREI, A FIM DE QUE O PAI SEJA GLORIFICADO NO FILHO. SE PEDIRDES ALGUMA COISA EM MEU NOME, EU O FAREI".
    SE JESUS CRISTO NÃO PEDIU ALGUM RITUAL, CERIMÔNIA OU DÍZIMO PRA NOS DAR TUDO O QUE PEDIRMOS, PORQUE DIZER QUE SÓ POSSO CONQUISTAR AS COISAS POR MEIO DE UM ENVELOPE COM 10% DOS MEUS GANHOS?

    OLHA SÓ ESSA: "SE PERMANECERDES EM MIM, E AS MINHAS PALAVRAS PERMANECERDES EM VÓS, PEDIREIS O QUE QUISERDES, E VOS SERÁ FEITO"! JOÃO 15:7. DESSE PEDIDO ESTÃO EXCLUÍDOS OS PEDIDOS PELA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL, POR SER ESSAS JURISDIÇÕES DO DÍZIMO?

    MAIS: SE SÓ O ATO DE DAR O DÍZIMO PODE TIRAR, IMPEDIR E DERROTAR O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR, PRA QUE SERVIU O SACRIFICIO DE JESUS CRISTO NA CRUZ? PARA NADA? NÃO ESTÁ ESCRITO EM COLOSENSSES 2:15 QUE: "DESPOJADO OS PRINCIPADOS (PRINCIPAIS) E AS POTESTADES (PODEROSOS), PUBLICAMENTE OS EXPÔS AO DESPREZO, TRIUNFANDO DELES NA CRUZ". JESUS NÃO VENCEU O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR? ENTÃO JESUS NÃO É TODO PODEROSO, O SEU SACRIFICIO NÃO FOI PERFEITO, ENTÃO EXISTE ALGUEM MAIS PODEROSO E CHEIO DE AUTORIDADE QUE JESUS CRISTO!

    PRA VCS VEREM, O ATO DE DAR O DÍZIMO É TOTALMENTE ILEGAL DIANTE DA GRAÇA DE JESUS, ONDE TUDO É POR ELE E COM ELE E SEM ELE NADA DO QUE É SERIA E SERÁ!

    SE EU NÃO FOR ABENÇOADO POR DEUS POR MEDIAÇÃO DE JESUS CRISTO, ENTÃO NÃO QUERO SER ABENÇOADO, PREFIRO MORRER NA MISÉRIA E FAMINTO!

    MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE A ABOLIÇÃO COMPLETA DO DÍZIMO ESTÁ EM MEU BLOG:

    http://questionabrasilsp.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo.html

  62. Andre de Moraes Diz

    O DÍZIMO COMO É PRATICADO EM 100% DAS DENOMINAÇÕES EVANGÉLICAS É ESSE: DAR 10% DE TUDO O QUE PASSAR EM SUAS MÃOS, SE FOR UM BEM MATERIAL GANHO DEVE AVALIAR O SEU VALOR E DEVOLVER OS 10% DO VALOR EM DINHEIRO PRA UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA. OU SEJA, NUNCA EXISTIU NENHUMA FORMA DE DAR O DÍZIMO ASSIM EM TODA A BÍBLIA! DEUS NUNCA PEDIU PARA AS PESSOAS DAREM 10% DO SEU DINHEIRO LUCRADO COM A VENDA DE SEUS PRODUTOS, AO CONTRÁRIO, EM DEUTERONOMIO 14:25 E 26 DEUS FALA QUE ERA PRA VENDER O DÍZIMO E COMPRAR O QUE QUISESSE E DESFRUTAR CONSIGO MESMO E COM A FAMILIA, MAS NÃO ERA PRA ESQUECER DOS LEVITAS (QUE NÃO TINHA DE ONDE TIRAR O SEU SUSTENTO) E COM OS NECESSITADOS. COISA QUE NENHUMA DENOMINAÇÃO EVANGÉLICA FAZ HOJE EM DIA. SE CONHECER UMA AÍ ME APRESENTE QUE EU QUERO APLAUDI-LA!

    SEM DIZER DO LENDÁRIO "ESPÍRITO DEVORADOR" QUE OS PASTORES USAM E ABUSAM PARA AMEAÇAR E COAGIR O POVO A SER FIEL NESSE FILÃO BILIONÁRIO. ODE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE DEVORADOR É UM ESPÍRITO?
    JUANRIBE PAGLIARIM FOI AO CÚMULO DE DIZER QUE "DEVORADOR NÃO É UM DEMONIO NEM ANJO, E SIM UMA ENTIDADE ESPIRITUAL ENTRE ANJOS E DEMONIOS QUE DEUS USA PARA ATACAR OS CRENTES INFIEIS NOS DIZIMOS E NAS OFERTAS ALÇADAS. E QUE AS OFERTAS ALÇADAS DEVEM SER IGUAL OU SUPERIOR AOS DÍZIMO"! PELO AMOR DE DEUS, QUE DROGA ESSE CARA USOU PRA DIZER TAMANHA BESTEIRA?

    PORQUE NENHUM APÓSTOLO PEDIU, DEU, RECEBEU OU ENSINOU SOBRE O DÍZIMO DEPOIS DA MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS?

    O PIOR DE TUDO NÃO É ISSO, AMADOS, O PIOR É QUE OS CRENTES USAM O DÍZIMO PARA RECEBER BÊNÇÃOS FINANCEIRAS DE DEUS! MEU DEUS DO CÉU! COMO CHEGAR ATÉ O SENHOR SE NÃO FOR POR JESUS CRISTO? O DÍZIMO AGORA FAZ ESSE TRABALHO? ABSURDO?

    NÃO HA ESPAÇO PARA ESSE DÍZIMO MALDITO E HERÉTICO NO MEIO DA GRAÇA DE JESUS, DA ALIANÇA PERFEITA E ETERNA DE CRISTO! É CRISTO QUE FAZ TODA E QUALQUER LIGAÇÃO A DEUS, NÃO UM ATO DE DAR DINHEIRO A DEUS, TRANSFORMANDO-O EM UM NEGOCIADOR!

    VEJAM QUE ABSURDO AS PESSOAS ESTÃO COMETENDO: DIZEM QUE SÓ O DÍZIMO NOS ABENÇOA NA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL. IMPOSSÍVEL ISSO, TUDO QUEM NOS FAZ É JESUS CRISTO! ALEM DO MAIS JESUS DISSE O SEGUINTE EM MATEUS 6:33: "BUSCAI, POIS, EM PRIMEIRO LUGAR, O SEU REINO E A SUA JUSTIÇA, E TODAS ESSAS COISAS (AS COSIAS CONCERNENTES A VIDA MATERIAL E FINANCEIRA) VOS SERÃO ACRESCENTADAS", CLARO, SERÃO ACRESCENTADAS DE ACORDO COM SUA VONTADE, EM CONFORMIDADE COM A ORAÇÃO BASE PARA TODAS AS ORAÇÕES, A ORAÇÃO DO PAI NOSSO: "SEJA FEITA A VOSSA VONTADE".

    SÓ O DÍZIMO PODE NOS ABENÇOAR FINANCEIRA E MATERIALMENTE? ENTÃO PORQUE JESUS CRISTO NOS DISSE EM JOÃO 14:13,14 QUE: "E TUDO O QUE PEDIRDES EM MEU NOME, ISSO FAREI, A FIM DE QUE O PAI SEJA GLORIFICADO NO FILHO. SE PEDIRDES ALGUMA COISA EM MEU NOME, EU O FAREI".
    SE JESUS CRISTO NÃO PEDIU ALGUM RITUAL, CERIMÔNIA OU DÍZIMO PRA NOS DAR TUDO O QUE PEDIRMOS, PORQUE DIZER QUE SÓ POSSO CONQUISTAR AS COISAS POR MEIO DE UM ENVELOPE COM 10% DOS MEUS GANHOS?

    OLHA SÓ ESSA: "SE PERMANECERDES EM MIM, E AS MINHAS PALAVRAS PERMANECERDES EM VÓS, PEDIREIS O QUE QUISERDES, E VOS SERÁ FEITO"! JOÃO 15:7. DESSE PEDIDO ESTÃO EXCLUÍDOS OS PEDIDOS PELA VIDA FINANCEIRA E MATERIAL, POR SER ESSAS JURISDIÇÕES DO DÍZIMO?

    MAIS: SE SÓ O ATO DE DAR O DÍZIMO PODE TIRAR, IMPEDIR E DERROTAR O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR, PRA QUE SERVIU O SACRIFICIO DE JESUS CRISTO NA CRUZ? PARA NADA? NÃO ESTÁ ESCRITO EM COLOSENSSES 2:15 QUE: "DESPOJADO OS PRINCIPADOS (PRINCIPAIS) E AS POTESTADES (PODEROSOS), PUBLICAMENTE OS EXPÔS AO DESPREZO, TRIUNFANDO DELES NA CRUZ". JESUS NÃO VENCEU O SUPOSTO ESPÍRITO DEVORADOR? ENTÃO JESUS NÃO É TODO PODEROSO, O SEU SACRIFICIO NÃO FOI PERFEITO, ENTÃO EXISTE ALGUEM MAIS PODEROSO E CHEIO DE AUTORIDADE QUE JESUS CRISTO!

    PRA VCS VEREM, O ATO DE DAR O DÍZIMO É TOTALMENTE ILEGAL DIANTE DA GRAÇA DE JESUS, ONDE TUDO É POR ELE E COM ELE E SEM ELE NADA DO QUE É SERIA E SERÁ!

    SE EU NÃO FOR ABENÇOADO POR DEUS POR MEDIAÇÃO DE JESUS CRISTO, ENTÃO NÃO QUERO SER ABENÇOADO, PREFIRO MORRER NA MISÉRIA E FAMINTO!

    MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE A ABOLIÇÃO COMPLETA DO DÍZIMO ESTÁ EM MEU BLOG:

    http://questionabrasilsp.blogspot.com.br/2013/06/v-behaviorurldefaultvmlo.html

  63. Luiz Alves Diz

    Ótimo texto.
    De um ano pra cá tinha algumas dúvidas com relação a esse assunto,mas ao ler esse texto,vi que alguns pontos são iguais a alguns em minha mente. outros preciso meditar mais um pouco e buscar em DEUS confirmação.
    Que possamos nos parecer mais com CRISTO.
    Parabéns. Shalom.

  64. João Guerreiro Diz

    Realmente… É interessante observar certos versículos, os que possuíam riquezas voluntariamente as vendiam e ponham aos pés do apóstolos o dinheiro da venda dos seus bens. Para os apóstolos DIVIDIREM entre os IRMÃOS para que todos possuíssem as mesmas coisas…

  65. João Guerreiro Diz

    A resposta é sim ou não. Os DIZIMOS é uma obrigatoriedade para a igreja se eu quiser dar 5% para a igreja estou em pecado?

  66. Bp Eleilson Ferreira Diz

    POSTO AQUI 3 VIDEOS MUITISSIMO ESCLARECEDORES PARA COMPLEMENTAR O ARTIGO POSTADO PELO IRMÃO VINICIUS PIMENTEL.
    POIS ESTE TEMA PARA ALGUNS QUE DEFENDEM O PONTO DE VISTA MALAQUIANO DE MANEIRA DISTORCIDA,POIS NEM O PROFETA MALAQUIAS CONVERTE A SUA PALAVRA DE SUSTENTO COTIDIANO, PARA MOEDA CORRENTE ( DINHEIRO ), NEM CONVERTE O DEVORADOR ( GAFANHOTOS,INSETOS ) PELA FIGURA DO DIABO, NEM CONVERTE OS QUE ESTAVAM ROUBANDO A DEUS( OS SACERDOTES ) PELO POVO COMUM ( IRMÃOS ). POIS O ROUBO SE CONSISTIA NO FATO DE QUE OS PRÓPRIOS SACERDOTES DEPOIS DE RECEBER DO POVO O PÃO,OS ANIMAIS,O FRUTO DA TERRA,A VIDE. ENTENDERÃO!!!!!!! VEJAM OS VIDEOS E TIREM SUAS CONCLUSÕES.
    E MAIS UMA VEZ PARABÉNS PELO EXCELENTE ARTIGO MEU IRMÃO.
    https://www.youtube.com/watch?v=1c13k7XVP9o
    https://www.youtube.com/watch?v=6NlXML-OTYc
    https://www.youtube.com/watch?v=3UdNeEDtmWI&list=UUBzH3HZvkjdBhwjoZq9-MOA
    MEU FACE: Bp Eleilson Ferreira MEU GRUPO : CONSIDERANDO ÁS ESCRITURAS

  67. Bp Eleilson Ferreira Diz

    POSTO AQUI 3 VIDEOS MUITISSIMO ESCLARECEDORES PARA COMPLEMENTAR O ARTIGO POSTADO PELO IRMÃO VINICIUS PIMENTEL.
    POIS ESTE TEMA PARA ALGUNS QUE DEFENDEM O PONTO DE VISTA MALAQUIANO DE MANEIRA DISTORCIDA,POIS NEM O PROFETA MALAQUIAS CONVERTE A SUA PALAVRA DE SUSTENTO COTIDIANO, PARA MOEDA CORRENTE ( DINHEIRO ), NEM CONVERTE O DEVORADOR ( GAFANHOTOS,INSETOS ) PELA FIGURA DO DIABO, NEM CONVERTE OS QUE ESTAVAM ROUBANDO A DEUS( OS SACERDOTES ) PELO POVO COMUM ( IRMÃOS ). POIS O ROUBO SE CONSISTIA NO FATO DE QUE OS PRÓPRIOS SACERDOTES DEPOIS DE RECEBER DO POVO O PÃO,OS ANIMAIS,O FRUTO DA TERRA,A VIDE,DAVAM O PIOR DAS OFERTAS PARA DEUS, É ESTE O ROUBO DOS SACERDOTES, SERÁ QUE TÁ DIFERENTE NOS NOSSOS DIAS, POIS AO INVÉS DE ALIMENTAREM O SEU POVO ANTES ALIMENTAM OS SEUS PRÓPRIOS DELEITES( TEMPLOS BONITOS,CARROS,MANSÃO E ETC). ENTENDERÃO!!!!!!! VEJAM OS VIDEOS E TIREM SUAS CONCLUSÕES.
    E MAIS UMA VEZ PARABÉNS PELO EXCELENTE ARTIGO MEU IRMÃO.
    https://www.youtube.com/watch?v=1c13k7XVP9o
    https://www.youtube.com/watch?v=6NlXML-OTYc
    https://www.youtube.com/watch?v=3UdNeEDtmWI&list=UUBzH3HZvkjdBhwjoZq9-MOA
    MEU FACE: Bp Eleilson Ferreira MEU GRUPO : CONSIDERANDO ÁS ESCRITURAS

  68. Joaquim Diz

    Esse Sanlopes é bom de Bíblia!! Não entendo porque tanta crítica quando se fala de dízimo, no mundo as pessoas jogam apostado, frequentam casas de prostiituição, usam cigarros, vão para festas caríssimas, blocos de carnavais. Moro em uma cidade de 7000 habitantes e o prefeito pagou R$ 200.000 por um Show do Amado Batista, sóo por algumas horas, e vejo em uma página como esta meus irmãos preocupados com dízimos, o dízimo é bíblico e cristão, Jesus repreendeu os fariseus por sua forma de contribuir, mas não os sacerdotes por receberem.

    1. Joao Diz

      Ola Joaquim….seu prefeito deve esta bem equivocado, mais vc tbem esta. Pois dizimo e bíblico mais não e cristão,,,,, e sim uma lei de Moisés. Isso n e minha opinião e escritura. VJ base de dados. Galatas 5:4, hebreus 8:13, pedro 2:1 seg. Carta

  69. rodrigo Diz

    a paz de cristo. e certo que o cristão deve contribuir com a obra do senhor,e no sustento daqueles que vivem do evangelho, mas a triste realidade dos dias de hoje e que muitos abusam desse direito e distorcem a palavra de Deus para manter pra si padrões de vida bastantes elevados muitos ganham elevados salários absurdos, contradizendo com o evangelho de JESUS o nosso salvador. DEUS supre as nossas necessidades não as nossas vaidades.

Comentários estão fechados.