[PVE] Qual a interpretação correta do livro de Apocalipse?


Antes de falar nisto, deixe-me fazer uma consideração sobre parábolas e linguagem simbólica.

Durante o seu ministério, Jesus também falava muito por meio de símbolos – no que chamamos de parábolas. Uma explicação muito comum, mas equivocada sobre o uso de parábolas no ministério de Jesus, era que as parábolas supostamente facilitariam o entendimento da população que ouvia Jesus, já que transmitiam os ensinamentos por meio de comparações baseadas na vida comum de seus ouvintes. Tal explicação é incoerente com o ensino do próprio Jesus sobre o tema:

E chegando-se a ele os discípulos, perguntaram-lhe: Por que lhes falas por parábolas? Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado; pois ao que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e ouvindo, não ouvem nem entendem.”  (Mt 13:10-13)

Jesus não usava parábolas pra facilitar a compreensão das verdades espirituais, mas para dificultar. Para compreender uma parábola, era preciso muita reflexão. Uma pessoa que verdadeiramente buscasse a Deus iria pensar, refletir, buscar e perguntar até que ele consiga encontrar o real sentido do que Cristo ensinava. Tendo encontrado o significado, ele irá refletir sobre o ele até que ele consiga compreender o máximo possível sobre Deus mediante a nova informação adquirida. O que Jesus disse é que ele queria que o sentido da parábola tivesse aberto somente para aqueles que realmente tivessem o desejo de compreendê-las. Isso requer dedicação e esforço.

É devida justamente a sua natureza simbólica que não existe unanimidade na interpretação do Apocalipse, ainda que em meio aos melhores estudiosos. A dificuldade em compreender este livro é que a sua mensagem é quase inteiramente transmitida em símbolos. O famoso escritor Ambrose Bierce comentou com uma dose de humor sobre este livro, dizendo que João escondeu tudo o que sabia e que quem nos dá a revelação são comentaristas que nada sabem. Não é a toa que um conhecido costuma dizer que “escatologia é terra de ninguém”.

Diferentes linhas de interpretação têm sido defendidas por grandes nomes no Cristianismo por toda a história. O aconselhável é que você se informe sobre as principais correntes de interpretação até chegar a uma conclusão sobre o que acredita ser o mais bíblico. Por que não começar sua pesquisa com os mil anos de Apocalipse 20? Sobre isto, existem três correntes principais de interpretação:

1) Pré-Milenismo: É a corrente que defende que a Segunda Vinda de Jesus acontecerá antes (pré) do período de mil anos de Apocalipse 20. Acreditam que serão mil anos literais e será caracterizado por grande paz e prosperidade na terra devido à presença física de Jesus reinando. Alguns defensores notáveis do Pré-Milenismo: Justino Mártir, Irineu, Charles Spurgeon, John Darby, John McArthur, John Piper, Mark Driscoll, Billy Graham.

2) Amilenismo: É a corrente que defende que os mil anos de Apocalipse 20 não devem ser entendidos literalmente, mas é uma linguagem figurada para falar de toda a História da Igreja da Primeira até a Segunda Vinda de Cristo. Defendem que não devemos esperar nenhum período de paz ou prosperidade terrena como fruto desse Reino, mas que o Reino de Cristo é completamente espiritual, no coração dos cristãos. Alguns defensores notáveis do Amilenismo: Agostinho, Martinho Lutero, Heinrich Bullinger, Abraham Kuyper, Cornelius Van Til, Herman Hanko, R.C Sproul.

3) Pós-Milenismo: É a corrente que defende que os mil anos de Apocalipse 20 não devem ser entendidos literalmente, é uma linguagem figurada para falar de toda a História da Igreja, mas que acreditam que o que devemos esperar para a História da Igreja é a evangelização do mundo inteiro e o completo desenvolvimento social, econômico e cultural do mundo como fruto dessa evangelização. Acreditam que a Grande Comissão será bem sucedida e que a maior parte das pessoas do mundo será convertida. Alguns defensores notáveis do pós-milenismo: Atanásio, João Calvino, John Knox, a maioria dos puritanos, Jonathan Edwards, Kenneth Gentry, Gary DeMar, Gary North, David Chilton.

Não estamos afirmando que todas essas interpretações sejam igualmente corretas, pois a Bíblia sendo perfeita não poderia estar falando mais de uma coisa sobre o mesmo assunto. Estamos falando somente que não há consenso sobre isso; então, o melhor a fazer é estudar todas as opiniões e estudar bastante as Escrituras, com muita oração, para chegar a uma conclusão pessoal sobre qual sistema parece ser o mais bíblico. Para isso, não esqueça que, como a Confissão de Westminster comenta com muita razão, “na Escritura não são todas as coisas igualmente claras em si, nem do mesmo modo evidentes a todos…” (I, 7).

Por: Frank Brito Website: voltemosaoevangelho.com
Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

57 Comentários
  1. D. Diz

    “A Palavra de Deus é para agora. O futuro depende da atenção que damos a ela hoje.” J.I. Packer.

    concordo q a Palavra seja para o agora. o livro de apocalipse e para consolo. que maravilha saber que Cristo esta e estara reinando, assim como julgando. em que condicao vamos estar, em que lugar vamos estar, como vamos estar… isso depende do valor que damos ao reinado Dele desde ja. se valorizamos a graca explicita na Palavra, temos um foco, se nao valorizamos hoje…

  2. Pr João Victor Diz

    Um dos post mais sábios que já lí sobre o assunto.

  3. Ronilson Diz

    Muito bom o post. Sem dúvidas Pr João Victor, um dos melhores que também já li. Muito específico, sem defesa de qualquer pensamento, só uma demonstração das correntes existentes para a interpretação das Escrituras. Parabéns ao VE pelo post.

  4. ALEX Diz

    AS TRÊS ESTÃO ERRADAS. PORQUE JESUS NÃO MANDOU NINGUÉM VIVER EM FUNÇÃO DE CORRENTES TEOLÓGICAS.

    1. Yago Martins Diz

      Então qual é a que esta certa, mano? Não existe certa? Não existe errada? Tudo é certo? Tudo é errado? O que é verdade?

      É triste ver que algumas pessoas diferenciam teologia de conhecimento bíblico de Deus. Amigo, leia esse post e tente aperder de Deus: http://voltemosaoevangelho.com/blog/2011/01/luis-henrique-de-paula-o-argumento-da-caixa/

      Abraços.

    2. Jaime D. Silva Diz

      Caro Alex,

      Concordo contigo em: gênero, número, grau e BÍBLIA!

      Abraços,
      Jaime D. da Silva..

  5. Alan Cristie Diz

    Excelente texto, Frank!

  6. rita maia Diz

    Como o autor do texto disse, em relaçao ao Milênio, são as 3 principais linhas de interpretação e não as únicas, afinal se o ETERNO quisesse deixar claro, ELE o teria feito.
    Os que acreditam cegamente em interpretações humanas ou “sobrenaturais” devem ser cautelosos para não serem frustrados ou enganados como muitos já foram.
    Antes de criticar, devem analisar, com HUMILDADE, cada ponto de vista e tentar entender o porque dele, afinal foram estudiosos da Palavra que os expressaram (todos eles muuuito mais capacitados do que a grande maioria de nós).
    Apesar da agressividade do irmão Alex , ele tem razão em dizer que não devemos viver EM FUNÇÃO de correntes teológicas, aliás acho que expressou o mesmo que o autor do texto, que foi imparcial.
    Não sabemos qual a interpretação correta do Apocalipse, acredito que devemos estudar este Livro sem seguir correntes, mas nos aproveitando do conhecimento que elas nos trazem.
    Minha opinião pessoal é que no momento correto, a medida que for necessário, o ESPÍRITO DO ETERNO nos dará a revelação, como aconteceu aos escritores da Nova Aliança.
    na SHALOM de YESHUA.

  7. Frank Brito Diz

    O propósito do texto era mencionar um dos motivos de não haver consenso e também dar uma breve descrição das principais correntes.

    Mas como eu mencionei, “não estamos afirmando que todas essas interpretações sejam igualmente corretas, pois a Bíblia sendo perfeita não poderia estar falando mais de uma coisa sobre o mesmo assunto”.

    Pessoalmente, eu sou um pós-milenista convicto, acredito que a proposta geral do pós-milenismo é explícita na Bíblia e inclusive comecei a escrever um livro sobre o assunto.

  8. Airton Cláudio Diz

    Me perdoem, mais no assunto de escatologia eu sou um leigo, e preciso saber mais de Deus para essa questão! Não trato o livro de Apocalipse como muitos que vejo tratam: Que não devemos considerar o livro de apocalise, e sim o dia de Hoje. Mais como Paulo fala para Timoteo e diz que toda escritura é espirada por Deus, acho sim que o livro de Apocalise deve ser estudado, e ter muito cuidado. ‘Precisamos de TI Senhor, vem nos ajudar sobre esse grande e belo livro que é o Apocalipse.’

  9. Patrese Renan Diz

    Concerteza o texto é bem claro demonstra as correntes de pensamento mais conhecidas e estudadas, também afirmo ser um dos melhores textos que já li no VE.

    Parabéns Frank.

    E a Paz de Cristo seja com todos.

  10. Leo Ribeiro Diz

    Meu amigo Frank, parabéns pelo texto e VE, parabéns pela iniciativa de publicar textos de pessoas que estão começando agora no caminho de escritor.

    A principio o texto é imparcial, não defendendo nenhuma corrente, mas como o Frank citou: “a Bíblia sendo perfeita não poderia estar falando mais de uma coisa sobre o mesmo assunto”.

    Não pode haver mais de uma verdade na Bíblia quanto a um mesmo assunto, algumas pessoas dizem que na Bíblia há respaldo tanto para a predestinação, quanto para o livre-arbítrio, e isso é errado, não pode haver duas verdades em um mesmo assunto, quanto a escatologia, existe uma verdade, uma posição, uma corrente que é certa, embora as outras tenham sido afirmadas por grandes homens.
    Aguardo ansioso por seu livro Frank, creio que ele vai ser um veículo de esclarecimento para muitas pessoas.

    Paz e bem para todos!!!

  11. Empresário Vagner Fagundes Diz

    O querido pastoer esqueceu de sitar mais duas linhas de pensamentos e uma delas é sobre o milenista…

    1. Leo Ribeiro Diz

      Vagner, estou curioso para saber qual é o pensamento milenista.

      Paz e bem!!!

    1. Leo Ribeiro Diz

      Já li este artigo do Apocalipse total, não recomendo, pois o artigo é feito por alguém que acusa outra pessoa, sem ter um fundamento escatológico firme, não sabe nem a diferença entre Amilenismo e Pós-milenismo, baseando-se basicamente naquela conhecida teoria da conspiração.

      Leiam, mas apurem dentro da palavra!

  12. Mariela Diz

    Eu amo estudar o APOCALIPSE por vários motivos e um deles é que ele nos remete a estudar a Palavra inteira.
    Embora convertido, meu pai não estuda diariamente como gosto de fazer, mas ele tem uma frase que amo.
    ” De que adianta pensar nas questões do antes, durante ou após o milênio se no dia da sua morte é exatamente o dia que você verá Jesus?”
    Eu não penso como ele e tenho uma opinião bem formada sobre tudo o que estudo e o Espírito confirma, mas gosto de ver Cristo nas pessoas que pensam diferente de mim.
    Amo esse site porque como eu, são pessoas apaixonadas pela Verdade.
    Fiquem com Deus.

  13. Portaltestemunho Diz

    Amados irmãos, permitam-me sugerir a leitura dos vários artigos publicados no Blog, que ajudam e elucidam sobre estes temas. Especialmente os artigos “O Clamor”, etc.
    A Igreja precisa prescrutar e estudar as Escrituras.
    Se ler e estudar todos os artigos postados no Blog, acerca do assunto, vai concerteza obter mais algum esclarecimento e luz, trazida pelo Espirito Santo.
    Divulgue os artigos, pois apercebo-me que há muita falta de conhecimento da Palavra de Deus.
    Bênçãos de Deus!

  14. David Barros Diz

    Tudo isso é muito confuso…
    Vamos voltar ao Evangelho!

    1. Vini Diz

      Paz Davi,

      Pedro declara que alguns pontos que Paulo ensinava era confuso ou difícil, contudo ele não exorta Paulo a “voltar ao evangelho”. Ele chama de sabedoria dada por Deus.

      E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
      (2Pe 3:15,16)

      Devemos lembrar que “Jesus voltará” é parte do Evangelho. Historicamente os cristãos não tem sido unânimes de como isso se dará, mas não torna o assunto irrelevante.

      Paz em Cristo,
      Vini =)

  15. Vinícius H. S. Franco Diz

    Na minha opinião está tudo errado…
    Teologia não presta
    se vc acredita em algo, a teologia destorce
    é muito confuso…
    prefiro acreditar na Bíblia e tirar minhas próprias conclusões através da oração
    assim com o David disse
    “Voltemos ao Evangelho!”

    1. Vini Diz

      Irmão,

      Ou você não conhece o significado da palavra teologia ou está usando algum outro. As posições colocadas na postagem são exatamente conclusões de pessoas através da oração e da leitura das Escrituras.

      Mas, podemos deixar isto mais fácil. Pergunto:
      “Qual a interpretação correta do livro de Apocalipse?”

      Sua reposta será teologia.

      Paz em Cristo,
      Vini =)

    2. David Barros Diz

      Vini
      Quando disse “confuso” quiz dizer q é um pouco difícil de compreender…Mas sou Pré-milenista…
      O fato é q a teologia é o estudo da Bíblia…
      Mas alguns cristãos possuem suas próprias conclusões dentro da teologia, sendo assim muitos não concondam uns com os outros por causa de suas conclusões….

      Paz em Cristo

    3. Leo Ribeiro Diz

      Teologia é o Estudo sobre Deus. Existem sim muitas conclusões tomadas, agora o que temos que observar é, qual a mais Bíblica?
      Não podemos tomar algo como correto simplesmente pela maioria, mas sim a concordância que essa coisa tem com a Bíblia, e acerca de escatologia, embora haja muitas visões, existe uma correta.

      Paz e Bem!!!

    4. Jaime D. Silva Diz

      Graça e Paz,
      Há tá…Já que a tua resposta foi teologia Vinícius, então me diga por essa tua teologia: QUANTAS VEZES O APOCALIPSE É REVELADO???
      Claro, seguido de: Livro, capitulo e versículo bíblico.
      Aguardo…
      Jaime D. da Silva –

    5. Mauricio Diz

      Paz meu Irmão!
      Gostaria de lembrar o que Pedro disse:
      (II Pedro 1:20) – Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação.
      (II Pedro 1:21) – Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.

      Agora temos que cuidar com a declaração “tirar minhas próprias conclusões” deixamos que a Bíblia seja sua Intérprete como R.C Sproul escreveu sobre Interpretação Bíblica: “A Bíblia é o seu próprio Supremo Tribunal. A regra principal de interpretação bíblica é: “A Bíblia é sua própria intérprete”. Esse princípio significa que a Bíblia deve ser interpretada pela própria Bíblia. O que é obscuro em uma parte da Bíblia pode ser esclarecido em outra parte. Interpretar a Bíblia pela Bíblia significa que não devemos colocar uma passagem contra outra. Cada texto deve ser entendido não somente à luz do seu contexto imediato, mas também à luz do contexto da Bíblia como um todo”.

      E concerteza meu querido Irmão você deve orar e pedir ao Espírito Santo que Ele abra seu entendimento para que você compreenda o que a Palavra de Deus quer dizer. Logo você estará fazendo uso da Teologia que é igual a “Estudo sobre Deus” que é obvio, somente pelas Santas Escrituras.
      Deus te abençõe.
      Fique na paz de Cristo Jesus.

      Soli deo Gloria.

  16. David Barros Diz

    Eu prefiro pré-milenista…Penso eu que é mais bíblico….

  17. Vinícius H. S. Franco Diz

    quando vc entender oq eu realmente quis dizer, Vini, vc vem me retrucar…
    como não entendeu…
    naum tente responder algo q naum entendeu claramente!

  18. portaltestemunho Diz

    Aconcelho leitura do artigo:
    “Os sinais dos tempos” e “Que acontecimentos devemos esperar no futuro próximo”.
    Deus vos abênçõe!

    http://portaltestemunho.blogspot.com/2010/08/revista-o-clamor-3.html

  19. Diogo Diz

    Olá caras!

    Muito esclarecedor este artigo. Boa sorte no seu livro, e que Deus o abençoe.

    Só quero fazer uma pergunta: Qual a reelevancia e em que implica saber qual dessas linhas de pensamento é a correta?

    Faço essa pergunta porquê eu não consegui responder por mim mesmo, e como, em muitas questões bíblicas, Deus trouxe revelação sobre o que estava escrito na sua palavra após muitas heresias serem defendidas como verdade. Por incrível que pareça.

    Não desprezo o conhecimento da Bíblia e a Teologia, pelo contrário. Só acho muito difícil assimilar muitos desses conceitos e doutrinas. Principalmente os escatológicos. Como Deus nos deu mistério e parábolas, às vezes penso que o propósito da revelação deles não são para nós, ou não nesse tempo.

    Tem algum aspecto realmente crucial sobre o milenio que devemos saber e defender, ou é importante estudar porquê de repente Deus decide nos revelar?

  20. Carlos Costa Diz

    Eu admiro muito o estudo de escatologia, procuro sempre matérias com opiniões e claro algo que venha a enriquecer o conhecimento.
    As correntes teologicas apresentadas, sugerem um caminho, uma direção, um pensamento a seguir. São homens que dedicaram suas vidas no estudo e na meditação da palavra de Deus. Estudar é fácil? Particularmente não vejo uma tarefa fácil ainda mais se tratando das escrituras, por isso precisamos ter cautela ao analisar cada uma delas. Uma coisa é certa nada veio do acaso, tudo ( creio ) foi criado por Deus e ao seu tempo tudo será esclarecido. Precisamos estar preparados para o dia em que Jesus se manifestará para buscar os seus escolhidos, por isso minha mensagem é ” Aceite Jesus como salvador de sua vida ” e seja qual for a interpretação correta, estaremos prontos para subir com Jesus. Creio que Ele voltará, e muito em breve, pois tudo está se cumprindo.
    abçs a todos os leitores.

    Pr. Carlos Costa
    pastorcarloscosta.blogspot.com

  21. Hércules Diz

    graça e paz, bom eu gostaria da sua ajuda em relação a escatologia segundo a visão do Calvino, ja que sigo a corrente calvinista, se vc tiver um site que eu possa estudar mais profundo a escatologia eu te agradeço
    abraços, paz

    1. Vini Diz

      A posição escatológica de Calvino é debatida. Uns dizem que era pós-milenista e outra amilenista.

  22. Fernando Rizzi Diz

    Parabéns Frank,
    Ainda não tomei nenhuma posição com relação aos mil anos… Com tantos escritores renomados se divergindo… quem sou eu pra dar pitacos… ^^’… mas vou começar a estudar mais sobre o assunto!
    Muito bom Post! Parabéns!

  23. Kássio Diz

    Existe algum livro que trata destes 3 pensamentos escatológicos de forma esclarecedora????

  24. Michel Diz

    Bem, esse negócio de “reinado nos corações das pessoas” não me parece convidativo e nem bíblico… As Escrituras são claras… O Cristo vai voltar… Coisas vão acontecer…

    “… evangelização do mundo inteiro e o completo desenvolvimento social, econômico e cultural do mundo como fruto dessa evangelização. Acreditam que a Grande Comissão será bem sucedida e que a maior parte das pessoas do mundo será convertida.” Essa idéia é mundana… Mundo desenvolvido e sei lá o quê… Maior parte das pessoas será convertida??? Antes isso fosse verdade… Tudo vai se acabar e um novo céu e nova terra irão surgir debaixo do governo do Cristo… Nos atenhamos às Escrituras…

    “…mas que o Reino de Cristo é completamente espiritual, no coração dos cristãos…” Mais uma vez esse mundanismo espiritualista… Satanás deve se deleitar com isto… Repito: as Escrituras são claras… Destruição de tudo e criação de um novo céu e uma nova terra debaixo do governo do Cristo…

    Entretanto, jamais esqueçamos que independente de interpretações, não devemos sair debaixo da coluna da graça… Reconhecimento do pecado, arrependimento, luta contra a concupiscência da carne, vida santa, e fé no Cristo e em seu sacrifício… Isso é o que de fato importa… E que venha o Reino de Cristo…

    Abraço a todos…

  25. ;) Diz

    Graça e paz irmãos!

    Muito bom o artigo, revela que muito ainda não nos foi revelado…:)

    Alguém saberia me dizer o que o livro de Daniel tem a ver com o livro do Apocalipse?Alguém tem alguma literatura sobre o assunto pra me indicar?

    Obrigada!

  26. Otaviopatatas Diz

    Olá, vou dar uma opinião para abrir os vossos olhos, quando Cristo voltar vai ser,  
    LUCAS 17
    26 Como aconteceu nos dias de Noé, assim também será nos dias do Filho do homem.27 Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos.28 Como também da mesma forma aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;29 mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os destruiu a todos;30 assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar.

    Sabemos que nosso Salvador virá, e nos buscará e julgará a todos segundo as suas obras.

    Paz a todos.

  27. Filipe Diz
    1. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Filipe, eu vi o debate e não achei tão produtivo/informativo assim. Então resolvemos não legendar.

    2. filipe land Diz

      Bah… fiquei muito curioso!

  28. Filipe Diz

    A palavra fala em 2 TS 2 que Cristo não retornaria até que o filho da Perdição se manifestasse, ou seja, o Anticristo…há 2 eventos distintos que muitas pessoas confundem, que é o arrebatamento com a 2ª vinda de Cristo…entendo por Empirismo (ninguém me falou)  que vivemos num mundo onde cada vez mais os valores morais são invertidos, como sabemos o mundo jas do maligno…não tem lógica esse pensamento pós milenista…a palavra pode e será pregada ao mundo todo isso é fato…mas a grande maioria se converter…não creio, sinceramente…muita gente tem amado mais as coisas do mundo se voltando com Deus…o que pode se esperar e seja talvez mais lógico é a manifestação de UM dos Anticristos…que enganará a muitos inclusive os eleitos…não é isso que garante a palavra????

    1. Filipe Diz

      Se voltando CONTRA Deus…

    2. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Felipe, não quero entrar no debate sobre escatologia. Só corrigir um erro de leitura.

      Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. (Mateus 24:24)

      Veja que Jesus diz: “se possível fora”. Ele quer mostrar o tamanho da enganação que virá dos falsos profetas/cristos. Se fosse possível enganaria os eleitos de tão grande que será o poder enganador. Mas no “se possível fora” está subentendido que não é, e isso graças ao Pai que protege seus eleitos.

    3. Filipe Diz

      Vini, acredito PRINCIPALMENTE que Cristo deve ser o centro de TUDO…seja para pre/pós/Amilenistas…calvinistas / arminianos…batistas/pentecostais….
      Mas o assunto abordado aqui nesse PVE é exatamente sobre escatologia…acho q deveríamos conhecer o ponto de vista de todos uma vez que escatologia é terra de ninguem…srsrsrs
      – Olha como ta a leitura na NVI – Pois aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos.
      Mateus 24:24
      -Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
      Mateus 24:24 – ACF
      -Porque hão de surgir falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes sinais e prodígios; de modo que, se possível fora, enganariam até os escolhidos
      Mateus 24:24 – Almeida revisada
      Eu particularmente faço a leitura com 2 versões diferentes no site da bibliaonline.
      ACF e NVI.
      Sempre achei a versão da NVI muito fidedigna (em comparação a outras), mas fiquei receoso agora que houve esse impasse…
      E quanto ao Apocalipse em si, qual sua interpretação…abs

    4. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Filipe, todas versões tem o “se possível” que indicam que “não é possível”.

      Quanto a minha posição, a resposta é: não sei, não estudei o assunto a fundo.

  29. Rsrsrsrs Diz

    João Calvino Pós? rsrsrsrsr A tá

  30. Roberto Neves Diz

    Ei seu Frank onde foi que o Sr. ouviu ou leu que Calvino foi Pós-milenista? Procure averigua direitinho porque senão ele pode levantar da cova antes da hora, te cuida.

  31. julio Diz

    pré-tribulacionismo , pré-milenismo..ok!!!!

  32. Victor Rodrigues Diz

    Eu vejo a doutrina do Pós Tribulacionismo e da doutrina do Amilenismo como as frentes mais biblicamente corretas, pois elas, historicamente falando, elas não tem iniciação recente, ou seja, elas foram criadas e muito tempo atrás.
    O Pré Tribulacionismo pode-se excluir. Para quem não sabe, o Pré Tribulacionismo defende a tese de que Cristo voltará de forma secreta antes da Grande Tribulação para tirar sua Igreja da terra. Essa doutrina foi criada por John Darby em meados de 1830, onde ele também expandiu essa doutrina com a criação do Dispensacionalismo.

    O Midi Tribulacionismo, que defende que Cristo voltará no meio da Grande Tribulação para tirar sua Igreja, foi criado na década de 20, nos EUA.

    Já o Pós Tribulacionismo defende que Cristo voltará apenas uma única vez a terra, e o arrebatamento da Igreja acontecerá no mesmo dia da Segunda Vinda de Cristo, essa, no meu ver e estudando as Escrituras a um bom tempo, percebo que é a mais biblicamente possível.

    Esse é o meu ponto de vista sobre as Sagradas Escrituras, eu venho estudando a muito tempo sobre Escatologia e vejo que o Pós Tribulacionismo e o Amilenismo são as mais biblicamente corretas.
    (se forem deixar alguma resposta, deixe de forma clara e que seus argumentos estejam baseados na Bíblia).

  33. William de Oliveira Diz

    Irmãos posso garantir que se todos lerem os escritos de Calvino verão com bastante facilidade que ele tinha uma visão AMILENISTA, aliás o pós-milenismo já fracassou a muito tempo e hoje é praticamente nulo como visão aceitável.
    Quanto ao texto, honestamente, pelo menos no que diz respeito ao amilenismo, é pouco esclarecedor A ideia amilenisra é bem mais estruturada e complexa do que essa simples sinopse. Para quem quer entender o que realmente diz o amilenismo indico os livros de William Hendriksen. Eu mesmo fui pré-milenista dispensacionalista por mais de 10 anos, e hoje não só abandonei essa teologia “deixados para trás”, como a tenho com uma grave heresia.

  34. Alfredo Rodrigues Dos Santos Diz

    Concordo que não é fácil interpretar o Apocalipse. Todavia, quer me parecer que a corrente pré-milenista se adéqua melhor à minha concepção e aceito-a como a mais coerente com o que está nas Escrituras Sagradas

  35. Samuel de Barros Diz

    Interessante e elucidativa a análise supra.

  36. Thiago Jachetto de Campos Diz

    Caro irmão, você não tratou da interpretação correta do Apocalipse, pois apresentou apenas posições e não doutrinas. Além disso, afirmar que para entender as parábolas é necessário "dedicação e esforço" é não entender que a revelação aos eleitos.

  37. Wendel Roque Diz

    Jonh Piper e Jonh Macarthur são pré-milenistas, porém, existe uma diferença muito grande entre eles:

    O Piper é pré-milenista clássico pós- tribulacionista, o Macarthur é pré-milenista pré-tribulacionista dispensacionalista.

  38. Ilana Nascimento Sabino Diz

    Achei muitíssimo interessante este estudo e de tal humildade que me resta parabenizá-lo, irmão Vinícius.Sou da igreja batista em geral concordo com as premissas da doutrina arminiana mas reconheço que há muitas coisas incrivelmente relevantes em muitos dos princípios calvinistas e e interessante compreender que seja qual for a linha de pensamento adotado pelo verdadeiro cristão ao entender e interpretar a doutrina da Graça, o que mais importa é o respeito pelo outro irmão e aquilo que temos em comum: a fé em Jesus Cristo. Da mesma forma os princípios de interpretação do milênio ou quaisquer outros elementos do livro tão misterioso de Apocalipse, devemos manter a unidade e o respeito pelos que pensam diferente e conservarmos firmes aquilo que temos em comum: Cristo voltará e a Igreja vencerá nEle. Amém!

  39. Jaime D. Silva Diz

    Boa noite,
    Gostaria deixar aqui a minha participação, num breve resumo do assunto:

    AMILENISMO:
    Uma das dificuldades do Amilenisno, consiste exatamente em não admitir as várias promessas de Deus de implantar seu Reino “literal” sobre a terra, impedida temporariamente pelo pecado do primeiro Adão.
    Promessas estas, que Cristo – O ÚLTIMO ADÃO (1Cor. 15:45), doi instituído por Deus, desde a fundação do mundo (Gen. 3:15) para realizá-la em seu reinado restaurativo de Mil anos sobre a terra.
    Em razão disso, é que o Senhor aguarda sua vinda à direita do Pai, não somente para vir e arrebatar sua Igreja, mas também, para através do seu Reino de justiça e paz, restaurar todas as coisas, conforme a Escritura:
    “O qual convém que o céu contenha ATÉ AOS TEMPOS da RESTAURAÇÃO DE TUDO, dos quais Deus falou pela boca de todos os seus profetas, desde o princípio”. Atos 3:21.

    PRÉ-MILENISMO:
    Embora o ponto forte da pregação Pré-milenista seja a o Milênio de Cristo e a Igreja sobre a terra, entretanto, seu ponto fraco, consiste no erro de querer conjugar essa verdade, à sua teoria Pré-tribulacionista enganosa, duma vinda de Jesus em duas fases ou etapas, antes da Gr. tribulação; sendo reprovado essa teoria, quando comparado à luz das Escrituras nos seguintes temas:
    1-Manifestação da apostasia e do anticristo (última semana), antes da vinda do Senhor e do arrebatamento bíblico (2Tes. 2:1 a 4).
    2-A primeira ressurreição e arrebatamento bíblico, somente no último dia (Jo. 6:39,40,44 e 54 – 11:24).
    3-A vinda bíblica do Senhor, somente mais uma vez, visível, com alarido acompanhado de seus santos anjos (Mat. 24:30 – Jo. 14:3).
    4-A Sétima trombeta ou última trombeta bíblica, do tempo dos mortos (a dos dias do arrebatamento), somente será tocada depois das seis primeiras trombetas das pragas etc…(Apoc. 11:15).

    Portanto, para permanecer no meio cristão, a mágica Pré, foi obrigada a tirar da cartola, também um Tribunal de Cristo no céu para entrega dos galardões, e uma Bodas do Cordeiro, nos sete anos da última semana, somente para essa parte privilegiada da Igreja gentia. Porém, essa manobra criou uma grande dificuldade para sua própria teoria, além de contradizer diretamente as Escrituras; os Pré, também colocaram a justiça Divina em xeque; pois, se por um lado, o jesus teológico Pré, oferece ressurreição/arrebatamento antes da Gr. tribulação, entrega de galardões no Tribunal e as Bodas do Cordeiro no céu, somente para um grupo privilegiado de pecadores justificados pelo Sangue do Cordeiro, chamados de Igreja.
    Por outro lado, o mesmo Jesus, já nega o direito de ressurreição/arrebatamento aos pecadores que serão justificados pelo mesmo Sangue do Cordeiro na Grande tribulação; chamados pelos Pré, de mártires (gentios ou israelitas), os quais serão degolados pelo anticristo (Apoc. 20:4); negando-lhes também, o direito de fazer parte do Corpo de Cristo; o direito de receberem os galardões, bem como de participar das Bodas do Cordeiro.

    Ao passo que, as Escrituras jamais afirmaram que haverá “duas ressurreições ou dois arrebatamentos para o povo de Deus da fé, (uma antes da última semana p/ essa parte da Igreja, e uma segunda depois para os mártires da Gr. tribulação, gentios e israelitas); SENÃO APENAS UMA RESSURREIÇÃO NO ÚLTIMO DIA (Jo. 6:39,40,44 e 54 – 11:24).
    Nem que haverá dois Tribunais de Cristo (um durante a última semana p/ essa parte da Igreja, e outro depois para os mártires da Gr. tribulação, gentios e israelitas); SENÃO APENAS UM TRIBUNAL, NO ÚLTIMO DIA (Mat. 25:31 a 46 – Jo. 12:48).
    Muito menos que haverá duas Bodas do Cordeiro (uma antes da última semana p/ essa parte da Igreja, e a outra depois, para os mártires da Gr. tribulação, gentios e israelitas); SENÃO APENAS UMA NO ÚLTIMO DIA (Apoc. 19:7).
    Portanto, conforme vimos, a teoria Pré-tribulacionista por si só se anula, não passando de achologia humana.

    PÓS-MILENISMO:
    A crença do “Pós-milenismo” contempla que Cristo retornará depois que a Igreja (não o próprio Cristo) estabelecer o Reino na terra. Os pós-milenaristas acreditam que Cristo vai retornar num tempo indefinido, sem que seja especificamente antes do Milênio. Aqueles que defendem essa opinião não interpretam literalmente as profecias futuras, acreditam que Apocalipse 20:4-6 não deva ser interpretado literalmente e que 1000 anos simplesmente significa “um longo período de tempo”.

    Quanto a mim, prefiro dizer que essa teoria, não passa de fruto do livre arbítrio dado ao homem, para crerem no que quiserem!

    Estou disponível para perguntas ou debates escatológicos, aqui ou pelo meu E-mail:
    E-mail:[email protected]

    Desculpem o jornal.
    Abraços,
    Jaime.D. Silva – Curitiba Pr.

Comentários estão fechados.