Verdades e Mitos sobre a Páscoa

Nesta época do ano celebra-se a Páscoa em toda a cristandade, ocasião que só perde em popularidade para o Natal. Apesar disto, há muitas concepções errôneas e equivocadas sobre a data.

A Páscoa é uma festa judaica. Seu nome, “páscoa”, vem da palavra hebraica pessach que significa “passar por cima”, uma referência ao episódio da Décima Praga narrado no Antigo Testamento quando o anjo da morte “passou por cima” das casas dos judeus no Egito e não entrou em nenhuma delas para matar os primogênitos. A razão foi que os israelitas haviam sacrificado um cordeiro, por ordem de Moisés, e espargido o sangue dele nos umbrais e soleiras das portas. Ao ver o sangue, o anjo da morte “passou” aquela casa. Naquela mesma noite os judeus saíram livres do Egito, após mais de 400 anos de escravidão. Moisés então instituiu a festa da “páscoa” como memorial do evento. Nesta festa, que tornou-se a mais importante festa anual dos judeus, sacrificava-se um cordeiro que era comido com ervas amargas e pães sem fermento.

Jesus Cristo foi traído, preso e morto durante a celebração de uma delas em Jerusalém. Sua ressurreição ocorreu no domingo de manhã cedo, após o sábado pascoal. Como sua morte quase que certamente aconteceu na sexta-feira (há quem defenda a quarta-feira), a “sexta da paixão” entrou no calendário litúrgico cristão durante a idade média como dia santo.

Na quinta-feira à noite, antes de ser traído, enquanto Jesus, como todos os demais judeus, comia o cordeiro pascoal com seus discípulos em Jerusalém, determinou que os discípulos passassem a comer, não mais a páscoa, mas a comer pão e tomar vinho em memória dele. Estes elementos simbolizavam seu corpo e seu sangue que seriam dados pelos pecados de muitos – uma referência antecipada à sua morte na cruz.

Portanto, cristãos não celebram a páscoa, que é uma festa judaica. Para nós, era simbólica do sacrifício de Jesus, o cordeiro de Deus, cujo sangue impede que o anjo da morte nos destrua eternamente. Os cristãos comem pão e bebem vinho em memória de Cristo, e isto não somente nesta época do ano, mas durante o ano todo.

A Páscoa, também, não é dia santo para nós. Para os cristãos há apenas um dia que poderia ser chamado de santo – o domingo, pois foi num domingo que Jesus ressuscitou de entre os mortos. O foco dos eventos acontecidos com Jesus durante a semana da Páscoa em Jerusalém é sua ressurreição no domingo de manhã. Se ele não tivesse ressuscitado sua morte teria sido em vão. Seu resgate de entre os mortos comprova que Ele era o Filho de Deus e que sua morte tem poder para perdoar os pecados dos que nele creem.

Por fim, coelhos, ovos e outros apetrechos populares foram acrescentados ao evento da Páscoa pela crendice e superstição populares. Nada têm a ver com o significado da Páscoa judaica e nem da ceia do Senhor celebrada pelos cristãos.

Em termos práticos, os cristãos podem tomar as seguintes atitudes para com as celebrações da Páscoa tão populares em nosso país: (1) rejeitá-las completamente, por causa dos erros, equívocos, superstições e mercantilismo que contaminaram a ocasião; (2) aceitá-las normalmente como parte da cultura brasileira; (3) usar a ocasião para redimir o verdadeiro sentido da Páscoa.

Eu opto por esta última.

Por: Augustus Nicodemus. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Original: Verdades e Mitos sobre a Páscoa.

35 Comentários
  1. HORÁCIO Diz

    O DESENHO ESTÁ ESCRITO “COELINHO” E O CERTO É COELHINHO”  FAVOR C ORRIGIR

    1. Vinícius Musselman Pimentel Diz

      Obrigado. Corrigido.

  2. Senna Diz

    hahaaah euri desse cada falando do desenho kkk

  3. Senna Diz

    Hoje a pascoa é banalizada pelas pessoas dentro das próprias “igrejas” é bom ver textos que esclarecem o assunto e nos lembra o real significado desta data.

  4. HORÁCIO Diz

    Obrigado pela correção. O texto é magnífico, mais uma vez, o Dr. Augustus Nicodemus deixa as coisas ás claras…

  5. Eric-oliveira-2 Diz

    fico com a opção  3

  6. Daniel Faliosa Diz

    Tomemos o cuidado para que até mesmo o natal não seja “engolido” pelo mercantilismo dentro em nossos corações (pois sabemos que para os que se perdem essa é uma realidade há muito presente na sociedade)

  7. carlos r simão Diz

    fico com opção 1 pois vejo pessoas sacrificando o pouco que se tem $ para satisfazer o mercado sujo que se tornou as passagens importantes da humanidade.temos que cuidar de nossas crianças não com invenções comerciais,parabens e obrigado pela mensagem.

  8. Giullianocordeiro Diz

    Ótima postagem, Augustus deixa a “rinha” Calvinismo x Arminianismo de lado e foca em algo realmente substancial. Deus seja louvado e somente Ele !

  9. Thiago Simões Lacerda Diz

    “Receive, Reject or Redeem”. A ideia desse último parágrafo é ótima. Driscoll tratou aqui: 
    http://hsuva.wordpress.com/2010/12/08/driscoll-cultlure-receive-reject-redeem/

  10. Andujar Diz

    Opção 1…

  11. Edvonaldo Horacio Diz

     As  Escrituras falam que foi o anjo da morte quem passou ?

    1. rita maia Diz

      Na versão da Bíblia de Jerusalém:
      Em Ex 11:4 Moisés disse que o ETERNO disse “a meia noite passarei”, 
      em Ex 12:12 o ETERNO diz: “eu passarei… e ferirei… quando eu vir o sangue passarei adiante…”
      em Ex 12:23 Moisés repete que o ETERNO passaria para ferir os egípcios e quando ele visse o sangue não permitiria que o Exterminador entrasse na casa… 
      em Ex 12:29 diz que a meia noite o ETERNO feriu todos os primogênitos
      Foi o ETERNO DEUS quem passou, ou o Exterminador, representando Ele? Ou ambos?

    2. Edvonaldo Horacio Diz

      Oi Rita!Bem, pelo contexto da própria passagem acredito ter sido o próprio Deus que passou por lá, por pelo menos dois motivos: (1) Era o Egito que ali estava executava tudo que era contrário a ordem de Deus,visto que , por Moisés ,o próprio Eu Sou pediu que libertasse Seu povo;(2)Deus é um Deus Santo,santo,santo (Is6.3),assim naquela noite o Senhor disse que passaria pelo Egito para trazer o Seu juízo sobre a terra e sobre os deuses (Ex12.12).A única coisa que o Eu Sou respeitaria era a marca de sangue nas portas o que nós sabemos claramente o que apontava..Obs.:Coloquei esta pergunta acima apenas para estimular o que muitas vezes nós mesmos falamos por tanto ouvirmos, e sob nenhuma hipótese queria criticar ofensivamente a citação de Augustos Nicodemos.Ele continua sendo o mesmo homem de Deus que ,aliás,admiro muito visto esta e outras pequenas postagens daqui do VE que mostram sua autoria.Sei que todos erramos, sem exceção,pois apenas Cristo é sem erro,sem pecado.A graça e a paz sejam com todos vós!!!

    3. Edvonaldo Horacio Diz

      *tendo em vista

    4. Edvonaldo Horacio Diz

      Ha…fico com (1) e (3).A graça seja com todos!!!

  12. Fabio Silveira de Faria Diz

    Também fico com a terceira opção, pois, precisamos incentivar as pessoas a conhecerem o verdadeiro evangelho.  
    No texto está escrito que na quinta feira à noite, antes de ser traído… porém não podemos esquecer que o dia para os judeus se inicia ás dezoito horas , e, portanto a noite de quinta feira para nós representa o início da sexta feira para eles.
    Abraços.
    fabio, cristaodebereia.blogspot.com 

  13. Emanueljunior00 Diz

    Terceira Opção !!

  14. Will Diz

    e tem igreja que da ovinho de páscoa pras criancinha ainda…

  15. Cdraque Diz

    parabéns pastor vc tem o meu mesmo conceito bravo!!!

  16. RFRN Diz

    Esse texto apenas demonstra a ignorância de um cristão. O coelho, o ovo e outros elementos que foram acrescentados à Páscoa Cristã, o foram por um significado própria. Da mesma forma, outros elementos foram acrescentados à Páscoa Judaica. O fato de um símbolo ser incorporado a um ritual posteriormente a sua instituição, não o desmerece. O Coelho e os ovos foram símbolos incorporados nos séculos XVII e XVIII. Ambos significam a fecundidade da Fé Cristã. Nada tem a ver com crendices, mas eram presentes dados às crianças nessa época. Outro grande equpivoco: a sexta=feira da paixão é comemorada, como dia santo, desde a antiguidade. Relatos escritos, já no século II, já afirmavam esse dia como Santo. O que se iniciou na idade média foi o ritual litúgico: antes, apesar de santo, na sexta-feira nada era feito nas igrejas, como sinal de luto pela morte de Cristo. Outro erro: apenas o domingo é Santo. Ora, sem a morte, não há ressurreição (por incrível que pareça: você tem que morrer para ressuscitar). Ao celebramos todos os dias da Páscoa, celebramos a Morte (sexta), a esperança de Vida Nova (Sábado) e a Ressureição (Domingo). Esse caminho importa no símbolo da conversão do Homem. Primeiro vivemos no Pecado, depois conhecemos Cristo na Esperança de Vida Nova, por fim: Cristo nos salva, dando Vida Nova. Afinal, como disse Jesus: É Preciso que a semente morra para dar vida. Devemos celebrar não apenas a Vitória, mas também a Tribulação de nossas vidas. Por vezes, Cristo afirmou que a tribulação não era fruto do Pecado, mas Instrumento para a Glória de Deus. Por que não celebrarmos o meio que o Pai se utilizou para salvarmos? Ou o sinal da Divindade de Cristo (sua ressureição) é maior que seus mandamentos? 

    1. Nazareno Diz

      Concordo com o texto do pastor e você meu caro ta meia boca. Decida: ou ser cristão verdadeiro ou aceitar o permissionismo do mundo em sua vida. Que Deus continue te abençoando.

    2. RFRN Diz

      Por que estou “meia boca? Por que não sou Cristão? Me julga como falso Cristão apenas por poucas linhas que escrevi? Pensei que apenas Cristo poderia julgar, que apenas a Deus caberia conhecer a fé de cada um? Quando não temos argumentos, atacamos pessoalmente o interlocutor. Argumente! Você não Jesus atacando sem argumentos no Evangelho.

    3. Rubens Ab Filho Diz

       Eu acho q o oq o Rev Augustus quis dizer é q a festa da pascoa não é uma festa genuina por não ter sido estipulada por Cristo e/ou os apostolos na escritura… foi acrescentada no cristianismo mas não é uma festa Bíblica.. não creio q ele disse q é errado comemorar a pascoa ou qualquer outro festa cristã como o natal… abraços!!!

    4. Huss Savonarola Diz

      RFRN, infelizmente é impossível descrever à um cego o que é a luz ou as cores da vida, você continuará tentando comparar a luz e as cores, com a sua realidade sem elas, e ninguem poderá lhe abrir os olhos à não ser o Espírito Santo, e isso só acontecerá se você permitir.

  17. simão Diz

    HOJE PÁSCOA E NATAL É SINÔNIMO DE PRESENTE ; Á GRANDE MAIORIA NÃO SE IMPORTA EM ESCLARECER AS CRIANÇAS E JOVENS O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE DUAS PASSAGENS TÃO IMPORTANTES. NÃO VEMOS PROPAGANDA ALGUMA FALANDO DE JESUS.SO O COELHINHO E PAPAI NOEL SACIA A FOME VORAZ DO COMERCIO NO SECULO XXI. QUE DEUS NOS ABENÇOE E GUARDE.

  18. simão Diz

    falo da opção 1 do mercantilismo que vem á cada ano ofuscando ainda  mais o verdadeiro sentido de passagens como esta. por não concordar com esta fome comercial, por tanto lucro, é que tenho a certeza que sou cristão.creio não ter-me expressado bem.um grande abraço e uma pascoa abençoada a todos os leitores.

  19. Willl Diz

    com certeza a opçao 3 . nos como cristao temos o dever de fazer com que as pessoa voltem o olhos para cristo e para maravilhosa atitude de Deus em dar o seu unico filho , e prar de perder vidas com comentarios q de nada servem e de nada adiantam se com ovos ou sem ovos , com coelhos ou sem coelhos como simbolo disso e daquilo importante meu caros é q vcs perdem um tempo raro com essas tolices  pois enquanto isso pessoas morrem de formas cada ve mais crueis e sem conhecer a palavra do  Sr .

        Meus  parabens por esse belo comentario sr nicodemos e que Deus abençoe a todos .

     

  20. Pastor José Galvão Diz

    Concordo totalmente !

  21. Madalena Diz

    Hoje li o texto e achei maravilhoso. Fico com a opção 3. Aproveito e peço-lhe que corrija a palavra : Por que ( usa-se o ‘por que’ separado)

  22. Madalena Diz

    Li. Gostei. Fico com a opção 3. Por favor corrija na frase: Por que mentes para mim? ( usa-se o por que separado).

  23. Rizone L.C Diz

    Fui Edificado… Louvado seja o Senhor

  24. Edno Barbosa Gonçalves Diz

    que porra

  25. Edno Barbosa Gonçalves Diz

    que porra

  26. merda Diz

    vai todo mundo toma no cu, com coelho ou não…

Comentários estão fechados.