Joel Beeke – Os Fundamentos da Segurança na Fé #Fiel2012

Joel Beeke palestrou sobre a certeza da salvação. Infelizmente, muitos cristãos não tem certeza da sua salvação. Baseado em Romanos 8:1, 12-17, 28, 38-39 e II Corintios 1:18-22 e comentando o ponto II do capítulo XVIII da Confissão de Fé de Westminster, Beeke mostra que nossa segurança vem de três fontes:

  1. Divinas Promessas em Cristo Jesus
  2. Evidências Internas da Graça
  3. Testemunho direto do Espírito Santo.

Índice das Pregações Ouça e baixe o áudio da mensagem  Adquira o DVD

Resumo

Texto bíblico

Romanos 8:1,12-17,28,38,39

Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. […] Assim, pois, irmãos, somos devedores, não à carne como se constrangidos a viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados. […]Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. […] Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

2 Coríntios 1:18-22

Antes, como Deus é fiel, a nossa palavra para convosco não é sim e não. Porque o Filho de Deus, Cristo Jesus, que foi, por nosso intermédio, anunciado entre vós, isto é, por mim, e Silvano, e Timóteo, não foi sim e não; mas sempre nele houve o sim. Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio. Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.

Muitos cristãos se perguntam: como sei se sou salvo? Esta é uma pergunta que aflige a muitos.

O escopo da segurança da fé inclui:

  • O perdão de todos os meus pecados;
  • A alegria no relacionamento com o Deus Trino;
  • A noção de pertencer a família de Deus.

A maioria dos cristãos hoje em dia não tem completa segurança de sua salvação, mas trocaram isso por uma fé fácil e barata, confiando em uma oração ou em terem levantado a mão para receber Jesus.

A Confissão de Westminster coloca a certeza da salvação nos seguintes termos:

Esta certeza não é uma mera persuasão conjectural e provável, fundada numa falsa esperança, mas uma infalível segurança da fé, fundada na divina verdade das promessas de salvação, na evidência interna daquelas graças a que são feitas essas promessas, no testemunho do Espírito de adoção que testifica com os nossos espíritos sermos nós filhos de Deus, no testemunho desse Espírito que é o penhor de nossa herança e por quem somos selados para o dia da redenção.

Podemos ver três fundamentos para a Segurança da Fé: as Divinas Promessas em Cristo Jesus, a Evidência Interna da Graça, e o Testemunho Interno do Espírito.

Divinas Promessas em Cristo Jesus

As Promessas de Deus

As promessas objetivas de Deus são a base primária da nossa segurança (e não nossas impressões subjetivas). Todas as outras formas são construídas em cima desta. Se você apenas procurar sua segurança em si mesmo, sem confiar nas promessas de Deus, você nunca terá segurança, pois somos todos pecadores. Primariamente, obtemos segurança da mesma forma que recebemos o Evangelho: nós recebemos as promessas de Deus em Cristo Jesus, que neles são sim e amém. Se estamos em Cristo Jesus, Deus promete que somos Seus filhos e podemos, então, descansar; e, quando descansamos e confiamos nas promessas de Deus, o honramos.

Registro daquilo que Deus tem feito em nossas vidas

A cada dia experimentamos a verdade das promessas de Deus – sua misericórdia e graça. Então, ao longo de nossa vida, Deus constrói uma segurança mais firme – Ele responde nossos clamores, supre nossas necessidades e lava os nossos pecados no sangue de Jesus. Este constante mover da bondade e justiça de Deus nos ajuda a crescer a nossa segurança. Então, pelos anos de fidelidade de Deus, conseguimos testificar do amor do Pai para conosco.

O caráter de Deus

Deus é fiel. Deus é um Deus consistente e misericordioso. Deus tem prazer em mostrar misericórdia. Ao olharmos para o caráter misericordioso de Deus encontramos conforto.

Evidências Internas da Graça

Além da base primária das promessas divinas, os puritanos afirmavam bases secundárias como as evidências internas da graça e o testemunho interno do Espírito.

As evidências internas da graça são expressas nas bem-aventuranças em Mateus 5, no fruto do Espírito em Gálatas 5 e em outros textos. Ao olharmos, capacitados pelo Espírito, para as obras da graça realizadas pelo Espírito em nossas vidas, podemos ter certeza da nossa salvação.

Os puritanos apresentavam isso como os silogismos da alma:

Premissa maior: Apenas os filhos de Deus tem fome de Deus

Premissa menor: Não posso negar que tenho fome de Deus

Conclusão: Devo ser um filho de Deus

João faz muito isso em sua primeira epístola: “todos que amam os filhos de Deus são os filhos de Deus”.

O problema é que não somos consistentes e muitas vezes só vemos pecado ao olharmos para nós mesmos. Nestes momentos temos que olhar para as promessas de Deus e clamar para que o Espírito Santo nos guie, pois todos os que são guiados pelo Espírito são filhos de Deus. Quando não vejo as marcas da graça em minha alma, preciso pedir para o Espírito Santo força para mortificar as obras da carne e pedir que Ele me guie.

Algumas vezes a única marca que conseguimos ver é a fé. Se você consegue vê-la este é um indicativo de que você tem as outras marcas, mesmo que não consiga vê-las. A grande marca da fé é que ela encontra tudo em Jesus Cristo – Cristo é o objeto da fé. O problema é que muitos recebem a Jesus somente como um salvador, porque amam não ir para o inferno ou como um protetor, pois amam a sentir-se seguros, mas não o recebem como Ele realmente é: um Salvador totalmente belo que me salva de todos os meus pecados e que também é o Senhor e o Tesouro supremos de toda a minha vida. Essa é a diferença entre a segurança falsa e verdadeira. Na segurança falsa, a pessoa quer que Jesus o ajude de toda forma, mas a pessoa não deseja mudar – quer tanto Jesus como o mundo. Contudo, a fé verdadeira almeja por mudança; deseja receber a Cristo como Ele realmente e tomar sua cruz e segui-lo.

Quando você examina a sua vida, você consegue ver as marcas da graça? Você consegue dizer “eu não posso negar a ação do Espírito em minha vida”. Se sim, você pode ter segurança de sua salvação através também das evidências internas da graça.

Testemunho direto do Espírito Santo

O Espírito Santo testemunha das evidências internas da graça, como dissemos acima. Outra forma é que o Espírito diz diretamente para nós que somos filhos de Deus. Isso acontece normalmente através das promessas das Escrituras, onde Ele aplica a Palavra de Deus com poder em nossas vidas, comunicando que somos filhos de Deus. Isso é um grande conforto para o cristão e pode reanimá-lo em sua caminhada. O Espírito Santo mostra o amor de Deus por nós e o nosso amor por Deus, mas também nos fala diretamente que somos amados por Deus.

Estas três esferas da certeza da salvação possuem ação do Espírito. O Espírito aplica as promessas, testemunha as evidências internas da graça e testifica diretamente para nós. Quanto mais estamos cheios dessas ações do Espírito mais frutos a árvore de nossa segurança terá. Você pode ver essas ações do Espírito em sua vida? Você tem segurança da sua salvação? Podemos ter segurança olhando para as promessas de Deus, para a obra divina em nossas vidas e para o testemunho do Espírito. Todas só são possíveis em e através de Jesus Cristo. Ter certeza da nossa salvação nos tornará mais frutíferos na obra de Deus e mais alegre no ministério cristão.

Por: Joel Beeke. Editora Fiel 2006 – 2012 © Todos os direitos reservados.

Resumo por: Voltemos ao Evangelho ©. Website: www.voltemosaoevangelho.com

Permissões do Resumo: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e seu ministério, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

1 comentário
  1. Marcos Almeida Almeida Diz

    Amei este artigo, que Deus continue nos abençoando, e que de fato voltemos ao Evangelho.

Comentários estão fechados.