um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Como Homens e Mulheres se Complementam no Discipulado?

O discipulado deve ser uma ferramenta para o crescimento espiritual, tanto de homens como de mulheres. Nesse artigo, Jonathan Leeman nos leva a refletir sobre a participação de ambos sob um caráter de complementarismo, visando a combinação das diferentes responsabilidades dadas a cada um por Deus:

O complementarismo é crucial para o discipulado cristão porque pastores e igrejas precisam sustentar diferentes retratos de maturidade cristã para os homens e para as mulheres.

O complementarismo ensina que Deus criou o homem e a mulher iguais em valor e dignidade, segundo Gênesis 1; mas ele também deu a eles diferentes papéis relacionados um ao outro, segundo Gênesis 2. Esse equilíbrio entre a igualdade e a diferença significa que alguns aspectos do discipulado serão unissex, enquanto que outros aspectos serão específicos para cada gênero. Então o Apóstolo Paulo pode dizer que não há homem nem mulher em Cristo quando se trata da nossa salvação, enquanto ele também diz que não permite que a mulher ensine ou tenha autoridade sobre o homem quando se trata da igreja local (Gl 3.28; 1Tm 2.12).

Três coisas são necessárias para ajudar a mover o discipulado para uma direção complementarista. Leia ao artigo completo aqui:

Leia o artigo completo

pastoringwomenJonathan Leeman é graduado em Jornalismo, possui mestrado em Divindade pelo Southern Baptist Seminary (EUA) e Ph.D. em Eclesiologia. É diretor de comunicação do Ministério 9Marks.

Por Jonathan Leeman. Extraído do site www.9marks.org. © 2014 9Marks. Original: Why Complementarianism Is Crucial to Discipleship

Este artigo faz parte da edição de Julho/Agosto de 2010 do jornal  9 Marks Journal.

Tradução: Alan Cristie. Revisão: Renata do Espírito Santo – © Ministério Fiel. Todos os direitos reservados. Website: www.MinisterioFiel.com.br. Original: Como Homens e Mulheres se Complementam no Discipulado?

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

2 Comentários
  1. Sandra Ferreira Diz

    Deus toma a frente …

  2. Anônimo Diz

    Li o artigo e o que Jonathan escreveu veio de encontro a uma das minha preocupações na igreja atualmente. Vejo tantas mulheres em evidência, nos púlpitos, ou até mesmo em suas próprias casas e tantos homens sentados nos bancos apenas observando a coisa toda rolar. Meu sonho é ver os homens tomando seus cajados e atuando verdadeiramente como líderes. Será muito melhor para nós mulheres.
    Acredito que é necessário que isso seja de fato ensinado na igreja, já que sinceramente, ainda não vi esse tema ser abordado. No meu caso, me vi tendo que deixar a linha de frente, porque de certa forma eu notei que estava desonrando meu esposo enquanto estava em evidência. inclusive, deixava afazeres que eram para ser feitos por mim, com excelência, por estar sobrecarregada com ministérios.
    Que Deus tenha misericórdia de nós e que ponha ordem em tudo que está desorganizado.

Comentários estão fechados.