A Face de Deus [Quem é o Espírito Santo?]

Um presente para você! Estudaremos na Conferência Fiel 2014 sobre a obra do Espírito Santo, mas gostaríamos que você já fosse estudando sobre a pessoa do Espírito. Para isso, o Ministério Fiel, em parceria com o Ministério Ligonier, disponibilizará gratuitamente as aulas do DVD “Quem é o Espírito Santo?” de Sinclair Ferguson para que você possa aprofundar-se em seu aprendizado.

Sumário das Aulas

Introdução da Mensagem

Muitas pessoas afirmaram em várias épocas e de várias maneiras que o Deus do Antigo Testamento não é o mesmo Deus do Novo Testamento. Infelizmente, essa asserção interpreta mal a natureza e os propósitos de Deus. Deus é imutável: Ele não muda em sua natureza, caráter ou propósitos. Não obstante, ele escolheu revelar sua pessoa e seus planos progressivamente na história da redenção através do seu Espírito. Isso não significa que o Espírito não tenha revelado a face de Deus de maneira alguma no Antigo Testamento. Pelo contrário, o Antigo Testamento revela que o Espírito expôs a natureza muito pessoal do nosso Senhor ao seu povo ao longo da antiga aliança enquanto apontava adiante para a plenitude da sua exposição em Jesus Cristo.

Leitura bíblica

Gênesis 1.2; 2.7; 41.38; Êxodo 13.3–11, 30–35; Números 11.16–30; 2 Samuel 23.1–7; Salmo 51.9–12; 104.29–30; 139; Isaías 63.9–10; Ezequiel 39.29; Daniel 1.17–21; 2.46–49; Mateus 11.28; Efésios 4.30; 1 Pedro 1.10–12; 2 Pedro 1.21

Objetivos de aprendizado

  1. Explorar como o Espírito Santo trabalhou na antiga aliança, conforme registrado no Antigo Testamento, para preparar o povo de Deus para a vinda do Senhor Jesus Cristo;
  2. Entender o caráter pessoal do Espírito;
  3. Compreender que o Espírito quer trazer o povo de Deus a um relacionamento íntimo com o Senhor;
  4. Ver a natureza progressiva da obra do Espírito.

Citação

Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás! Se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também! Se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá. —Salmo 139.7–10

Esboço da palestra

I. O Espírito de Deus e a Face de Deus

A. O Espírito de Deus torna os cristãos conscientes da presença de Deus.

i.      Salmo 139: Você não pode fugir de Deus em sua criação.

ii.      Salmo 104.29–30: O Espírito de Deus não é a única expressão da presença de Deus, mas o Espírito revela para nós a face de Deus.

1. O Espírito revela mais do que apenas os atributos de Deus. Ele revela a própria face de Deus.

2. O Antigo Testamento revela isso em muitas ocasiões (por exemplo, Ezequiel 39.29; Salmo 51).

B. Na antiga aliança, o Espírito revela de muitas maneiras a face de Deus, a natureza pessoal do Senhor.

i.      O Espírito revela o amor pessoal de Deus pelo seu povo ao conceder a eles sabedoria.

1. Gênesis 41.38: Deus dá a José sabedoria, o que foi reconhecido pelo Faraó.

2. Daniel 1.17–21; 2.46–49: Nabucodonosor reconhece que Deus deu a Daniel sabedoria.

3. O Espírito ensina sabedoria ao povo de Deus, o que até incrédulos atestam.

ii.       O Espírito revela Deus em sua Palavra.

1. O Espírito Santo instrui o povo de Deus através da sua Palavra ao longo da antiga aliança.

2. Os profetas desempenharam uma função chave nessa instrução.

iii.       O Espírito revela Deus ao conceder dons ao seu povo.

1. O Espírito concede dons para a construção do tabernáculo (Êxodo 31)

2. O tabernáculo servia como um local onde o povo se encontrava com Deus.

iv.       O Espírito revela Deus ao levar o seu povo à liberdade e a um relacionamento pessoal com o Senhor.

1. Isaías 63.10 e Efésios 4.30 ordenam que o povo de Deus não entristeça o Espírito Santo. Isso demonstra o seu caráter pessoal.

2. Essa linguagem, vista no contexto do êxodo, revela que a função do Espírito no êxodo era levar o povo de Deus à liberdade para que eles pudessem ter um relacionamento pessoal com ele.

II. A Obra Progressiva do Espírito

A. O Espírito aponta adiante para a plenitude da nova aliança.

i.         Nem todo o povo de Deus na antiga aliança recebeu a plenitude da sua revelação.

1. Números 11.16–30: O Espírito é distribuído de Moisés apenas para os anciãos.

2. Moisés declara que o Espírito estava sobre todo o povo de Deus.

ii.         Os profetas receberam uma revelação maior do Espírito.

1. O Espírito trabalhou neles para revelar a sua Palavra ao povo.

2. Como crentes na nova aliança, todos temos a plenitude do Espírito e acesso imediato ao nosso Salvador, Jesus Cristo.

B. O objetivo final da obra do Espírito é trazer o povo de Deus ao descanso.

i.         A queda no jardim do Éden privou o homem de descanso.

ii.         O Espírito Santo direciona os crentes de Deus na antiga aliança para o descanso final em Jesus Cristo (Mateus 11.28).

[dt_call_to_action content_size=”normal” text_align=”left” background=”fancy” line=”true” style=”2″ animation=”right”]

Sumário das Aulas

Assista às outras aulas com Sinclair Ferguson:

Sumário de Aulas[/dt_call_to_action]

Por: Sinclair Ferguson. © 2014 Ministério Fiel. Original: A Face de Deus.