Comunhão Trinitariana [Quem é o Espírito Santo?]

Um presente para você! Estudaremos na Conferência Fiel 2014 sobre a obra do Espírito Santo, mas gostaríamos que você já fosse estudando sobre a pessoa do Espírito. Para isso, o Ministério Fiel, em parceria com o Ministério Ligonier, disponibilizará gratuitamente as aulas do DVD “Quem é o Espírito Santo?” de Sinclair Ferguson para que você possa aprofundar-se em seu aprendizado.

Sumário das Aulas

Introdução da Mensagem

A companhia desempenha uma função importante tanto na vida de cristãos quanto de não-cristãos. É maravilhoso possuir amigos e entes queridos com os quais você possa compartilhar as profundezas do seu coração sem medo, rejeição e despeito. Nós não precisamos nos explicar ou explicar as nossas emoções a esses entes queridos. Eles nos conhecem, assim como os conhecemos. O Pai, o Filho e o Espírito experimentam mutuamente amor, abertura e devoção de uma maneira que não pode ser explicada ou replicada. Quando Jesus se alegrou no Espírito, ele se maravilhou com a obra do seu companheiro, o Espírito Santo, o qual buscou fazer acontecer os propósitos do Pai, intentando que o salvador que ele havia nutrido e preservado por toda a sua vida pudesse alcançar a alegria que o Pai havia intentado para ele desde o princípio dos tempos.

Leitura bíblica

Isaías 61.1–2; Lucas 4.14–15, 17–21; 10.21–24; 11.14–23; 12.10; João 10.14–18; 14.15–17

Objetivos de aprendizado

  1. Compreender a função do Espírito na vida e no ministério de Jesus;
  2. Compreender o que significa quando a Escritura diz que Jesus “se alegrou no” Espírito”;
  3. Ver quão hedionda é a blasfêmia contra o Espírito Santo;
  4. Apreciar a intimidade do Espírito com o Filho.

Citação

“Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue por meu Pai. Ninguém sabe quem é o Filho, senão o Pai; e também ninguém sabe quem é o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar”. —Lucas 10.21–22

Esboço da palestra

I. A função do Espírito Santo na vida e no ministério de Jesus

A. O Espírito Santo capacitou Jesus a libertar o seu povo da escravidão do pecado

i. Lucas 4.17–21: Jesus lê Isaías 61.1-2 na sinagoga em Nazaré.

ii. O fato de o Espírito ter ungido Jesus permitiu que ele dissesse ao povo que ele havia vindo para remover seus pecados e libertá-los de sua depravação.

B. O Espírito capacitou Jesus a trazer restauração durante o seu ministério de uma maneira nunca antes vista na história redentiva.

i. Jesus curou muitos e trouxe restauração a uma terra enferma.

ii. Jesus não curou todos, mas trouxe cura e restauração para fornecer um vislumbre da restauração futura permanente.

C. O Espírito capacitou Jesus a livrar os oprimidos da escravidão demoníaca.

i. O ministério de Jesus testemunhou o maior influxo de atividade demoníaca na história do mundo.

1. As forças demoníacas entenderam que o tempo da preeminência delas estava chegando ao fim.

2. O mestre delas foi frustrado por Jesus, e elas buscaram golpeá-lo em uma última investida para prevenir sua obra salvífica.

ii. O Espírito Santo capacitou Jesus a estabelecer seu reino e derrotar seus oponentes demoníacos.

II. Jesus se alegrava no Espírito Santo

A. Lucas 10.21-24 demonstra a comunhão especial que Jesus tem com o Espírito Santo.

i. Jesus se alegrou no Espírito por ter ouvido sobre as obras dos seus discípulos.

1. Jesus se maravilha com a atividade do Espírito nos seus discípulos pelo reino.

2. Em alegria extática, Jesus agradece ao Pai pela comunhão que ele tem com ele mesmo e com o Espírito.

ii. O Espírito trabalhou nos discípulos para promover e avançar o reino de Jesus.

B. Jesus proclama que blasfemar contra o Espírito Santo é um pecado imperdoável (Lucas 12.10).

i. Quando Jesus se refere a blasfemar contra o Espírito Santo, ele quer dizer resistir ao ministério do Espírito.

ii. Quando se resiste ao Espírito, se resiste à vontade do Pai. Resistência à vontade do Pai é um golpe contra a felicidade de Jesus, que é o objetivo primário do Pai.

1. O Espírito trabalhou na vida de Jesus para aumentar a sua sabedoria e estatura, o que por sua vez, aumentou o favor do Pai para com ele.

2. Jesus afirmou que o Pai o amava por causa da sua disposição de entregar a sua vida por suas ovelhas (João 10.14-17). Falando de um jeito humano, Jesus encontrou extremo favor de seu Pai nesse ato, para o qual o Espírito o preparou e fortificou.

[dt_call_to_action content_size=”normal” text_align=”left” background=”fancy” line=”true” style=”2″ animation=”right”]

Sumário das Aulas

Assista às outras aulas com Sinclair Ferguson:

Sumário de Aulas[/dt_call_to_action]

Por: Sinclair Ferguson. © 2014 Ministério Fiel. Original: A Comunhão Trinitariana.