Quais os efeitos da conversão?

Davi Charles Gomes argumenta, com base na história do jovem rico, que a maior marca dos efeitos da conversão é abrir mão do transitório em prol das coisas eternas.

Texto base: Mc 10.17-31

Quais os efeitos da conversão? A conversão produz benefícios visíveis. A Bíblia nunca despreza a manifestação externa de coisas internas. Ela condena pegar a manifestação externa pela realidade interna.

E pensando nesses efeitos, precisamos ter em mente que quase não é só um detalhe. O jovem rico quase virou um discípulo.

Ele era quase honesto. Estava na postura certa de aprender de Jesus – de joelhos. O jovem afirma que Jesus era um bom mestre e Jesus questiona o jovem se ele compreendeu o que dizia ao chamá-lo de bom, pois só Deus é bom. A pergunta dele foi quase honesta – ele queria saber como herdar a vida eterna..

Então, Jesus testa o discipulado do jovem – Marcos é um evangelho que enfoca o discipulado. Jesus lista os mandamentos que lidam com a relação com os homens. O jovem afirma cumprir. Jesus não o questiona, porém mostra um exame mais profundo – o que ele valoriza: o eterno ou o transitório? Jesus mostra que a maior prova de conversão é abrir mão do transitório em prol das coisas eternas. É por isso que Jesus afirma que é difícil para alguém que confia nas riquezas ser salvo. Qualquer confiança que seja um substituto de Deus é idolatria, seja riquezas, trabalho, prazer, etc. A prova tangível da conversão é o abandono dos ídolos e o retorno para Jeová. Isso é impossível ao homem, mas possível para Deus.

Veja outros vídeos da Conferência Fiel 2014

Acompanhe às reprises da Conferência Fiel 2014, onde estamos estudando nas Escrituras “A Obra do Espírito Santo”.

Por: Davi Charles Gomes. © 2014 Ministério Fiel. Original: Quais os efeitos da
conversão?.

Gravado na Conferência Fiel 2014.

Comentários estão fechados.