Mulheres servindo para a glória de Deus

Em toda a Bíblia encontramos 1349 referências às palavras serviço, servo, servir. Este número só poderá significar que o serviço ocupa uma função muito importante para Deus.

O maior benefício do serviço é o de estarmos a servir o Deus vivo, estarmos a fazer parte da Sua obra com as nossas mãos, é a alegria e o privilégio de o obedecer. O serviço é uma manifestação clara de amor a Deus e, por consequência, de amor ao nosso próximo, que é um dos mandamentos deixados por Deus.

Servir é fazer parte do corpo de Cristo e nós temos de estar unidas ao corpo. O serviço é para ser feito em nosso lar, em nossa cidade e em nossa comunidade, e na Igreja. Nós precisamos umas das outras e isto não é só uma coisa bonita para ser dita, é uma verdade bíblica.

De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam.” 1 Coríntios 12.26

Servir é aprender, Deus tem sempre algo para nos ensinar. Servir é receber muito também. Servir é ficarmos ligadas umas às outras, incentivarmos umas às outras.

Servir é o benefício de estamos a usar os dons que Deus nos deu, o serviço é, na verdade, um dom. Deus não deu dons à sua igreja (que somos nós) para a Igreja ficar parada ou para pensemos que só as outras é que têm dons e os podem usar. Se achamos que não sabemos quais são os nossos dons, servir é uma boa oportunidade para os descobrirmos. Escutar as necessidades da nossa Igreja, cidade, bairro, vizinhos, amigos é encontrar oportunidades de descobrir e usar os dons que Deus nos concedeu.

Há realmente fases em que o serviço nos parece mais difícil ou quase impossível (seja no lar, seja na igreja): quando temos um bebê, se passamos por uma fase de grande cansaço, uma doença o serviço pode parecer-nos algo impossível. Mas há serviço para cada fase da vida. Servimos o Deus dos improváveis, que usa pessoas improváveis em situações improváveis.

Servimos pouco porque, tendencialmente, o alvo do nosso serviço e o foco do nosso coração estão errados, e isso faz com que fiquemos esgotadas. Servimos pessoas e procuramos aprovação humana, uma palavra que nos traga alguma glória. Se mudarmos o nosso olhar e pensarmos que o nosso serviço é somente para Deus e para a Sua glória (para que esta se manifeste e torne conhecida) conheceremos o grande benefício do serviço. Romanos 11.36 diz-nos: Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!”

Às vezes não servimos porque temos receio do julgamento dos outros, ou deixamos de servir porque alguém, num determinado momento, fez um comentário ruim de nosso serviço. Isto se relaciona com ao que me referi anteriormente: a quem estamos a servir?

Na realidade o serviço é uma batalha espiritual. Quando estamos a servir, envolvidas no trabalho de Deus, quando procuramos que Ele seja glorificado no nosso lar e na nossa igreja, satanás não fica contente. Sentimos uma batalha que pode se manifestar em muitas coisas: pouca vontade de fazer algo, supervalorização de algo que nos disseram e não nos caiu bem, vontade de desistir. No entanto, há algo maior e mais importante que não podemos nos esquecer, temos Deus ao nosso lado a combater por nós. Fiquemos firmes nesta promessa: “não te deixarei, nem te desampararei” Josué 1.5. Esta não foi uma promessa só para os homens e mulheres do velho testamento. As promessas estão vivas! Esta promessa vem acompanhada por três ações nos versículos 6 e 7: “Esforça-te, sê corajoso, obedece à lei”. E mais à frente no versículo 9 diz “não tenhas medo, nem te assustes” e volta a repetir, “O Senhor teu Deus está contigo, por onde quer que andares”.

Foquemos o nosso olhar nas promessas de Deus! Vamos estudá-las, relembrá-las, decorá-las.

Perguntarmos a Deus se deseja que o ajudemos no serviço é uma pergunta a qual posso responder com toda a certeza. Sim, Deus deseja que o sirvamos, que trabalhemos para Ele, na Sua obra. Deseja muito!

A oração é fundamental em toda a vida cristã e podemos usá-la na área do serviço. Uma oração que tenho feito muito nos últimos tempos é: Meu Deus, ajuda-me a ser uma melhor serva. Inspira-me no teu serviço, ajuda-me a estar atenta às necessidades dos outros e a levar-lhes ânimo e conforto.

Salmo 100, logo no versículo 1 diz-nos que o serviço deve ser feito com alegria!

Uma passagem que quero deixar para vocês e que tem sido uma inspiração e um fortalecimento para mim no serviço encontra-se em Romanos 12.9-16: “O amor seja sem hipocrisia. Detestai o mal, apegando-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor; regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes; compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade; abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram. Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos.”

Além da clara exortação: Servi ao Senhor (v. 11) esta passagem mostra-nos como deve ser o serviço: amar de coração, com fervor, com alegria, esperança, paciência, perseverança, hospitalidade, abençoar, caminhar lado a lado, orar por humildade.

Por: Filipa Lopes. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Revisão: Renata Gandolfo. Original: Mulheres servindo para a glória de Deus.

Comentários estão fechados.