um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

O principal motivo da alegria

Um dos sonhos comuns na infância é conhecer os lugares mais famosos do mundo. Como você reagiria se um amigo lhe enviasse um e-mail lhe convidando para fazer um tour pela Europa? Presumo que você saltaria de alegria. Contagem regressiva para a felicidade – diria você.

Israel possuía três festas anuais para exaltar os atos salvadores de Deus. Em um dado momento alguém dizia: está chegando a hora de arrumarmos as malas! Vamos para Jerusalém agradecer a bondade de Deus! Nessa hora, outro peregrino dizia: como estou feliz! Estou transbordando de alegria! Deus é bom e com alegria irei exaltar o meu Deus!

O salmo 122 é o cântico da alegria em Deus. Ele é a expressão do deleite no Senhor. Ele também é o primeiro cântico de Davi que aparece no saltério dos degraus e também enfatiza a importância de Sião para a unidade do povo. Vejamos, pois, o que este salmo nos ensina sobre a alegria.

Os motivos da alegria em Deus

Nos versos 1-4, Davi expressou uma alegria intensa, porém lúcida. Trata-se de uma alegria imersa na memória, na obediência e na gratidão pelos poderosos feitos de Deus. Pode-se dizer que o salmista estava alegre pelos seguintes motivos:

  • Ele estava alegre pelo “tempo”: Quando lhe falaram sobre a casa do Senhor ele se encheu de felicidade. Ele sentia profundo entusiasmo com a disciplina da peregrinação que exalta o Senhor (1-2).
  • Ele estava alegre pela cidade: Nos versos 3-4 notamos uma série de colocações feitas sobre a cidade de Jerusalém. Jerusalém é compacta que significa “edificada para unir” (veja a versão KJV). Davi também estava alegria porque pessoas diferentes podiam subir para o mesmo lugar e celebrar juntas segundo a lei ordenada por Deus.
  • Ele estava alegre pelos feitos de Deus: a cidade parava para dar graças ao nome do Senhor (4). Pessoas das mais variadas tribos se reuniam para testemunhar publicamente os feitos salvadores de Deus. Dessa forma eles edificavam uns aos outros e proclamavam entre as nações os feitos poderosos de Deus.

Os tronos da casa de Deus

Davi também estava alegre porque o Senhor providenciou justiça no meio do seu povo. Nesse ponto, creio que o verso 5 está no centro de uma estrutura literária. Note que nos versos 1 e 6 Davi fala da casa do Senhor e nos versos 2-3 e 6-8 o tema da cidade encontra ressonância. O verso 5 reproduz em linha única o tema da justiça. Deixe-me ilustrar isso:

A – Casa do Senhor

B – Jerusalém

C – Os tronos de justiça

B’ – Jerusalém

C’ – Casa do Senhor

O que eram os tronos de justiça? Certamente, se alguém tinha alguma pendência para resolver com outrem, em Jerusalém, diante da verdade da lei de Deus, todas as demandas poderiam ser pacificadas pelo rei. A ideia era a seguinte: o rei, segundo o coração de Deus colocará tudo em ordem. Também é possível pensar nos tronos de justiça como lugar de ministração da verdade. Jerusalém era o lugar onde as dívidas e as dúvidas eram dissipadas pela proclamação da verdade de Deus.

Oração e paz

Os versos 6-9 apontam para uma mobilização pela paz. A alegria de Davi era serena, interessada na verdade de Deus e cravada no shalom de Deus. O salmista estava tomado pela decisão de pedir shalom para Jerusalém. Paz é um termo com grande significado nessa oração. Vejamos como Davi orou:

  • Ele pediu prosperidade – “sejam prósperos os que te amam”
  • Ele pediu paz – “reine paz dentro de teus muros”. Nesse ponto deve-se notar que os perigos estão fora e dentro. Os muros indicam o papel militar nessa proteção, mas como se trata de uma oração a Deus, presume-se que a confiança última está no Senhor.
  • Ele pediu por concórdia – ele orou “por amor dos irmãos e amigos”. Davi também estava empenhado em buscar ardentemente o bem dos seus irmãos.

A felicidade em Deus

O salmo 122 é um salmo de alegria em Deus. Como cristãos, a cada culto, nos reunimos para celebrar o que Deus fez por nós através de Jesus Cristo. Louvamos o Senhor porque sua Palavra é soberana. A cada culto recebemos a instrução do Senhor para organização, iluminação e santificação das nossas vidas. Quando cultuamos realizamos o maior de todos atos políticos pela paz. Quando oramos rogamos pela paz próspera, segura e repleta de amor em Deus. O salmo 122 é a forma do Antigo Testamento cantar Hebreus 10.25. O salmo 122 diz em alto e bom som que a vida de comunhão com Deus é uma vida de alegria. Quando amor de Deus, por meio de Cristo, invade o coração do peregrino, encontra-se o principal motivo da alegria. Você é uma pessoa alegre? Volte-se para Cristo! Nesse você encontra o perdão, a verdade, a justiça, a paz e alegria!

Por: Francisco Macena. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Original: O principal motivo da alegria.

Comentários estão fechados.