A mulher promíscua

O trecho abaixo foi retirado com permissão do livro O Que Deus Diz sobre as Mulheres, de Kathleen Nielson, Editora Fiel.

A infidelidade sexual revela a infidelidade de nossos corações diante de Deus. Isso nos leva a uma mulher de nome Gômer, que viveu em Israel no século VIII a.C. (a essa altura, o povo de Deus estava dividido em dois reinos — o do norte, Israel, e o do sul, Judá). Gômer era uma “mulher promíscua” com quem Deus mandou o profeta Oseias casar-se, a fim de ilustrar a história da misericórdia de Deus para com seu povo infiel.

A mensagem de Deus por meio de Oseias era que o povo de Deus era prostituído: “Vai, toma uma mulher de prostituições e terás filhos de prostituição; porque a terra se prostituiu, desviando-se do Senhor” (Os 1.2).  Então, Oseias, o profeta, casou-se com Gômer, a mulher promíscua — uma parábola viva. Deus mandou dar nome aos três filhos, “Jezreel”, “Desfavorecida” e “Não-Meu-Povo”, mostrando o castigo de Deus que sobreviria a esse povo rebelde e idólatra (vv. 4-9). Não é uma história feliz. Gômer acabou abandonando Oseias e seus três filhos por outro homem. O que Deus, então, mandou que Oseias fizesse? “Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seu amigo e adúltera, como o Senhor ama os filhos de Israel, embora eles olhem para outros deuses” (Os 3.1).

Assim, Oseias comprou de volta sua esposa, pagando o “preço da noiva”, dado de costume à família que era deixada por uma mulher quando ela se casasse. Aqui, nós vemos uma noiva que havia abandonado sua família; mas Oseias a comprou de volta e a levou para casa.

Era uma imagem de Deus; ele mesmo nos diz. Deus promete abrir caminho para quem chamou “Desfavorecida”, compadecendo-se dela. Às pessoas que chamou “Não-Meu—Povo”, Deus dirá: “Tu és o meu povo!”, e eles dirão: “Tu és o meu Deus!” (Os 2.23). É assim a misericórdia de Deus.

Eu sou Gômer. Você é Gômer. Nós somos Gômer — adúlteros espirituais. Mas, desde o princípio, Deus tinha o plano de nos comprar de volta, e esse plano se cumpriu. O Deus que nos amou, nos redimiu e nos comprou de volta por meio do sangue de Cristo. Nós, seu povo redimido, somos vistos finalmente como a noiva de Cristo e, um dia, receberemos “linho finíssimo, brilhante e puro” para nos vestir para o casamento (Ap 19.7-8).

Como é Deus? Olhe para Jesus. Olhe novamente para Jesus, que está de pé diante daquela mulher que foi flagrada em adultério. Jesus tem misericórdia dela. Ele a conclama a deixar seu pecado. Ele veio redimi-la daquele pecado, mediante seu sacrifício na cruz em seu favor. Na verdade, ela merece a morte. Mas essa não é a história toda. Toda mulher e todo homem merecem a morte — o salário de nosso pecado. A esperança das Escrituras, para toda mulher e todo homem, é que Jesus veio nos oferecer misericórdia. Por meio da fé em sua morte em nosso lugar, recebemos perdão pleno e uma nova vida nele. Essa é a história completa.

O que Deus diz sobre as mulheres

Feminilidade x Feminismo

O que Deus realmente diz sobre as mulheres? Há uma maneira de ver essa mensagem não somente como algo que deve ser crido, mas também apreciado?

Neste agradável livro em formato de conversa, Kathleen Nielson analisa aquelas passagens da Escritura com as quais as mulheres mais lutam, seja de forma aberta ou não, principalmente dentro das igrejas: ministério pastoral, submissão, abusos etc. Junte-se a Kathleen em sua pesquisa por respostas honestas para perguntas difíceis e surpreenda-se com a beleza do plano de Deus para as mulheres.

CONFIRA

Por: Kathleen Nielson. © Ministério Fiel. Website: ministeriofiel.com.br. Trecho extraído com permissão. Fonte: Extraído do livro: Kathleen Nielson, O Que Deus Diz Sobre As Mulheres.

Original: A mulher promíscua. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados.

1 comentário
  1. Deboraline Alves Diz

    olá, irmãos. eu tenho uma página no facebook com teor cristão. gostaria de saber se posso repostar este texto dando os créditos à Kathleen e à plataforma de vocês. graça e paz!

Comentários estão fechados.