um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

O problema com muitas pregações modernas

Artigo adaptado do livro Pregação Reformada, de Joel Beeke (publicado pela Editora Fiel).

Talvez você já tenha ouvido uma pregação que enche a mente, mas não o coração. Você sai mais informado e mais instruído, porém pouco afetado pela glória de Deus para fazer a vontade de Deus. No pior caso, esse tipo de pregação incha as pessoas com conhecimento. No melhor, esse tipo de pregação é luz sem calor. Talvez você também já tenha ouvido uma pregação que toca o coração, mas não a mente. Ouvi-la pode ser uma experiência emocionalmente comovente. Pessoas saem do culto animadas, energizadas e sentindo-se bem. Mas têm zelo sem conhecimento. À semelhança de um algodão doce, tal pregação tem muito sabor, mas nenhum valor nutricional. Pode trazer pessoas de volta para terem mais (até que fiquem doentes), mas não alimentará a vida, nem desenvolverá maturidade.

A maior tragédia nestes dois abusos da pregação é que cortam a conexão vital entre a verdade e o amor em Cristo: “Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” (Ef 4:15). O fato não é apenas que precisamos de verdade e amor. A verdade do evangelho não atinge seu alvo enquanto não produzir amor. O amor não tem raízes vivas sem a verdade do evangelho. Portanto, a verdade de Cristo tem de ser infundida no coração, pelo Espírito Santo, a fim de produzir amor. Esse é o tipo de pregação que necessitamos.

Pregação reformada experiencial não é meramente estética, levando as pessoas a saírem dizendo: “Que ideia maravilhosa!” Não é meramente informativa, transmitindo conhecimento sobre a Bíblia e teologia. Não é meramente emocional, aquecendo o coração e produzindo sentimentos fortes. Não é meramente moralista, instruindo e exortando no que é certo ou errado. Todos estes elementos estão presentes na boa pregação, mas nenhum deles é o âmago da questão.

A pregação reformada experiencial usa a verdade da Escritura para resplandecer a glória de Deus nas profundezas da alma, chamando as pessoas a viverem única e totalmente para Deus. Ela nos quebra e nos refaz. É tanto revigorante quanto humilhante. Essa pregação nos coloca face a face com o Ser mais glorioso e mais prazeroso no universo e com a nossa profunda impiedade. Por meio dessa pregação, o Deus santo liga seu coração ao de homens pecadores, por meio de uma palavra de graça comprada por sangue.

O que é a pregação reformada experiencial?

É a pregação que:

  • prova a genuína experiência cristã pelo padrão da verdade bíblica – idealista, realista e otimistamente;
  • traça linhas distintivas entre crentes e incrédulos;
  • faz aplicação sábia e frequente da verdade à vida;
  • equilibra os elementos bíblicos, doutrinários, experienciais e práticos;
  • cultiva uma vida de comunhão com nosso Deus e nosso Salvador;
  • edifica a experiência no fundamento da Escritura Sagrada, a Palavra de Deus;
  • vai além da superficialidade contemporânea para a sabedoria profunda das veredas antigas;
  • oferece alimento para satisfazer o novo senso espiritual da alma do crente;
  • toca o coração com o amargor do pecado e a doçura da graça.

Por enquanto, posso oferecer a seguinte definição provisional: a pregação experiencial reformada é a pregação que aplica a verdade de Deus ao coração das pessoas para mostrar como as coisas deveriam ser, como realmente são e, em última análise, como serão na experiência do cristão no que diz respeito a Deus e a seu próximo – incluindo os membros de sua família, os membros de sua igreja e pessoas no mundo ao seu redor. De maneira ainda mais simples, poderíamos dizer que o pregador reformado experiencial recebe a Palavra de Deus em seu coração e, depois, transmite-a para a mente, o coração e a vida de seu povo. Não estou dizendo que pregadores que não falam principalmente do conhecimento da mente são inúteis – de modo algum. Eles podem instruir acuradamente as pessoas na verdade de Deus. Podem edificar a igreja. Devemos lembrar que não mudamos as pessoas por nossas experiências. O Espírito Santo muda as pessoas e pode até usar uma pregação deficiente sobre a pessoa de Cristo (Fp 1:15-18). No entanto, quanto mais ele pode usar pregadores cujo coração arde de amor! Se o Espírito tenciona agir no coração dos ouvintes da Palavra, em geral ele age primeiro no pregador da Palavra. Essa é a razão por que pregadores sábios anseiam pelas orações do povo de Deus em favor do enchimento do Espírito Santo, para que preguem com poder (At 4:8, 29-33; Ef 6:18-20).

Você pode ver que há uma riqueza multidimensional na pregação experiencial reformada. Mas ela não é tão complicada assim. Todos estes ingredientes, quando reunidos e assados no fogo do Espírito e do sofrimento, produzem um pão delicioso e satisfatório. Para ajuda-lo, eu examino estes assuntos em mais detalhes no livro que escrevi: Pregação Reformada (Editora Fiel).

Por: Joel Beeke. © Editora Fiel. Website: editorafiel.com.br. Trecho extraído com permissão do livro: Pregação reformada.

Original: O problema com muitas pregações modernas. © Ministério Fiel. Website: MinisterioFiel.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.