um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

[Os Meios da Graça] Earl Blackburn – A Maneira de Crescer na Vida Cristã

Começamos hoje uma série sobre os Meios da Graça (ou Disciplinas Espirituais). Não pretendemos abordar todos os itens existentes e (pelo menos neste mês) iremos focar sobre os meios particulares da Graça, como oração, leitura bíblica, jejum e outros. Esperamos postar tanto questões teológicas, como conselhos práticos (planos de leitura bíblica e outros). Nosso desejo é ver esta geração novamente tendo uma vida espiritual vigorosa. Se você conhece algum bom material, por favor, compartilhe conosco nesta postagem ou no Facebook (clique aqui).

Leitura Bíblica:

Oração
Jejum

Earl Blackburn – Os Meios da Graça – A Maneira de Crescer na Vida Cristã

A vida cristã é uma experiência maravilhosa. Começa através de uma obra sobrenatural realizada pela imerecida graça de Deus no coração e na vida de uma pessoa. O Espírito de Deus aplica a obra de Cristo, na cruz, aos muitos que estão espiritualmente mortos. Ele os regenera, levando-os a arrependerem-se do pecado e a exercitarem a fé no Senhor Jesus Cristo. Isto se chama salvação, que é uma obra gloriosa da graça e do Espírito de Deus.

A vida cristã começa pela graça, pela atividade do soberano Espírito de Deus, e deve ser continuada da mesma maneira.

Com freqüência, os novos convertidos indagam o que acontece após nascerem de novo e iniciarem a vida cristã. Uma vez que Deus os salvou, Ele os deixa prosseguir motivados em seus próprios recursos e nas obras de sua própria carne, para chegarem à presença dEle, no céu? O apóstolo Paulo responde: “Sois assim insensatos que, tendo começado no Espírito, estejais, agora, vos aperfeiçoando na carne?” (Gl 3.3).

A vida cristã começa pela graça, pela atividade do soberano Espírito de Deus, e deve ser continuada da mesma maneira. Isto não significa que não existe qualquer atividade da parte do crente. Pelo contrário, a Palavra de Deus afirma que os salvos foram “criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Ef 2.10); e: “Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (Fp 2.12-13 – nota: estes versículos, que têm sido grosseiramente mal utilizados pelas seitas, não ensinam a salvação pelas obras; antes, são dos muitos versículos que demonstram a completa gratuidade da salvação). Além disso, os crentes são instruídos a crescerem “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo” (2 Pe 3.18).

O que o gracioso e amável Deus do céu concedeu aos crentes para ajudá-los a desenvolverem sua salvação, fazerem as boas obras que Ele determinou e crescerem na graça? Deus ofereceu-lhes coisas específicas a fim de obterem esses resultados desejados; ofereceu-lhes o que os teólogos chamam de “meios da graça”. A seguir, consideraremos esses meios da graça e de crescimento.

Quando você utiliza os meios da graça, percebe os resultados em sua própria vida: crescimento espiritual, maturidade, alegria, santidade e semelhança a Cristo. Se estas qualidades estiverem sendo praticadas em sua vida, haverá crescente comunhão com Deus – o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Você será fortalecido e encorajado a andar com Cristo. Receberá a força e o poder espiritual necessários para vencer a tentação, o pecado e Satanás. Obterá ajuda indescritível em cada aspecto da vida cristã.

O que significa a expressão meios da graça?

O Dicionário Aurélio define a palavra “meio” como “recurso empregado para alcançar um objetivo”. Por conseguinte, os meios da graça são os instrumentos pelos quais Deus transmite bênçãos ao seu povo. O Catecismo de Westminster define a expressão meios da graça como “os recursos visíveis e comuns pelos quais Cristo transmite à sua igreja os benefícios de sua mediação [ou seja, de sua morte]”.

Ilustrando isso, pense em uma mangueira de jardim. A mangueira não é especial em si mesma, porem é o canal pelo qual flui a água que produz vida e refresca. O mesmo acontece com os meios da graça. Em si mesmos, eles nada possuem de especial, mas são os instrumentos ou os canais pelos quais fluem as bênçãos divinas que outorgam vida e refrigeram a alma. Através dos meios da graça, Deus concede força, paz, conforto, instrução, disciplina, orientação, alegria e muitas outras coisas necessárias à vida cristã.

Os “meios da graça” são “os recursos visíveis e comuns pelos quais Cristo transmite à sua igreja os benefícios de sua mediação”, ou seja, de sua morte.

Ainda que a expressão “meios da graça” não se encontre na Bíblia, é uma designação adequada para aquilo que está ali ensinado. Há dois tipos de meios da graça: os particulares e os públicos.

 

Você pode ler o resto deste artigo aqui.

 

Earl Blackburn © Editora Fiel 2006 – 2011 | Fonte: revista Fé para Hoje | editorafiel.com.br

Disponibilizado por: monergismo.com

11 Comentários
  1. Jonatas Diz

    No antepenúltimo parágrafo tá “palavrameio” tudo junto rs…

    Muito bom o artigo =]

    Abraços

  2. Frederico Fiuza Diz

    Acho que o autor cometeu uma falha ao nomear “Meios de Graça”, pois, a Graça é imerecida, sendo assim não há uma recurso para obter graça, pois assim seria por merecimento.
    “Não vem das obras, para que ninguém se glorie;” Efésios 2:9…
    Existem sim, a fé, que é o único requisito para alcançar a Graça, e os meios de consagrar-se a Deus, oração, leitura a Palavra, dentre outros citados pelo o autor, porém nenhum desses itens irá nos tornar dignos de receber Graça!
    Lembrando que as obras acompanham a fé, não em paridade, mas em evidências. Ou seja, quando Deus pela sua Graça nos abençoa, esse amor nos leva, pelo o amor, a realizar boas obras. Sendo que, há pessoas que podem realizar boas obras, mas isso não implica que ela tenha a fé salvadora da Graça de Deus, porém do contrário não existe, é impossível alguém que tenha a fé salvadora da Graça de Deus não realizar boas obras, ou não realizar obra alguma.

    1. Frederico Fiuza Diz

      Corrigindo…
      “Existe sim, a fé, que é …”

    2. Vini Diz

      Frederico,

      Você se torna digno da graça ao ter fé? Presumo que você irá dizer que não, então porque você supõe que estamos falando que uma pessoa fique digna da Graça ao ler a Bíblia (por exemplo)?

      O que o termo diz é que Deus derrama sua graça (e aqui entenda toda gama de bençãos) através de alguns meios. Deus nos molda a imagem de Cristo conforme vislumbramos a glória de Jesus lendo as Escrituras. Isso é Graça, mas veio através do meio de lermos as Escrituras. Recebemos bênçãos de Deus ao pedirmos através de oração. Isso nos tornou dignos da graça? Não, mas Tiago diz que não recebemos porque não pedimos.

      Ainda, sem santidade ninguém verá a Deus. E santificação envolve nosso esforço pessoal. Isso quer dizer que então nos tornamos dignos de receber a Graça de Deus? Não, mas mesmo assim nos esforçamos, não nós mas a Graça de Deus em nós.

      Você discorda do que falei acima?

      Paz

    3. Frederico Fiuza Diz

      Meu irmão Vini, entendo o que você disse, acho que me confundi com o texto.
      Em suma, o texto diz os meios que Deus usa para derramar a graça para o homem e não os meiso para o homem “alcançar” a Graça de Deus.
      Pode parecer a mesma coisa, mas não é.
      Entendo que não há esforço ou meio o qual possamos fazer que nos dignifique receber a Graça de Deus, afinal, como comentei, se é Graça, não se alcança por esforço. Porém, em consagrações Deus pode derramar a sua Graça, mas não necessariamente.

      Só fazendo uma correção, o que está escrito em Thiago…
      Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Tiago 4:3
      Ou seja, as vezes não recebemos é porque pedimos mal, e não porque apenas não pedimos.
      Sendo assim, concordo com você que essas formas de consagrações, podem ser usadas para Deus nos agraciar, mas não implicam necessariamente que para receber uma graça temos usar de alguns meios, afinal vamos à Palavra:

      O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.
      Filipenses 4:19
      O texto não condicionou o suprimento de necessidades a oração ou a algo que os Filipenses deveriam fazer… apenas Deus iria suprir pela sua Graça.

      Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
      Mateus 6:33
      Note, buscar o reino de Deus, creio eu que é a Salvação, e por meio dela, todas as demais coisas serão acrescentadas. Lembrando que a salvação é pela fé, sendo assim, podemos dizer que a Fé em Cristo somos salvos e é acrescentado “todas essas coisas”, a única condição do texto foi buscar o Reino de Deus, ou seja, a salvação.

      Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração.
      Salmos 37:4

      deleite
      s. m.
      Prazer suave e prolongado
      Ter prazer suave e prolongado no Senhor, creio que não é nenhum esforço, porém Deus nos agraciará cumprindo o desejo de nosso coração.

      Por fim, se você quis dizer que Meios da Graça é uma forma de Deus derramar (de cima para baixo) a sua graça, concordo com você, pois independe do esforço e vontade do homem. Agora se você está dizendo que Meios da Graça é uma forma de alcançar Graça de Deus (de baixo para cima), nesse caso não concordo, pois a graça estaria sendo limitada aos meios, o que não é verídico conforme alguns textos acima.

      Fico feliz em poder dialogar sobre a Palavra, creio que aprendi com sua colocação, e se tiver algo que discorde, por favor, se sinta a vontade em redarguir, afinal…
      Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; 2 Timóteo 3:16 enfâse minha.

    4. Vini Diz

      Meu irmão,

      Creio que o entendimento deste texto irá ajudá-lo ainda mais na compreensão:

      http://voltemosaoevangelho.com/blog/2011/08/john-piper-incondicional-e-o-fundamento-do-condicional/

      Paz

    5. Frederico Fiuza Diz

      Não me sinto digno de recomendar nada, afinal sou um mero aprendiz, porém se achar válido uma boa leitura, recomendo ler esse texto que se encontra aqui:
      http://www.ezioluiz.com.br/2011/12/01/fe-unico-%E2%80%9Cmeio-de-graca%E2%80%9D/
      Ele explica bem sobre esse assunto, e esclarece algumas dúvidas!
      Aguardo respostas!

  3. Lucas Nobre Diz

    Muito bom o texto, me fez refletir em certas coisas. Ainda estou caminhando e com erros, más Deus irá fazer o que ele tem de fazer na minha vida para alcançar aquilo que ele quer de mim, além da salvação, o meu papel aqui na terra.

    Obrigado pelo texto, e que Deus abençoe essa equipe.

  4. Luciano Santos Diz

    Texto de escrita simples e fácil entendimento, revelador e para ser praticado…os frutos logo aparecerão….

    Agradeço a toda equipe do voltemos ao evangelho, tenho sido muito abençoado.

    Deus abençoe.

  5. Wellington Silva Ramos Diz

    Excelente texto. Esclarecedor e motivador para buscarmos a presença do Altíssimo.

  6. Matheus Sales Diz

    Graça e paz.

    Tem um certo tempo que os amados colaboradores do V.E. não postam mais os tópicos relacionados aos “meios da graça”, gostaria de saber se vocês pretendem continuar ou não com o projeto. Desde já, agradeço.

Comentários estão fechados.