um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Bobby Jamieson – Quando você pode mudar sua igreja? (2/4)

Sabemos que muitos dos leitores do VE foram despertados para o Evangelho, mas se encontram em igrejas onde o mesmo não aconteceu. Então surge a dúvida: sair ou lutar por uma reforma? Esta série de postagens de Bobby Jamieson, do ministério 9 Marcas, traz certa sobriedade ao assunto. Antes de você tomar alguma decisão, sugiro que você espere as quatro postagens e esteja em oração.

  1. Porque Você Não Pode Mudar Sua Igreja
  2. Quando você pode mudar sua igreja?
  3. Como Mudar Sua Igreja
  4. Como Viver Com o Que Você Não Consegue Mudar

Em meu post anterior eu argumentei que, em geral, se você não é o pastor de sua igreja, você não pode mudá-la de nenhuma maneira fundamental. E eu admiti que há exceções, ainda que a maioria delas apenas prove a regra. Este post dedica-se às exceções, uma vez que reconheço que muitos leitores de fato encontrarão a si mesmos em situações excepcionais.

Em meus próximos dois posts após este, eu planejo focar no que você de fato pode fazer na maioria das circunstâncias para mudar sua igreja, mesmo que você não seja o pastor. Mas, por ora, as exceções.

Exceção Genuína 1: Quando Você Deve Mudar Sua Igreja

A primeira exceção é se sua igreja está se arrastando para erros doutrinários sérios, como negar a Trindade, ou a inspiração e a autoridade das Escrituras, ou a salvação pela graça de Deus somente através da fé somente. Se esse é o caso, você não apenas pode, mas deve trabalhar para mudar sua igreja.

Compartilhe no Facebook

Em Apocalipse 2, Jesus responsabiliza igrejas locais inteiras pelo que elas fizeram com os falsos mestres (Apocalipse 2:2, 14, 15, 24). Se elas expulsaram os falsos mestres, Jesus as elogia. Se elas toleraram os falsos mestres, Jesus as condena.

Portanto, no fim das contas, é responsabilidade da igreja local como um todo defender a sã doutrina. Isso significa que se sua igreja começa a negar as doutrinas principais, você pessoalmente tem a obrigação de fazer algo a respeito.

O que você irá fazer dependerá de quem está ensinando o que, e da magnitude do erro. Certamente se um pastor está ensinando um grande erro doutrinário, ele precisa ser removido do púlpito. Se outros líderes eclesiásticos oficialmente reconhecidos podem levar a igreja a tomar esta atitude, bom. Se não, as coisas podem ficar mais feias, mas você ainda tem a obrigação de se livrar de um mestre que está seriamente se afastando das Escrituras.

Então, se esta é a situação, ore por sabedoria. Ore por união no meio da igreja. Ore para que a verdade revele o erro. E, em oração, comece o trabalho de remover o pastor infiel e encontrar um pastor mais fiel.

Exceções às Exceções

Então, essa é uma exceção genuína à ideia de que você não pode mudar a igreja se você não for o pastor. Há outra que eu mencionarei ao final. Mas, primeiro, eis aqui alguns cenários que podem parecer exceções, mas não são.

1. “Precisa-se de Ajuda”

Primeiramente, em meu post anterior eu não quis dizer de nenhuma maneira que membros individuais de igreja não podem contribuir de nenhuma maneira significante na reforma em andamento de uma igreja. O exato oposto é verdadeiro: a reforma da igreja tem de ser enraizada em toda a membresia, do contrário, não é reforma nenhuma.

Para ser específico, vamos dizer que você é parte de uma igreja que está no processo de ser reformada ou revitalizada. E vamos dizer que você concorda com os líderes de sua igreja sobre os problemas da igreja e as soluções a serem buscadas. Você pode trabalhar para mudar sua igreja nesta situação? É claro! Você pode tomar a iniciativa e encabeçar alguns dos esforços sob a direção do(s) pastor(es)? É claro!

Em outras palavras, se um pastor bíblico e com uma mentalidade de reforma pendura uma placa de “Precisa-se de Ajuda”, dê uma mão de todas as maneiras.

Nesta situação, no entanto, você não está trabalhando para mudar a direção da igreja, mas ajudando a colocá-la na direção que os líderes já estão apontando. Você não está trabalhando contra os líderes, mas com os líderes. E seu trabalho como membro de igreja é absolutamente crucial.

2. Ele Parece Aberto a Mudanças…

Às vezes, os pastores parecem ser genuinamente abertos a mudanças. Eles falam sobre querer ir por uma nova direção. Talvez tenha adquirido um novo conjunto de influências, lido alguns livros novos, descoberto um novo modelo. Às vezes, isso levará a uma mudança concreta, e nesse caso nós voltamos ao primeiro cenário.

Mas, às vezes, os pastores podem desejar mudança, ou concordar com a necessidade teórica de mudança, sem de fato se comprometerem a liderar tal mudança. Ocasionalmente os pastores serão abertos a aconselhamento, e irão até agradável e gentilmente concordar com um membro que esteja pressionando para uma nova direção. Mas eis o problema: se o pastor não estiver disposto a liderar a mudança pessoalmente, tal mudança nunca alcançará toda a igreja.

Se uma igreja irá mudar, isso vai custar mais ao pastor do que a qualquer um. O pastor terá de ensinar publicamente. Ele terá de iniciar reformas práticas. Ele terá de responder a perguntas. E o que é mais custoso: ele terá de estar disposto a tomar alguns socos, irritar alguns membros mais antigos, e geralmente tornar as coisas muito mais difíceis para ele mesmo para que possa ver a mudança acontecer.

Se o pastor não está disposto a fazer tudo isso, nenhum membro poderá obrigá-lo. Se o pastor não está convencido de que ele deve mudar a direção da igreja, você não pode colocar consciência na cabeça dele. Se o pastor não está disposto a liderar a mudança, você não pode jogá-lo para a frente público e sussurrar para ele o roteiro.

Resumindo, só porque o pastor parece ser aberto a mudanças, não significa que ele — ou a igreja — irá de fato mudar.

3. Liderando a Partir da Segunda Cadeira

E se você for um pastor de uma igreja, mas não é o pregador principal?

Primeiramente, deixe-me afirmar que todos os pastores ou presbíteros de uma igreja compartilham igualmente a responsabilidade de liderar e direcionar a igreja. Isso significa que se há um “pastor presidente”, ele deveria perder votos entre os presbíteros regularmente, e deveria agradecer a Deus por dar à igreja mais sabedoria do que há nele mesmo.

Em segundo lugar, no entanto, na maioria das igrejas há apenas um homem que faz a maior parte das pregações, e que possui uma quantidade correspondente de autoridade pastoral informal. E, como eu disse em meu primeiro post, a maior parte das convicções dos pastores encarregados da pregação sobre assuntos fundamentais de eclesiologia e ministério não são cimento fresco. Além disso, falando de maneira prática, o “pastor presidente” terá de não apenas concordar com quaisquer mudanças que você propuser, mas de alguma maneira encabeçá-las. Então voltamos à segunda situação.

Moral da história, você não pode liderar uma mudança a partir da segunda cadeira. Isso plantará sementes de divisão e azedará seu relacionamento com seu colega pastor.

Exceção Genuína 2: A Igreja Abomina um Vácuo

Por fim, apesar disso, há pelo menos mais uma exceção genuína que eu posso ver: um vácuo de liderança. O que eu primariamente tenho em mente aqui é uma igreja que, por qualquer razão que seja, não possui um pastor formalmente reconhecido, principalmente se um pastor saiu recentemente.

Na ausência de um líder (ou líderes) visível e universalmente reconhecido, a direção da igreja estará verdadeiramente e bem disponível para ser tomada. E se há um vácuo de liderança na igreja, então alguém intervirá e o preencherá.

Portanto, os membros da igreja que são qualificados para liderar e são comprometidos com uma reforma bíblica deveriam tentar, assim como no xadrez, conquistar o meio do tabuleiro. Eles devem assumir encargos de liderança, gentilmente definir novas trajetórias, construir um consenso sobre prioridades bíblicas, evitar objetivos inúteis, e trabalhar para chamar um pastor que irá pregar e liderar fielmente.

Podemos chamar este movimento de “reforma da igreja a partir da base”. Estas situações são raras, e são certamente complicadas. Mas já foi feito, e quando Deus se compraz em abençoar o trabalho, os frutos podem ser impressionantes.

Mais Pela Frente

Quer você esteja em uma destas situações excepcionais ou não, oro para que Deus lhe dê sabedoria para discernir como melhor servir, fortificar, e unificar sua igreja local, independentemente de como você pode ou não ser capaz de mudá-la.

E se você está em uma igreja que precisa mudar, mas você parece não ter poder nenhum de mudá-la, continue sintonizado. Em meus próximos dois posts, eu tentarei oferecer algumas sugestões práticas sobre como membros de igreja podem mudar quase qualquer igreja para a melhor, e também sobre como viver com aquilo que você não pode mudar.

Por Bobby Jamieson. Copyright © 2012 9Marks. Website: 9marks.orgOriginal: When Can You Change Your Church? (Part 2 of 4)

Tradução: voltemosaoevangelho.com

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

17 Comentários
  1. Cassia lira Diz

    A Paz do Senhor Jesus..bem irmão,eu achei muito bom e pratico tudo o que voce ensinou,mas por favor,me de uns minutos do seu tempo e leia minha historia ,não é muito diferente do que vc descreveu acima mas é o que eu vivo e é absolutamente dificil para mim..Frequento a igreja batista há 6 anos, e a 4 me tornei membro,primeiramente notei que muitos não conversavam comigo,não sei porque mas deixei pra lá de inicio,eu não ia muito por ainda não ser convertida verdadeiramente,mas a dois anos o Espirito Santo me converteu,me abriu os olhos,comecei a amar a palavra ,a depender de D’us,a orar,a jejuar,enfim,eu começava a entrar na familia de Cristo,e todos sabem que quando isso acontece,nada fica em oculto,as verdades são reveladas,inclusive a eclesilogia,comecei ver que dentro da igreja o pastor falava muito do “devorador”, “anjo da morte”,personagens biblicos do AT ameaçando quem não desse o dizimo,bem só para deixa los a par de tudo mesmo,meu pastor por diversas vezes me cobrava ,isso mesmo,me cobrava o dizimo para meu nome não ficar em branco no quadro de dizimistas fieis..misericordia….,Vi tambem que se falava muito em prosperidade,em benção sem medida,percebi tbm que existia lá dentro um tipo de hierarquia da moda,quem se vestia melhor tinha melhor status,isso fez minha prima nunca mais voltar lá,pq as mulheres “reaparavam” no modo simples dela se vestir..isso foi horrivel para mim tambem,motivo pelo qual eu pecava por ficar com muita raiva delas,nas escolas dominicais,trocava professor direto,nenhum deles tinham capacidade biblica para dar aula,um ensinava a teologia da prosperidade,outro que apenas nosso viver,testemunhava a cristo,não precisava falar nada….Abri minha boca contra tudo isso,aos quatro ventos,todos ouviram ,na dominical,no pulpito,pelo facebook,pq eu tinha varios deles adicionados,mandava videos,falava cara a cara,mas passando o tempo vi que aqueles que não gostavam de mim ,agora pioraram mais ainda,eu até tentei pedir desculpa se fui rude,ou dura ,mas não mudou nada essa atitude ,outros declararam guerra mesmo ,a equipe do louvor ,ninguem gostava de mim..rsrsrsr, rolava um bate boca enorme dentro das escolas,de um lado o “evangelho de cristo puro e genuino”,do outro a “teologia da prosperidade e o silas malafaia”..foi tenso ,falei muito lá ,mas o clima se tornou insustentável quando o pastor apoiava minha visão,mas não minha atitude,para ele eu tinha que ficar calada,juntou com as costas dos meus irmãos ,e eu tomei a decisão de sair de lá,o pastor disse que eu iria destruir minha vida,como se dependesse da igreja para mim ser salva..a vá!..bom,hoje estou aqui sem igreja,faço estudos biblicos com tres familias,com planos de formar um grupo de oraçao para que eu me fortaleça em grupo..não sinto falta deles,pq eu nunca tive nenhuma comunhão lá…mas sei que todas as coisas são perfeitamente explicaveis quando se está em intimidade e oração com D’us,por isso não saio da presença dele…sem igreja mais nunca sem Jesus!

    1. João Marcus Diz

      Oi Cássia, a paz!

      Li a sua história e imagino que não deve ter sido fácil pra você. Eu gostaria de encorajá-la a não desistir de ser integrante de uma igreja local. Excelente escolha fez você de tentar alertar seus irmãos e, após não obter sucesso, sair da igreja. A pouco tempo atrás tive convicção que tinha que sair da minha igreja (ainda estou nesse processo e não é fácil), porém não sabia para onde ir. Quando sentimos assim, parece que somos como Elias e estamos sozinhos… Mas, “Também conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda boca que o não beijou” – 1Reis 19:18. Ainda existem igrejas bíblias hoje Cássia! E creio que sempre haverão. A igreja saudável foi instituída pelo nosso Senhor e é vontade Dele que estejamos ingressados na igreja Dele, através de uma igreja local.

      Que Deus possa te orientar nessa fase da sua vida…

      Em Cristo,

      João Marcus

    2. Bruno Duarte Diz

      A paz do Senhor cara Cássia Lira.

      Não posso condenar em nada a sua luta contra o falso evangelho e as pirotecnias que criaram para substituir o verdadeiro evangelho. Há uma grande necessidade de haver um aviamento na palavra nesta nação. Entretanto, um conselho que eu daria à minha irmã de fé seria: junte o seu grupo (três famílias) e procurem uma igreja compromissada com a palavra e com o evangelho puro e simples. Você verá que é extremamente agradável nos sacrificarmos pela Igreja do Senhor. Devemos fortalecer a verdadeira igreja do Senhor. Também devemos enfraquecer estes emaranhados de tijolos com estupendas decorações e aparatos tecnológicos que se denominam igrejas e não pregam o verdadeiro evangelho. Na minha humilde opinião, acredito que aquele que estimula uma igreja carnal é carnal com ela. Abraços.

    3. Carlos Prado Diz

      Paz do Senhor irmã…. Admiro muito sua atitude em lutar pelo verdadeiro evangelho… Tenho passado por algo semelhante em minha igreja… aqui tem sido pregado coisas que me tem entristecido muito… já fui censurado algumas vezes também sabe… As vezes penso em trocar de igreja… Mais ai me pergunto pra aonde eu vou ? Deus tem me alimentado através dos videos do defesa do evangelho… Mais eu como seu irmãos em Cristo lhe aconselharia a procurar uma igreja… Eu reconheço que é difícil achar uma igreja cristocêntrica nos dias de hoje… Mais como o irmão abaixo disse ainda existem joelhos que não se dobraram a baal… Graça e Paz

    4. Lúcia Diz

      A paz prá vc Cássia! Olha eu e meu marido demoramos para encontrar uma igreja com a visão que Deus nos deu. Oramos muito, choramos e o que aprendemos é que nesse tempo, por mais que fazíamos os cultos em casa, até tomar a decisão, mesmo orando juntos, dizimando aqui e ali, percebemos o quanto faz falta frequentar uma igreja, Ainda que vc tenha irmaos com você, vocês se reunem, isso é ótimo, mas, te digo algo, quando econtramos pessoas que pensam como nós é agradável ao nosso ver, mas, precisamos de alguém para trazer o equilibrio e não caiamos no nosso próprio entendimento. Com amor, quero te dizer, orem juntos, como vocês, a grande maioria está clamando por uma reforma, mas, tenha um coração aberto para o que Deus quer fazer ok. Deus nos colocou numa igreja pequena, mas, que tem tudo a ver conosco. Espero que você também encontre junto com os seus irmãos. Fica na paz!

  2. betina Diz

    Poste logo o outro artigo… estou curiosa…

    1. Davi Da Silva Alves Diz

      kkkkk Eu também! =D

  3. Lúcia Diz

    Por seis anos fiquei numa igreja onde me converti, o
    primeiro amor e o fogo de Deus ardia em meu coração, era uma pessoa muito
    alegre por ter Jesus, por Ele ter transformado a minha vida. Meus ouvidos
    ficavam grudados no púlpito para aprender a palavra, não faltava a nenhum culto
    porque tinha prazer em ouvir a palavra e poder estar com os irmãos e adorar.

    No meu primeiro aconselhamento, o pastor desta mesma igreja
    duvidou que Deus falava comigo e me desafiou a levar até ele uma palavra.
    Então, falei com o Espírito Santo e ele me deu esta palavra: “ Não servindo à
    vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de
    coração a vontade de Deus;…E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles,
    deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e
    que para com ele não há acepção de pessoas. Ef 6.6; Ele admitiu que Deus falava
    comigo.

    Deus me ensinou que devo agradá-lo em primeiro lugar e não a
    homens. Mas, eu sempre reconheci minhas autoridades, mesmo que elas muitas
    vezes debochavam de mim porque fui chamada para ser pastora, mas, eles não
    aceitavam mulher pastora. E mesmo assim, não deixei de freqüentar os cultos, de
    ser obediente. Apesar da situação ficar insustentável, porque via irmãs com
    tantos problemas, mas, sempre com dificuldade para se abrir com os pastores,
    porque algumas tinham medo de contar suas intimidades, ou tinham medo do pastor.
    Eu aprendi que para sair de uma igreja precisamos orar e pedir a Deus uma
    palavra. E assim eu fiz, falei com o presidente e ele não me abençoou porque
    não concordava com o que ele fazia. E por respeitar a autoridade e não
    concordar com o comportamento deles, eu saí. Mais de 15 anos se passaram e nada
    mudou por lá. E eu não questionei o fato de ele pedir que nosso dízimo fosse
    entregue fora da igreja (na época era o valor de 12 mil aproximadamente), nos
    calamos por fidelidade, não entendíamos a atitude dele, mas, oramos e achamos
    que estaríamos errando em questioná-lo. Era ele e Deus.

    Paguei um alto preço por me calar, sofri muitas vezes
    calada. Eu tentei abafar esse sonho, tentei por diversas vezes negar, mas, cada
    vez que eu tentei fazer isso pela obediência aos meus pastores, tentando
    sufocar o meu chamado, eu me refugiava nos braços de Jesus porque não podia
    pecar contra as autoridades. Se paga um alto preço para ser testemunho de
    Cristo, mas, é assim mesmo. O meu maior e melhor conselheiro nesta batalha foi
    o Espírito Santo, me orientou como deveria agir e quando era o momento de sair.

    No segundo ministério que estive a visão do presidente mudou
    radicalmente, sutilmente e toda a liderança e muitos irmãos saíram da igreja
    por causa desta mudança. Por direção Deus nos tirou também, desta vez, Ele
    mesmo agiu, sem que precisássemos fazer algo. Depois soubemos do caos que esta
    igreja se tornou.

    Por tudo que vi e ouvi, ninguém me falou, eu creio que a
    reforma vem do Espírito Santo, em cada um de nós. Incrível que quando a gente
    busca conselho em Deus, além de ficarmos no centro da vontade dele, Ele nos
    defende dos piores inimigos e nos livra até mesmo sem saber o que poderia vir
    de mal sobre nós.

    Efésios 6:9
    ndo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens.

    Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.

    E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças,
    sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com
    ele não há acepção de pessoas.

    Efésios 6:6-9

  4. Mauricio Jackson Diz

    Deus continue abençoando e renovando suas forças vcs são benção. JESUS É Contigo!

  5. Alexandre Hobol Diz

    Esse cara prega prosperidade de uma maneira bem gritante…

  6. Cássia Lira Diz

    obrigado pela força irmãos em Cristo,creio que minha carga foi ajustada ao meu corpo,sei que D’us sabe que posso suporta la,sigo em frente,uma ovelha que ama o pastor Jesus,estou certa que tudo isso será um grande aprendizado,uma grande lição,que posso passar para meus aprendizes…sendo assim agradeço a D’us por toda esta angustia e afliçao,ainda não posso entender mais já tenho certeza é fruto da grande divina misericordia que paira em nossos coraçoes..Paz irmã Lucia,Carlos Prado,Breno Duarte e João Marcus..vamos seguir em frente com Jesus!

  7. Antonia Rodrigues Diz

    Ola irmãos eu estou lendo a bíblia eu estou buscando desesperada pela presença do Senhor na
    minha vida, hoje eu não frequento igreja,mais eu visito algumas igrejas,mais eles leem versìculos da bíblia pra tentar convencer de eles que eles são de Deus,que Deus quer seu dinheiro, que vc já é salvo e pra as pessoas confirmarem do que eles estão falando esta mesmo na bíblia.E eu mim pergunto o Senhor,o Senhor esta mesmo nesse lugar? No Apocalipse cap 3 apart versic 2 ao 18. A assim diz o Senhor Sê vigilantre, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Lembra-te,pois,do que tem recebido e ouvido, guarda-o,e arrepende-te.E,se não vigiares,virei sobre ti como um ladão,e não saberás a que hora sobre ti virei. Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram sua vestes, e comigo andarão de branco; por quanto são dignas disso.O que vencer será vestido de vestes brancas, e de meneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida;e confessarei o seu nome diante do Pai e seu anjos. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro,o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha,e ninguém abre: Conheço as tuas obras, eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. Eis que eu farei aos da sinagoga de satanás,aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo.Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome tua coroa. A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus , e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus e também o meu novo nome. Quem tem ouvidos, ouça o que o Epírito diz às igrejas.E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira , o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.Como dizes:Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miseravel, e pobre, cego, e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro pravado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vegonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas… Sade as veses mi pergunto se esses pregadores não estudam a palavra ou leem as escrituras ou ele fazem isso ou não fazem ou não temem a Deus.Fiquem na paz do Senhor.

  8. felipe david Diz

    Paz Daniel tbm sou do guaruja e estou passando por algo parecido com de nossa irmã Cassia Lira, mandei um email no site que vc deixou gostaria de conhece-los. Deus abençoe.

    1. Daniel Januário Diz

      Olá Felipe David , seria um prazer lhe conhecer e ajudar no Senhor . Quanto a seu email eu até o presente momento não recebi ainda . Peço por favor se puder me mandar novamente neste email que é o meu : [email protected] .
      Se quiser , me procure também no Facebook pelo nome de Daniel Januário .

  9. Matheus A' Diz

    Equipe VE eu oro muito por vocês, realmente Deus tem me ensina muito através dos seus Post. EU poderia dizer que este e o principal, me encontro em uma situação parecida, onde não sou o pastor mais vejo o Quão desesperadamente a minha igreja precisa de uma reforma. Porém o meu jargão é “Joelho no chão e Boca no pó”… É horrível ver pessoas “servos” de Deus com tanto descaso pela Glória de Deus, chega a ser insuportável, porém com amor e perseverança creio que o tempo de Deus chegará !! Pois ele Zela da queles que o Amam de todo Coração !

  10. Noe Diz

    a natureza humana por si só é rebelde, e satanás está ao derredor procurando a quem possa tragar, pois ele é o pai da mentira e do engano e o líder da rebelião.

  11. Josivan Afonso Souza Diz

    MUITO LEGAL

Comentários estão fechados.