um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Por que seminaristas perdem a fé no seminário?

Não quero dizer que acontece com todos. Mas, acontece com muitos. Conheço vários casos, inclusive próximos a mim, de jovens cristãos fervorosos, dedicados, crentes, compromissados com Deus, que gostavam de orar e ler a Bíblia, que evangelizavam em tempo e fora de tempo, e que depois de entrar no seminário ou faculdade de teologia, esfriaram na fé, se tornaram confusos, críticos, incertos e até cínicos. Como Tomé, não conseguem crer (espero que ao final venham a crer, como graciosamente aconteceu com Tomé).

Existem algumas razões pelas quais casos deste tipo têm se tornado cada vez mais comum. Coloco aqui as que considero mais relevantes, sempre lembrando que muitos seminários e escolas de teologia levam muito a sério a questão da ortodoxia bíblica e do cultivo da vida espiritual de seus alunos. Não é a eles a que me refiro aqui.

1) Acho que tudo começa quando as denominações mandam para os seminários e faculdades de teologia jovens que não têm absolutamente a menor condição de serem pastores, professores, obreiros e pregadores. Muitos são enviados sem qualquer preparo intelectual, espiritual e emocional. Alguns mal fizeram 17 anos e foram enviados simplesmente porque eram líderes destacados dos adolescentes de sua igreja, eram líderes do grupo de louvor ou filhos de pessoas influentes da igreja. Não é sem razão que Paulo orienta que o líder não pode ser neófito, isto é, novo na fé (1Tim 3.6). Eles não têm a menor estrutura intelectual, bíblica e emocional para interagir criticamente com os livros dos liberais e com os professores liberais que vão encontrar aos montes em algumas das instituições para onde serão mandados.

2) Acho também que a culpa é das denominações que mantêm professores liberais ou conservadores frios espiritualmente nas cátedras de suas escolas de teologia. O que um professor que não acredita em Deus, nem que a Bíblia é a Palavra de Deus, não ora, tem para ensinar a jovens que estão na sala de aula para aprender mais de Deus e de sua Palavra? Há seminários e escolas de teologia que mantêm no corpo docente professores que nem vão mais à uma igreja local, que usam o título de pastor apenas para ocupar uma vaga na cátedra dos seminários. Nunca levaram ninguém a Cristo e nem estão interessados nisso. Não têm vida de oração, de piedade. Que exemplo eles poderão dar aos jovens que sentam nas salas de aula com a mente aberta, ansiosos e desejosos de ter modelos, exemplos de líderes para começar seus próprios ministérios?

3) Alguns desses professores têm como alvo pessoal destruir a fé de todos os seus estudantes antes mesmo que terminem o primeiro ano de estudos. Começam desconstruindo o conceito de que a Bíblia é a infalível e inspirada Palavra de Deus. Com grandes demonstrações de sapiência e erudição, eles mostram os erros da Bíblia e o engano da Igreja Cristã, influenciada pela filosofia grega, em elaborar doutrinas como a Trindade, a Divindade de Cristo, a Expiação. Mesmo sem usar linguagem direta — alguns usam, todavia — lançam dúvidas sobre a ressurreição literal de Cristo de entre os mortos. A pá de cal na sepultura da fé desses meninos é a vida desses professores. Além de não terem vida devocional alguma, alguns deles ensinam os seus pobres alunos a beber, fumar e freqüentar baladas e outros locais. Eles até lideram o grupo Noé (que se encheu de vinho) e o grupo Isaías (“e a casa se encheu de fumo”) nos seminários!!

4) Bom, acredito que uma fé que pode ser destruída deve ser destruída mesmo, pois não era autêntica e nem sólida. Quanto mais cedo ela for destruída e substituída por uma fé robusta, enraizada na Palavra de Deus, melhor. Acontece que os professores liberais e os professores conservadores mortos só sabem destruir; eles não têm a menor idéia de como ajudar jovens candidatos ao ministério pastoral a cultivar uma mente educada, uma fé robusta e uma vida de devoção e consagração a Deus: os primeiros, porque lhes falta fé; os segundos, devoção. Ao fim de quatro anos de estudo com professores assim, vários desses jovens saem para serem pastores, mas intimamente — alguns, abertamente — estão cheios de dúvidas quanto à Bíblia, quanto a Deus e quanto às principais doutrinas da fé cristã. Estão confusos teologicamente, incertos doutrinariamente e cínicos devocionalmente.

5) Não podemos deixar de lembrar que ao final, se trata de uma guerra espiritual feroz, em que Satanás tenta de todos os modos corromper a singeleza e sinceridade da fé em Cristo, atacando a mente e o coração dos futuros pastores (2Cor 11:3). Usando professores sem fé e professores sem vida espiritual, ele procura minar as convicções, a certeza, o fervor e a dedicação dos jovens que se preparam para o ministério. Aqui é pertinente o lema de Calvino, orare et labutare. Pela oração, os seminaristas poderão escapar da tendência dos estudos teológicos de transformar nossa fé em um esquema doutrinário seco. E pela labuta nos estudos poderão se livrar das mentiras dos professores liberais, neo-ortodoxos, libertinos e marxistas.

Por: Augustus Nicodemus. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Original: Por que seminaristas perdem a fé no seminário?

28 Comentários
  1. Izilda Caravieri Diz

    eu acho que a culpa nem é dos professores, mas da pessoa que contrata os mesmos!!!!

  2. Izilda Caravieri Diz

    eu acho que a culpa nem é dos professores, mas da pessoa que contrata os mesmos!!!!

  3. Jardel Sousa Santos Diz

    Acho que tal resultado do seminário se deve tanto do professor quanto do aluno; claro q o professor estar p/ sanar dúvidas e não meramente p/ criá-las…uma dúvida levantada somente p/ polemizar nada mais é que o simples ardil do diabo e que os tais que assim agem são instruídos pelo próprio…Lembremos que a bíblia declara enfaticamente que Deus é um Deus de paz e não de confusão…Deus abençoe a todos que a luz do discernimento e da vocação celestial brilhe em nossos corações…que Deus o abençoe Pr. Augustus Nicodemos.

  4. Jardel Sousa Santos Diz

    Acho que tal resultado do seminário se deve tanto do professor quanto do aluno; claro q o professor estar p/ sanar dúvidas e não meramente p/ criá-las…uma dúvida levantada somente p/ polemizar nada mais é que o simples ardil do diabo e que os tais que assim agem são instruídos pelo próprio…Lembremos que a bíblia declara enfaticamente que Deus é um Deus de paz e não de confusão…Deus abençoe a todos que a luz do discernimento e da vocação celestial brilhe em nossos corações…que Deus o abençoe Pr. Augustus Nicodemos.

  5. Rodrigo Cruz Diz

    O Grande erro é querer formar pastores, pastor ou qual for o dom ministerial é dado pelo Espírito Santo de Deus, canso de ver homens sendo consagrados pelo homem e não por Deus, por isso caem e se desviam da Sã Doutrina de Cristo, é claro que a Teologia vai ajudar muito na compreensão da Palavra de Deus, não sou contra e sim a favor de ter teologia para ter compreensão Bíblica, vamos nos lembrar que a Igreja Primitiva não houve teologia entre os apóstolos, todos foram consagrados por Jesus Cristo, e títulos não quer dizer nada, muitos querem títulos e não os encargos, muito comum vermos um membro no banco que tem muito mais intimidade e unção que muitos que estão atrás de um púlpito, pior coisa e ser morto espiritualmente e achar que está bem, é Deus que consagra o homem e o homem apenas confirma assim como Samuel fez com Davi consagrando-o a rei.

  6. Zulmira Rito Cardoso Diz

    Li com o meu marido o texto e apreciamo-lo muito. estudamos num Seminário chamado liberal e algumas das afirmações do Dr. Nicodemus aplicam-se como "uma luva" à nossa experiência. Graças a Deus esforçamo-nos por corrigir os erros e hoje, aposentados, com 69 e 76 anos estamos ainda mais convictos do valor supremo do Evangelho Eterno.

  7. Julio Cesar Guimarães Diz

    O erro está na diferença do que se ensina no seminário, e do que se ensina na igreja. Deveria ser a mesma coisa mas não é,… por a culpa no seminarista é fácil. Tem que por a culpa na igreja, que não prepara seus professores, não exigem de seus pastores (falo como batista, onde ainda a igreja pode cobrar dos lideres,… ainda) teologia bíblica (eu disse bíblica, deixa a sistemática no seminário). O seminarista chega cheio de bases e convicções, que serão detonadas, é logico que não são todos que resistirão.

  8. Jonath Soares Silva Diz

    Muito interessante. Ricardo, Roberto, Mateus.

  9. Jhordan Diz

    Sou seminarista do Seminário Presbiteriano Renovado de Cianrote -PR, concordo plenamente com o autor deste artigo e confesso que minha luta pessoal todos os dias é terbuma voda de devocional e piedade porque lemos muitos livros artigos e as vezes deixamos o mais importante de ler a bíblia e orar … Porque vc se depara com diferentes pensamentos liberais ou conservadores que podem ti enfluenciar mas acretido que devemos ter consciência do que estamos fazendo que é uma responsabilidade muito grande e deve ser encarada com mais respeito e temor de quem faz seminário o seminário em que eu estou combate isso todos os dias nos mostrando a necessidade de orar de buscar a Deus. Enfim voltemos ao evangelho !!!

  10. Happoldt Diz

    A questão é simples, se tais perdem a fé, devemos considerar se essas pessoas tinham mesmo fé. Se alguém tem alguma dúvida sobre o assunto (fé) recomendo, um livro, Livro III, As Institutas de João Calvino, especificamente o cap. II, onde Calvino trata DA FÉ – DEFINIÇÃO E EXPOSIÇÃO DE SUAS PROPRIEDADES.

  11. Marcio Santos Diz

    lembro de 1 tempo muito bom , no qual a alegria da amada Igreja era ganha almas para o senhor JESUS e pregar sobre salvação

  12. Marcio Santos Diz

    lembro de 1 tempo muito bom , no qual a alegria da amada Igreja era ganha almas para o senhor JESUS e pregar sobre salvação

  13. Eryca Rego Antunes Diz

    Se você quiser ver o Espírito Santo, em pessoa, consagrando pastores, é bom esperar deitado! As Escrituras mandavam homens imporem as mãos sobre outros para a ordenação. Leia as cartas pastorais de Paulo. Ele diz "cuidado para seres digno com a imposição de mãos que recebestes do presbitério" e não de uma hoste angelical.

  14. Izilda Caravieri Diz

    eu acho que a culpa nem é dos professores, mas da pessoa que contrata os mesmos!!!!

  15. Rodrigo Cruz Diz

    Eryca Rego Antunes creio que não entendeu o que eu quis dizer, sim homens ordenados por Deus para consagrar e não como vemos hoje que o camarada nem tem chamado divino, Deus não mandou consagrar e o pastor consagra, pelo menos no ministério o qual faço parte lá só se consagra obreiros e demais cargos só quando Deus manda literalmente, fora isso não.

  16. Nanadejesus Cordeiro Diz

    Fiz um curso básico e bacharel em teologia por conta própria não fui enviada por nenhuma denominação. mas o que acontece é que mexe muito com a mente da pessoa, é preciso fé e determinação para prosseguir. Até porque aprendemos muitas coisas que não vemos ser exercidas nas igrejas dos dias atuais. Mas graças a Deus perseverei em conhecer ao Senhor Jesus e a sua Palavra não me desviei e procuro colocar os ensinamentos da Palavra de Deus em minha vida e a medida do possível ensinar ao irmão.

  17. Izilda Caravieri Diz

    eu acho que a culpa nem é dos professores, mas da pessoa que contrata os mesmos!!!!

  18. Ricardo Soares Diz

    Acho que a questão do texto não é quem levanta quem, mas esta história de que os seminários tem prejudicado os valores religiosos aprendidos nas comunidades, prestando desserviço à cristandade.
    Para mim, o problema também se relaciona com a forma com que a maioria de nós esta acostumado a estudar no ensino secular e religioso em geral, onde alguém que detém o conhecimento se impõe (autoritariamente) sobre os alunos, que não têm a mínima condição ou abertura para refletir e criticar, reféns de uma incapacidade cruel.
    Alguns estabelecimentos de ensino estão procurando corrigir isto, mas acho que a maioria da população não terá acesso a este tipo de proposta educacional, pois exitem muitos outros interesses envolvidos, infelizmente.
    No seminário, percebi outros problemas: alguns alunos eram, praticamente, semianalfabetos; outros tinham uma profunda preguiça de ler criteriosamente.
    É claro que um dos problemas é a falta de educação cristã contínua de qualidade nas comunidades, o que tem gerado uma fé simplória, mas acho que a origem deste desacerto remonta a história desventurada da educação oferecida às massas no Brasil, seja ela pública ou particular.
    Talvez o retorno do ensino de sociologia e filosofia ao ensino médio minimize o problema no futuro. Isto com muita fé, a qual torço para que não seja simplória.

  19. Ellis Regina Diz

    Concordo com Rodrigo. Pastoreio, evangelismo, ensino, serviço, discernimento…seja lá qual for o dom, vem de Deus. A escola teológica vem a ajudar a desenvolver e aprimorar um dom recebido de Deus!.

  20. Rogildo Diz

    Realmente, preciso concordar em partes com o presente artigo e como seminarista vejo alguns outros pontos que supostamente afetariam diretamemete a vida espiritual de um Enviado para a capacitação teologica. Pensem comigo e reflitam: pra quer fomos chamados? Por quem fomos chamados? Por quem fomos eviados? Pra onde fomos enviados? São perguntas que muitos não tem as respostas que possam satisfazer a nós mesmos ou a quem nos enviou. Respostas que poderão amaducer, pois são pessoais de cada vocacionado seja ele com fé ou não, quem pode medir a fé se não Deus? Quem pode renovar a fé se não aquele que chamou? Dou Graças a Deus porque O Senhor já tem me dado algumas respostas e outras estou a esperar Dou Graças a Deus por minha Igreja que ora por mim e por meu irmão que esta em Curitiba PR, em sua formação. Dou Graças ao Senhor,porestar em uma instituição seria com um corpo docente comprometido no ensino teólogico com qualidade e acima de tudo reverente a palavra de Deus, nos ensinam a pensar a entender que temos leituras e mais leituras vários tipos de interpretação, mas nos orientam que teologia começa com joelhos no chão em oração , leitura Bíblica e meditação da palavra lida. Encero a minha participação dizendo que as respostas a essas e outras perguntas estão no Deus que te chamou, pois o que chama é o que envia e que sustenta. Igrejas comtinuem orando pelos nossos vocacionados, seminários e para que sejam comprometidos na formação de profetas de Deus. Que O Senhor da seara nos ouça.

  21. Rogerio Sampaio Diz

    Concordo plenamente com o texto. Acredito que é muito importante, se formar bons pastores, missionários e seminaristas. Todos os dias vemos pastores, de várias denominações, sendo forjados no "fundo de quintal", pregando um cristianismo sincretista e confuso. Porém no que se refere aos seminários, é de responsabilidade das instituições colocar verdadeiros cristãos, que vivem o que ensinam. Ultimamente o que mais se vê são liberais-marxistas ensinando ideologias comunistas disfarçadas de pensamento científico cristão. A palavra de Deus nos exorta a estarmos vigilantes contra os falsos ensinos e orar e vigiar. Fica a reflexâo: “Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8) – “Nos últimos dias“,os homens serão “mais amigos dos deleites do que amigos de Deus; tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela.” (2 Timóteo 3:1,4-5) – “Nos últimos tempos“, os homens seriam “escarnecedores …. Estes são os que causam divisões, sensuais, que não têm o Espírito.” (Judas 1:18-19)

  22. Rogerio Sampaio Diz

    Concordo plenamente com o texto. Acredito que é muito importante, se formar bons pastores, missionários e seminaristas. Todos os dias vemos pastores, de várias denominações, sendo forjados no "fundo de quintal", pregando um cristianismo sincretista e confuso, sem conhecer a história da igreja e do cristianismo. Porém no que se refere aos seminários, é de responsabilidade das instituições colocar verdadeiros cristãos, que vivem o que ensinam. Ultimamente o que mais se vê são liberais-marxistas ensinando ideologias comunistas disfarçadas de pensamento "científico cristão". A palavra de Deus nos exorta a estarmos vigilantes contra os falsos ensinos além de orar-mos e vigiar-mos. Fica a reflexâo: “Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8) – “Nos últimos dias“,os homens serão “mais amigos dos deleites do que amigos de Deus; tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela.” (2 Timóteo 3:1,4-5) – “Nos últimos tempos“, os homens seriam “escarnecedores …. Estes são os que causam divisões, sensuais, que não têm o Espírito.” (Judas 1:18-19)

  23. Izilda Caravieri Diz

    eu acho que a culpa nem é dos professores, mas da pessoa que contrata os mesmos!!!!

  24. Ricardo Soares Diz

    Rogerio Sampaio eu tenho estado um pouco preocupado com a maneira que alguns irmãos têm respondido a questão da missão integral ou ao "pensamento científico cristão" relacionando-a ao comunismo. Quem já leu O Capital (Karl Marx) talvez não fizesse este tipo de relação.
    Outra situação é que quem está com este tipo de discurso tem confundido o evangelho com o marxismo e, até mesmo pior, comparando os ensinos de Cristo com marxismo-leninista e com marxismo-leninista-maoista. Será que temos que importar a leitura bíblica euramericana ou podemos ter uma leitura latino americana ou afro brasileira?
    Acho que o cristianismo brasileiro estava se tornando de um lado algo apenas historicamente nominal e cultural e de outro algo supersticioso e misterioso demais.
    Agora, estamos alcançando algo, em termos de debate e ação, que não tínhamos coragem de discutir. Exemplo: o racismo e o sexismo dentro das igrejas chamadas protestantes; a marginalização dos pobres dentro das nossas comunidades eclesiais; a baixa penetração nos guetos; falta de diálogo com o homem do campo ou com as classes trabalhadoras; falta de coragem para orientação e discussão política dentro das igrejas; interações interdisciplinares como teologia e sociologia ou ciências naturais; a receptividade ao homossexual ou ao mendigo ou às prostitutas ou ao bêbado ou ao traficante dentro das igrejas.
    Aqui em BH, uma pastora foi convidada a sair de uma das nossas "grandes igrejas" porque "onde ela está só tem pobre" e, é claro, eles dão pouco lucro aos mandatários do poder eclesiástico local.
    A reação de alguns mestres nas faculdades de teologia esta sendo muito boa, pois eles há muito tem visto coisas deste tipo dominando a igreja brasileira. A vergonha que tem aparecido na tv brasileira é só a ponta do iceberg. Uns rejeitam os pobres e outros se aproveitam da ignorância dos desvalidos para tomar o pouco que lhes sobra. Pouco tem havido de altruísmo entre as nossas lideranças. É fato que algumas destas grandes agremiações ditas cristãs têm feito alguma caridade, mas fato irrisório, muitíssimo insignificante com relação ao montantes das suas receitas. Caso o irmão tenha algum professor que esteja tentando sensibilizar os futuros líderes para esta questão eu acho que é muito bom, pois em muitos lugares não é isto que estão ensinando, muito pelo contrário.

  25. Eryca Rego Antunes Diz

    Rodrigo Cruz E como é que Deus aparece para dizer isso? Não venha com histórias de que vocês tem sonhos ou visões de Deus mandando fulano ou outro. Não estou entendendo a parte final de sua resposta: "…só quando Deus manda literalmente…". Ele brada dos céus? Ele envia um anjo? No Novo Testamento, muitos amigos e companheiros de Paulo acabaram se desviando, mas nem Paulo sabia quem se desviaria. Tito e Timóteo vingaram, mas Demas amou o presente século e Alexandre o latoeiro se desviou e, são citados juntos de Tito e Timóteo, no mesmo texto (2 Tm 4.9-16). Não sei de que igreja você faz parte, mas duvido que Deus diga realmente quem é vocacionado ou não. O tempo é quem diz isso. Pastores e obreiros se desviam o tempo todo. Mas acho que em sua igreja ,nunca,nenhum pastor ou obreiro tenha se desviado, já que é Deus mesmo que vem e aponta quem vai ser pasator ou não! Que privilégio!!! Vocês estão melhores que Paulo, ou ouvindo um espírito que não é o Espírito Santo.

  26. Eryca Rego Antunes Diz

    Rodrigo Cruz E como é que Deus aparece para dizer isso? Não venha com histórias de que vocês tem sonhos ou visões de Deus mandando fulano ou outro. Não estou entendendo a parte final de sua resposta: "…só quando Deus manda literalmente…". Ele brada dos céus? Ele envia um anjo? No Novo Testamento, muitos amigos e companheiros de Paulo acabaram se desviando, mas nem Paulo sabia quem se desviaria. Tito e Timóteo vingaram, mas Demas amou o presente século e Alexandre o latoeiro se desviou e, são citados juntos de Tito e Timóteo, no mesmo texto (2 Tm 4.9-16). Não sei de que igreja você faz parte, mas duvido que Deus diga realmente quem é vocacionado ou não. O tempo é quem diz isso. Pastores e obreiros se desviam o tempo todo. Mas acho que em sua igreja ,nunca,nenhum pastor ou obreiro tenha se desviado, já que é Deus mesmo que vem e aponta quem vai ser pasator ou não! Que privilégio!!! Vocês estão melhores que Paulo, ou ouvindo um espírito que não é o Espírito Santo.

  27. saide Diz

    SE O MUNDO FOSSE CRIADO SEM RELIGIÕES NÃO HAVERIA GUERRA…

    1. Cleber Pereira Diz

      então aprenda história meu chapa, quem criou a guerra foi o homem, e não a religião, e não usaram o argumento religião, apenas pelo poder…leia a história.

Comentários estão fechados.