O que é a obra de iluminação do Espírito

Joel Beeke ministra que a iluminação do Espírito nos leva a verdadeira submissão de reconhecer que tudo vem do Senhor e tudo o que ele faz é bom.

Versão para celular

Texto base: 2Re 4.8-37

O Espírito Santo lança luz sobre Jesus e é honrado quando Jesus é honrado. Assim, ele nos ilumina, leva-nos a nascer de novo e nos concede fé que é submissa a Jesus. É isso que este texto do Antigo Testamento ilustra.

  1. 23, 26 – shalom usado em dois tempos verbais: tudo estará bem e tudo está bem. Ela tem fé com esperança no futuro e fé submissa com relação ao passado.

A sunamita mesmo sem filhos ao ser perguntado o que queria respondeu “vivo em meio ao meu povo”. Você está contente com a porção que Deus tem lhe dado?

A mulher sunamita, mesmo diante da morte de seu filho, responde com uma fé incrível. Ela coloca o filho na cama do profeta, mesmo sabendo que colocar um morto em contato com um objeto o contaminaria, pois cria que o homem de Deus poderia curá-lo. Ela tranca a porta para que ninguém mecha no filho e ela vai até Eliseu, mesmo ele estando muito longe, pois a fé vence barreiras e é imensamente criativa (lembre dos homens que desceram o homem enfermo pelo teto para Jesus). A fé vence as barreiras e acha o caminho a Cristo, pois o Espírito nos guia a Jesus. Ao sair em caminho ao profeta, seu marido lhe pergunta o que aconteceu e ela respondeu simplesmente shalom (estará tudo bem). Pela fé, ela crê que tudo estará bem. Ao chegar ao homem de Deus, quando Geazi pergunta se está tudo bem, ela resposta shalom (está tudo bem). Não se afirma que está tudo bem, quando o filho da promessa está morto, a não ser quando se está naquele momento confiando em Deus, em submissão a ele.

Três características da verdadeira submissão:

1) Reconhece que tudo é do Senhor

Ela entende que o Senhor é soberano sobre todas as coisas e nós reconhecemos sua mão em tudo. Se a mão de Deus não está sobre tudo, então não há esperança. Quando situações difíceis nos acometem devemos dizer: “o Senhor é o que tira a vida e a dá”(1 Sm 2.6).

2) Justifica a Deus

Quando Jó perdeu seus filhos, ele disse: “o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou” (Jó 1.21). Um incrédulo diz “por que eu?”, um crente iluminado diz “por que não eu, que nada mereço?”. Qualquer coisa acima do chão é graça de Deus. Quando entendemos isso, apreciamos as pequenas bênçãos de Deus.

3) Aprova o Senhor

Uma coisa é dizer que foi o Senhor que trouxe, outra é dizer que está certo, mas outra ainda mais profunda é dizer que “está tudo bem”. Jó não só reconheceu que o Senhor levou seus filhos, mas disse: “bendito seja o nome do SENHOR!” (Jó 1.21).

O passo mais profundo de submissão é agarrar-se a Deus em meio a profunda provação. Agarrar-se ao Senhor como se ele fosse nosso melhor amigo, quando tudo parece dizer que ele é nosso pior inimigo. É beijar a vara que nos castiga. É falar como Jó: “ainda que ele me mate, nele esperarei” (Jó 13.15).

Verdadeira submissão não é:

1) Ignorar a dor

Exercer submissão não significa que não sentimos dor. A alma da sunamita estava em amargura.

2) Deixar de perguntar “por quê?”

A sunamita questionou o profeta sobre o acontecido (2Re 4.28). Não podemos perguntar “por quê?” com punhos fechados, mas podemos com mãos abertas – sonda-me, Senhor, e me conheces. Jesus também perguntou por que Deus o desamparou e o fez sem pecar.

3) Deixar de agir

A verdadeira submissão não é passiva. A sunamita foi ativa em meio a sua submissão e foi em encontro ao profeta.

Conclusão: como a fé é aplicada no presente

Assim, a mulher que disse que “tudo ficará bem”, depois disse que “tudo está bem”, pôde aplicar a fé dela ao presente e dizer que “Deus faz tudo bem” (Mc 7.37). Você pode dizer “estará tudo bem”? “Está tudo bem”? Implore a Deus que faça bem em Cristo. Este homem recebe pecadores e é incrivelmente abordável. Ele pode tornar tudo bem com o pior dos pecadores.

Veja outros vídeos da Conferência Fiel Juntos 2014

Acompanhe às reprises da Conferência Fiel Juntos 2014, onde estamos estudando nas Escrituras “A Obra do Espírito Santo”.

Por: Kevin DeYoung. © 2014 Ministério Fiel. Original: Permanecer e Obedecer.

Gravado na Conferência Fiel Juntos 2014.

Comentários estão fechados.