O desafio evangelístico de Mateus 1.1

Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. (Mateus 1:1)

Introdução de um livro

Mateus escreveu seu relato evangelístico na metade do primeiro século (segundo estimativas de estudiosos), e o começa com a palavra grega “biblos”, que significa livro, e de onde vem o termo “bíblia”. Seu objetivo principal é mostrar que Jesus é o Messias, aquele que trouxe o Reino dos céus e a Vontade do Pai, que é o cumprimento das profecias e que é o Rei de Israel e dos Gentios.

Para isso, ele divide seu Evangelho em 5 partes (além do começo e do fim), mostrando, não necessariamente em ordem cronológica, a vida e os discursos de Jesus. Cada parte é composta por narrativa e um discurso de Jesus que responde a uma das perguntas abaixo:

(1) Como devem viver os cidadãos do Reino? (caps. 5-7)
(2) Como os discípulos viajantes devem se comportar em suas jornadas evangelísticas? (cap. 10)
(3) Quais são as parábolas que Jesus contou? (cap. 13)
(4) Que alertas Jesus deu sobre não impedir a entrada no Reino e sobre o perdão (caps. 18-20)?
(5) Como vai terminar a história humana? (caps. 24-25)

O mais glorioso assunto

Dada esta introdução, quero agora lhe mostrar como é supremo o assunto tratado por este “livro”, a fim de que você: (1) valorize os escritos inspirados e (2), ainda mais importante, valorize como supremo tesouro o Assunto do mesmo.

Este livro é sobre o Rei

E perguntavam: Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo. (Mateus 2:2)

Este livro é sobre o Rei dos judeus, mas não só dos judeus como de toda Terra. Ele é o Rei dos verdadeiros judeus, que o são pela fé. E, além disso, Ele não só é um rei, mas é o Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Nenhum rei se compara a Ele. Nenhum foi mais glorioso, nenhum foi mais majestoso, nenhum foi mais justo, nenhum foi mais generoso, nenhum foi mais piedoso, nenhum foi mais conquistador e nenhum foi mais íntegro. A orla do manto desse Rei é mais majestosa que toda a glória de todos os reis da História somados. Por hora, Ele demonstra misericórdia sem igual a todos que desejam se render a Seu Reinado, mas quando o tempo acabar, governará os reinos com vara de ferro.

E, ainda mais, nenhum governo se compara ao Reinado dele. Seu Reinado é tão extenso que alcança até mesmo onde os olhos não vêem; tão extraordinário que não é baseado na exploração de servos, ou na conquista e exploração de riquezas ou de coisas efêmeras, mas, consiste em paz e alegria, coisas que ouro e prata não compram. E esta alegria e paz não são como os outros reis a dão, mas são tão mais profundas como são eternas.

Ah! Quão majestoso é este Rei. Todos os reis e governos são meras sombras perto dele, meros tipos que devem refletir a Glória do Rei de Sião. Que você possa vislumbrar a glória desse Rei e servi-Lo com alegria!

Este livro é sobre o Amém

Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta (Mateus 1:22)

Um dos focos de Mateus ao escrever seu Evangelho é mostrar que Jesus é o cumprimento de todas as promessas de Deus. O termo grego para “cumprimento” é usado explicitamente cerca de 15 vezes.

Cristo é a realização das promessas de Deus, desde a promessa adâmica do esmagamento da serpente, passando pela bênção de uma descendência bendita dada a Abraão, pelo reinado eterno prometido a Davi e pelo Messias sofredor profetizado por Isaías.

Cristo é o “sim” de Deus; isto é o que Paulo nos fala em 2 Coríntios 1:20:

Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós.

Ah! Que você possa entender o glorioso “Sim” que há em Cristo e confiar nele e na obra que Ele realizou cada vez mais.

Este livro é sobre o Sábio

A rainha do Sul se levantará, no Juízo, com esta geração e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis aqui está quem é maior do que Salomão. (Mateus 12:42)

Quão sábias são as palavras de Jesus. Firmes quando necessárias, mas calmas e brandas para os fracos. Todas faladas com teor exato e de forma precisa no momento oportuno. Livros e livros são escritos sobre as incríveis palavras e parábolas de Jesus, incluindo as próprias cartas apostólicas que nada mais são que uma extensão do ensino de Cristo (João 14:25-26). Sua capacidade ímpar de resumir assuntos colossais em uma pequena ilustração, ou de dar uma resposta final inimaginável para um suposto cheque-mate, demonstram sua sabedoria sem igual.
Ah, meu querido irmão, não estamos falando de um simples sábio, estamos falando daquele que é mais sábio que o mais sábio homem que já existiu; mas não só isso, estamos falando sobre a própria personificação da Sabedoria. Todo o verdadeiro conhecimento e a eterna sabedoria procedem dele.

Ah, que possamos comer desta sabedoria mais doce que o mel e mais valiosa que o ouro ao lermos este evangelho. Cristo é toda sabedoria de que precisamos.

[…] mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, Cristo é […] a sabedoria de Deus. (1 Co 1:24)

Este livro é sobre o Profeta

Ninivitas se levantarão, no Juízo, com esta geração e a condenarão; porque se arrependeram com a pregação de Jonas. E eis aqui está quem é maior do que Jonas. (Mateus 12:41)

Cristo é aquele que fala de forma precisa e correta em nome de Deus! Esta simples frase é estarrecedora. Ele é O Bendito que vem em nome do Senhor (Mateus 21:9); muito superior a todos os outros profetas, inclusive Moisés. As Palavras de Jesus criaram toda realidade tempo-material e em Seu imenso conhecimento, presciência e predestinação, Ele pode decretar e predizer, como profeta, o futuro.

Mas Jesus não é somente um profeta apocalíptico. Ele revela a vontade do Pai. Em Mateus 5 temos claramente uma referência ao ensino profético de Cristo:

E JESUS, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos. E, abrindo a sua boca, os ensinava (Mateus 5:1)

Venha como um discípulo do Grande Rabi. Aproxime-se deste livro e leia o maravilhoso ensino que flui d’Aquele que falou tudo quanto ouviu do Pai e nada fez por si mesmo — mostrando assim ser um profeta maior que Moisés, que agiu por si mesmo ao ferir a rocha.

Quer conhecer a vontade de Deus? Ouça o ensino supremo de Cristo. Afinal:

Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho. (Hebreus 1:1)

Olhos para ler e um coração para crer

Bem-aventurados, porém, os vossos olhos, porque vêem; e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes e não viram; e ouvir o que ouvis e não ouviram. (Mateus 13:16,17)

Contudo, olhos para ler este evangelho com a admiração necessária e um coração para crer nestes gloriosos ensinos é algo que não procede de você. Você pode passar seus olhos sobre este livro de forma fria e jamais saborear cada letra escrita.

Querido leitor, ore para que Deus lhe conceda a graça através do Espírito de ter olhos para ler e um coração para crer. E se você já foi tocado por este vento soberano e livre, ore para que seu coração possa ficar cada vez mais deslumbrado ao meditar sobre este Livro. E, ao fazê-lo, faça-o com alegria e temor. Alegria pelo privilégio de poder ler tamanha sabedoria e revelação. Muitos profetas e justos, provavelmente mais piedosos que você, já desejaram ouvir tais palavras, mas não lhes foi possível. E você tem diante de si esta graça imerecida. Alegre-se! Ao mesmo passo, tema, porque ai daqueles que fazem pouco caso das Palavras de Cristo e não crêem nelas e as obedecem. Maior condenação que pecadores atrozes, mas ignorantes, haverá para estes.

Seja sua vida um livro aberto sobre Cristo

Por fim, meu querido irmão, ao vislumbrar esse nosso Herói, o Sábio-Rei-Messias-Profeta prometido, garanta que você seja, também, um telescópio para que outros possam ficar atônitos diante dessa gloriosa visão. Este é o próprio cerne do que significa evangelismo — mostrar quem Cristo realmente é para pecadores incapazes de estimá-Lo.

Convido você a ser um livro aberto para que todos possam ponderar sobre nosso precioso Salvador e assim, se achegar a Ele. Saiba que se o livro de sua vida tiver qualquer outro assunto como principal, o mesmo será um desperdício; mas, se tão somente, Cristo, o assunto mais importante que há, for a sua essência, então o livro de sua vida terá toda significância e terá valido a pena.

Por: Vinicius Musselman. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Original: O desafio evangelístico de Mateus 1.1. © Ministério Fiel. Website: MinisterioFiel.com.br. Todos os direitos reservados.

Comentários estão fechados.