um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Esperança em Deus

Para alguns filosóficos existencialistas o ser se relacionada com o nada. A ideia é que o “nada” define a vida, restando aos seres humanos, condenados pela liberdade, decidirem o que desejam ser. Cada um sente essa “náusea” ao seu modo, implicando, por assim dizer, na impossibilidade de dogmatizar a angustia. Essa é a forma como o homem pós-moderno impermeável ao Evangelho decide ver a vida em desespero.

Entretanto, como as pessoas que confiam no Deus revelado nas Escrituras reagem perante a angústia? O Salmo 130 é um salmo penitencial. Nele, os peregrinos oravam reconhecendo seus pecados diante de Deus com a doce perspectiva do perdão. Lutero, por exemplo, dizia que o Salmo 130 era um tipo de “escrito paulino” do Antigo Testamento. Sem dúvidas, o Salmo 130 é uma miniatura do Evangelho.

O Salmo 130 também é apreciado pela tradição cristã por indicar o caminho da graça para aqueles que estão nas “profundezas”. Os peregrinos sabiam o que significa chegar ao fundo do poço, entretanto, mesmo na noite escura da alma, eles aprenderam a cravar os olhos na misericórdia de Deus. Vejamos, pois, o que esse salmo nos ensina.

O clamor (1-2)

Em dado momento da vida os peregrinos se viam nas “profundezas”. Essa expressão indica o sentimento de alguém que se afoga no fundo do mar. Abatido, tomado pela depressão da alma, sentindo todo peso da vida sobre os ombros os peregrinos rasgaram a alma diante do Senhor clamando por ajuda do alto.

O peregrino se dirigiu ao Senhor na forma de clamor. Consciente da angústia, encarando o mundo quebrado de frente, lamentando seus próprios pecados o salmista não se entrega a uma existência sem sentido, antes, ele busca no Senhor perdão, paz e esperança para além das profundezas.

O pecado (3-4)

O peregrino sabe que todos são pecadores. No verso 3, o salmista reconhece que vê todas as coisas e nenhuma iniquidade passa desapercebida aos seus olhos. Era como se ele estivesse dizendo: “Senhor, não posso negar meus pecados!” Agora sabemos que o salmista, antes de qualquer coisa, sentia-se soterrado por seus próprios pecados.

Tomado pela angústia, no verso 4, o peregrino levanta os olhos para o Senhor e vê na graça de Deus a esperança do perdão. Ele também vislumbra, por causa da graça de Deus, uma vida debaixo do temor do Senhor. Atraído pela graça o peregrino vê o caminho da obediência pavimentado.

A esperança (5-8)

Perceba a dinâmica da graça: o salmista se descreve no fundo do poço, porém, atingido pela graça de Deus, ele passa a ter novos objetivos de vida – ele passa a ter esperança. Assim como um soldado aguarda pelo romper da manhã, o salmista, confiando na palavra do Senhor, espera ansiosamente na doce comunhão com Deus.

Ao olhar para o lado, o salmista se viu ao lado de outros peregrinos, e como alguém que tem um testemunho para dar, ele diz: Meus irmãos, esperem no Senhor porque nele existe abundante redenção. Vocês cometem muitos erros na vida, mas em Deus existe perdão e restauração da comunhão!

Recuperando o sentido da vida

Você já se sentiu sufocado? O que você faz nessa hora? No profundo da depressão o peregrino buscou o Senhor. Ele pediu pela ajuda do Senhor. Esmagado pela culpa, sentindo o peso dos seus erros, o salmista buscou refúgio na graça de Deus. Que notícia maravilhosa! Mesmo quando todo peso no mundo parece nos sufocar, podemos buscar o Senhor confiados em sua misericórdia. Não se entregue ao desespero, antes, entregue todo seu desespero nas mãos do Senhor.

O peso do pecado é terrível. O pecado nos afasta de Deus e, longe de Deus, os seres humanos jamais encontram paz. O salmista não estava desesperado por causa de uma abstração do “nada”, mas pela falta de comunhão com Deus. Essa é a grande angústia dos pecadores – o afastamento de Deus.

Salmo 130 é uma espécie de Romanos 3 do AT. Cercados pelo pecado, a única esperança para os pecadores é confiar no perdão oferecido graciosamente por Deus. No AT havia uma vítima sacrificial que era imolada no lugar do pecador. No Novo Testamento somos informados que Jesus, o cordeiro de Deus, foi imolado em nosso lugar. Desta forma, através de Jesus, podemos ter paz com Deus, perdão e justificação.

Não carregue mais o peso que sufoca sua alma como se o mundo não fizesse sentido. Lance sobre Deus toda sua ansiedade, confie no que Jesus fez em seu favor. Cristo pode te livrar da culpa e restaurar o sentido da sua vida para Deus! Volte-se para Jesus! Nele há abundante redenção!

Por: Francisco Macena. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Original: Esperança em Deus.

3 Comentários
  1. JOSUE VITOR PEREIRA MATOS Diz

    Obrigado pelas palavras maravilhosas que animam o meu dia me criam esperança e me faz ter uma nova visão sobre o Evangelho. Deus o abençoe

  2. Dirceu Amorim de Mendonça Diz

    Excelente mensagem (Salmo 130).
    Deus abençoe o pastor Francisco e a todos vocês, queridos irmãos.

  3. Tirciane Ferreira Diz

    Nossa como essa mensagem me fortaleceu,estava precisando!Um dia irei visitar sua igreja. …

Comentários estão fechados.